Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
I Can Defeat You (Fanfic Version) Pikalove

I Can Defeat You (Fanfic Version)

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Nivans em Sab 23 Mar 2013 - 12:00

I Can Defeat You


Permitido pelo Kurosaki Lucas

Como funciona?

Dois membros postam suas obras e, após uma delas receber três votos, esse vence. O vencedor não é obrigado a participar da próxima rodada e dois novos podem postar sua fic/OS/poema para votação, e assim sucessivamente (ainda assim, caso queira, ele poderá participar). Lembrando que os dois membros devem de postar algo equivalente: Caso o membro X mandar uma curta, o membro Y deverá postar uma também para desafiá-lo.

Votos e pontuação

Todo o membro que participar já ganhará um ponto por isso. Cada vez que votarem em alguém, o membro votado ganhará um ponto, mesmo que perca a disputa. O vencedor da rodada, além dos três pontos de cada voto que recebeu, levará mais dois por ter vencido.

Regras

- O membro já poderá mandar uma OS/curta/poema que já tenha sido postado aqui, mas só poderá mandá-lo uma vez, caso o repita, sua inscrição na rodada não será aceita e as mesmas devem respeitar a Classificação +14.
- Respeite as Regras Gerais do fórum, assim como as da área.
- Votação aberta. Os membros votarão e decidirão o vencedor de cada rodada. Apenas votos com justificativa serão aceitos.
No caso de alguém postar e não aparecer um desafiante no período de uma semana, o único postador ganhará um ponto por participação + dois por ter vencido.
- Dúvidas por MP.

Ranking

Spoiler:
neXus: 11
Guillerjo: 11
Candy: 8
Mr. Perry: 7
Black~: 5
Archenaus: 3
Miss Zero: 2
Mud_rill: 1


Última edição por neXus em Ter 30 Abr 2013 - 1:40, editado 10 vez(es)
avatar
Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/11/2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Black~ em Ter 26 Mar 2013 - 20:10

Vamos participar né garotada? Vou mandar essa bem zuada só pra participar mesmo... '-'.

Spoiler:
Assombrada
Fotos... todo mundo já tirou pelo menos uma na vida, muitas pessoas gostam de tirar fotos e ficar horas e horas vendo, mas têm outras que não gostam, mas eu não estou aqui pra falar sobre isso.

Reza a lenda que uma foto com um palhaço aparecia misteriosamente na frente de qualquer pessoa que estivesse usando um computador, essa tal fotografia se mexia e a pessoa era morta ou sumia misteriosamente, ninguém sabia o que acontecia.

Muitas vezes alguns gritos eram ecoados, porém nada era visto.

Jovens agindo estranhamente e sombras misteriosas à noite foram relatadas também, tudo por causa daquela foto.

Alguns diziam que o palhaço saía da foto e matava a pessoa, outras diziam que a pessoa era teletransportada para um mundo “mágico”, cheio dessas criaturas malignas, mas outras diziam que tudo não passava de mera ficção.

Fato é que nada foi provado até hoje se é falso ou verdadeiro, porém sempre sobra aquele mistério.

Era um dia normal e Michael, um garoto normal, que não acreditava nessas histórias de terror usava seu computador tranquilamente, quando ouviu um barulho estranho e perguntou: “Quem está aí?” seguidas vezes; a porta e as janelas começaram a bater e o vento ficava cada vez mais forte, novamente foi ouvido um barulho, o jovem perguntava em vão. Um tempo depois, tudo ficou escuro e quando voltou, um papel estava em frente ao garoto, com uma foto desconfortável, era um palhaço encarando-o friamente, ele sabia que aquilo tudo era ficção, porém em questão de segundos, o palhaço piscou os olhos e o garoto num passe de mágica, morreu, sumiu, evaporou... E desde aquele dia não teve mais notícias dele.

Mas afinal, o que é isso na sua mesa?

E participem o/
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por ana em Ter 26 Mar 2013 - 21:57

Ha, ha. A área de fics não ia se livrar de mim tão cedo :B


A Nossa Fuga
Ponto final.Será? Não sei aonde isso começou, mas tento por um fim. Esse nosso amor perfeito, que funcionou por tão pouco tempo. Nada funciona do mesmo jeito que era antes. As caricias se tornaram mecânicas, os “eu te amo” viraram mais uma obrigação do dia a dia. Não há mais prazer, apenas uma casca vazia aonde um casal feliz existia. Tenho certeza de ela também quer terminar com isso. É certamente uma grande ironia, eu dando o primeiro passo em alguma coisa. Mesmo de que seja um fim. Não um final digno de histórias de amor, em que todos vivem felizes para sempre. Tudo que eu posso angariar é um final seco e covarde, sem um encontro ou uma conversa. Acho que ela vai entender. Uma carta na mesa da sala, esse é o meu plano de escape. Carregada de palavras e despedidas sinceras. Talvez um pouco frias demais, e sem paixão costumeira dos meus atos, por outro lado, eram exatamente do que eu preciso. Do que ela precisa.
ana
ana
Moderador
Moderador

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 08/01/2011

Frase pessoal : ta dentro dos limites


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Caio. em Ter 26 Mar 2013 - 22:05

Eu voto no Black. Sua OS, apesar de ter sido meio rápida, foi melhor do que a da Ana IMO, pois achei a dela um pouco vazia falando sobre o vazio aoioadgiodgi É isso.

E que foto é essa?
Caio.
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Ari Tasarov em Qua 27 Mar 2013 - 17:46

Bem, eu já tinha lido essa OS do Black no concurso de creepypastas, e posso dizer que apesar de um pouco rápida, ficou bem legal. Falando sobre o texto da Miss, ficou legal e afins, mas como EU não gosto de romance (e nada relacionado), meu voto vai pro Black.
Ari Tasarov
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 20
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por GodFire em Qui 28 Mar 2013 - 19:32

Ai gente, amay a OS da Miss, me identifiquei muito com a história. Sad A do Black também é muito boa, mas preferi o assunto que a Miss abordou. Voto nela.
GodFire
GodFire
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 30/11/2011

Frase pessoal : Nada melhor pra fazer do que não fazer nada


http://www.lastfm.com.br/user/FireKilljoy

Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Nivans em Seg 1 Abr 2013 - 18:15

Como não temos votos por um bom tempo, vou encerrar essa rodada.


Black~ 2x1 Miss Zero


Aberto! Podem postar suas obras para concorrer!
avatar
Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/11/2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Caio. em Seg 1 Abr 2013 - 18:25

Um Conto Natalino

João nasceu; passa tempo passa vida, João morreu.
Caio.
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Nivans em Seg 1 Abr 2013 - 18:44

Um Conto Natalino

João nasceu; passa tempo passa vida, João morreu.

vs.

Sem você

Naquela peça fria e vazia, atirado sob chão gelado, incapacitado de qualquer movimento. Sem forças ou reação alguma para suportar tal perda... Apenas a fraca luz da janela ilumina o homem franzino que não consegue lidar com sua dor e revela alguns detalhes daquele local mórbido em que o mesmo estava jogado. O chão de madeira sujo deixava claro que o mesmo não se importava em estar em algo asseado, sensação essa aumentada pela cama desarrumada e, nela, livros jogados.

Embora a perda de alguém tão querido o houvesse abatido, o sofredor em decadência negava aquilo com todas as suas forças... Poderia se tratar apenas de um pesadelo, ilusão ou algo que não havia realmente ocorrido... Chocado e destruído, não aceitara a ida de seu amigo e forçava sua mente a acreditar que o mesmo estivera aqui. Carregava consigo um velho porta-retratos, enquanto, encolhido e chorando compulsivamente, levava esse para perto do rosto, fazendo questão de derramar suas sinceras lágrimas nele.

Ele se foi e não havia jeito de trazê-lo de volta.

EDIT: A segunda curta é minha, primeira que escrevo, pra dizer a verdade.
avatar
Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/11/2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Ari Tasarov em Seg 1 Abr 2013 - 18:56

Gostei da curta do Kabe, ficou bem legal e afins com essa história de narrar um cara que havia perdido alguém e não aceitava, bem criativa, já a do Perry, não entendi o que tudo tem a ver com natalino. -q Voto no Kabe, pois achei que a história correu de maneira mais agradável.
Ari Tasarov
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 20
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Black~ em Seg 1 Abr 2013 - 19:01

Natal vem de nascimento, deve ser isso -q.

Mas enfim, também não entendi muito bem a história do Perry, então voto no Kabeyama, demonstrou o cara triste por ter perdido o amigo e talz, mas enfim, como disse, voto nele.
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por GodFire em Seg 1 Abr 2013 - 21:09

Kabe foi ótimo em mostrar todos os sentimentos em perder alguém, mostrou tudo com uma riqueza de detalhes, fic muito bem escrita. A do Perry achei muito curtinha, podia ter se aprofundado um pouco mais na sua obra.

Voto no Kabe!!
GodFire
GodFire
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 30/11/2011

Frase pessoal : Nada melhor pra fazer do que não fazer nada


http://www.lastfm.com.br/user/FireKilljoy

Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Nivans em Seg 1 Abr 2013 - 21:12

Kabeyama 3x0 Mr. Perry


Aberto para novos participantes!
avatar
Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/11/2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Yoshihime em Seg 1 Abr 2013 - 21:30

O confuso barulho da cidade nunca soou tão bom para meus ouvidos. Suas ruas tão lindas. A luz do sol nunca esquentou minha pele de forma tão agradável antes. A obra de Deus hoje me parece magnífica, Ele parece tão grande! Como pude algum dia duvidar de sua existência? Viver nunca foi tão bom, sentir o ar entrar em meus pulmões, o chão sob meus pés. Meu trabalho é o melhor do mundo, minha família importante, meus amigos tão bons. Sento do lado dela no metrô, nunca pareceu tão linda antes, falei com ela. Sinto-me tão vivo.

Isso tudo é resultado do que aconteceu ontem. O cano da arma contra minha têmpora. Eu só estava indo pagar uma conta! Lágrimas escorrendo pelo meu rosto, tão inúteis. Rezei, nunca havia rezado antes, mas foi isso que fiz do fundo de meu coração, sabia que existe alguém maior.

Por pior que minha vida estivesse eu não queria morrer, já havia pensado nessa possibilidade, mas pensar é uma coisa diferente do que ter a situação concretizada. Certo, não me dava bem com minha família, meus poucos amigos não pareciam se importar comigo, meu trabalho era horrível, a cidade feia, suja e barulhenta, aquela garota do metrô nem sequer olhava pra mim.

Agora sou como um brinquedo, um escudo humano, nas mãos de um bandido, sendo beijado por uma pistola. A polícia gritava ordens que o maldito parecia ignorar. Ele só queria se salvar. Se me matar fosse necessário para fugir era isso que faria.

Ouvi um disparo. Esperei a bala entrar no meu crânio, mas isso não aconteceu. Senti o peso sobre meus ombros, o corpo do individuo caiu no chão, cercado de sangue. Eu estava vivo, olhei para o céu. Estava vivo! Penso que foi como nascer de novo, estava olhando para cada mínima coisa com uma ótica diferente. O mundo parecia estar diferente, talvez as coisas fossem melhores do que eu pensava, e são.

Yoshihime
Yoshihime
Membro
Membro

Feminino Idade : 24
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/09/2009

Frase pessoal : Oi, sou travesti. Você sabe?


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Caio. em Seg 1 Abr 2013 - 22:07

Les Dix Secondes
Fora uma questão de má sorte. Não perdi dinheiro, perderei a vida. E não há lágrimas que façam passar esse sentimento que me corrompe, essa chama furiosa de romper as paredes a minha volta e correr pelas ruas, testando até quando me atingiriam e me matariam, de qualquer forma. E esse passa a ser meu triste fim, e não do maldito Policarpo Quaresma. Acusaram-me errônea e espontaneamente do esquartejamento dos corpos de uma jovem virgem e de sua mãe - uma prostitua que queria iniciá-la em tal vida - somente porque tive a infelicidade - e a destreza de testemunhar símbolo diabólico do final - de andar pelo quarteirão em que ocorrera tal fato. Não havia álibi; apenas andava à noite por diversão, embriaguez. Morava sozinho, sem filhos. Tudo apontava a mim, ainda mais com o fardo de carregar uma pequena faca, graças a violência urbana atual, nos bolsos. Então, não aceitarei esse maldito destino com um lobo calado, mas sim transcreverei cada dor de meu sofrimento amargo para que pensem em tudo o que vocês fizeram comigo, humanos fétidos. Quero que sintam momentaneamente algo que - graças a DEUS! - pesará eternamente em suas consciências.

E acordei, na minha manhã final. Sempre fui tratado como um produto, um número, nessa maldita prisão. Os cereais estavam sobre a cela. Era mais
um numa lista extensa. Os comi, como se nada fosse realmente acontecer. Esperei cada maldito minuto em silêncio, ouvindo apenas o melódico e ensurdecedor tic-toc do relógio de pêndulo no Corredor da Morte. A luz. Mas que porra, que maldita luz é essa, que nos leva para um caminho infernal? Que divina Luz é essa, que nos apaga os olhos? Que nos desliga a consciência? Que apaga em nós a combustão, e não que a exerce?

O suor escorria de minha face quente, lentamente. Mas deixava a coceira por entre minha pele - suja, mal banhada - fazer meus últimos nervos estourarem. Havia mais com o que me preocupar. Com o fim. E com seu transcorrer. E com o peso de tudo isso sobre minhas costas. Nunca mais poderei sentir a brisa do ar. O doce frio das montanhas. Escutar a água dos rios percorrendo seu caminho natural, indo e vindo - eu estou indo, bruscamente e EM NOME DE DEUS! Dei os passos finais para meu destino. O chão de concreto fazia meus pés se cortarem, e eu sentia o sangue escorrer, ardendo. Sangue puro. Minha consciência evanescia-se pouco a pouco, sentia a Terra em baixo de minhas pernas tremer. Até que, com os olhos vedados, ouvir o barulho da gigante porta metálica, rangendo como uma risada irônica. E como queria gritar! Mas não fora eu homem suficiente para provar minha simples inocência. Agora deveria, simplesmente, deixar-me morrer.

Sentaram-me na cadeira elétrica. E então, destamparam meus olhos, para sentir cada pedacinho final do aparelho mortal ser depositado com o máximo de carinho - mas uma amostra do quão puto é um humano - sobre minha pele, para que eu também morresse com o máximo de dor. "Qual seu último desejo?" foi-me perguntado. "Quero que vocês queimem um dia no inferno, assim como queimo eu aqui e agora sobre seus olhares!", gritei, como um dos últimos recursos dessa minha curta. Vi então o guarda malicioso rindo, puxando a alavanca suavemente.

Sufoco, suor, ódio, amargura, e a maldita pressão na garganta; meu estômago remoía-se, tremendo, quão alegre era a porra do FIM ETERNO! E a arma, oh! a maldita arma sobre minha cabeça, pulsando minhas veias, explodindo meus braços, devorando meus músculos como escaravelhos famintos, jorrando minha alma ao ar assim como tiravam os cérebros pelo nariz, lenta e dolorosamente morte, a dor, a principal dor, o SABER. Foi-se a última gota, foi-se então eu... e... qu... s...a ... f.m...
Caio.
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Nivans em Ter 2 Abr 2013 - 2:02

@Guillerjo escreveu:O confuso barulho da cidade nunca soou tão bom para meus ouvidos. Suas ruas tão lindas. A luz do sol nunca esquentou minha pele de forma tão agradável antes. A obra de Deus hoje me parece magnífica, Ele parece tão grande! Como pude algum dia duvidar de sua existência? Viver nunca foi tão bom, sentir o ar entrar em meus pulmões, o chão sob meus pés. Meu trabalho é o melhor do mundo, minha família importante, meus amigos tão bons. Sento do lado dela no metrô, nunca pareceu tão linda antes, falei com ela. Sinto-me tão vivo.

Isso tudo é resultado do que aconteceu ontem. O cano da arma contra minha têmpora. Eu só estava indo pagar uma conta! Lágrimas escorrendo pelo meu rosto, tão inúteis. Rezei, nunca havia rezado antes, mas foi isso que fiz do fundo de meu coração, sabia que existe alguém maior.

Por pior que minha vida estivesse eu não queria morrer, já havia pensado nessa possibilidade, mas pensar é uma coisa diferente do que ter a situação concretizada. Certo, não me dava bem com minha família, meus poucos amigos não pareciam se importar comigo, meu trabalho era horrível, a cidade feia, suja e barulhenta, aquela garota do metrô nem sequer olhava pra mim.

Agora sou como um brinquedo, um escudo humano, nas mãos de um bandido, sendo beijado por uma pistola. A polícia gritava ordens que o maldito parecia ignorar. Ele só queria se salvar. Se me matar fosse necessário para fugir era isso que faria.

Ouvi um disparo. Esperei a bala entrar no meu crânio, mas isso não aconteceu. Senti o peso sobre meus ombros, o corpo do individuo caiu no chão, cercado de sangue. Eu estava vivo, olhei para o céu. Estava vivo! Penso que foi como nascer de novo, estava olhando para cada mínima coisa com uma ótica diferente. O mundo parecia estar diferente, talvez as coisas fossem melhores do que eu pensava, e são.


vs.

Mr. Perry escreveu:
Les Dix Secondes
Fora uma questão de má sorte. Não perdi dinheiro, perderei a vida. E não há lágrimas que façam passar esse sentimento que me corrompe, essa chama furiosa de romper as paredes a minha volta e correr pelas ruas, testando até quando me atingiriam e me matariam, de qualquer forma. E esse passa a ser meu triste fim, e não do maldito Policarpo Quaresma. Acusaram-me errônea e espontaneamente do esquartejamento dos corpos de uma jovem virgem e de sua mãe - uma prostitua que queria iniciá-la em tal vida - somente porque tive a infelicidade - e a destreza de testemunhar símbolo diabólico do final - de andar pelo quarteirão em que ocorrera tal fato. Não havia álibi; apenas andava à noite por diversão, embriaguez. Morava sozinho, sem filhos. Tudo apontava a mim, ainda mais com o fardo de carregar uma pequena faca, graças a violência urbana atual, nos bolsos. Então, não aceitarei esse maldito destino com um lobo calado, mas sim transcreverei cada dor de meu sofrimento amargo para que pensem em tudo o que vocês fizeram comigo, humanos fétidos. Quero que sintam momentaneamente algo que - graças a DEUS! - pesará eternamente em suas consciências.

E acordei, na minha manhã final. Sempre fui tratado como um produto, um número, nessa maldita prisão. Os cereais estavam sobre a cela. Era mais
um numa lista extensa. Os comi, como se nada fosse realmente acontecer. Esperei cada maldito minuto em silêncio, ouvindo apenas o melódico e ensurdecedor tic-toc do relógio de pêndulo no Corredor da Morte. A luz. Mas que porra, que maldita luz é essa, que nos leva para um caminho infernal? Que divina Luz é essa, que nos apaga os olhos? Que nos desliga a consciência? Que apaga em nós a combustão, e não que a exerce?

O suor escorria de minha face quente, lentamente. Mas deixava a coceira por entre minha pele - suja, mal banhada - fazer meus últimos nervos estourarem. Havia mais com o que me preocupar. Com o fim. E com seu transcorrer. E com o peso de tudo isso sobre minhas costas. Nunca mais poderei sentir a brisa do ar. O doce frio das montanhas. Escutar a água dos rios percorrendo seu caminho natural, indo e vindo - eu estou indo, bruscamente e EM NOME DE DEUS! Dei os passos finais para meu destino. O chão de concreto fazia meus pés se cortarem, e eu sentia o sangue escorrer, ardendo. Sangue puro. Minha consciência evanescia-se pouco a pouco, sentia a Terra em baixo de minhas pernas tremer. Até que, com os olhos vedados, ouvir o barulho da gigante porta metálica, rangendo como uma risada irônica. E como queria gritar! Mas não fora eu homem suficiente para provar minha simples inocência. Agora deveria, simplesmente, deixar-me morrer.

Sentaram-me na cadeira elétrica. E então, destamparam meus olhos, para sentir cada pedacinho final do aparelho mortal ser depositado com o máximo de carinho - mas uma amostra do quão puto é um humano - sobre minha pele, para que eu também morresse com o máximo de dor. "Qual seu último desejo?" foi-me perguntado. "Quero que vocês queimem um dia no inferno, assim como queimo eu aqui e agora sobre seus olhares!", gritei, como um dos últimos recursos dessa minha curta. Vi então o guarda malicioso rindo, puxando a alavanca suavemente.

Sufoco, suor, ódio, amargura, e a maldita pressão na garganta; meu estômago remoía-se, tremendo, quão alegre era a porra do FIM ETERNO! E a arma, oh! a maldita arma sobre minha cabeça, pulsando minhas veias, explodindo meus braços, devorando meus músculos como escaravelhos famintos, jorrando minha alma ao ar assim como tiravam os cérebros pelo nariz, lenta e dolorosamente morte, a dor, a principal dor, o SABER. Foi-se a última gota, foi-se então eu... e... qu... s...a ... f.m...
avatar
Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/11/2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Ari Tasarov em Ter 2 Abr 2013 - 4:53

Voto no Perry, as duas histórias ficaram muito bem escritas, fiquei em dúvida. Por questão de gosto pessoal, voto nele.
Ari Tasarov
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 20
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Black~ em Ter 2 Abr 2013 - 19:22

As duas foram muito boas e trataram quase da mesma coisa. Foram bem escritas e talz, difícil escolher, mas acho que fico com a do Perry mesmo.
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por laser queer em Ter 2 Abr 2013 - 20:50

Voto no Gui. A leitura está mais simples e mais prazerosa de se ler. Mas as duas ficaram ótimas, parabéns.
laser queer
laser queer
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 16/12/2011

Frase pessoal : Freeze? I'm a robot, not a refrigerator.


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Rush em Ter 2 Abr 2013 - 21:09

Gostei muito da shot do Guillerjo, só não concordei com a ideia da 'morte'. O cara nem sentiu dor, do nada apenas piscou e estava numa 'dimensão diferente'. Tenho que admitir que adorei a shot do Perry. Gosto de coisas melancólicas, coisas que trazem sofrimento que o personagem sente enquanto se contorce de dor, e foi isso que eu encontrei ao ler o conto de Perry. Senti desespero, profundidade.

Voto no Sir. Perry.
Rush
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 10/06/2012

Frase pessoal : Agora você não tem mais waifu!


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Nivans em Ter 2 Abr 2013 - 21:14

Mr. Perry 3x1 Guillerjo


Aberto a novos participantes!


Última edição por Kabeyama em Ter 2 Abr 2013 - 21:19, editado 1 vez(es)
avatar
Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/11/2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Ari Tasarov em Ter 2 Abr 2013 - 21:15

Doce vida...

O sexo se tornou algo natural... Não tenho mais a necessidade de me concentrar no meu cliente para satisfazê-lo. Sei que cada parceiro é único, mas basta uma breve conversa e a observação de determinados sinais durante o sexo pra mim conseguir dançar conforme a música. Talvez o homem nem perceba minha falta de envolvimento, porque meu corpo está completamente entregue. Essse tipo de cena foi repetido à exaustão e, para tanto, é comum que a personagem seja muito mais convincente do que a pessoa real. Fico decepcionada quando o sexo é macânico...

Saio do quarto com vagas lembranças sobre essa experiência. Qual o sentido disto? Se eu não obtive prazer, logo me prostitui apenas pelo dinheiro... E não é bem disso que preciso.


Última edição por iSally em Ter 2 Abr 2013 - 21:26, editado 2 vez(es)
Ari Tasarov
Ari Tasarov
Membro
Membro

Feminino Idade : 20
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/03/2012

Frase pessoal : paradise


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Nivans em Ter 2 Abr 2013 - 21:16

iSally escreveu:Doce vida...

O sexo se tornou algo natural... Não tenho mais a necessidade de me concentrar no meu cliente para satisfazê-lo. Sei que cada parceiro é único, mas basta uma breve conversa e a observação de determinados sinais durante o sexo pra mim conseguir dançar conforme a música. Talvez o homem nem perceba minha falta de envolvimento, porque meu corpo está completamente entregue. Essse tipo de cena foi repetido à exaustão e, para tanto, é comum que a personagem seja muito mais convincente do que a pessoa real. Fico decepcionada quando o sexo é macânico...

Saio do quarto com vagas lembranças sobre essa experiência. Qual o sentido disto? Se eu não obtive prazer, logo me prostitui apenas pelo dinheiro... E não é bem disso que preciso.

vs.

Kabeyama escreveu:
Aquilo que não posso conter...

Não há maneira de suportar o sentimento de que algo falta para você, estar vivendo uma vida de incômodos, confrontar-se constantemente com a mulher que dizias amar para sempre, por motivos bobos muitas vezes. Pior que isso, ver que a beleza juvenil que outrora lhe atraiu converteu-se naquela infeliz que vive comigo atualmente.

Por fim, decidi tomar uma drástica atitude que mudaria completamente o triste estado em que me encontrava e, talvez, mandasse todas essas decepções embora. Tomei um rumo que não me é costumeiro pela noite, atraído pelo habitat daqueles infelizes que vagavam ao escurecer. Talvez eles estivessem tão cansados de suas vidas quanto eu... Entendo que, nesse caso, percam totalmente sua razão ao ver aquela que é a habitação das garotas dos sonhos de qualquer um, fato esse mostrado pela imagem brilhante na entrada, uma mulher feita por luzes vermelhas. Ah, essa visão... Não havia como escapar do prazer pecaminoso ao vê-la. Pensando bem, eu o queria. Decidi ir mais adiante e ver o interior daquele lugar.

Não deveria ter feito isso. Mergulhei profundamente naquelele inferno e senti minhas fracas pernas tremerem enquanto fixava o olhar à uma determinada dançarina. O corpo, seus olhos... Parecia, apenas com seus doces movimentos e lançar um sorriso que fez tremer minha alma, mostrar-me que ainda havia mais por lá. Ela é linda... No fundo, apenas alimenta-se da droga do sofrimento dos homens e sua fraqueza por um corpo belo e escultural como o seu, querendo a droga do seu dinheiro. Os laços de meu casamento tornaram-se naquele momento correntes que me prendiam ao chão e não deixavam-me chegar mais perto. Não entraria ali e esconderia-me como o covarde que sempre fui mas, mesmo naquele estado deprimente, sinto pelo remorso de trair minha esposa que ainda a amo.

Apenas uma noite... Perdoe-me se eu fraquejar dessa vez, quero apenas reconquistar o pouco que você um dia já me deu, amor...
avatar
Nivans
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/11/2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Caio. em Qua 3 Abr 2013 - 0:13

Confesso que está difícil e.ê Achei o texto da Sally bem curtinho, mas ser curtinho ou não não mudará minha opinião q Achei-o muito bom, essa exploração da prostituição, slá. Geralmente as pessoas entram por dinheiro, mas nesse curta ela parece entrar por prazer, não o obtendo.

O do Kabe também ficou bom, falando sobre traições que forçosamente carregam um pouco de culpa após anos e anos de amor... Falho ou não.

É realmente difícil votar, mas eu acho que fico com a Sally, o texto me chamou mais atenção.
Caio.
Caio.
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/06/2010

Frase pessoal : A noir. E blanc. I rouge. U vert. O bleu.


Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por GodFire em Qua 3 Abr 2013 - 1:55

Gente, adorei a one-shot da Çeli! Ficou perfeita, menina! *O* Achei o tema polêmico, você até poderia criar uma fanfic, hein! -v- Escreveu bem, parabéns!

Adorei a fic do Kabe também, aborda um tema parecida com o da Çeli, mas visto por outro angulo. Também achei muito bem escrita, consigo entender perfeitamente quando o amor acaba e a relação fica chata.

Difícil escolher, as duas estão ótimas! Mas preferi a maneira que Çeli mostrou a sua visão da historia. [/safado mode off] Voto na Sally!
GodFire
GodFire
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
I Can Defeat You (Fanfic Version) Left_bar_bleue0 / 100 / 10I Can Defeat You (Fanfic Version) Right_bar_bleue

Data de inscrição : 30/11/2011

Frase pessoal : Nada melhor pra fazer do que não fazer nada


http://www.lastfm.com.br/user/FireKilljoy

Voltar ao Topo Ir em baixo

I Can Defeat You (Fanfic Version) Empty Re: I Can Defeat You (Fanfic Version)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum