Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
The Inheritors of Fics [2.0] Pikalove

The Inheritors of Fics [2.0]

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Qui 10 Nov 2011 - 18:45

Olá pessoal! SIM! Teremos o IF 2.0 Sei que temos escritores novos e os que já fizeram teriam satisfação em fazer. Uma nova aventura para Tom começou. As regras continuam como as mesmas, exceto aquela dos três dias para entregar, ouviu Arc? e.e. Será apenas uma segunda temporada, portanto, é nesse tópico. Os vilões? O trio citado ai. Os bons entendem os anagramas de quem são as projeções. Alvo? Se Giratina já foi, o yin não vive sem o yang. A torre do mal tem alguém aprisionado e ele quer ser libertado. Locais? Tom sabe melhor que eu, criatividade taí. Desta vez, participarei na metade Funciona assim, eu criei um prólogo no meio do epílogo anterior lol, com personagens e tals e vocês irão continuar a fic, um por vez. Ao todo serão dez capítulos. Agora, as regrinhas:

· Apenas membros com menos de quatro alertas podem participar.

· Proibido o uso de gírias e emoticons/pyongs na escrita



· A boa conduta e respeito entre os participantes deverá ser praticada.

· A ortografia, narração e descrição deverá seguir os bons padrões de nossa língua.

· Cada capítulo deve ter no mínimo três folhas de Word, na fonte arial 10, automática.

· O prazo para a entrega é de Uma Semana, se acabar o prazo, entrará alguém da reserva em último lugar, e o próximo a fazer seria de acordo com a lista. Ex: O quarto saiu, entra o quinto para escrever nessa semana e o primeiro da lista de reservas fica em décimo.

· A ordem de vocês será feita pela lista abaixo, o número 1 será o primeiro, o 2 o segundo e assim vai.


- CADA CAPÍTULO DEVE SER MANDADO AO ARC/MUD ANTES DE SER POSTADO, PARA AJUDAR NO DESENVOLVIMENTO DA FIC. E TAMBÉM DEVE-SE ESPERAR A RESPOSTA DE UM DOS DOIS, E POSTAR A AUTORIZAÇÃO DE POSTAR O CAPÍTULO.

- ABRO EXCEÇÕES DESSA VEZ A MEMBROS QUE SÃO BONS MEMBROS E NÃO TEM FICS, SO PARTICIPEM

* O protagonista de chamará Thomas Wilberk. Nota-se que o nome é em inglês, assim como a maioria das fanfictions do fórum. Seu apelido é Tom.



  • A idade do Tom será de 32 anos.


  • Cameron é indispensável também no IF, não esqueçam.


  • Os times atuais: Thomas – Semira (Karrablast), Noone (Linoone) Cincinno e Reel (Bibarel). Cameron – Jô (Arcanine) e Woopapi (Quagsire).


  • Vilões: Michelle ta morta, mas pode acontecer uma ziriguidum dwmal. Xiue (Uxie), Primset (Mesprit) e Fleza (Azelf). Obejtivo, libertat Kyurem.



* Outros personagens podem ser inclusos ao decorrer da fic, assim como mudanças no Tom.

E antes que perguntem, três Fic moderadores aprovaram. Espero que gostem e boa sorte!

PS: Comentários estão a vontade, inclusive pelos que participarão, afinal, não é um concurso, é uma integração

Lista:

1- cbm

2- Michaelis

3- Mr. Weegee

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7- Mr. Master

8- Ruby

9- Mikhaelsan

10- Umb


Última edição por Mud_ril em Seg 21 Nov 2011 - 21:07, editado 1 vez(es)
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Löwen em Qui 10 Nov 2011 - 19:01


1- cbm

2-

3-

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7-

8-

9-

10-
Löwen
Löwen
Membro
Membro

Masculino Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 02/06/2011


http://lowenthal.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Hike em Qui 10 Nov 2011 - 19:03

1- cbm

2-

3-

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7-

8-

9-

10- Mr. Master
Hike
Hike
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 22/09/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Umbreon_NICE em Sex 11 Nov 2011 - 20:42

1- cbm

2-

3-

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7-

8-Umb

9-

10- Mr. Master
Umbreon_NICE
Umbreon_NICE
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/07/2010

Frase pessoal : COMUNISMO ANTI SOCIAL


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Hike em Sab 12 Nov 2011 - 12:17

Mudando de posição:

1- cbm

2-

3-

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7- Mr. Master

8-Umb

9-

10-
Hike
Hike
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 22/09/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Mich em Sab 12 Nov 2011 - 18:51

1- cbm

2- Michaelis

3-

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7- Mr. Master

8-Umb

9-

10-

Bora Bora Bora
Mich
Mich
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 09/04/2011

Frase pessoal : Why not to play along with the city?


http://micherlock.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Gehrman em Sab 12 Nov 2011 - 19:40

1- cbm

2- Michaelis

3- Mr. Weegee

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7- Mr. Master

8-Umb

9-

10-

É nóis. ae-

________________
The Inheritors of Fics [2.0] KQyVGme
cfox: APARECI NO MULTISHOW
The Inheritors of Fics [2.0] NkJEguh
The Inheritors of Fics [2.0] ALGS6KV
Gehrman
Gehrman
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/04/2011

Frase pessoal : NÃO TEM MEDCO


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Umbreon_NICE em Sab 12 Nov 2011 - 20:09

1- cbm

2- Michaelis

3- Mr. Weegee

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7- Mr. Master

8-

9-

10- Umb


Mudando de posição e_e
Umbreon_NICE
Umbreon_NICE
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/07/2010

Frase pessoal : COMUNISMO ANTI SOCIAL


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Bittö em Sab 12 Nov 2011 - 20:44

1- cbm

2- Michaelis

3- Mr. Weegee

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7- Mr. Master

8- Ruby

9-

10- Umb
Bittö
Bittö
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 06/06/2011


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Mikh em Sab 12 Nov 2011 - 21:27


1- cbm

2- Michaelis

3- Mr. Weegee

4- Löwen

5- Mud

6- Arc

7- Mr. Master

8- Ruby

9- Mikhaelsan

10- Umb
Mikh
Mikh
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 02/05/2011

Frase pessoal : You stopped being you.


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Sab 12 Nov 2011 - 21:29

Dá um tiro, joga a bandeira e PUM

EU DECLARO O INÍCIO DO 2.0 lol
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por cbm em Sab 12 Nov 2011 - 22:01

Spoiler:
Murilo Mud diz
ok
Gostei
:3
Aprovado
pode psotar
Capítulo 01 - Corrida da Morte



Fantina era uma mulher de meia idade. Algumas mechas de seu cabelo mostravam as raízes grisalhas. Já se fazia 12 anos desde sua promoção a membro da Elite 4. Após ter cortado suas madeixas, não se parecia mais com aquela mulher confusa e engraçada. Tinha um ar mais sério, de uma verdadeira lady. Estava em Lavaridge, Hoenn, há alguns dias, investigando algumas misteriosas reações de energia vindas de lá.

Parou. Naquele fim de tarde em cidade tradicional, todas as pessoas já estavam dentro de casa. A especialista fantasma começou a apertar seu passo. Já tinha mandado uma mensagem para a liga Pokémon. Ela havia descoberto algo imprescindível sobre uma possível ameaça.

Virou-se para trás e viu que uma pessoa a perseguia há alguns metros. Não a conhecia, mas sabia que não podia ser boa coisa. Um jovem loiro, de não muito mais de vinte e um anos, usando uma calça azul escura e um colete jeans. Sua camiseta branca era visível em algumas brechas do tecido.

- Parece que você sabe de algumas coisas indevidas, não? – Ele anunciou. Deu um sorriso malicioso para a mulher e ela logo entendeu.

- Não pode ser! – Estava abismada. Será que morreria decepada, como todas aquelas outras pessoas de anos atrás?

- Veja só. – Ele a chamou atenção, e revelou um grosso bracelete que trazia por debaixo da manga. Logo o girou em uma sequência especial, e um gás misterioso começou a ser exalado. A mulher se segurou, mas não pode aguentar. O veneno contido naquela fumaça estava adentrando seus pulmões e era como se mil lâminas microscópicas a cortassem por dentro. – Cada um de nós, os Supremos Sábios, temos o controle total de um tipo de veneno ou gás.

Ela o agarrou, mas ele apenas riu e deu um tapa em seu rosto. Sabia que não adiantava o que fizesse, era impossível sobreviver. As pedras estavam de volta, e dessa vez Tom corria ainda mais perigo.

~X~

Já se fazia dois meses desde o nascimento da garotinha. Tom e seus companheiros estavam todos reunidos na sua casa em Ecruteak. Lucian tinha chamado os três membros da elite para uma conversa em particular em uma saleta do hospital. Uma mulher o acompanhava, e esta revelou ser Jasmine, líder de ginásio de Olivine. Ela e Tom tinham se tornado amigos nos últimos tempos. As mulheres estavam todas no quarto da mãe de Lara, e o filho de Aaron parecia bem animado com a ideia de uma “prima”.

- Tom, Cameron, Aaron e Jasmine. – Começou. – Chamei vocês aqui para que soubessem que recebemos notícias de Fantina em Lavaridge. Parece que ela tem uma informação crucial sobre uma ameaça que ainda está para surgir.

- O quê? – Tom parecia não acreditar. Sua paz parecia que nunca se mantinha.

- Mas creio que ela esteja controlando a situação e...

- Não pode garantir. – Interrompeu o campeão, em seco. – Eu estou indo para Lavaridge o mais rápido possível.

- Você não pode! – Reclamou o psíquico. – Vamos ficar sem um campeão para os desafiantes?

- Se for assim, eu abdico. – Anunciou, se levantando confiante. – Para mim a segurança do mundo importa muito mais do que um maldito status.

Lucian simplesmente se calou. O treinador de pokémons normais era teimoso, e nada o faz desistir quando bota algo em sua cabeça. Cameron se levantou também e logo Aaron seguiu com seus olhos.

- Não pessoal, por favor, fiquem. – Completou Tom. – Essa vai ser uma missão rápida.

- Será que é idiota ou algo assim? – Perguntou Cameron. – Acha mesmo que eu vou te abandonar?

Os dois amigos apenas se olharam. Foram parceiros por tantos e tantos anos que era impossível descobrir o nível de sua amizade. Eles se entendiam perfeitamente. Jasmine lhes informou sobre o porto, e Aaron seguiu para informar os outros sobre a viagem. Lucian continuou ali, parado, e novamente suas decisões tinham sido ignoradas. Apenas encaixou seus óculos na posição certa com o dedo do meio e começou a andar.

~X~


O navio saído de Olivine não demorou muito a chegar a seu objetivo. Mas foi tempo o suficiente para que os dois homens pensassem em suas esposas, e um deles em especial, pensava em Lara. Chegaram logo à Slateport Town, Tom alugou um jipe e dirigindo os levou rapidamente até o bondinho, passando por Mauville.

Eles entraram, e aproveitaram para ficar conversando e olhando a paisagem do lugar, o qual ficava ainda mais bonito com as cinzas que eram expelidas pelo vulcão. Lavaridge estava ali, logo acima do pequeno morro, o qual os homens tiveram um pouco de dificuldade para escalar. Finalmente era a pequena vila que eles estavam querendo chegar.

Mas tudo estava muito esquisito. Várias pessoas vestidas de preto, naquele lugar que era extremamente quente, e todas com faces horrorizadas, como se estivessem vendo fantasmas. Tom ouviu algum deles dizer algo sobre morte e praça pública, e Cameron, seguindo o guia que carregava, logo os levou até a tal praça, onde um cadáver jazia pendurado em um pedaço de madeira.

- Não pode ser...! – O homem de cabelos pretos, que agora eram mais curtos, estava prestes a vomitar, não fosse ele mesmo segurando sua boca com a mão. Tom, ao seu lado, continuava olhando firme para o corpo de Fantina, já fedendo e cheio de insetos voando em volta, era retirado por policiais.

Ele deu um toque em seu amigo, e juntos eles se direcionaram ao mesmo caminho que os oficiais da justiça iam. Foi uma grande enrolação, e eles tiveram de reconhecer o corpo e assassinar várias papeladas apenas para descobrir que ela tinha sido assassinada com um veneno corrosivo que vagava pelo ar por um curto período de tempo.

Já era noite quando finalmente conseguiram sair da pequena delegacia, e as ruas de barro eram mal iluminadas pelas lâmpadas de energia renovável.

- É difícil de acreditar. – Afirmou o dono de Noone.

- É, mas Fantina foi assassinada. – Continuou Cameron. – E eu me pergunto quem fez isso...

- Esse alguém fui eu. – Constatou um jovem loiro que os observava do outro lado da ruazinha estreita.

Os dois se tornaram à direção dele, e pegaram suas pokébolas. Logo um Linoone e um Arcanine estavam no campo de batalha.

- Interessante. – Falou ele, pegando algo em seu bolso. De primeiro não parecia ser nada de mais, mas Tom ficou abismado ao perceber que era a Fire Stone, aquela que ele não via a tanto tempo. – Você vai entender com quem está lidando agora.

E assim ele fez com que aquela pedra se tornasse uma esfera flutuante, mas diferentemente das que Tom tinha feito, essa era um pouco menor que uma pessoa adulta. O garoto mexeu seu braço, e a bola ficou mirando em Noone.

- Morra. – falou calmamente, e um enorme disparo foi realizado, destruindo tudo e a todos naquele caminho. Um rastro de quilômetros tinha sido feito a partir daquele ponto. Todas as casas por perto, inclusive a delegacia, eram pura madeira e pedras agora. Parece que a habilidade de Jô tinha os salvado do ataque, mas mesmo assim ainda estavam caídos e chamuscados.

Cameron estava abismado com aquele poder. Nem mesmo o seu Magmar chegava a este nível. Sim, o Pokémon que pertencia a Michelle estava sob seu comando agora. O loiro andou em direção ao novo papai, e parou bem a sua frente.

- Tome cuidado com os Supremos Sábios daqui pra frente, ok? – A ameaça começou. – E nem pense em sair nos perseguindo pelo mundo atrás das pedras. Parece que com você aqui, Fleza terá um trabalho chato em Ecruteak. Mas então poderemos nos encontrar bem rápido em Lavender.

E ele se levantou. Logo começou a andar, e em pouco tempo já desaparecia no horizonte onde provavelmente deveria existir alguma casa. Tom se levantou já desesperado com as palavras daquele medíocre. Procurou em seu bolso, e logo achou o pequeno aparelho celular, todo cheio de cinzas, mas ainda era possível realizar ligações. Procurou na lista telefônica e o primeiro nome em ordem alfabética era Aaron.

O homem-inseto atendeu. Estava com seus olhos cheios de lágrimas, sentado em uma das cadeiras do hospital, e Jasmine parecia estar ao seu lado, tentando reconforta-lo.

- Aaron? Que voz é essa? – Perguntou ele. – O que aconteceu?

- Tom... – e várias soluçadas foram seguidas em meio ao choro. – Estou no hospital com Jasmine. Sua filha está sob cuidados médicos.

- O que aconteceu?! – Tom gritava, desesperado.

- Eles foram atacados enquanto eu e Jasmine estávamos fora. Sua filha está bem e saudável, porque conseguimos resgatá-la a tempo. – Explicou o da cabeça verde. – Mas os outros... Minha mulher e meu filho, a esposa do Cameron, a sua esposa e o próprio Lucian foram raptados por um homem poderoso que carregava a Water Stone.

- Não pode ser... – Tom não conseguia pensar de tão desesperado que estava. – Por favor, fiquem por aí. Nós estamos indo para Lavender.

- Lavender? Mas por que lá? – Questionou Aaron.

- Aquele lugar é o possível covil de nossos inimigos. – Afirmou, sem certeza. – Ou onde encontraremos uma das pedras.

~X~

Era inverno em Icirrus, e isso só significava uma coisa: neve para todo lado. Era uma cidade simples, mas ao mesmo tempo bonita e feliz. Em uma das casas, possivelmente a maior de todas elas, uma garotinha ruiva, com sardinhas no rosto, de uns oito ou nove anos estava conversando com seu ursinho de pelúcia.

- Você não é digno! – Disse ela, acendendo um palito de fósforo e ateando fogo no pobre coitado. Ela ficou ali, encostando o rosto caído na mão com o braço flexionado. Era entediante ter de esperar Fleza chegar de mais uma missão. Ela, Primset, realizava seus trabalhos muito rápido, e por isso queria cada vez mais e mais.

Assim que o bicho tinha se tronado um monte de cinzas, um homem encapuzado entrou no quarto. Tudo que se podia ver era uma máscara com estampas em vermelho por debaixo de todos aqueles panos.

- Fleza. Finalmente chegou! – Ela começou a exclamar, animada. – E como foi a missão?

- Ele não estava lá. E o amiguinho também não. – Relatou. – Mas eu capturei todos os outros. Estão lá no porão.

- Há essa hora Xiue já conseguiu a Fire Stone. São quatro pedras em dois meses! – Ela falou toda animada, mostrando a pedra brilhante, Shiny Stone, e a pedra azul-celeste, Dawn Stone. Pulou da cama e se direcionou a porta, parando para dizer. – Antes de ver a cara dos palhaços, vou cozinhar alguns cookies para comemorar.

Fleza não podia estar mais feliz. Sem que os outros soubessem, ele era quem planejava tudo, o grande mestre que eles tanto vangloriavam. Eles eram apenas duas crianças mal amadas que obedeceriam qualquer um, mesmo sem nunca ter o visto.

Há alguns anos, houve uma invasão no hospício St. Mair, onde apenas um dos loucos fugiu, e apenas o caminho para o quarto dele foi disturbado. O nome do garoto era Damian, tinha sofrido abusos sexuais do próprio pai e se tornou um psicopata violento após aquilo. Parecia que um misterioso homem encapuzado entrou no meio da noite e o libertou. A partir dali, começou a se chamar Xiue.

Uma tragédia ocorreu em uma pacata vila. Uma grande e aconchegante família foi assassinada em uma chacina, e a única sobrevivente foi Hony, de cinco anos. Ela passou os próximos quatro anos em um orfanato, já que ninguém queria aquela criança perturbada. Um dia, um casal aceitou. Por causa da burocracia, teriam de esperar mais um dia para pegar a menina de vez. Mas durante aquela noite, um enorme incêndio ocorreu ela viu novamente todos os que era próxima morrerem fatalmente. Mas foi aí que o homem encapuzado lhe apareceu e cuidou dela. Depois, para comprovar a sua confiança, pediu uma prova de lealdade. Ela foi e assassinou com suas mãos nuas o casal que a teria adotado. A partir dali, começou a se chamar Primset.

O homem encapuzado sempre viveu nas sombras dos grandes astros e estrelas. Ele deveria ter seu trabalho reconhecido assim como todos os outros grandes treinadores e campeões. Mas nunca dava certo. Após vivenciar uma situação sobrenatural, onde uma mulher chamada Michelle se juntou a Giratina, ele resolveu que queria algo como aquilo para si mesmo. Mas não conseguiria reviver Kyurem sozinho, e para isso usou seus pokémons psíquicos para iludir um homem a ponto de abusar de seu próprio filho, e depois que este ficou louco e se internou, ele invadiu o local e o resgatou. Também assassinou toda uma família e deixou uma garotinha para trás. Encaminhou-a um orfanato e anos depois fez propagandas dela para um casal de moradores. Achou uma brecha nas regras que os forçava a esperar um dia para leva-la para casa, e aproveitou a noite para incendiar o lugar que ela vivia. Apareceu novamente e a recrutou, fazendo com que matasse seus futuros pais. Tinha conseguido seus subordinados. A partir dali, começou a se chamar Fleza.

- Primset, seu tédio irá desaparecer em breve. O nosso mestre está me mandando uma missão para você. – Anunciou o falso subordinado. – E Tom, prepare-se para encarar meus dois empregados em uma única batalha.

Retirou então sua máscara por alguns segundos, revelando ser Lucian, um traidor.

Continua...
cbm
cbm
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 30/05/2010

Frase pessoal : cursando terceiro ano


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Sab 12 Nov 2011 - 22:08

Começamos muito bem :3

Amei o capítulo, traidor bem aplicado e erros consertados na revisão. Vou editar o main post, boa sorte ao Mich ^ ^

Reservas sempre são bem-vindos galera.

PS: POSTOU O MU PSOTOU Ç.Ç
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Umbreon_NICE em Dom 13 Nov 2011 - 20:13

Le Sir Crocante amei o capítulo.

Acho difícil Lucian ser o traidor, acho que é alguem com a máscara dele.

Essa parte da Fleza no final foi a que eu mais gostei. Xiue É Uxie?

Espero a continuação, Go Micha.
Umbreon_NICE
Umbreon_NICE
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/07/2010

Frase pessoal : COMUNISMO ANTI SOCIAL


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Mich em Ter 15 Nov 2011 - 20:00

Spoiler:
Michaelis             diz:
*Terminei de arrumar
Murilo - Mud diz:
*ótimo
*pópostar

Capítulo 2 - A Criança de Lavender

Era uma caverna sombria, mas nada estreita. Um homem encapuzado andou até o centro, onde haviam três símbolos. Um era de cor azul fluorescente, o outro, vermelho quente, e o terceiro, um ciano claro. O homem pegou da bolsa que carregava em suas costas, duas esferas. Uma delas, preta, a outra branca, e as colocou sob os símbolos azul e vermelho, respectivamente.

- Heh, estão seguros aí... por enquanto...

-----

A cabeça de Tom estava prestes a explodir. Sua esposa havia sido raptada, sua filha estava no hospital e ainda viria mais caos á frente. O homem e seu amigo, Cameron, estavam em um barco a caminho de Lavender, onde Tom estava certo de que seria o próximo alvo dos inimigos. Cameron estava encostado no parapeito, olhando para o mar e pensando. Com certeza, segurava a situação de forma que o campeão não conseguia.

- Hey, Cam, vamos segurar as pontas, tenho certeza de que dará tudo certo. – Confortou Tom, em um tom de voz preocupado.

- Não é isso que me incomoda. Lembra daquela vez, quando salvamos o mundo da Michelle? Bem, lá nós só tínhamos um inimigo nos perseguindo, sem contar que nós podíamos manter uma batalha contra ele. Agora, mesmo que nós somos do topo, ainda tenho minhas dúvidas. – Comentou o elite, triste.

Tom colocou a mão no ombro do amigo, e disse com a certeza em seus olhos :

- Vamos conseguir, não se preocupe.

Algum tempo depois, chegaram em Lavender. A pequena cidade estava totalmente destruída. O estranho era que, em meio aos escombros, havia uma casa, uma única casa em pé. Até mesmo a torre de rádio, construída para evitar esse tipo de coisa, havia sido demolida, e aquela casinha continuava ali.

- Escute Tom, por que você disse para virmos aqui. Não me parece que encontraremos algo importante. – Comentou o mais velho, revirando os escombros á procura de alguma pista.

- Bem, o sinal da torre de rádio parou de pegar ontem á noite. Eu estava ouvindo quando vim tratar de alguns assuntos com o Lucian.
Os dois andaram até a casinha e bateram na porta. Não houve resposta. Repetiram o processo, e o resultado foi o mesmo. Decidiram arrombar a porta. Tom tomou distância e correu preparado, até ouvir um berro fino :

- Esperem!!!

Uma criança ruiva, vestindo uma blusa branca e calças de moletom da mesma cor vinha correndo em direção á casa, segurando uma pequena bolsa de mão. A menina parou, recuperou o fôlego e logo em seguida deu um tapa nas costas de Tom.

- Não há nada para roubarem aqui, vão embora, vão! – Ordenou a menina, empurrando Cameron.

- Nós não viemos roubar nada, só viemos ver o que tinha nessa casa. Nós estamos investigando as ...

- Ah, se não querem roubar, entrem, entrem! – Convidou a garotinha, abrindo a porta.

Os adultos entraram, a mando da criança. A casa era simples, uma mesa ao centro, cadeiras ao seu redor, quadros pendurados e uma cama no cômodo ao lado.

- O que vocês estavam investigando mesmo? – Perguntou a garotinha, puxando uma cadeira e sentando-se.

- As pedras elementares. – Respondeu Tom, também puxando uma cadeira.

A menina abriu um sorriso no rosto, logo após, apoiou-se com o cotovelo na mesa, e a cabeça na mão, e perguntou aos heróis :

- Vocês conhecem a lenda da origem de Kyurem?

- Sim, uma vez que já estive em Unova. Era mais ou menos assim : Houve uma era, onde um dragão extremamente poderoso viveu. Certo dia, esse dragão foi separado em dois, “Yin” e “Yang”. Após isso, a “carcaça” do antigo dragão se levantou como um corpo vazio. Esse é, Kyurem. – Informou Cameron.

A criança começou a bater palmas de forma lenta, e seu sorriso estava ainda mais aberto. Logo, a menina desceu da cadeira e andou até a porta.

- Eu esqueci de fazer algo, já volto, não precisam sair.

Ao sair, a mesma trancou a porta, pegou um fósforo do bolso de sua calça, e botou fogo na
casa. A menina deu as costas e saiu andando, uma vez que havia acabado com aqueles que
lhe representavam ameaça... ou era o que achava. Logo depois, o chão começou a tremer e
um buraco se abriu nele. Dele saíram Tom, Cameron, e um Pokémon que se parecia uma
toupeira gigante, com garras de aço em ambas as mãos.

- Ei... qual seu nome? – Questionou o campeão, totalmente irritado.

A garota arremessou uma bomba de fumaça ao chão, e logo, voltou a falar.

- Bem, acho que não fará mal contar um pouco de nós a vocês, uma vez que serão aniquilados... – Logo a fumaça se dissipou, e a menina estava toda mudada. Seus cabelos estavam enrolados, como os de uma boneca. Seus trajes simples tornaram-se um vestido extravagante com uma explosão de cores diferentes. – Meu nome é Primset.

A criança começou a pular de um lado para o outro, quando a paciência do elite se esgotou.

- Excadrill, Drill Run! – Ordenou o mais velho, enfurecido.

A menina ficou parada esperando o ataque chegar. Logo, pouco antes de ser acertada, pegou uma pedra branca brilhante, que fez formar uma parede de luz em frente á menina, bloqueando o ataque. Ambos os homens ficaram abismados, enquanto a menina caía de rir vendo a cara de espanto dos adultos.

- Deixe-me explicar a vocês. Cada uma dessas pedras tem um poder diferente, que apenas um seleto grupo de pessoas pode despertar. Essa Shiny Stone pode bloquear os mais poderosos ataques.

- Entendo, fomos atacados por um sujeito que usava a Fire Stone. Era um dos seus? – Perguntou Tom, suando frio.

- Ah, eu não posso revelar quem é e quem não é dos nossos. Aliás, boa noite á vocês. – Falou a criancinha, fazendo uma combinação em seu relógio de pulso. Logo, um gás vermelho começou a sair do mesmo. Ambos os adultos tentaram evitar, mas não conseguiram e acabaram por cair sob os efeitos da toxina.

- Cada relógio desses tem uma coisa em especial. O meu gás vai aumentando a temperatura do corpo de quem o exala, matando a pessoa lentamente.
– Disse a garotinha, virando-se e saindo andando, deixando os dois corpos para trás. Mas antes que pudesse ir embora, um homem encapuzado, trajando uma capa preta veio andando em sua direção, e parou á sua frente.

- Vocês Sábios... Nunca conseguirão acordar a fera, não importa o que tenha de ser feito. – Disse o encapuzado.

- Você fala demais, o que pode fazer para nos impedir? Nada! É essa a realidade! – Exclamou a menina, fazendo um sinal com o dedo para o homem.

O mesmo então, puxou de sua capa uma pedra verde, com um símbolo de folha ao centro. Logo, a mesma começou a brilhar, e raízes enormes surgiram do chão, e foram ao ataque, visando a aniquilação da criança, que mais uma vez usou a Shiny Stone e fugiu. O senhor vestindo preto pegou os dois elites, chamou de sua pokébola um enorme dragão laranja e bípede, com a ponta da cauda pegando fogo e enormes asas. Apoiou-os, juntamente com si próprio, nas costas do monstro e começaram a voar. O ser de preto puxou de sua capa um frasco contendo um líquido transparente, abriu-o e despejou o líquido nas narinas de ambos os desmaiados.

- Esses elites de Sinnoh... não servem pra nada. – Afirmou o encapuzado.
Mich
Mich
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 09/04/2011

Frase pessoal : Why not to play along with the city?


http://micherlock.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Ter 15 Nov 2011 - 20:03

Arrumou os errins mesmo.

Amei a ideia dos poderes nas pedras. A parte do relógio me deu arrepios. Imagine o do Fleza. lol

Muito bom Mich, pareceu rápido, mas o tamanho foi cabível.

Até mais e boa sorte Weegee.

PS: Ele só entra em FDS, vou ver com ele.
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Umbreon_NICE em Ter 15 Nov 2011 - 20:30

Senhor Micha, todos do RF pensavam que ia sair mas não ia postar o capítulo. Enfim, gostei bastante do capítulo e da parte da menina também, parece que ela vai ser importante para o desenvolvimento da história. E esse velho encapuzado parece que vai ser neutro na história. Enfim, a parte épica foi essa.

"Falou a criancinha, fazendo uma combinação em seu relógio de pulso. "

Ela usa Champion ou é a versão feminina do Ben 10? -q

Boa narração e descrição excelente, gostei mesmo. Agora é esperar o Wee postar o próximo capítulo.
Umbreon_NICE
Umbreon_NICE
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/07/2010

Frase pessoal : COMUNISMO ANTI SOCIAL


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por cbm em Ter 15 Nov 2011 - 20:32

Micha :3

Eu gostei, mas também achei meio pequeno. E tava escrito "criancinha" em uma parte. culpadomud

Tom e Cam quase virram churrasquinho. ~~ Primset merece a morte.

Só não entendi muito bem qual era a desse encapuzado. Cara suspeito. Enfim, agora é esperar o cap do Weegee, que deve demorar um pouco.
cbm
cbm
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 30/05/2010

Frase pessoal : cursando terceiro ano


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Seg 21 Nov 2011 - 21:21

Oi gente o/

Weegee só entra de FDS, mas hoje especialmente entrou para entregar a fic. :3

Eu corrigi dois errinhos de nome de Pokémon e acrescentei um final. O Weegee escreveu até o penúltimo parágrafo do flashback. Depois fui eu. Portanto, espero que continuemos nesse projeto galera, amei esse capítulo, assim vocês vão entender melhor as pedras.

Aqui está
~Capítulo 3: O universo por trás das pedras



- Acordem, seus inúteis! – Gritou o homem encapuzado, para acordar logo os dois amigos. Ambos ainda estavam inconscientes, mas parecia que o efeito dos gases tinha saído deles, para sua felicidade. Ainda tentando acordá-los, deu um tapa em suas cabeças, o que foi o máximo para acordar pelo menos Tom, que tinha um sono leve.

- Onde... Estamos? – Tom abria seus olhos lentamente, tentando se acostumar com a claridade do local. Então, passando-se alguns segundos, saiu de sua posição, e sentou-se normalmente. Foi então que viu que estava no meio do céu, com seu companheiro Cameron ao seu lado, dormindo. Levou um susto quando viu que já estava bem longe da terra. Olhou para sua esquerda, avistou o rosto de um grande lagarto laranja, o bem conhecido Charizard. E à direita, viu um homem encapuzado, aquele que salvou Cameron e Tom. – Primeiramente... Quem é você?

- Meu nome não é útil para vocês. – Afirmou, de uma forma fria que deixou Tom mais curioso do que já estava. Mas, para fazê-los reconhecer o homem, falou: - Mas, não quero que me chamem de senhor o tempo todo. A partir de agora, chame-me de “Leaf”.
Tom logo suspeitou um pouco do homem quando notou que não quis revelar seu nome. Fez mais algumas perguntas para ele, mas não parecia que quis ouvi-lo. Então, quis ver como estava o Elite, que estava ao seu lado. Apoiou seu rosto no peito do amigo, e percebeu que seu coração batia normalmente. Logo, não via motivos para se preocupar. Lembrou-se de algo muito importante, e perguntou a Leaf:

- Erm... Para onde estamos indo? – Perguntou, para ver se o ser de preto responderia sua pergunta. Achou que ficaria novamente sem respostas, mas...

- Pewter. Quando chegarmos no Centro Pokémon de lá, conto-lhe mais. – Informou, para a felicidade do elite, que concordou com a cabeça. Até lá, demoraram apenas alguns míseros minutos para chegarem, mas para Tom, isso era uma eternidade, já que sua curiosidade aumentava a cada segundo.

Chegaram até a entrada da Mt. Moon, para a felicidade de Tom. Cameron ainda dormia calmamente, provavelmente o gás fez mais efeito nele do que em Thomas, por alguma estranha razão. O elite segurou seu amigo nos braços, e saiu das costas do Charizard, junto com Leaf, que retornou o Pokémon para uma Ultra Ball.
Mesmo com o rosto do homem sendo coberto por um capuz, Tom já sabia que ele não estava sorrindo. – Vamos logo. Não quero perder tempo aqui. – Ordenou o homem, e Tom já sabia que precisava segui-lo, mesmo não sabendo nem um pouco da história do cara.

Logo após atravessarem uma pequena estrada, viram a cidade de Pewter. Tom levou um susto com o que viu, mas Leaf permanecia calmo... A cidade estava completamente devastada. Uma grande quantidade de pedras estava em cima dos restos das casas, como se uma destruidora avalanche de pedras tivesse caído nelas. Fogo estava em praticamente todas as casas destruídas, mas o que havia de mais estranho era o Centro Pokémon da cidade que estava em pé.

Seu lado de fora era bem simples. As partes inferiores ao telhado eram cinzentas e tinham umas bolinhas brancas espalhadas aleatoriamente por elas, dando um ar mais vívido para a construção. O telhado era avermelhado, e duas faixas brancas formavam uma cruz nele. Para terminar, uma grande Pokébola vermelha e branca cheia de arranhões.

Tom estava com a mente cheia de mistérios para serem resolvidos... Primset, a garota que tentou matar ele e seu amigo quando estavam em Lavander, o misterioso homem, Leaf, que salvou a vida dos dois amigos, mas não revelou quase nada, e o principal, as pedras. Tentou se acalmar para não se lembrar de tudo isso. Começou a andar na direção do Centro, cantarolando uma música que aliviava os nervos. Leaf ficou nervoso,virou-se para Tom, e falou de modo calmo e frio:

- Vamos rápido. Preciso te contar umas coisas. – Correu até a construção, o que fez Thomas apressar o passo para acompanhá-lo. Pelo menos uma de suas perguntas seria resolvida naquela hora.

Dentro do centro, os dois homens conscientes se encontraram um simples local completamente destruído e em chamas por alguns locais, mas apenas algumas coisas estavam completamente limpas, como uns bancos e o balcão para a cura dos Pokémons que necessitavam de ajuda medicinal.

- Coloque seu amigo no banco lá no canto direito e pegue as Pokébolas no bolso dele, junto com as suas. Quando terminar de fazer isso, coloque-as naquela máquina vermelha e branca com seis buracos lá encima no balcão. – Leaf informou Tom calmamente, enquanto andava até um banco que se localizava no canto direito do local, e se sentou lentamente. Ficou em silêncio após isso.
Após Tom fazer tudo isso, foi até Leaf, e sentou-se ao seu lado.

-Aposto que não sabe de nada até agora... Estou certo? – Perguntou o homem encapuzado, e esse tom de voz feito na frase deixou Tom nervoso, poderia estar lidando com a pessoa com quem não deveria lidar.

- Sim... Eu também quero fazer umas perguntas, e... – Tom ficou abismado quando viu a pedra que o homem mostrou para ele... a Leaf Stone. – COMO DIABOS CONSEGUIU ISSO?! – Gritou, se levantando da cadeira com extrema ansiedade. O homem ainda permanecia calmo, e guardou o objeto.

- Eu consegui essa pedra quando andava pela floresta de Viridian, a floresta que fica perto da cidade em que nasci, e provavelmente, já sabe o nome. Viridian. – Informou o homem, e como queria prestar bastante atenção na história, sentou-se e apoiou sua cabeça em sua mão, que estava apoiada na perna. – Era uma caminhada normal, praticamente sem rumo. Afinal, quis mesmo rever a floresta em que brincava bastante na minha infância. No meio do caminho, eu vi uma luz esverdeada e bem forte, quase cegando-me. Olhei com dificuldade para lá, e avistei uma Leaf Stone... Mas não era uma Leaf Stone comum.


~Flashback~


- O que será isso? Que estranho... – Leaf perguntou isso para si mesmo, e ficou com vontade de vê-la mais de perto.

O homem de preto usava a mesma roupa quando estava no futuro: Um simples capuz preto bem antigo, um calça, uma camisa, e uma jaqueta, todas de cor escura. Parecia que de tanto usar o capuz, que ele ficou assim.

Então, Leaf começou a se aproximar lentamente da luz, cobrindo seu olho com o braço para evitar que a imensa quantidade de luz emitida não deixá-lo cego. Parecia que o feixe deixava-o completamente hipnotizado, forçando-o a ir para o local de origem da luz.

Também pensava que se seguisse a luz até o fim, avistaria um tesouro magnífico, e será reconhecido por um cara famoso que todos gostam.

Alguns minutos se passaram, e logo avistou a origem da luz... Uma pedra esverdeada com um símbolo de uma folha no meio. Quando chegou bem perto dela, a luz começou a ficar mais fraca. Quando finalmente viu sua forma, que era esverdeada, oval, e continha uma simples folha no meio.

- Espera... – Falou Leaf, decepcionado pelo que viu. – É uma simples Leaf Stone. Tsc, vim aqui por nada. – O homem virou-se para trás, e começou a caminhar. Até que uma ideia veio em sua mente. Quem sabe ele possa usar a pedra num futuro distante?

Virou-se novamente, mas dessa vez para a direção oposta. Apanhou a pedra, e guardou-a no bolso. – Ok, vou embora. Não necessito fazer mais nada aqui, e... Urgh!

De repente, o corpo de Leaf começou a brilhar intensamente, deixando-o abismado pelo seu corpo estar completamente brilhante. “O que é isso? O que está havendo comigo?!

Estou virando um vampiro e nem sabia como isso aconteceu?!” Pensou, pressionando suas mãos contra sua cabeça, enquanto caía no chão com rapidez. Ele começou a ouvir vozes. Vozes calmas e doces, como as de uma menina.

“Meu caro senhor, necessito urgentemente de sua ajuda... Por favor, tome conta dessa Leaf Stone com sua própria vida, e assim, ela te dará os poderes supremos das florestas.

Se ela cair em mãos erradas, o mundo será devastado... Como Deusa da floresta de Viridian, torno-lhe o guardião oficial da Leaf Stone... Adeus...”

A voz desaparece pelos ares, deixando Leaf completamente sozinho e cheio de dúvidas em sua cabeça. “Por que a Deusa Viridian transformou-me em guardião? O que será essa ameaça ao mundo? O que acontecerá comigo?!” Tudo isso e muito mais fluía por sua mente numa velocidade que era impossível acompanhar.

- Como posso aceitar isso com tanta facilidade? Por que eu faria isso sem ao menos saber as consequências do mundo? – Perguntou para si mesmo, num tom de voz bem nervoso, como se estivesse num momento em que decidiria sua vida por inteiro.
De repente, ouviu sons vindos de uma árvore com folhas amareladas. Olhou para a mesma, e não avistou nada. Será que foram apenas ilusões? Ficou olhando fixamente para lá por alguns segundos, esperando que alguma coisa acontecesse.

...Nada. Virou-se para o lado em que antes estava olhando, levantou-se, e começou a andar calmamente para frente. Então, novamente ouviu os sons vindos da árvore, mas dessa vez mais intensamente. Com certeza não era uma ilusão. Virou-se novamente, e gritou:

- Quem está aí?! – Exclamou, com raiva em seus olhos e ansiedade em sua cabeça. Imaginava se a “coisa” que estava na árvore era algum ser de extremo perigo, mas mesmo assim não quis parar de olhar.
De repente, uma enorme abelha amarelada com listras bem escuras, olhos avermelhados cheios de segmentos, asas brancas do tamanho dos espinhos que eram praticamente seus braços. Leaf ficou pálido após ver o que o monstro era: Um Beedrill com um tamanho impossível de se ver por todo o mundo.

- Ah não!! Os boatos do monstro da floresta... ERAM VERDADEIROS!! – Gritou Leaf, deitando no chão para se proteger. Sabia que sua morte estava certeira, não tinha tempo de chamar seu Charizard pra a luta, pois o Beedrill voava na direção do homem com a velocidade parecida com a de um relâmpago.
Então, um fortíssimo brilho saiu do bolso em que Leaf colocou a Leaf Stone. Ela saiu por conta própria do local em que foi guardada, e foi até a mão direita do homem encapuzado. “Mas o que...” pensou, mas mesmo assim não conseguiu concluir seu próprio pensamento, graças à tragédia que aconteceu a seguir...

Oito enormes raízes esverdeadas, cheias de espinhos e com o tamanho de uma árvore surgiram em frente ao Beedrill e ao homem, que olhava completamente surpreso para todas as raízes com uma face completamente surpresa. Então, todos os seres clorofilados começaram a chicotear violentamente a abelha, dando danos completamente mortais a ela.

- Meu... Deus... – Ele não conseguia olhar para o que estava acontecendo, era muito sangue jorrando de um lado para o outro. Até que não aguentou mais ficar perto de tudo isso, e saiu correndo para o lado oposto em que o Beedrill deveria estar voando, caso não estivesse sendo chicoteado pelas raízes.

Após um tempo de correria, notou que não ouvia mais os sons das batidas das raízes. Finalmente se livrou daquele desastre. Parou no caminho, e sentou-se no chão, ofegando bastante. Ficou segurando seu peito por alguns segundos, até que olhou para a mão direita e viu a Leaf Stone, no modo em que ela sempre esteve antes.

- O mundo está se alterando lentamente... Pedras se tornam épicas armas de destruição, e eu fico aqui, sem saber de nada... – Fechou sua palma, e colocou sobre ela a mão que segurava o peito. Então, levou elas para a cabeça, e começou a perguntar várias coisas para pedra, mas sabia que não seria respondido. – Nada pode piorar meu dia agora...

De repente, por pura coincidência, ouviu uma explosão vinda da cidade de Viridian. É óbvio que ele levou um extremo susto com isso, e necessitou fazer alguma coisa. Esqueceu de tudo que vera antes e começou a correr até o local. Já que sabia de todos os atalhos de lá, sabia como se guiar facilmente pela floresta.

- NÃÃÃÃÃÃÃO!! – Leaf gritou bem alto após ver o caos que via em sua cidade natal... O local estava completamente destruído, com as construções em cinzas, como seu um vulcão em erupção tivesse lançado uma gigantesca quantidade de lava na cidade. Ainda com a raiva fluindo pelo seu corpo, deu outro grito: - QUEM FEZ ISSO?!

- Procurando por mim, amigo? – Uma voz foi ouvida pelo lado de trás de Leaf, que logo virou-se para trás, e viu o traidor mascarado... Lucian. Ele estava usando sua máscara, e para sua felicidade, não pode ser reconhecido pelo homem que desejava vingança. Em sua mão esquerda estava uma pedra brilhante, azulada por fora e com um centro branco:
Uma Dawn Stone.

– Pelo visto, a Leaf Stone está com você... – Ele afirmou, surpreendendo o homem de forma incrível. – Você não é digno de tê-la. Dê para mim, e assim, será feito um mundo melhor para todos nós!

- Por que diabos eu confiaria numa pessoa que destruiu a minha cidade?! DIGA-ME!! – Exclamou, já ficando roxo de raiva e chorando bastante. Sabia que aquele homem era uma pessoa que odiaria para sempre.

- Bem... Você já ouviu falar das pedras elementais, certo? Então. As pedras que eu e você temos neste momento são muito poderosas, e elas têm certo poder distinto que cada pedra tem, como a minha, que consegue usar vários tipos de golpes elementais. – Informou o homem, apontando sua pedra para o alto, fazendo Leaf vê-la melhor. – Quis procurar a Leaf Stone na cidade, mas pelo visto, você achou-a pela floresta... Huh.

- E VOCÊ PRECISOU DESTRUIR TODA A MINHA CIDADE POR UMA PEDRA?!! SEU DEMÔNIO!! – Gritou, sacando uma Ultra Ball de seu bolso. Jogou-a para o alto, e um forte feixe de luz amarelado saiu dela, e conectou-se ao chão. Após isso, materializou-se num Charizard com uma aparência totalmente forte. – Flamethrower nesse idiota, Charizard!!

- Há! Acha que isso me dará dano?! Veja a minha defesa! Protect! – Lucian deu um grito, e uma barreira transparente e indestrutível surgiu em sua frente, protegendo-o das intensas chamas que foram lançadas em sua direção. Leaf ficou abismado com isso, mas mesmo assim ordenou seu Pokémon continuar a lançar fogo para seu oponente, que continuava a se defender. Então, em certo ponto, Fleza gritou: - Suas tentativas são inúteis! Seu lagarto não poderá me derrotar tão facilmente com esses golpes! Hydro Pump!

Na frente do homem mascarado, surgiu um portal aquático que rodopiava que nem um forte redemoinho. Então, uma gigantesca quantidade de água saiu do redemoinho, e foi lançada para o Charizard em alta velocidade, impossibilitado de defender-se, graças à rapidez do golpe. Desmaiou direto, o que deixou o homem abismado pela força golpe.
- Não falei?! Todas essas suas tentativas de me atacar são inúteis! Agora, é minha vez! Hydro Cannon!! – As palavras de Lucian enfureceram completamente o homem encapuzado, que retirou a pedra com rapidez de seu bolso, enquanto um redemoinho aquático bem maior do que outro se formava na frente de Fleza.

- Eu vou acabar com você!! – Ainda com suas emoções espalhando-se de modo descontrolado pelo seu corpo, Leaf levantou para o alto a mão que segurava a pedra das folhas, e um forte brilho esverdeado foi emitido, e aquelas enormes raízes de antes surgiram diante do homem encapuzado, prontas para atacar.


Mas Fleza apenas sumiu, sem deixar rastros, antes do pior acontecer.
~Fim do Flashback~


Tom estava abismado. Se aquilo fosse verdade, o perigo era inimaginável diante os olhos deles. Cameron ainda adormecia em um canto e Leaf o olhava pensativo.

- Então se as pedras são as fontes de poder desse estranho trio, elas são as únicas que podem combatê-los também. Como eu escondi as pedras, sei onde estão.

O adulto se virou ofegante para o oeste.

- Você descreveu golpes de água e proteção. Eles têm a Water Stone e a Shiny. O loiro esquisito nos atacou com a Fire Stone. E lembro também de ver a Dawn com aquela garota. Ela o acoplou a um colar. Portanto, eles têm quatro. Restam cinco, já que você possui a de grama.

O ex-morador de rua pegou seu celular e ligou rapidamente a um amigo. Após um tempo, Leaf se intrometeu:

- Para quem você ligou?

- Um amigo. Ele é piloto de avião, nos levará até Azalea rapidamente. É lá que está a Everstone.

O encapuzado segurou Cameron pelo braço e o colocou nas costas.

- Logo ele acorda. Mas estou decidido a ir com você. Afinal, quero vingança com aquele homem por ter destruído a minha cidade natal. E eu tenho uma das pedras, com certeza serei útil.

Thomas concordou. Em seguida, partiram para o centro da cidade, esperando o avião que os levaria até Johto novamente. Uma nova busca pelas pedras começava.

Continua por Lowën, xi ferrou -q

A PROPÓSITO, COISINHA IMPORTANTE:

Fire Stone - Estava escondida no vulcão de Lavaridge - Em posse de Xiue - Poder de labaredas, lança-chamas e explosões e combustões diversas.
Water Stone - Arredores de Icirrus e Twist Mountain - Em posse de Fleza - Poder de invocar água e golpes relacionados a mesma, além da habilidade de respirar embaixo da água.
Shiny Stone - Undella Bay, enterrada - Em posse de Fleza - Poder de Proteção contra qualquer golpe.
Dusk Stone - Localização: ?????? (inventem) - Em posse de ????? - Desvia a luz de corpos, fazendo-os ficarem invisíveis.
Thunder Stone - Localizada em ??????? - Em posse de ?????? - Solta trovões e relâmpagos.
Leaf Stone - Viridan Forest - Em posse de Leaf - Controla o reino plantae, raízes e folhas a seu serviço.
Everstone - Azalea City - Em posse de ?????? - Faz a pessoa ser imune a machcados e ferimentos, curando doenças para sempre.
Sun Stone - Local- ????? / Em posse de ???????? / Pode causar cegueira e ilumina locais. Além disso, deixa a pessoa rápida, pois a ativação do Sol faz tudo crescer rapidamente.
Moon Stone: Local - ?????? / Em posse de ??????????/ Faz o ser se dividir em QUATRO, igualmente às fases da Lua, sendo que sua força se divide entre os mesmos.
Dawn Stone - Local: Templo de Snowpoint. Em posse de Fleza. Faz a pessoa se teletransportar em um raio de até cinco quilômetros.


Última edição por Mud_ril em Qua 30 Nov 2011 - 18:59, editado 1 vez(es)
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Dom 27 Nov 2011 - 18:46

Löwen é preguiçoso e saiu.
Eu e alguns integrantes conversamos no MSN e pronto! Pikachu385 vai entrar.
Mas a ordem muda por causa de provas e testes escolares. Portanto, eu farei o dessa semana, entrego até domingo que vem.
Em seguida, será a vez do Mr. Master.
Depois, Arc.
Em seguida, Pikachu385.
E o final continua o mesmo.
É isso, editarei o MP.

Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Qui 1 Dez 2011 - 1:20

Bem gente, cá estou com o capítulo, amei escrever ele e espero coments. Perdão pela fonte se não gostaram x_x E não revisei, deve ter muitos erros.

Capítulo 4 - Voando para sempre
O avião pousou em Azalea durante a tarde daquele dia. O Sol se punha entre nuvens e a claridade se dissipava no horizonte. Cameron acordava de um sono forçado:

- Minha cabeça... Dói. – Falou ele zureta.

Tom o ajeitou no assento do aeromodelo e falou:

- Acordou Bela Adormecida! Senta direito que temos muito a conversar.

Após uns vinte minutos, Cam já sabia de tudo em relação às pedras e estava disposto a recuperar a Ever Stone.

A dupla e Leaf desceram da aeronave e saíram do aeroporto em pouco tempo. Pegaram um táxi até as coordenadas de onde Thomas havia escondido a Everstone. O homem encapuzado que os acompanhava perguntou:

- Onde é que fica esse esconderijo rapaz?

- Sabe, ser amigo de líderes de ginásio é uma boa coisa. Com certeza o Ás guardou tudinho pela sua vida.

Curioso, Leaf se virou e reconheceu o lugar:

- É o Ginásio de Azalea. Agora entendi.

O trio pagou o motorista e foi em direção ao estádio. Apesar de antigo, o campo de batalha da cidade estava em perfeitas condições. Começando pela cúpula revestida, aberta com tons de safira e turquesa. Em volta, pedras de canjiquinha cobriam a estrutura. A porta tinha duas asas desenhadas. Como era automática, se abria e separava as penas, uma para cada direção.

Quando os três se aproximaram da entrada, ouviram um barulho. Em seguida, fogo saiu do ginásio.

- Uma explosão?

No céu, Xiue com seus cabelos loiros e seu sorriso diabólico, olhava para Falkner e seis Pokémons: Staraptor, Pelliper, Charizard, Honchkrow, Salamence e Noctowl. Falk tinha cabelos azuis misturados com grisalhos, uma barba bem feita e roupas leves celestes. Montava no seu amado dragão e enfrentava o estranho na batalha.

Nas mãos do homem flutuante, duas pedras, uma laranja e uma ciano. Com certeza a Fire Stone e a Dawn. Embaixo deles, labaredas esvoaçavam como plumas. Quem caísse, morreria carbonizado.

- Noctowl, Charizard, vão!

A dupla coruja e salamandra voou rapidamente até o jovem. Apenas um olho dele piscou e se tornou vermelho. Em seguida, disse:

- 10%. Tornado de chamas.

Ao dizer isso, uma de suas mãos virou magma e um tufão de fogo se espalhou pelo corpo do Pokémon noturno. O outro lançou uma rajada do dragão ao mesmo tempo e isso nem pareceu afetar Xiue.

- Isso é tudo liderzinho?

Após ele apertar a pedra do amanhecer, desapareceu e reapareceu no pescoço do Charizard, que ficou surpreso.

Com um golpe certeiro de caratê, estraçalhou os ossos do crânio dele. O dinossauro caiu no campo de brasas jazido.

Todos se espantaram como tal crueldade era possível. Mas o pior veio depois, desnorteado, o Noctowl investiu ferozmente após receber o golpe e acertou um corte profundo no cóccix.

- Frango de uma figa!

O vilão agarrou a ave e a espremeu com suas mãos. Em seguida, enfiou a mão goela abaixo e soltou uma espécie de lança-chamas potente, fazendo o Pokémon virar cinzas.

- Desgraçado! – Urrou Falkner irritado. Lágrimas de ódio e dor saíam de seus olhos.

Thomas parou de assistir e invocou seu sexto e último Pokémon. Excadrill, Noone, Bibarel, Cin e Semira iam ter que esperar, já que não voavam. Tacou a Pokébola e libertou seu segundo monstrinho mais poderoso. E pensar que um dia ele fora pequenino.


\~ Flashback ~/



Quando Tom tinha aceitado ser o campeão da liga no lugar de Cinthia, aceitou na hora. O problema era arranjar dois novos parceiros para completar seis em seu time. Raciocinou e escolheu um bom lugar para capturar seus Pokémon. No caso, foi adotar dois. O Orfanato da cidade de Sunyshore, em Sinnoh. Lá, os seres mais sofridos abandonados por seus donos são levados em busca de um novo recomeço com um amigo ao seu lado.

O alvoroço do lado de fora daquela casinha amarela foi enorme. Tom já tinha ficado famoso e todos queriam conhecê-lo. Fãs levavam cartazes e cartas de agradecimento por ter salvado o mundo. Ele não ignorava, mas também não queria ser consumido por uma massa de tietes.

Entrou no centro de adoção e falou com a moça que cuidava dos bichinhos.

- Ah, eles são tão amáveis. Você vai amá-los!

Ela apresentou as salas, que eram separadas por tipos específicos. O tipo Normal, que era o favorito do garoto, foi a primeira seção. Uma Audino estava sem uma pata, um Patrat chorava enquanto estava com marca de queimado no seu ombro. Cada um dava mais pena que o outro.

Entretanto, ele estava decidido. Não ia pegar um tipo Normal. Optou por um Solo e um Voador. Assim, estaria balanceando seu time.

Na sala dos terrestres, viu uma pequena movimentação. Um Sandsherew, um Graveler e um Phanpy caçoavam de um Drilbur e de um Marshtomp. O primeiro tinha um arame enfarpado na cabeça e nem cirurgia tiraria aquilo. O segundo não tinha um braço. Os dois recebiam uma surra do Graveler e a dupla menor auxiliava o rochedo a bater nos dois.

- Ei, pare já! – Disse a moça do Orfanato.

Eles ainda assim prosseguiram e bateram nos dois.

Tom decidiu intervir. Soltou sua Karrablast e partiu no meio da confusão:

- Semira, Bug Buzz!

Um estrondo fez os cinco fecharem os ouvidos. Thomas recolheu a evolução do Mudkip e a toupeira do meio dos três.

- Eu já escolhi. Irei adotar o Drilbur. E espero que esses idiotas aprendam que ninguém os adotará se não forem honestos.

O elefante e a pré-evolução do Sandslash começaram a chorar de súplica, implorando para o campeão da liga adotar-lhes. Ele rejeitou a dupla folgada. Graveler ignorou.

- E eu adotarei o Marshtomp. – Decidiu Cameron, que estava junto com seu amigo.

Os dois adotados comemoraram. Afinal, se estavam sofrendo com aquilo, tinham chegado ao paraíso.

Mas ainda faltava um Pokémon para Tom. Ele foi até a ala de voadores. Nela, um Emolga estava com febre e começou a disparar pequenas faíscas por todo o lado. Ao lado, um Delibird só soltava ovos de páscoa. Vários outros Pokémon alados tinham a asa fraturada, quebrada ou perdida. Contudo, um serzinho chamou a atenção do jovem. Um balão cor de malva que parecia sofrer por não conseguir voar estava jogado numa cama, sem vida.

- É um Drifloon! – Comentou Cam.

Os dois se aproximaram do fantasma e o cutucaram.

Rolando, ele se virou e olhou para a dupla. Depois, suspirou seu nome.

- Por que ele não voa? – Indagou o salvador do mundo.

- Ele tem medo desde que nasceu. Nos Vales próximos a Floaroma, todo ano ocorre na última sexta-feira do ano o nascimento desses amiguinhos. Todos devem procurar seu caminho e voar até o céu, em busca da vida. Mas esse pobrezinho pareceu ser atingido por um raio no dia que veio a esse mundo. Um fazendeiro da região o trouxe até aqui.

Após olhar mais um pouco, Thomas decidiu que queria superar esse desafio.

- Ok, irei levá-lo. Será bem-vindo em meu time.

Naquele exato momento, uma faísca saiu do Emolga doente, indo a direção ao balãozinho.

Ele fechou os olhos e Tom também. Mas, por sorte do destino, aquilo atingiu Drilbur. Para ser mais exato, o arame acoplado em seu corpo.

- Você absorve eletricidade? – Declarou o dono da toupeira surpreso.

Em seguida, a marmota falou seu nome alegremente como sinal afirmativo de resposta. E do fio de metal, saiu a descarga que iria ao Drifloon, atingindo Tom, que gritou pelo choque.

O balão riu de leve. O elite se virou para ele e disse:

- Estamos quites. Vamos fazer você voar garotão.



Meses se passaram. Anos voaram. Treinamentos intensos levaram o Excadrill a aprender a manusear o trovão que recebia, a cavar rapidamente e a aprender que os bonzinhos sempre ganham.

Já o Drifloon evolui para um robusto Drifblim, ainda sem saber voar. Mas, Tom era um treinador experiente e conseguiu ensinar ao amigo em pouco tempo a flutuar e até sumir sem deixar rastros. Era um campeão invicto, sempre era a arma secreta do campeão e até sua batalha final não tinha perdido.
\~ Fim do Flashback ~/



Mas Xiue era sobrenatural. Se perdesse, seria com uma enorme honra que o balão Pokémon faria isso. Ele partiu para a luta contra o loiro maléfico.

Falkner e ele enfim perceberam que tinham plateia.

- Thomas Wilberk. Interessante. – Disse o vilão.

Enquanto o inimigo estava distraído, Falk aproveitou a chance e mandou todos os seus Pokémon lhe atacarem. Os quatro restantes investiram contra o homem silenciosamente e...

Morreram um pouco antes de encostar nele. Xiue era muito esperto para cair naquele truque bobo. Tinha feito uma barreira de fogo com 50% de seu poder total. E o inútil líder caiu na armadilha. Mesmo Pelliper e Salamence, que tinham vantagem sobre o fogo acabaram caindo ao tocar naquela simples barreira fina. E junto deles, o Ás dos voos deu seu adeus para a vida boa.

- Falkner! – Exclamou Thomas irado.

Ele se estatelou no fogo e uma pedra emergiu das chamas. A pedra do sempre. E parou bem nas mãos de Tom.

- É melhor me entregar isso. – Falou o inimigo calmamente.

Tom não hesitou e a entregou.

- Aqui está. Por favor, não mate mais ninguém.

- Claro. Começando por agora!

98% do poder dele foi usado em um só golpe. Parecia que ele tinha explodido. Uma bomba atômica em Azalea. Casas foram destroçadas, crianças jaziam no asfalto derretido, mulheres e homens, Pokémon e humanos, todos mortos.

Por sorte, Drifblim usou seu poder de sumir e se agarrou ao mestre, o salvando. Leaf usou o poder de sua pedra e fez uma barreira de folhas super resistente. E Cameron usou seu Swampert para se defender com o Proteger. Os únicos três sobreviventes.

- Tom, ele não é humano, isso é cruel demais. – Disse Cameron chorando.

- Eu sei disso. A morte do Falkner, de todas as pessoas de Azalea, Pewter e Veridian serão vingadas. Ele mesmo só escapou por causa da Dawn Stone.

- Você fez mal em entregar aquela pedra para ele. Agora são cinco contra um. E quatro a solta. – Lembrou Leaf.

- Ei velhote, não é bem assim. Não sou burro ao ponto de entregar a vitória para o loiro oxigenado. Falk me jogou a pedra antes de morrer, mas ele sabia que era mais falsa do que uma Arbok vestida de Seviper.

- Era uma imitação? - Indagou Cam.

- Sim meu amigo. A verdadeira pedra bicou ferozmente o Xiue. – Respondeu Tom, dando um assovio logo em seguida.

Do meio do que sobrou do ginásio, um pássaro saiu intacto de lá.

- Esse é Ilusão, o Noctowl do Ás dos voos. Aquele que batalhou contra nosso inimigo era uma ilusão desse. Falkner sabia que poderia morrer contra esses caras, por isso o avisei antes. Colocamos uma super proteção no corujão aqui e o fizemos segurar a pedra o tempo inteiro. Afinal, mesmo com a bomba, o poder da Everstone é não causar ferimentos a quem lhe usa.

Os outros dois homens sorriram. Agora tinham mais um poder em sua posse. E aquilo poderia salvar muitas vidas.

Ilusão voou pelo que sobrou de sua cidade e cantou tristemente enquanto Tom avisava aos amigos.

- O Mt. Silver tem a Pedra do Sol. Fleza ou Primset devem estar lá, senão o próprio Xiue. É o nosso próximo destino.

- Mas chega de avião! – Decidiu Leaf – Vocês têm minha confiança. Vamos de Charizard.

Os três riram entre as lágrimas. O fim se aproximava e eles eram a esperança de um mundo melhor.

Continua...
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por cbm em Qui 1 Dez 2011 - 22:01

Ah, eu até gostei, mas achei que foi rápido. Uma bomba nuclear aconteceu em pouquíssimas linhas. Mas tirando isso, foi muito bom.

Não achei erros também, mas essa não é minha especialidade.

Xiue só mostrou como o lado do mau está mais forte do que nunca.

Own, Tom e Cam adotando pobres pokémonzinhos deficientes. Eu gostei.

Ah, e podia atualizar a ficha de pokés dos dois no MP, né? Porque os do Cameron tão bem confusos.

Enfim, espararei pelo próximo o/
cbm
cbm
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 30/05/2010

Frase pessoal : cursando terceiro ano


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Qui 1 Dez 2011 - 22:41

Time do Tom:

The Inheritors of Fics [2.0] 589 (Semira) - The Inheritors of Fics [2.0] 426 (Balone) - The Inheritors of Fics [2.0] 400 (Reel) - The Inheritors of Fics [2.0] 530 (Dick) / Tem um arame na sua parte metálica da testa. Isso absorve raios e os devolve. - The Inheritors of Fics [2.0] 573 - (Cin) The Inheritors of Fics [2.0] Spr_5b_264 - (Noone)

Time do Cam:

The Inheritors of Fics [2.0] Spr_5b_195_m (Woopapi) - The Inheritors of Fics [2.0] Spr_5b_059 (Jô) - The Inheritors of Fics [2.0] Spr_5b_260 (Swamy) -The Inheritors of Fics [2.0] 126 (Flary) - The Inheritors of Fics [2.0] Spr_5b_423E Lesmildo :3 - The Inheritors of Fics [2.0] Spr_5b_637 - Phoenix (é fêmea)

Pronto, aqui está o time '-'
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Kurosaki Mud em Ter 6 Dez 2011 - 16:09

Bem, Mud na área. MM fez o capítulo, mas faltou muita descrição. Arrumei os erros, incrementei com mistérios e revelações, mas a maioria foi ele mesmo. Portanto, aqui está. Arca, se você não entrar até terça que vem amigão, vou ter que te tirar .-.

Capítulo V - O Brilho do Sol



Longos dias foram aqueles que os três passaram em meio a destruição, procurando por formas de vida. Os hospitais ficavam lotados nas cidades ao redor, bombeiros vinham e voltavam com suas sirenes e a mídia só atrapalhava. Após se recuperarem da luta contra Xiue, eles desceram até depois das tristes ruínas de Azalea quando encontraram alguns Charizards voando em volta da saída da cidade. Era uma dupla saudável, porém, cansada. Leaf em um tom sugestivo disse:

- Que tal vocês arranjarem carona com esses lagartos flamejantes até o Mt. Silver?

O campeão respondeu:

- Claro se os pokémons concordarem não há problema.

O encapuzado libertou seu próprio réptil alaranjado e voou. Os três Pokémon conversaram animadamente e a dupla desceu para servir de montaria aos membros da elite. E assim, partiram para a montanha de prata.



Foram longos dois dias de viagem em cima dos monstros de fogo quando eles começam a avistar o seu destino. Ainda voando, eles conversavam sobre seu destino e vida, que se afunilavam a cada dia. Leaf comentou:

- Sei que a família de vocês está em uma situação difícil. Mas se não salvarmos o mundo primeiro, não poderemos salvá-los devidamente.

- Sim, você tem razão. – Comentou Thomas – O que não entendo é essa força sobrenatural daqueles três. O poder vai além das pedras. Sem contar naqueles relógios esquisitos.

- Na verdade, não são só eles meus amigos. Eu devia ter contado antes. – Admitiu o velho. – Eu sou um....

Naquele instante, um raio fosco saiu do Mt. Silver e cegou os três Charizards, que caíram como mísseis na floresta abaixo.

Tom não se ferira devido a Pedra do Sempre. Mas seus amigos sim. O lagarto que lhe servira de montaria estava morto com o impacto. A luz tinha vindo da pedra do Sol, isso queria dizer que mais uma havia ido embora.

- Malditos. – Praguejou ele.

Não distante, viu Phoenix, a Volcarona de seu amigo segurando-o por pouco antes do chão. A mariposa estava ferida, alguns gravetos quebraram-se em suas asas lúcidas e saía um pouco de sangue. Tom apanhou de sua bolsa uma super poção e deu para o inseto gigante. Cam parecia estar no mesmo estado, com cortes no corpo todo. Leaf e seu Charizard estavam vivos em um canto da clareira. Ele se aproximou e disse:

- Pegue minha pedra e vá, Thomas Wilberk. Você é o único de pode impedir a libertação do Kyurem.

Concordando com a cabeça, o adulto correu se despedindo de seus amigos. Era tudo ou nada.

Após meia hora, ele havia chegado no pé da montanha. Usou a ajuda de seu Drifloon para subir rapidamente e encontrou duas figuras rindo maleficamente naquele local. A primeira era Primset, a menina de cabelos rosa. A segunda era uma figura estranha meio caduca. O vencedor da liga perguntou:

- Quem é esse?

O calvo riu com uma voz de dono de antiquário em frente a um ventilador:

- Meu nome é Merkuy. Não tenho prazer algum em vê-lo vivo meu caro.

Primset então falou:

- Merkuy cuide dele, você tem posse da Pedra do sol, agora tenho quer ir.

Assim que sua fala acabou, ela foi envolvida em um vórtex rosa e desapareceu do local.

O idoso falou:

- E então não vai me atacar?

Tom pensou em voz alta. Recolheu Balone e exclamou:

- Não mandarei meus pokémons, usarei as pedras para vencer esse novo adversário.

O rival sussurou:

- 10% Increase Speed!

Ao proclamar essas palavras o ser que possui a pedra do sol começou a brilhar e sua velocidade aumentou. Correndo ferozmente o ágil rapaz começou a desferir socos e pontapés no seu oponente, porém Tom nada sentia, pois ele carregava a pedra do sempre.

Ele sabia que saúde demais causa doenças então ele começou a usar o poder da everstone no outro duelista dizendo:

- Menos 10% Maleficent health.

O caduco Merkuy começou a brilhar em um tom cinza claro e começou a ser enfraquecido aos poucos, conseguindo dizer:

- Brilhante ideia.

Tom notou:

- Você é bem mais fraco que os outros.

Tranquilamente, Merkuy respondeu:

- Errado nessa guerra não estou sozinho, o peso é dividido com Fleza, Primset, Xiue, Risharem e com Morzeck.

Tom teve um súbito espanto, não conhecera os dois últimos, por um momento se abalou. Tinham mais dois? Isso era mais trabalho para ele. Distraído, não notou um golpe de luz que atingiria seus olhos e o cegaria em segundos. Seria seu fim, mesmo a Ever Stone não curaria rapidamente a pressão no seu olhar. Mas, um Snover apareceu atirando bolas de neve no perverso ser. Tinha um pedaço de capuz e parecia exausto, com alguns cortes. Isso evitou que o lado do bem perdesse a luta.

O campeão olhou para o pinheiro e falou:

- Leaf, é você?

O Snover balançou a cabeça em um gesto afirmativo.

O maligno rival pegou sua pedra e deu apenas um disparo no Snover que caiu morto com uma rajada de calor.

Tom entrou em desespero:

- Maldito! Nunca te perdoarei!

O clima ficou tenso, muito tempo passou silenciosamente até quando Cameron chegou ao campo de batalha.

Cam perguntou:

- Descobriu a verdade sobre o Leaf?

Tom segurou a emoção dizendo:

- Sim, mas esse desumano o matou sem dó nem piedade. Leaf, onde quer que você esteja eu vingarei sua morte!

O possuidor da pedra da folha pegou-a e focalizou toda sua energia, exclamando:

- 100% Floral Revenge

Rapidamente todas as flores e folhas do local começaram a agitar-se e foram em direção ao alvo final.

“Irei morrer agora.” - Pensou o aflito lutador.

Antes que o ataque acertasse, um ser de cabelo azul surgiu envolto em um manto celeste. Ele sacou sua Shiny Stone e protegeu Merkuy dizendo:

- Você é muito importante para morrer agora.

Ainda protegendo seu parceiro, Fleza pega sua outra pedra denominada Dawn Stone e envia Merkuy proclamando:

- Luz do Amanhecer, leve este deteriorado ser ao encontro de seus companheiros.

Rapidamente ele foi enviado ao limite do poder do horizonte. O poder daquele cara era tremendo que o raio de cinco quilômetros de transporte da pedra foram quebrados.



No Limite de alcance da Dawn Stone:

Um homem negro com cabelos azuis e olhos vermelhos disse:

- Quanto tempo meu amigo.

O homem que acabara de se teleportar respondeu:

- Sim meu caro Morzeck, estou de volta. Doente e fraco, porém, relutante. Onde a Risharem está?

Morzeck apenas respondeu:

- Ela está com Primset no Mt. Moon investigando a Moon Stone. Se elas conseguirem, o fim estará próximo.

O velhote riu com sua voz repugnante. O ideal lendário surgiria em poucos dias.



No campo de batalha, Cam indagou surpreso:

- Onde está o homem que estava aqui?

Fleza respondeu sem pestanejar:

- Está seguro junto dos seus companheiros, os três são muito importantes na ressurreição de Kyurem!

Surpreso eles disseram:

- Mas não são apenas as dez pedras que o trazem a vida?

O homem da meia idade respondeu:

- Não, eles são peças-chave na volta do Lorde. Se vocês acham que o mal era aquela Lunática do diário e o Giratina, estão enganados. O perigo é bem maior e vocês reles humanos são intervenções reles em compensação a nós, Pokémon lendários. O mundo estará no caos ideológico e apenas os Pokémons reinarão!

A dupla se calou. Esse era o plano deles desde o começo. Acabar com a raça humana.

- Então por que você matou o Snover? – Perguntou Cameron lacrimejando.

- Simples. Humanos se matam, assim como nós. Os contrários a nossa prevalência não merecem um mundo novo. E isso começa com vocês.

O homem de cabelos azuis sorriu e tirou sua máscara, mostrando ser Lucian.

- Você?! – Disse Tom crédulo.

- Surpreso Thomas? Achei que Giratina seria o ápice naquele dia, mas me senti fraco para subir na torre. Tomei o corpo desse homem próximo a vocês. Ele já está morto, apenas possuído por mim, Azelf.

Tudo se encaixou na mente de Thomas. Primset era Mesprit, Xiue era Uxie. E por fim, Merkuy só poderia ser a alma de Kyurem que prevalecia no mundo humano, fraca e obsoleta. Tom decidiu agira, mas Fleza carregava um poder com a Fire Stone nas mãos. Nada poderia fazer,



No céu:

Leaf acabara de chegar ao céu, sua alma presa por seu mestre. Lá encontrou uma forma estranha que reconheceu de cara. Chegou perto e disse:

- Olá Sir. Mainshy, quanto tempo.

O pequeno garotinho respondeu:

- Olá, não esperava nosso encontro tão cedo. Você lutou bravamente amigão. Poderá descansar em meus reinos alados.

Aquele intitulado de folha respondeu:

-Agradeço e muito por servir ao bem mestre. Mas, antes de partir, não acha que você, o Líbece e a Rachiji já deveriam ter ido ao encontro de Tom? Ele está prestes a perder tudo.

Uma forma verde apareceu, era Líbece, soturno e calmo como sempre. Rachiji estava logo atrás, cintilante e sorridente. Ambos disseram:

- Vamos descer agora Mainshy?

Ela fez um gesto com a cabeça.

O trio era a reencarnação de Shaymin, Celebi e Jirachi, respectivamente. E assim, optaram por partir. No céu, a estrela mais nova se denominava A Folha, o lugar dos fortes espíritos valentes.



No Mt. Silver:

Três almas desceram do céu, elas eram denominadas Trio da Esperança.

Eles começaram a focar seu poder em um só ponto e dispararam contra Fleza falando:

- Legendary Power: Steel Plants

Assim, todas as plantas começaram a levitar, elas foram revestidas de aço e foram lançadas em direção de Fleza. Este porém sacou sua pedra brilhante, esquecendo o poder de fogo e trocou de lugar com Xiue antes de ser atingido. O loiro nem se lamentou da traição, após a troca ser concluída, Uxie foi mutilado pelas plantas lançadas. Restavam quatro.

- Eu não posso acreditar! – Disse Tom irado. – Ele falou que seus ideais eram para os Pokémons! Mas além de matar Leaf, matou o próprio amigo pela sua vida. Azelf é o símbolo da coragem, mas demonstra a covardia! Eu mesmo quero acabar com ele!

- Calma Thomas, ele já foi.

Os dois amigos refletiram tudo que tinha acontecido em questão de minutos, as mortes de amigos e inimigos e o poder das pedras.

Só depois, se tocaram que três seres flutuavam próximos, ouvindo a conversa.

- Quem são vocês?

O trio de lendários se apresentou aos dois adultos. Em seguida, Mainshy falou:

- A gente não pode mudar o destino do mundo. Mas vocês sim. Infelizmente, soube que eles conseguiram a pedra da lua no Mt. Moon. Sendo assim, restam duas pedras.

- Dusk e Thunder. – Concluiu o campeão. – Precisamos ir para Hoenn o quanto antes!

Rachiji exclamou:

- Isso é fácil! Venham na via estelar com a titia aqui e vocês chegam em dois minutinhos.

Um portal espacial se abriu com a foto da cidade de Mauville em Hoenn.

- Vamos Cam! – Falou o adulto.

Os dois foram em busca da salvação do mundo, em meio às estrelas.



Continua por Arc.



Fire Stone - Estava escondida no vulcão de Lavaridge - Em posse de Fleza - Poder de labaredas, lança-chamas e explosões e combustões diversas.
Water Stone - Arredores de Icirrus e Twist Mountain - Em posse de Fleza - Poder de invocar água e golpes relacionados a mesma, além da habilidade de respirar embaixo da água.
Shiny Stone - Undella Bay, enterrada - Em posse de Fleza - Poder de Proteção contra qualquer golpe.
Dusk Stone – Localização: ???????? - Em posse de ????? - Desvia a luz de corpos, fazendo-os ficarem invisíveis.
Thunder Stone - Localizada em Mauville - Em posse de ?????? - Solta trovões e relâmpagos.
Leaf Stone - Viridan Forest - Em posse de Tom - Controla o reino plantae, raízes e folhas a seu serviço.
Everstone - Azalea City - Em posse de Tom - Faz a pessoa ser imune a machucados e ferimentos, curando doenças para sempre. Pode causar doenças aos inimigos.
Sun Stone - Local- Mt. Silver / Em posse de Merkuy / Pode causar cegueira e ilumina locais. Além disso, deixa a pessoa rápida, pois a ativação do Sol faz tudo crescer rapidamente.
Moon Stone: Local – Mt. Moon / Em posse de Primset/ Faz o ser se dividir em QUATRO, igualmente às fases da Lua, sendo que sua força se divide entre os mesmos.
Dawn Stone - Local: Templo de Snowpoint. Em posse de Fleza. Faz a pessoa se teletransportar em um raio de até cinco quilômetros.
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 24/06/2010

Frase pessoal : O..o


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Hike em Ter 6 Dez 2011 - 20:54

Arrumou meu cap divinamente, adorei as edições.

ANTIDP
Hike
Hike
Membro
Membro

Masculino Idade : 19
Alerta Alerta :
The Inheritors of Fics [2.0] Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Inheritors of Fics [2.0] Right_bar_bleue

Data de inscrição : 22/09/2010


Voltar ao Topo Ir em baixo

The Inheritors of Fics [2.0] Empty Re: The Inheritors of Fics [2.0]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum