Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Pikalove

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Snow Walker em Dom 3 Nov 2013 - 11:25

Pikatus <3

Demorei muito, mas cheguei. Vemk me dar um abraço <3

Primeiro falando sobre a fic, eu realmente curti MUITO a historia e sempre acompanhava aqui, mas tava com vergonha. Então, to aqui agora q

Eu curti bastante a batalha do Tucciano e achei que não seria a Elesa no primeiro gym, mas ficou otimo sendo ela. Agora só resta esperar pra ver o que vai acontecer com o Tucciano, porque é como o Black disse, a fic tem zilhões de histórias paralelas e o Tucciano seguindo uma jornada alongaria bastante ela, estou realmente curioso para saber o que ira fazer com ele.

Sobre o Red e a Team Flare, eu não sei muito sobre essa nova equipe nem nada do tipo, afinal ainda não joguei o X/Y. Então se puder me falar um pouco sobre o time por MP, eu seria MUITO grato.

Bom, por enquanto é isso. To pelo celular aí dificulta um pouco minha mobilidade com os dedos... q Continue com a fic, cara. Está muito boa e até a proxima <3
Snow Walker
Snow Walker
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/04/2013

Frase pessoal : salabim salabão


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por mrdeid em Qua 6 Nov 2013 - 11:58

Véi, me ensina a escrever desse jeito owo Mesmo frequentando o RPG há mais de um ano e tendo uma boa escrita, sua gramática abalou a minha. Enredo bem elaborado, uma ortografia boa, por mais que tenha poucos erros. Enfim, meus parabéns. Bem que podia dar uma aulinha aí, hehe ^^
mrdeid
mrdeid
Membro
Membro

Masculino Idade : 73
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 01/01/2013

Frase pessoal : ata


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Sex 8 Nov 2013 - 20:32

Pessoal, postarei junto com esse capítulo a ficha da Elesa. Deu algum trabalho para fazé-la. Mas a triste notícia é que não vou poder colocar os líderes de Kalos como líderes ou elites em Mictus. Infelizmente não existem minisprites deles, sinto muito galera. Mas, prometo que vão gostar da alteração que fiz no enredo. Antes  eu tinha pensado em fazer as batalhas de Red e Tucciano participando da liga juntos, mas agora vou alternar a ordem que será assim. Destaco que no 6º ginásios o Tucciano é obrigado a enfrentar o/a líder por um motivo que vocês verão. Preciso urgentemente que me ajudem a ver qual música é melhor para o líder de ginásio. Enfim vamos lá, a nova ordem será essa:

1º, 3º, 6º, 8º- Tucciano
2º, 4º, 5º e 7º- Red.

Como os dois protagonistas são Tucciano e Red, o Tiago fará sim as batalhas nos ginásios, mas eu não vou citá-las, somente falarei que ele conseguiu vencer o tal líder. Bem, fiz essa alteração por causa do roteiro que quero fazer chegar ao capítulo 50 pelo menos, e quando chegar nesta faixa quero estar fazendo os capítulos da elite já. O Grand Palace Championship serão feitos em capítulos escritos como: Extra. Quando virem isso, podem saber que é sobre o torneio. Boa leitura, fiquem de olho, pois as aparições de Mia e do personagem do Black já estão próximas. A ficha postarei depois, meu pc tá travando.


Comentários:

Spoiler:

@Black~ escreveu:Bom, vamos lá.

Capítulo legalzinho, só teve mais a batalha do Tucciano (finalmente -q) e a Team Flare aparecendo no final e se aliando ao Red, espero para ver essa aliança improvável entre eles, espero que não me decepcione. Já que ambos estão querendo exterminar as equipes vilãs.

Fiquei surpreso de ser a Elesa, foi esperado todo esse tempo, talvez valeu a pena ou não, só sei que foi bem "exótico" ter sido ela. Ainda mais que o pai do Tiago é o Volkner cara, lol, quem poderia imaginar isso, e também é bem coincidente os dois líderes elétricos terem um filho -q.

Espero que só seja essa batalha de ginásio, porque tipo, a fic tem zilhões de histórias paralelas, com ginásios não ia acabar nunca, mas pelo que você falou, não terá os ginásios, assim espero, pois a história não parece estar nem perto da metade.

A batalha nem tenho muito pra falar, como você mesmo já disse, foi bem rápida a vitória do Plusle. Só achei meio exótico a primeira líder ter um Rotom, pior de tudo é não saber controlá-lo direito -qq, e ser um "presente"-q, mas enfim.

A descrição da líder com a banda e tals ficou bem parecida com B2/W2, só que no caso ela era modelo e o ginásio era uma passarela, aposto que se baseou nisso, mas trocou os elementos, colocando-a como cantora e tals, mas enfim.

Erros devo ter visto um ou outro, mas nada de mais.

É só e boa sorte com a fic.

É, o importante era começar a batalha e fazer a aliança do Team Flare. Sobre ser a Elesa, eu planejei isso durante muito tempo e finalmente consegui imaginar o sprite dela, tanto que estará na ficha dela que vou postar, foi difícil fazer o mistério, acho que todo mundo tava curioso. E o Volkner foi uma ideia bem legal que tive e resolvi implantá-la quando estava planeando o roteiro. Sobre a batalha de ginásio já expliquei no main post, não haverão treinadores que desafiam o desafiante no ginásio, mas as batalhas vão ter sim, só de que forma alternada. Sobre o presente eu expliquei neste capítulo, acredite a Elesa é muito brava.Eu tentei fazer tudo para planejar um bom ginásio, mas a ideia da Cantora ficou bem mais legal que as outras que tive. Muito obrigado pelo comentário.


Snow.King escreveu:Pikatus <3

Demorei muito, mas cheguei. Vemk me dar um abraço <3

Primeiro falando sobre a fic, eu realmente curti MUITO a historia e sempre acompanhava aqui, mas tava com vergonha. Então, to aqui agora q

Eu curti bastante a batalha do Tucciano e achei que não seria a Elesa no primeiro gym, mas ficou otimo sendo ela. Agora só resta esperar pra ver o que vai acontecer com o Tucciano, porque é como o Black disse, a fic tem zilhões de histórias paralelas e o Tucciano seguindo uma jornada alongaria bastante ela, estou realmente curioso para saber o que ira fazer com ele.

Sobre o Red e a Team Flare, eu não sei muito sobre essa nova equipe nem nada do tipo, afinal ainda não joguei o X/Y. Então se puder me falar um pouco sobre o time por MP, eu seria MUITO grato.

Bom, por enquanto é isso. To pelo celular aí dificulta um pouco minha mobilidade com os dedos... q Continue com a fic, cara. Está muito boa e até a proxima <3

E aí Snow, mano to muito feliz de ver você na fanfic, todos meus friends se esforçando para comentar, estou muito feliz. Cara, gostei de ter curtido a estória, planejei ela durante muitos meses e fico muito animado fazendo ela. O Tucciano tem muita importância porque ele me representa na fanfic, eu sou o que ele é, até a roupa dele é a que eu uso no dia a dia, é claro que não ficou bem feito o sprite pra relatar na vida real, mas sou quase daquele jeito.  Espero-o mais vezes, muito obrigado amigo!


The Cookie escreveu:Véi, me ensina a escrever desse jeito owo Mesmo frequentando o RPG há mais de um ano e tendo uma boa escrita, sua gramática abalou a minha. Enredo bem elaborado, uma ortografia boa, por mais que tenha poucos erros. Enfim, meus parabéns. Bem que podia dar uma aulinha aí, hehe ^^

E aí, seja bem vindo a fanfic. Sobre escrever desse jeito, pratiquei por muitos ano até chegar nesse estágio é uma fase difícil mas o resultado é fenomenal, tenho certeza que você consegue se aperfeiçoar também. Muito obrigado pelos elogios, sobre a aulinha eu tentei ter uma escola no forum, mas algumas pessoas não postavam as tarefas e isso foi me desanimando, infelizmente. Boa leitura.

Pokemon Dead Future
Capítulo 6: Earth, Ruler of Ground.

Tucciano
Thunder Cloud Gym 09h30min 26/10/13

Elesa não sabia o que fazer, seu novo Pokémon estava incontrolável. A criatura parecia ondas eletromagnéticas que são invisíveis e impossíveis de se ver, a velocidade dela era algo formidável. Mas, Tucciano estava sério, já fora difícil derrotar Shinx por causa do tipo elétrico e agora vinha um lutador completamente desconhecido. O jovem já ouvira lendas daquele monstrinho e que ele se fundia com equipamentos eletrônicos. Essa era a única vantagem do garoto, saber o que o adversário iria fazer.

- Impossível, como ele se atreve e me provocar desse jeito? – Gritou a líder, reclamando consigo mesmo e ficando com muita raiva do marido. – Logo numa batalha de ginásio?

- Vamos lá! Thunder Dive! – Ordenou o adolescente, percebendo a rápida movimentação de Plusle que acabou saltando elegantemente e impulsionando os pés para baixo, ganhando intensidade e força.

- Droga, desvie! – Exclamou a Cantora, vendo Rotom desviar facilmente do movimento. Aquele fato alegrara muito a mulher, pois o misterioso gladiador estava obedecendo-a. – Hum... E qual movimento este bicho tem?

Logo, a general do lugar pegou um folheto que estava amarrado com a Pokébola do Pokémon e olhou atentamente os escritos do amado: “Ma chère(minha querida em francês), os ataques deste monstrinho são esses: Ominous Wind, Discharge, Dark Pulse e Protect. Faça bom proveito deles, volto em breve”.  A face de Elesa acalmou repentinamente, os golpes do duelista pelo menos eram muito fortes.

- Ominous Wind! – Falou a bela adulta, vendo a criatura concentrar a energia fantasmagórica no corpo e enviar para fora, acertando Plusle com violência. – Boa, prossiga com Dark Pulse!

- Desvie e use o Thunder Dive! – Gritou Tucciano, percebendo Rotom liberar a força das sombras e criar um pulso sombrio, que começou a dominar o chão e parte do ar. Contudo, o coelho elétrico foi mais esperto, conseguiu pular e impulsionar os pés para baixo, atingindo o adversário, deixando o mesmo confuso.

- Incrível! No entanto, essa luta só está começando! – Exclamou a líder, fechando os olhos com animação e abrindo-os velozmente. – Discharge!

Surpreendentemente, o Pokémon fantasma saiu rapidamente do estado de confusão e liberou uma grande carga de eletricidade, acertando novamente o roedor e deixando o mesmo fraco. Entretanto, o jovem não parecia desesperado, seus olhos expressavam confiança na habilidade do amigo, principalmente porque ele entendia o que o pequeno monstrinho falava.

- Vamos, mande-me usar meu novo movimento! Sabe que treinamos muito ele! – Disse Plusle, olhando seriamente para o dono, que acabou concordando com a cabeça.

- Total absorption! – Falou o jovem, tremendo de medo e pensando na conseqüência da nova técnica. O coelho iniciou uma absorção assustadora, sugando todas as ondas elétricas e guardando no corpo, causando o apagão no ginásio e desligando várias filmadoras e celulares. Mas, as forças magnéticas também foram acumulando no peito da criaturinha.

- Protect! – Gritou Elesa, vendo que o impacto seria gigantesco.

- Prossiga! – Exclamou Tucciano, percebendo o Pokémon liberar tudo o que tinha concentrado, acertando violentamente Rotom que acabou perdendo toda a eletricidade que possuía e ficou quieto no chão ,sem poder se mexer. – Ele resistiu?

- Droga... – Resmungou a Cantora, pensando em como fugiria daquela situação. – Protect!

Logo, o fantasma envolveu-se duma camada protetora e se preveniu antes de qualquer ataque. O problema é que Plusle tinha gastado toda a sua força no golpe e restava somente o Quick Attack para usar. Contudo, a estratégia da líder seria usar a proteção em cada momento. O desafiante já sabia daquilo, teria que usar novas estratégias, aquela batalha estava longe de acabar.

- Dark Pulse! – Gritou a mulher, vendo Rotom liberar um pulso sombrio e acertar o alvo rapidamente.

- Preciso fazer algo ou senão o meu amigo perderá... – Suspirou Tucciano, planejando a tática. – Quick Attack!

- Protect! – Falou Elesa, estando bem confiante.

O coelho elétrico começou a correr velozmente atingindo proporções assustadoras, acertando o inimigo com intensidade e jogando o mesmo na bateria da banda, que acabou sendo destruída impedindo o baterista de continuar sua parte da música.

- Garoto esperto! Ominous Wind! – Disse a líder, pensando com agilidade.

- Use o resto da sua eletricidade! Thunder Dive! – Exclamou o garoto, percebendo Rotom enviar sua força fantasmagórica na direção do alvo. Contudo, no momento exato, Plusle saltou com elegância e impulsionando o corpo, descia como um trovão, usando as últimas faíscas que possuía. A vítima foi acertada com grande intensidade e resistia fielmente pela sua nova treinadora.

- Será o último refrão? – Perguntou Elesa, vendo o Pokémon estar na última linha de suas forças. – Até que o último verso seja cantado a música não estará finalizada! Dê tudo de si neste Dark Pulse!

O monstrinho fantasma concentrou o máximo de força sombria que possuía no corpo inteiro e liberou-a violentamente, provocando um pulso assustador que invadiu os ouvidos de toda platéia, acertando o adversário com sucesso. O pequeno coelho elétrico acabou caindo no chão, estando no limite de sua energia. O coração de Tucciano acelerou-se, será que iria perder, seu amigo já estava derrotado?

- Por favor, praticamos tanto, eu sei que você consegue! – Disse o herói, começando a chorar, lembrando dos duros treinamentos que tinham feito, cada suor derramado e as noites mal dormidas. Isso tudo surgiu na mente do garoto.

- Sim, mestre! – Falou Plusle, levantando com dificuldade e mostrando que estava pronto para o ataque final.

- Ah, parece que este é o meu último verso! Ominous Wind! – Gritou a líder, reconhecendo o esforço do outro lutador.

- Quick Attack! Acelere para a vitória! – Exclamou Tucciano, percebendo Plusle correr velozmente atingindo a velocidade da luz e acertar definitivamente Rotom.

- Foi uma boa música... – Lamentou Elesa, vendo o fantasma cair inconsciente no chão. – Parabéns, confesso que eu não esperava por essa. Seu Pokémon conseguiu ultrapassar seus próprios limites, trazendo à nossa luta um fantástico show. É com prazer e alegria que entrego a sua primeira insígnia. O trovão da esperança, que desperta em nossos corações constantemente, saiba usá-lo com sabedoria.


Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Cff8ca5a68fbe98880073c04b583244d

Nesse momento, o baterista que estava com muita raiva por perder o instrumento musical aproximou com uma caixa nas mãos. Esta era dourada com o detalhe de uma Pokébola, contendo a recompensa do treinador que conseguiu ultrapassar o primeiro ginásio. A Cantora segurou o objeto nas mãos e abriu-o lentamente, retirando a insígnia de lá, que era a nuvem com um raio descendo, tendo vários fachos brilhantes em volta.

- Aceite a Thunder Cloud Badge(Insígnia da nuvem do trovão). Parta para os próximos desafios com a confiança de estar na frente da platéia, com o coração contente ao perceber que a canção foi aplaudida e viva cada verso como se fosse o último da vida! A liga te espera! – Falou a mulher, sorrindo cativamente.

- Obrigado! – Agradeceu o jovem, vendo que toda a multidão do ginásio estava aplaudindo ele, a primeira luta fora fantástica. Todos ficaram ansiosos, a única decepção foi Plusle ter sugado toda a eletricidade e as ondas eletromagnéticas e isso causou o apagão repentino no lugar, impedindo a filmagem. Os treinadores que estavam nos navios provavelmente estariam decepcionados por penderem a transmissão.

Enquanto isso, dois misteriosos jovens saíam do ginásio, conversando sobre aquela batalha. O primeiro e de roupa branca e tendo uma espada na cintura, resmungava de raiva, jamais tinha conseguido fazer o que o desafiante tinha feito e dizia que aquilo era perda de tempo. A outra pessoa, que era uma menina, discordava falando que os duelos Pokémon são emocionantes e mostram a disputa de forças no campo. Ela tinha olhos azuis, túnica prata e cabelos pretos.

- Bah, eu já disse. Quando Lord Byron souber dessa cidade, vai nos presentear com moedas de ouro, e assim poderemos comprar a casinha para sua família. – Disse o desconhecido, sorrindo para a garota, que devolveu com outro movimento alegre.

- Obrigado, tratarei de convencer esse jovem a nos ajudar a conquistar esse lugar. Com certeza, o chefe vai ficar feliz, não é Conde Nick? – Perguntou a jovem, estando muito alegre.

- Claro, qualquer moleque desses por aí se interessa por dinheiro. Vai ser presa fácil, qualquer coisa, use do seu charme. Ok, Mia? – Falou o Royal, ficando sério e sendo irônico.

- Com certeza. – Respondeu a garota, sem notar que um jovem de olhos castanhos e túnica vermelha observava os vilões de longe.

O menino que estava espionando-os andou para o outro lado, retirando do bolso o celular e discando alguns números, esperando alguém atender. Quando uma familiar voz ecoou no aparelho, ele relatou o que acabara de ouvir, escutando as palavras do outro lado da linha e ficando sério.

- Entendido, Peter desliga. – Falou o rapaz, indo para a direção da fonte da cidade e deitando-se num banquinho médio acabou descansando a cabeça e os olhos.



Red
Mictus Resort 26/10/13


O herói de Kanto estava conversando com Lysandre, querendo saber do que aconteceu em Kalos e o motivo da mudança do novo aliado. Por intermédio de um Pokémon misterioso o antigo vilão tinha sido salvo da morte certa e por causa desse fato acabou mudando de vida e alterando o objetivo. Contudo, vários agentes da Flare começaram a correr e um membro ofegante com o corpo queimado anunciou que o navio estava sendo invadido.

- Como assim? – Perguntou o chefe da organização, ficando confuso e fitando os olhos tristes do soldado.

- Super Galactics, eles querem destruir todo tipo de embarcação para que possam agir livremente no continente. – Suspirou o agente, caindo inconsciente no chão.

Nesse momento, várias pessoas com uniformes espaciais chegaram, trajavam armas tecnológicas nas mãos, ameaçando atirar em quem resistisse ou fosse tentar enfrentá-los. Mas, o principal ato foi quando um homem de olhos pretos e casaco marrom entrou naquele local, os cabelos da mesma coloração também indicavam que o desconhecido era alguém importante.

- Prazer, meu nome é Earth, sou o Comandante da Terra. Saturn me mandou aqui para eliminar qualquer tipo de vida, saiam deste barco porque eu mesmo vou incendiá-lo! – Disse o vilão, pegando um fósforo e acendendo-o jogando no membro que tinha avisado todos da invasão, assustando Lysandre que não podia fazer nada. – Os que forem contra a minha vontade morrerão!

- Como se atreve! – Gritou o chefe da Flare, tirando uma Pokébola do bolso e olhando diretamente para o inimigo. – Vamos lutar honestamente.

- Estúpido, só luto com pessoas dignas, vocês são apenas gravetos no meu sapato! Saiam da embarcação agora! – Exclamou o administrador, ficando com muita raiva e pegando a arma dos agente normais. – Andem ou eu os mato!

- Eu queria dar uma lição nesse exibido. No entanto, seremos mais úteis vivos, duelaremos com eles quando estiverem sem munições. – Aconselhou Red, fazendo o homem de cabelos vermelhos se acalmar e indicar o local onde tinha visto o bote reserva.

Logo, todos estavam são e salvos, somente o soldado que perdera a vida ao ser queimado pelo novo inimigo da organização. A incapacidade de fazer alguma coisa atormentava profundamente Lysandre, o coração do adulto estava batendo lentamente, a decepção era clara em seus olhos.

A vantagem era que o porto de Voltre City estava perto, pelo menos poderiam pisar em Mictus em breve. A notícia de que o herói de Kanto tinha aliados era bem confortante também. Entretanto, o desafio será gigantesco, pois a diferença ainda era muita. Várias equipes estavam aliadas ao Imperador L, a solução seria enfrentá-los separadamente.  A hora do jovem entrar na liga do novo continente aproximava-se lentamente como as pequenas ondas do mar desabavam sobre as rochas.

Continua...


No próximo capítulo:


Ao contar a Tiago que ganhou a insígnia, Tucciano decide fazer os últimos preparativos e visitar o Volt Camp, ele partirá na missão de derrotar a Liga, mas principalmente enfrentar os desafios de sua vocação e achar as 7 peças da chave que guarda Arceus. Ele era o próximo protetor da criatura, deveria guardá-la sabiamente e apresentar ao superior em breve. O primeiro estágio será Volt Camp. Entretanto, uma surpresa o aguarda, o encontro finalmente ocorrerá. Duas almas diferente iriam se encontrar e fazer um tratado de aliança. Os vilões que se cuidem, aproximam-se os lutadores da profecia!

Algumas Considerações:

1-Este final foi meio rápido devido ao alto capítulo e emoção que coloquei na batalha, o principal era contar a invasão.  Peço desculpas por isso.
2-O próximo capítulo introduzirá o começo do Arco: Volt Camp, que será muito pequeno.
3- Consegui fazer aparecer dois personagens do escritório já.
4- Parece que despertei mais mistério hein gente.
5- O último golpe do Plusle, o novo, foi baseado numa estratégia que bolei há algum tempo já, em que o Pokémon absorve toda eletricidade possível do lugar, juntamente com tudo de metálico e manda no oponente, ou seja Rotom ficou sem eletricidade que possibilitava ele andar tão velozmente.
6- Gostaram? Foi a batalha que eu mais gostei de fazer até agora.
7- Desculpem pelo tamanho.


Última edição por Pikato em Qua 20 Nov 2013 - 17:56, editado 1 vez(es)
Pikato
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Ter 19 Nov 2013 - 17:11

Bom, vamos lá.

Primeiramente desculpe a demora, mas trabalhos, provas e depois alguns dias sem internet =/, mas enfim, aqui estou para comentar esse capítulo. Ele foi bem legalzinho, bem misterioso e bacana ter tido a vitória no ginásio da Elesa.

Olha, a batalha foi legal, o Tucciano venceu, porém a vitória saiu de um equívoco bem equivocado seu. O golpe Quick Attack foi o golpe que venceu a partida, mas o Rotom é um pokémon do tipo fantasma, logo, ele não é atingido por golpes do tipo normal, ou seja -q, mas enfim.

Outra coisa que não foi um erro, mas gostaria de ressaltar, é o fato de o Tucciano quase ter entrado em pânico por perder o Plusle, mas a batalha não era dois contra dois? Ele não teria outro pokémon? Ou só tem o Plusle, porque é meio estranho ele só ter o Plusle, mas enfim.

Esse Peter é o meu personagem né? -q Bom, momentaneamente não foi lá uma grande apresentação, foi meio misterioso isso ai, mas vamos aguardar para ver como ele vai se comportar na fic né -q, mas enfim. Esse golpe que você criou também ficou bem legal e meio sinistro também, mas né.

Erros eu não vi nenhum que prejudicasse a leitura.

Portanto é só e boa sorte com a fic.
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Qui 21 Nov 2013 - 19:38

Bem pessoal, este capítulo será o início da solução de muitos mistérios, já vou adiantando os acontecimentos do próximo capítulo que será a entrada no Volt Camp, que tem uma estória bem legal. Já depois deste bloco, conheceremos o Deserto mais quente do Mundo Pokémon! Juntamente com a introdução de novos tipos, que será revelada mais tarde. Bem, o Quick Attack mudou também de tipo, faz parte destes novos tipos, ou seja muitos acreditam que o Normal é apenas um tipo provisório, ou seja com os novos tipos os golpes do tipo Normal deixaram de existir, muitos passarão a ser Fairy, Grass e Poison, por causa  disso o Rotom foi acertado pelo Plusle. A última novidade da fanfic é o roteiro de toda aventura de Red e Tucciano, resumidos em pequenas frases.

Comentários:

Spoiler:
Bom, vamos lá.

Primeiramente desculpe a demora, mas trabalhos, provas e depois alguns dias sem internet =/, mas enfim, aqui estou para comentar esse capítulo. Ele foi bem legalzinho, bem misterioso e bacana ter tido a vitória no ginásio da Elesa.

Olha, a batalha foi legal, o Tucciano venceu, porém a vitória saiu de um equívoco bem equivocado seu. O golpe Quick Attack foi o golpe que venceu a partida, mas o Rotom é um pokémon do tipo fantasma, logo, ele não é atingido por golpes do tipo normal, ou seja -q, mas enfim.

Outra coisa que não foi um erro, mas gostaria de ressaltar, é o fato de o Tucciano quase ter entrado em pânico por perder o Plusle, mas a batalha não era dois contra dois? Ele não teria outro pokémon? Ou só tem o Plusle, porque é meio estranho ele só ter o Plusle, mas enfim.

Esse Peter é o meu personagem né? -q Bom, momentaneamente não foi lá uma grande apresentação, foi meio misterioso isso ai, mas vamos aguardar para ver como ele vai se comportar na fic né -q, mas enfim. Esse golpe que você criou também ficou bem legal e meio sinistro também, mas né.

Erros eu não vi nenhum que prejudicasse a leitura.

Portanto é só e boa sorte com a fic.
O capítulo foi muito legal de fazer cara, foi um dos melhores que já fiz. Ah e sobre o Quick Attack ele passou a ser do tipo Light que é eficaz contra Ghost, Dark, Poison e Chaos. Sobre o Tucciano ele ´so tem o Plusle mesmo, mas fez um treinamento bem rigoroso para conseguir vencer a lider com um só, mas o novo sistema de capturas vai ajudar ele. Valeu pelo elogio do golpe, em breve faço um dicionário falando de todos o que planejei. Valeu Black.

Capítulo 7: Volt Camp, a armada de proteção.

Red
Voltre City 26/10/13 14h23min

O sol partia lentamente em direção ao magnífico mar Delta. O oceano das aventuras, emoções, medos e mistérios, onde Pokémons nadam, divertem e fogem da superfície. As criaturas se abrigam nas profundezas das águas. Mas, os soldados da Equipe Flare não apreciavam as belezas naturais, preocupavam-se mais com as suas roupas. O motivo era simples, algumas embarcações fundaram com o peso e quantidade de integrantes, isso causou o estrago na vestimenta deles. Contudo, as administradoras pulavam de felicidade, tirando fotos de cada monstrinho, construção e paisagens que avistavam com os visores tecnológicos delas.

- Fantástico! – Exclamava a de cabelo verde, chorando de emoção ao pisar em terra firme e vendo uma placa com a frase: “Voltre City, a cidade mais elétrica do mundo!”– É tudo tão rústico e moderno ao mesmo tempo!

A grande vila é composta de luminárias espantosas, com a lâmpada de coloração amarela, abrilhantando o lugar com o brilho indescritível. Ela também contém  a Eletrick Fountain, a fonte que ilumina todo o local com suas luzes tão vivas, que na verdade são correntes elétricas que ao juntar-se com a água, formam um efeito magnífico. Juntamente com as atrações principais do aglomerado de casas, as lojas de moda e eletrodomésticos despertam a atenção de qualquer fã estiloso e moderno.

Cada administradora da organização de Lysandre acabou interrompendo o cansaço e se entregaram ao banho do consumo. Obviamente, o chefe delas não ficou contente e pediu Xerosic para investigá-las e evitar que o dinheiro seja desperdiçado de forma exagerada. O fato era que Red sentia a animação percorrer o corpo, estava ansioso para conseguir a Ficha de Treinador e partir em direção aos desafios de Mictus.

- Garoto, gostaria muito de poder acompanhar o desafio dos líderes. Entretanto, devo negar essa proposta, os inimigos estão espalhados por essa região e preciso parar com as crueldades. Deixarei meu novo agente com você, assim que sair da cidade e estiver pronto para enfrentar o Deserto mais quente do mundo Pokémon irá encontrá-lo. – Falou o homem, despedindo do rapaz e sentando num banco.

Como o adolescente era independente, conseguiu localizar onde ficava o Centro de Inscrições da Liga. O edifício por dentro é composto de diversos detalhes, como a foto do antigo campeão e algumas caricaturas dos Comandantes dos ginásios. Mas, as fotografias continuavam ocultas pela tela preta, o que obrigou o herói a investigar melhor aquele caso.

- Olhe para sua ficha... – Respondeu a mulher que ficava descansando o corpo numa cadeira, a roupa dela era azul claro com o símbolo da Pokébola no centro da vestimenta. Em seguida, ela tirou o retrato do jovem e transferiu para o computador, observando o alto índice de vitórias e tirando o aparelho duma estante e entregando ao menino. – Todas as informações das divisões conterão o Scanner, assim que passar por elas tire o Technet e aponte para as telas virtuais e descobrirá informações e o vídeo da batalha será transmitido para quando quiser vê-lo.

- Legal... – Murmurou Red, pegando a estranha ferramenta e ligando-a.

Nesse momento, o garoto percebeu a sua jornada de cada continente ser relatada por pequenos vídeos e as principais capturas ficavam no lado direito da tecnologia. Depois, percebeu o desenho escurecido dos líderes e a ficha deles. O recurso era fabuloso, milhares de Treinadores podiam conversar e conhecer-se também através do Technet, você poderia marcar as batalhas de ginásio e até conseguiria se inscrever para ser o novo líder.

- É incrível, posso até escolher o tipo de Pokémons que posso usar? – Perguntou o adolescente, sorrindo de animação.

- Capturas são proibidas neste continente a não ser que tenha permissão dos guardiões secretos, aí poderá ter a chance de lutar contra algum lendário. Cada insígnia ganhada dá direito a adicionar um Pokémon por vez à equipe. Já o modo de consegui-los é através do CatchAll, o aplicativo que poderá baixar assim que chegar a alguma Division. Aí é fácil, diga o tipo e jogue o mini-game e pronto. – Falou a adulta, mascando chicletes e fazendo uma bola com a boca.

- Interessante, acho bem eficiente essa novidade. – Comentou o herói, tentando elogiar o serviço empregado no continente.

- Problema seu... – Finalizou a mulher, indo até a cozinha e colocando café num copo.

- Mal educada. – Reclamou Red, saindo do edifício e ficando animado para testar as funcionalidades da Tecnologia.

Logo, os minis retratos virtuais de dois treinadores surgiram no visor, apotando a localização deles e a curiosidade de que os dois já tinham vencido o primeiro ginásio. Aquele fato despertou mais ainda a curiosidade do jovem de Pallet. Afinal, conhecer novas pessoas é a porta para saber mais sobre os lugares seguros e perigosos de Mictus. Rapidamente, a fotografia dos misteriosos rapazes começou a brilhar mais, até apagar por completo e ter a frase na cabeça deles: “The Trainers are Here.”

- Hã? – Perguntou o adolescente, olhando para a pequena tela e esperando alguma reação do aparelho.

- Com licença, o Technet é seu, não? – Indagou alguém, que tinha olhos pretos, cabelo da mesma coloração, jaqueta vinha com a camisa roxa por baixo e calças jeans.

- Sim? Quem são vocês? – Falou o menino, ficando confuso com as duas pessoas na sua frente.

- Somos treinadores. – Disse o outro de cabelo amarelo e vestimenta azul e vermelha.

- Ah, é justamente o que eu estava procurando, os garotos que já venceram o primeiro ginásio. – Pronunciou Red, lembrando da tecnologia que indicou o lugar certo dos garotos.

- Exatamente... Contudo, pra mim foi fácil, ela é minha mãe, posso lutar a hora em que quiser com ela... – Sussurrou o rapaz, rindo com alegria.

- Sério. Mas, o companheiro aqui usou o meu Plusle para batalhar contra a líder. – Reclamou o jovem, soltando a sua risada também.

- A propósito qual o nome de vocês? – Perguntou o herói de Kanto, ficando ansioso para saber o nome dos novos amigos.

- Os holofotes revelam a fantástica e misteriosa identidade do futuro Top Trainer, eles dizem que é Tiago! – Exibiu o adolescente, subindo em cima de um banco para fazer a apresentação.

- Repara não, é meio doidinho... – Riu o garoto, satirizando o colega. – Enfim, sou o Tucciano. E você? Como se chama?

- Red, vim de Kanto para a Liga e acertar contas com uma certa pessoa. – Falou Red, lembrando de como foi humilhado pelo Ash.

- Bem, estávamos pensando em ir no Glorious Sun Desert hoje mesmo. Mas, se quiser, a gente espera você lutar contra a líder. – Disse o primeiro rapaz, sendo simpático e fazendo o outro amigo concordar.

- Está bem, afinal nem sei nada desse lugar, talvez precise de guias turísticos, haha. – Murmurou o jovem, rindo com alegria e fazendo os outros homens rirem junto com ele.


Tucciano e Red
Voltre City 28/10/13 13h37min

Dois dias se passaram desde o encontro inesperado dos rapazes, o herói de Kanto conseguiu vencer o primeiro ginásio usando Pikachu e Emolga. Contudo, as estratégias foram completamente diferentes, e Elesa mostrou-se mais séria e determinada, tendo treinado Rotom e dando um difícil desafio para o adolescente.

Red acabou dormindo na casa de Tiago, pois eles se preparavam para encarar o deserto mais quente do mundo Pokémon. Até mesmo, a cantora ficou preocupada com o fato do filho ir para o 3º lugar mais temido do continente. Entretanto, ficou mais calma quando o garoto falou que iria consultar várias pessoas para saber mais sobre o local.

- Dizem que no Glorius Sun Desert existe uma flor que produz água e que se você morder a ponta dela, ficará saciado com a quantidade que vai sair dela. O meu pai sempre falou que em Sinnoh o clima é frio e passar alguns apertos por lá. Sem contar a desanimação dele, ele não aguenta ficar longe da gente e por isso continua desanimado e tenta entreter-se com as batalhas. – Falou o rapaz de cabelo amarelo, mostrando a feição triste na face.

- Bem, acho que estão na hora de partir, o Tucciano deve estar esperando-os na saída da cidade. – Disse Elesa, pensando no menino soltava para o mundo. – Cuide-se bem! – Complementou a mulher, abraçando fortemente o adolescente que ficou assustado com a atitude e deu um beijo no rosto da mãe antes de abrir a porta da casa.

Logo, os treinadores começaram a caminhada pela grande vila e deram a última olhada para a mesma, sorrindo de animação e pegando seus Technet.  Em seguida, localizaram onde o outro homem estava e conseguiram achar com sucesso a localização dele.

- Eu tentei ir na frente para descobrirmos sobre o exterior daqui. Mas, o guarda falou que só podemos ir no deserto se passarmos pelo Volt Camp. – Lamentou Tucciano, ficando com raiva e desanimado.

- Melhor ainda! Poderemos conhecer mais sobre a estória do nosso continente! – Gritou Tiago, correndo de animação e procurando o acampamento.

O lugar era misterioso e enigmático, uma via extensa com a estrada pavimentada de cimento indicava o caminho para os viajantes passarem. O fato curioso resumia no fato dos carros não poderem percorrer a Via Dolorosa, o primeiro ponto desconhecido dos rapazes. Surpreendentemente as árvores pareciam ter desaparecido, pois o único cenário que dava para descansar os olhos pertencia aos moinhos de vento e as usinas de eletricidade. Talvez, fora feito de propósito para causar tristeza nos treinadores e os fazerem pensarem em como a tecnologia é dispensável e o que viraria o planeta caso as plantas morressem de vez.

- Isso é muito melancólico... – Falou Red, deixando cair algumas lágrimas sobre aquele solo seco e tristonho.

- Sim, a líder ordenou que fizesse isso. Mas, também pediu que algumas espécies no final da rota fossem plantadas. – Explicou o garoto de cabelos pretos e camisa vinho.

A cada passo percorrido, a paisagem entristecia-se mais ainda, e até mesmo Pokémons do tipo elétrico admiravam aquele lugar memorável. Onde a dor perturbava os corações dos inocentes e ingênuos. Até mesmo, homens com orgulho elevado e maldade sem limites admitiam ter chorado sobre ali. A placa gigante indicava o sentido de tudo aquilo: “Viae Lustus, a divisão que mostra o fim do começo!”

Entretanto, os garotos continuaram seus passos até chegarem ao Volt Camp. Existiam várias trincheiras ao longo da rota, estas possuíam vários guardas com diferentes roupas e designs. Infelizmente, a primeira acabou expulsando os visitantes de maneira ríspida e brutal, chegando a ferir Tiago e provocar pequenos arranhões neste. No entanto, assim que tentaram entrar no segundo acampamento, receberam a recepção desejada e o soldado de olhos prateados e vestimenta cinza pediu-os para conhecer o chefe de lá.

Logo, os adolescentes foram guiados pelo protetor do lugar até o Comandante de todos daquela divisão. Este possuía a pesada armadura sobre os ombros, tinha a cicatriz perto do olho e continha também a espada amarelada sobre a bainha. Assim que virou para os recém-chegados, analisou o porte físico dos mesmos, espantando-se ao avistar Tucciano.

- Meu nome é Guster eu sou um mosqueteiro... – Introduziu o General que aparentava ter 23 anos.


Continua...

Pokémon Dead Future Volt Camp


Algumas observações:


1- Viae Lustus é via dolorosa em latim, o motivo para o nome é justamente porque estou inspirando essa região em algumas partes da Itália e o tempo é medieval/moderno, uma idade média bem avançada em tecnologias, por isso.
2- O final foi meio sem graça, mas o importante era introduzir o primeiro mosqueteiro na estória!
3- Technet terá vários aplicativos para se baixar ao longo da estória, é uma versão mil vezes aprimorada do PSS, pois a cada ginásio vencido mais aplicativos serão liberados pelos líderes.
4- Tiago, Tucciano e Red não seguirão jornada juntos a todo momento eis quando eles irão juntos: Deserto: Separados. Mt Glace: Juntos. Sul: A maioria juntos. Centro: Juntos. Elite 4: Tucciano e Red somente, Tiago irá desaparecer misteriosamente nesta parte.
5- No mais é isso, espero que tenham gostado do capítulo e da música do Volt Camp, a fiz baseada em algumas filmes que tem a bateria da guerra e o barulho dos tambores.
6- A música da Viae Lustus será postada depois, ela será internacional e cantada, ou sejas não foi fewita por mim, mas combina com o tema do lugar.
Pikato
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Seg 9 Dez 2013 - 20:13

Bom, vamos lá.

O capítulo foi legalzinho, com muitas movimentações. Só achei que ficou meio confuso. Acho que foi a estrutura textual dele, algumas partes ficaram com um entendimento difícil, mas nada que uma revisão não resolva.

Achei interessante que o Red tenha chegado no tal continente que seja o "pano de fundo" da história, e onde se desenvolverá a partir de agora, também foi legal ele ter conhecido o Tiago e o Tucciano, já que a história tava meio "ping-pong", hora em um continente, hora em outro.

Uma dúvida que eu sempre tenho cara, sua fic vai acabar quando? Porque tipo, o Red parece que vai lutar por insígnias também, e os dois jovens também, e ainda tem toda aquela história principal, do Colress, tem a do Ash, a Cynthia, etc...

Mas tipo, se for só "e fulano lutou no ginásio e venceu com x e y", não sei, é meio estranho, zuado, ou mostra a batalha, ou não fala nada sobre batalhas, porque só falar que ele venceu com certo pokémon fica algo meio vago, mas enfim.

Erros não vi nenhum que prejudicasse a leitura.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Ter 17 Dez 2013 - 19:45

Olá pessoal, como prometido aqui vai mais um capítulo desta fanfic! Neste capítulo explicarei algumas coisas que ficaram pendentes na Crossed Swords. Enfim, vamos ao resumo da outra fanfic:

1- Riley, Arcanon, Guster formam os mosqueteiros para tentar deter a ameaça de Lord Byron e os Royals.
2- Os royals são Nick, Anton, Clover e Rory.
3- Cada um deles domina um elemento, somente Rory ficou sem revelar o seu.
4- O poder dos elementos deriva-se dos Pokémons que doam parte de suas habilidades aos donos quando o treinador chega um nível avançado de amizade.
5- O United Mode funde as habilidades do Treinador com o Pokémon e foi criado por Riley.
6- Arcanon enfrenta a Condessa(Clover) e no final apaixona-se por ela.
7- Guster perde contra Anton e é congelado pelo mesmo, cabendo a Arcanon salvá-lo.
8- Numa luta sangrenta, Riley enfrenta Nick e consegue derrotá-lo.
9- Castliari City é invadida pelos Royals que começam a destruir tudo, somente Clover não está no grupo.
10- Rory encontra Guster e explica que os Royals são filhos de Lord Byron.
11- O próprio Lord Byron aparece e libera seu poder venenoso que mata todas as outras pessoas que estavam fugindo com Guster, com exceção deste mosqueteiro e de Rory.
12- Lord Byron leva Rory e Guster para verem sua tomada dos Templários.
13- O líder dos Templários acaba morrendo e confia a esperança da região em Guster.
14- O novo dono dos Templários conta a Guster que é o pai do mesmo, causando a fuga do jovem.
15- Juntos, os mosqueteiros tentam enfrentar Courage, o anjo falido.
16- Quando tudo parecia perdido, Guster desperta a força eletrizante que possui. Entretanto somente Joseph consegue vencer a criatura infernal.
17- Joseph revela que o seu filho que é o escolhido para fazer parte dos mosqueteiros.

Black: Na verdade o Contiente inteiro é a chave da resposta. Ah meu amigo, tudo começará a desenvolver agora. Como vê estou narrando pequenamente algumas partes, para privilegiar as outras. Bem no caso eu posso simplesmente mostrar as insígnias então, se for o caso. Muito obrigado como sempre pelo comentário.

Pokémon Dead Future
Capítulo 8: O intenso deserto revela-se!

Guster não conseguia acreditar no que estava vendo, aquele rapaz parecia muito com Joseph. A mesma coloração dos olhos, o mesmo formato do cabelo e a feição confiante. Entretanto, os outros dois jovens também pareciam ser fortes e poderiam levar algum treinamento e talvez desenvolveriam suas habilidades. O importante era saber se os Pokémons deles gostavam dos donos.

- Bem, quero explicar-lhes algo. Primeiramente, esta á e armada defensiva de Voltre City. O motivo da proteção é que pessoas covardes apelidadas de Royals estão destruindo e tomando conta de cada cidade deste continente. Eles não poupam ninguém, milhares de vidas são ceifadas nos ataques.  – Explicou o Mosqueteiro, andando de um lado para o outro e fitando novamente o garoto de jaqueta vinho com camisa roxa por baixo.

- E como vocês conseguem evitar essas investidas? – Perguntou Red, ficando curioso com as vestimentas pesadas dos homens.

- É simples, combatemos com nossas espadas, sempre evitando que alguém morra. Entretanto, as vezes isso é impossível de fazer... – Suspirou o General, virando imediatamente para o outro adolescente. – Qual o seu nome?

- Me chamo Tucciano. – Falou o herói, estando confuso e sério.

- Entendo... Tem algum parente que chama Joseph? – Rebateu Guster novamente, pressionando o menino.

- Bem, que eu saiba não. – Confessou o jovem, tentando lembrar-se de alguém com aquela denominação.

- Perfeito... - Lamentou o dono daquele local, pensando ter encontrado o quarto mosqueteiro.

Logo, o adulto chamou dois soldados e começou a treinar os rapazes, introduzindo diversas formas de aprendizado. De sabres até lanças e escudos, talvez algum deles fosse o filho do desconhecido homem que salvara as vidas dos antigos combatentes. O que perturbava a mente do General era o fato do exército de Lord Byron voltar a atacar e por isso ensinava as lições para os visitantes do acampamento.

Em menos de duas horas, os adolescentes estavam cansados e preparados para qualquer tipo de luta. Contudo, eles tiveram que partir e levavam junto consigo estranhas plantas que liberavam água quando era mordida. Um mistério da natureza aquele fato, que sempre levou cientistas a estudarem como o líquido é liberado e produzido.

Como num Flashback, os viajantes encontravam-se novamente na triste paisagem do Viae Lustus. Desta vez, o cenário mudava lentamente, algumas flores já cresciam naquele solo destruído, e árvores de pequenos tamanhos surgiam à medida que os heróis caminhavam.

Mas, o que os preocupava era o fato de que iriam encarar o deserto mais quente do mundo Pokémon e o desafio estava prestes a começar. Pois, depois de trinta minutos viram a placa: Viae Lustus- Fim. Rock Mountain: Início. A montanha rochosa é composta de várias rochas vulcânicas, porque a última cidade a ser visitadas pelos treinadores ficava dentro de um enorme vulcão.

O que impedia a passagem para o último ponto de parada dos gladiadores era a Flaming Door. Uma porta que havia os sete buracos das insígnias em que o desafiante devia colocar todas em cada local e assim conseguiria entrar na misteriosa vila. A cena da grande barreira impressionou Tiago, por causa do ato insano dele de colocar a mão na mesma e sentir a pele queimada por algum tempo.

Enfim, quando os jovens chegaram ao fim do aglomerado de pedras, finalmente avistaram as paisagens áridas e o intenso calor já aproximando deles. O fato era que a medida que pisavam na areia, sentiam seus pés queimarem levemente. E em menos de cinco minutos o suor descia pelo pescoço, e o corpo implorava por água.

- Argh, não aguento mais. – Suspirou o filho de Elesa, caindo no chão e vendo as paisagens ficarem turvas.

- Aguente, isso é apenas o início. – Falou Tucciano, ajudando o amigo a levantar e apoiando o mesmo no ombro.

- Tenho que admitir, já cruzei vários desertos. Entretanto nunca vi nada igual a isso, é quente demais. – Lamentou Red, passando os dedos na cabeça e vendo como transpirava demais.

Contudo, os rapazes continuaram sua caminhada admirando e sentindo o pesado sol sobre seus cabelos. O pior era que tudo que avistavam eram somente areias e Pokémons do tipo Ground andando por vários lados. As criaturinhas tinham defesa natural contra aquele tipo de clima. Entretanto, os adolescentes não possuíam a habilidade de suportar a falta de líquido.

A caminhada estendeu-se por uma hora, até que Tiago viu algumas árvores e a água transparente. No entanto, quando o garoto tentou correr para alcançá-la, tropeçou numa pequena pedra e desabou sobre o solo novamente, sem ter forças para erguer-se. Logo, os dois amigos correram até o companheiro e ajudaram o mesmo a chegar perto do Oasis.

Para o desapontamento dos heróis, o lugar sumiu lentamente, foram enganados pela miragem. Nessa hora, Tucciano tirou da mochila a misteriosa folha que Guster lhes passara. E fez com que o outro rapaz mordesse a mesma. Este saciou a sede rapidamente e sentiu as forças revigorarem-se.

- Incrível. É água! – Falou Tiago, rindo alegremente e esperando os garotos repetirem o gesto.

- É espantoso, é como se eu nunca tivesse entrado neste deserto. – Disse Red, ficando espantado e feliz.

As horas passaram de forma devagar, e o intenso calor ainda perturbava e atormentava os rapazes. Mas, alguém encapuzado aproximou- dos meninos, encarando-os por algum momento e levantando o cordão que possuía do pescoço. No colar havia uma espécie de chave rachada, em pequeno fragmento.

- Ah! – Gritou Tucciano, reconhecendo o objeto. – Como você achou isso?

- São dados estritamente particulares e proibidos para moleques. Eu sei o que vocês querem e acho que conhecem o Victini. – Gritou o desconhecido, guardando o pedaço e apontando para uma vila que estava do outro lado das dunas. – Sand Village, vão até lá e consigam informação para mim, senão...

Neste momento, o homem encoberto pela estranha vestimenta, tirou a faca do bolso e colocou-a perto da goela de Tiago. Este ficou com medo e assustado pelo rápido movimento do humano. Relutantes, os dois jovens concordaram e começaram sua caminhada até o vilarejo.

A aldeia era pequena e praticamente desabitada com exceção do idoso de olhos pretos e roupa marrom. O motivo do velho estar lá é que procurava água para saciar a sua sede e isso fez com que Red tivesse sorte ao encontrá-lo. Mesmo assim, o desespero dos adolescentes era grande, pois o amigo corria perigo.

- Com licença? Conhece o Pokémon Lendário da vitória? – Perguntou o garoto de jaqueta vinho.

- Ah, sim, ele é o protetor deste deserto. Porque querem saber dele? – Rebateu o adulto, ficando desconfiado.

- Não podemos falar, precisamos conseguir informações desta criatura. Caso contrário... – Falou Tucciano, pensando na vida do companheiro.

- Bem, há rumores de que o lugar de descanso seja no Heat Sun Desert. Fica depois da cidade de Glorious Sun, é bem pertinho daqui. Contudo, cuidado com a noite que chega de mansinho, podem acordar no outro mundo... – Finalizou o homem, pegando o pouquinho de líquido do poço e levando para dentro da casa.

- Ah, vamos voltar então. – Disse Red, pensando no significado da frase.

A aldeia era composta de minúsculas tendas com algumas árvores típicas de cenários áridos. O local é menor do que as típicas vilas são, pois continha três habitações e o buraco de onde colocavam a água. Entretanto, a aridez estava tão forte e o calor muito intenso que acabou secando praticamente a fonte. A localização perdera todos os seus dotes turísticos e a pobreza reinava lá agora.

Logo, os jovens conseguiram informar o misterioso sequestrador que o monstrinho flamejante poderia estar depois da cidade do próximo ginásio. O vilão acabou morrendo de raiva e decidiu acompanhar os treinadores para garantir que o Pokémon não fosse capturado por algum deles.

- Droga, estou de olho em vocês! – Reclamou o bandido, guardando a faca e amarrando as mãos de Tiago na corda, mostrando a raiva que possuía e impedindo os companheiros de reagirem.

Assim, o primeiro perigo apresenta-se aos garotos, quem seria o misterioso encapuzado que insistia em manter o filho de Elesa como refém? Por que ele quer tanto Victini? Glorious Sun city surgia a medida em que andavam, a grande torre onde o ginásio ficava apresentava-se! Ela era composta de vários metais preciosos, brilhando fortemente e fazia várias curvas, sendo o enigma para os cientistas do aglomerado de casas.


Continua...

Música do Glorious Sun Desert(Internacional)

Algumas observações:

1-Alguns de vocês já devem ter percebido o que estou fazendo, narro poucamente alguns lugares e destaco mais para acontecimentos e situações. Quanto ao ginásio foi inspirado na torre de Piza na Itália!
2- Não se preocupem, em breve já falarei qual equipe já foi derrotada por alguém.
3- Esse misterioso sequestrador é alguém conhecido, vocês ficarão espantados ao saber quem é.
4- Espero que tenham gostado!
Pikato
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Weird von Gentleman em Dom 22 Dez 2013 - 9:08

Olá Pikato,

Finalmente vim aqui parar à tua fic e deixa-me felicitar-te pela dimensão que conseguiste atingir em menos de um ano! Espetacular hahaha! Infelizmente, não poderei comentar todos os capítulos um a um, pois não tenho o espaço necessário para o fazer e tu não tens o tempo suficiente para ler, mas mesmo assim há coisas, que sendo comuns a todos os capítulos, eu posso comentar.

Eu julgo que é da opinião geral (avaliando pelos comentários anteriores) que a história é bastante original e mistura vários ingredientes, os quais tiveste o cuidado de selecionar de várias fontes externas, no mesmo prato. Eu já li FanFics o suficiente para saber que isto não funciona, mas tu conseguiste arranjar uma maneira de pôr o engenho a trabalhar, o que fez com que personagens que não se conheciam de lado nenhum pudessem interagir de forma muito dinâmica.
Contudo, eu creio que tu ainda não tens o teu estilo de escrita muito bem definido e por isso há capítulos que passam muito rapidamente e outros cuja ação decorre mais devagar, o que pode espantar alguns leitores. Além disso, acho que estás a escrever um bocado ao sabor da pena e vais mudando o curso da história de vez e quando porque talvez não tenhas bem definido o rumo que queres dar ao teu trabalho. Já pensaste em fazer um outline da história, de modo a teres a sequência de eventos que queres narrar toda definida? Acho que seria uma mais valia se o fizesses, pois ajudar-te-ia a concentrar mais em cada pormenor de cada capítulo, para que a ação decorresse a um ritmo mais adequado. Caso já tenhas esse outline, então é mesmo uma questão de trabalhares e encontrares o teu estilo de escrita, que há-de estar para aí escondido ou a fugir da tua vista...

No geral, eu acho que a história está muito bem conseguida, o que mostra que és dono de uma criatividade invejável! Isso é o que conta mais, porque é o que entretem os teus leitores. Os pormenores técnicos não são tão importantes, embora sejam eles que depis fazem a diferença.

Só mais duas coisas: livra-te dessas "enquetes", porque isso não serve absolutamente para nada, e das observações no final dos capítulos, porque este tópico é um espaço de diálogo entre ti e os teus leitores e se eles tiverem alguma questão não hesitarão em colocar-ta.

Ah, é verdade! A escolha das músicas para cada capítulo é muito interessante e adequada; bom sentido de adequação.

Uma vez mais parabéns pelo teu trabalho!

Um abraço,
Weird.
Weird von Gentleman
Weird von Gentleman
Membro
Membro

Masculino Idade : 28
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 17/03/2013

Frase pessoal : Tudo acontece por um motivo.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Dom 22 Dez 2013 - 15:33

Olá Weird, primeiramente vou lhe contar passo a passo como desenvolvi o enredo. Precisava pensar num vilão de categoria misteriosa e que exercesse muita influência sobre os outros. Mas obviamente, o Imperador L faz parte desta categoria. Já o Styler, é o tipo de cientista maléfico, não louco como outras estórias retratam. Ele é inteligente, o objetivo dele na estória é claro, é como se fosse um Colress mais desenvolvido. A mentalidade dele é centrada numa coisa apenas humilhar o amigo. Alguns capítulos como você comentou gosto de trabalhar mais e descrever mais. Outros lugares, não terão tanta importância ao meu ver, por causa do decorrer da estória. O fato é que tenho o roteiro pronto na minha mente, mas as vezes é preciso enrolar um pouco as coisas. Por exemplo: Não posso acabar com o Lord Byron, o conquistador no próximo capítulo. Sem contar, que existe um outro projeto que dará sequência a esse, deixo muitas pistas no decorrer dos capítulos, como menção ao pai do Ash, que no caso está dormindo. Ou seja, ele precisa ser despertado e a menção do tempo também é falada várias vezes. O caso é que o continente Mictus é um pouco grande, e pouco a pouco vou resolvendo as equipes anteriores e trabalharei mais as centrais. Deixo até aqui quem são as centrais:

Ômega
Lord Byron
Chaos
Dark Star.

Já os improvisos foram a cena do Nick, o Lyzander e o misterioso homem no último capítulo.

As principais são essas, e a solução para elas já está bolada. O fato Weird, é que tenho o roteiro bolado inteiro na cabeça, mas as vezes é preciso retroceder a animação e mostrar o cenário ou desenvolver coisas aparentemente estúpidas, como o Technet. Entretanto, o motivo desde pequeno aparelho ser inventado vai ser revelado em breve. Como falei nas mps, gosto de usar o estilo suspense, como também a mistura entre medieval(guerreiros) e futuro(tecnologias avançadas). O que resume o comentário inteiro é o meu próprio estilo de escrita, o chamado Sherlock Holmes. Sim, é esse elemento o principal de minhas estórias, quem tenta desvendar os mistérios conseguiu descobrir meus próximos passos. Bem no mais é isso, muito obrigado mesmo pelo comentário, me deu uma animação gigantesca. E obrigado por falar das músicas, algumas eu mesmo fiz, outras são internacionais. Muito obrigado.

Ps: Sobre as enquetes e observações vou tirar a partir dos próximos, sobre os pormenores, irei trabalhar mais neles também, muito obrigado.
Pikato
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Seg 23 Dez 2013 - 14:38

Bom, vamos lá.

Capítulo legalzinho, mas meio confuso. Foi o início da jornada deles, mas a forma como foi narrado, as falas dos personagens me deixou perdido. Não entendi, tipo, parece que precisava de sete insígnias para adentrar o deserto, mas eles não tinham e entraram (?)

Depois diz que tem um cara que mora numa casa que fica numa vila no deserto. Mas o deserto é insuportavelmente quente. E o cara mora sozinho? Tipo, não entendi nada dessa parte, ficou muito confuso e meio vago eu acho.

Achei esse vilão meio tosco e zoado. Sei lá, ele ficou meio avulso na história. E esse negócio do "sequestro" achei bem forçado. Talvez o vilão seja de alguma equipe famosa. Mas ficou meio non sense, eles chegam "onde ta o Victini?", o velho fala e pronto. Por ser um lendário acho que seria meio difícil.

Erros devo ter visto um ou outro, mas nada de mais.

É só e boa sorte com a fic.
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Seg 23 Dez 2013 - 14:44

Na verdade Black, a porta dá exatamente para a última cidade que está bloqueada por uma porta. E lá ficam o buraco das 7 insígnias.
Sobre a parte do homem que mora numa casa, ele realmente vive sozinho mesmo, mas achei que era meio desnecessário citar essa parte. Já o sequestro foi improvisado mesmo. Entretanto, acredite tenho um motivo, já o vilão ele já apareceu só estou reintroduzindo ele de novo. Já o Victini é porque ele é o protetor do Deserto e por isso todo mundo sabia sobre ele, visto que os lendários foram para a região faz algum tempo já. Ah e o vilão vou revelar nos próximos capítulos quem é.

Outra coisa, para o pessoal que for comentar, esse Ash não é o mesmo do Anime, ele só tem os Pokémons de comum mesmo. Foi uma das revelações que estava guardando para a hora certa.
Pikato
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Ter 31 Dez 2013 - 15:49


Primeiramente gostaria de agradecer ao novo leitor Weird e ao antigo amigo Black, especialmente ao Black por sempre dar um jeitinho de comentar. E ao Weird pelos elogios e, como sempre digo, é muito bom ganhar novos leitores! Resumirei esse capítulo em uma só palavra: Especial. Infelizmente o natal não será nem um pouco alegre para Sinnoh, sabem por quê? Bem, só lendo para descobrir, não é?

Ps: Jubilife está passando por misteriosas alterações climáticas devido a fuga dos lendários, por isso lá está nevando. Esse acontecimento ocorre 2 meses depois da invasão de Ash na liga de Sinnoh. Outra coisa, esse evento separado irá ser explicado em breve.


Pokémon Dead Future
Capítulo Especial de Natal: Bloody Christmas

Em Sinnoh, várias pessoas de diversas cidades, faziam os preparativos para o Natal, enfeitando ruas, casas e até lojas. Obviamente sempre haviam comerciantes interesseiros que usavam a data para conseguir arrecadar todo o dinheiro que perderam no decorrer do ano.

Entretanto, Jubilife corria perigo, um jovem com casaco marrom, jeans cinza e cachecol azul andava tranquilamente pelo lugar, observando a paisagem e segurando numa das mãos uma espécie de celular. Parecia esperar algo acontecer, os olhos expressavam raiva e ódio por aquele local.

Enquanto isso, num dos castelos mais temíveis da região de Mictus, alguém com vestimenta escura e coroa roxa e aguardava ansiosamente a ligação do espião. Aquela noite seria “divertida” para ele, a alegria do ser era simplesmente ver sangue no chão. Principalmente agora, com os cristais gelados caindo do céu e abrilhantando as vilas.

- Bah, que demora... – Reclamou o indivíduo, andando em círculos por aquela sala escurecida e sombria. O detalhe é que tinham também algumas fotos de alguns desenhos animados da região, juntamente com o quadro de três pessoas sorridentes.

- Mestre, recebemos a ligação do soldado das trevas, podemos iniciar o ataque? – Disse o mordomo com capa preta e olhar sério, tendo nas mãos a bandeja com vários biscoitos. Do outro lado da pequena travessa, o copo com o líquido branco despertou a curiosidade do menino, que tomou o mesmo com velocidade.

- Leite de Miltank é sempre bom, arrume depois dois bifes de Bouffalant pra mim, ok? – Finalizou o garoto, aparentando ser bem novo.

- Como desejar, verei como seus pais estão. – Terminou o servente, levando os objetos de volta para a cozinha e indo na direção do porão.

- Ah, eles vão ficar orgulhosos comigo... – Suspirou a criança, sorrindo ironicamente e chamando todos os amigos. – Galera! Vamos detonar Sinnoh! Daremos o nosso presente de Natal antes do Papai Noel, haha!

Logo, oito pessoas estavam reunidas perto do trono do jovenzinho, cada um deles possuía roupas diferentes e somente o adolescente de 17 anos idade, com cabelos pretos, olhos azuis e roupa cinza permanecia sério e fitava o olhar na irmã. Esta tinha olhos vermelhos e aparentava estar sendo controlada mentalmente por alguém.

- Lembrem-se, não poupem ninguém, quanto mais pessoas morrerem, melhor para nós acharmos onde estão nossos objetivos. E temos que voltar rápido, senão fico sem meu presente, hehe. – Riu o garoto, abrindo as mãos e criando um portal sombrio com as mãos e entrando apressadamente na porta dimensional.

Enquanto isso, o misterioso rapaz de cachecol azul, pegava uma Pokébola nas mãos e jogava no chão, liberando o forte brilho branco e aguardando a formação completa do Pokémon. Assim que a luminosidade cessou, a criatura de garras vermelhas e corpo acinzentado olhava para o dono, esperando apenas as ordens.

- Destrua aquela árvore de Natal! – Falou maleficamente, o menino, observando o monstro sombrio começar a correr velozmente e lançar violentamente chamas sobre o pinheiro, queimando todos os enfeites e detalhes da decoração. – Flamethrower!

Os moradores quando viram a espécie de planta sendo devorada pelas chamas, enfureçam-se contra o jovem, tentando acertá-lo com tiros e facadas. Contudo, este desviava facilmente das coisas, já que podia parar o tempo e escapar dos ataques.

- Valorizam essa porcaria? Mate-os, meu fiel escravo! – Disse Ash, mostrando o lado frio que possuía. Rapidamente, Zoroark iniciou uma sequência de golpes velozes, matando diversas pessoas e de forma que ninguém conseguisse fugir. – Perfeito, agora é a hora dele.

Nesse momento, o rapaz tirou outro objeto vermelho do bolso e lançou no ar, liberando o dragão das chamas de coloração escurecida e sombria. Logo, as casas começaram a ser atingidas por fortes rajadas flamejantes que o monstro soltava pela boca.

- Perfeito. Assim que se faz, Charizard. – Finalizou o menino, montando no Pokémon e já pensando onde seria o próximo lugar a ser destruído. Entretanto, quando o ser alado alçou voo e alcançou distância da cidade, a mesma foi coberta por fumaça e fogo. – Deixar tudo nas mãos de vocês, é tolice. Tive que acrescentar o toque explosivo.

Assim, o local da moda e estilo de Sinnoh era engolido pela força maléfica que iniciava o seu despertar com a liderança de uma simples criança, que aparentava ter mais poder do que parecia. Nenhum indivíduo restara vivo naquele lugar, visto que o treinador desconhecido colocara várias bombas nos pontos principais do aglomerado de prédios.

Contudo, o pior ainda estava por vir, pois a passagem criada pelo pequeno chefe daquele grupo, tinha dado na cidade de Oreburgh, onde Roark protegia o local de possíveis ataques. Assim que o buraco negro acabou abrindo-se sobre o centro do recinto, algumas pessoas começaram a ficar desesperada e correram para dentro de suas casas.

- Vejam só, se fosse o Pierre todo mundo iria querer um autógrafo... – Reclamou o minúsculo rapaz, ficando com ciúme.

- Desculpe meu atrevimento, mas vida de artista não é fácil. – Disse o ator, saindo da porta dimensional e mostrando seus cabelos loiros, óculos escuros e jaqueta vermelha com detalhes verdes.

- Bah, olhe a minha novela! – Esbravejou o menino de 7 anos, erguendo as mãos lentamente e fechando elas violentamente.

Logo, várias casas daquela grande vila começaram a ser perfuradas por gigantes estacas de madeira, parecendo o show de algum mágico com o truque das espadas. Em menos de 5 minutos, todas as habitações estavam transpassadas por estranhas lanças sombrias.

- Ah e se vocês tentarem me trair. – Advertiu a criança, virando o rosto para Bertha e cerrando os punhos iniciou o misterioso processo.

Rapidamente, o corpo do garotinho ficou verde, e o da velhinha com a coloração vermelha. Em seguida, a idosa, caiu no chão sentindo parte de suas forças sumirem dos membros e a animação para ficar em pé ser cedida por algum tempo.

- Agora olhem! – Sussurrou Killua, levantando um dedo e formando uma pequena bola de terra na ponta do mesmo.

- Ele conseguiu absorver minha habilidade? - Xingou a mulher, erguendo do chão e ajeitando o cachecol avermelhado.

- Posso sugar todas as habilidades de vocês, já que todos os poderes tem ligação com os Pokémons. Felizmente eu sou a exceção por aqui, hehe. – Falou o rapaz, andando na direção do ginásio daquela cidade. – Que tal desafiarmos o líder?

Logo, o misterioso menino, apontou o polegar para frente e a terra começou a se movimentar, até formar a grande onde de lama, indo na direção da construção e destruindo a mesma com velocidade e precisão. Naquele momento, os escavadores acabaram largando as máquinas e foram avisar Roark, o protetor daquele local.

- Senhor, tem várias pessoas lá fora que estão destruindo tudo! Acabaram de soterrar o ginásio! – Exclamou o operário, sentando numa cadeira e descansando as pernas.

- Impossível, minha obra mais difícil está arruinada? – Esbravejou o protetor do lugar, abrindo a porta com violência e vendo o garoto olhando para ele. – Foi você que fez isso?

- Sim, algum problema? – Falou Killua, provocando o homem, que pegou uma gigante pedra do rochedo que havia por ali perto e jogando na direção do inimigo.

- Claro! – Xingou o líder, aguardando o impacto.

- Pena que você não viver para reclamar mais, haha. – Riu o vilãozinho, apontando o indicador para o mesmo e fechando o polegar.

Nesse momento, lanças gigantes começaram a aparecer do dedo pequeno bandido, perfurando a pedra e transpassando violentamente o líder e matando-o no mesmo instante. Os outros assassinos que presenciaram a cena ficaram espantados com a velocidade da técnica do mestre deles.

- Hehe, vamos prosseguir para Eterna City e detonar a guardiã deles também. – Finalizou o garoto, criando uma bola sombria sobre as mãos e formando o transportador dimensional.

- Argh. Ele é terrível... – Sussurrou Carlos para si mesmo, observando cada um dos companheiros e percebendo a feição indignada deles.

Logo, todos já tinham entrado no estranho portal e a bela cidade eterna aparecia lentamente sobre o teletransporte em que estavam. O chefe do grupo aproximou do magnífico gramado da localização e imediatamente levantou a mão, preparando para mais um show de maldade.

- Espere! Deixe comigo. – Adiantou Bertha, chegando perto de algumas casas e concentrando energia no corpo. Rapidamente, os olhos da mesma começaram a mudar de coloração ficando totalmente brancos e abertos no limite.

A estratégia da elite foi vestir-se com o capuz preto e roupa cinza, assim ninguém a reconheceria. Assim que uma das melhores treinadoras de Sinnoh olhou para as casas, estas acabaram ficando petrificadas. A velha prosseguia com velocidade, transformando em estátua de pedra tudo o que via. Em seguida, quando percebeu que boa parte do aglomerado de prédios tinham sido petrificados, acabou erguendo os dedos para cima.

- Hora de mostrar minha verdadeira força! – Gritou a idosa, descendo as mãos com rapidez e brutalidade, ocasionando o forte tremor de terra, que começou a engolir todas as habitações e as pessoas que andavam tranquilamente por ali.

- Ei, até que você é bem forte, haha. – Falou Killua, rindo com ironia e olhando todos os edifícios caindo no buraco que se formava. - Não é a toa que tem a honra de ser babá do seu chefe.

- Muito obrigado. – Terminou a mulher, andando para trás e notando a última construção intacta. – Devo?

- Não, deixe comigo, vamos ver o que a guardiã vai fazer. – Disse o menino, esperando pacientemente o alvo sair do lugar.

- É minha chance! – Exclamou Carlos, pegando duas cartas de baralho do bolso e jogando na direção de um dos vilões.

O objetivo do jovem era acertar o mentalista que controlava a mente da sua irmã. Entretanto, o bandido virou com destreza e parou os objetos com o poder mental, fazendo os papeis flutuarem. Em seguida, mandou novamente para o adolescente, que desviou no mesmo instante.

- Argh. – Reclamou o rapaz, percebendo que o ataque tinha falhado.

- Vai precisar de muito mais para me vencer. – Riu o homem, voltando o olhar para a porta do ginásio de Eterna City, o único local que continuava intacto.

- Finalmente. – Gritou Killua, levantando do chão e preparando o golpe final.

- Minha cidade! – Exclamou Gardenia, notando cada pessoa inocente petrificada e todos os edifícios em ruínas.

- Aguardei ansiosamente a sua chegada. – Falou a criança, aproximando da líder.

- Você fez isso? – Esbravejou a mulher, saltando para trás, tirando algumas coisas do bolso e mandando várias folhas afiadas na direção do alvo.

- Sinto muito. – Ironizou o menino, parando os objetos com a mente e devolvendo na mesma hora, ferindo gravemente a guardiã do lugar. – Saiba que possuo os poderes de todos estes rapazes atrás de mim.

Logo, o pequeno vilão fez uma bola sombria nas mãos e lançou na direção da mulher, que continuava no chão sentindo fortes dores. Contudo, a mesma ergueu-se rapidamente e chamou um Pokémon da Pokébola. Este tinha corpo verde, com flores nas mãos e cabelo branco.

- Me ajude, Roserade! – Gritou Gardenia, vendo o monstrinho esverdeado tentar defendera dona. No entanto, a bola acabou engolindo a criatura e começou a absorver toda a energia dela, até matar o lutador de vez. - Não!

- Era pra ser você... – Xingou Killua, caminhando até a líder e fazendo outra esfera das sombras nos dedos. – Eu odeio matar Pokémons...

Lentamente, a criança colocou aquela estranha força na cabeça do alvo, percebendo a vítima ser envolvida e a absorção começando. A vida da guardiã ia sendo drenada de forma dolorosa e cruel, e algumas pessoas sobreviventes observavam a cena com o coração doendo fortemente. A protetora da grande vila estava indefesa e prestes a padecer. O problema é que os indivíduos nada podiam fazer para ajudá-la.

- Bah, que chato, vamos embora. – Suspirou o pequeno vilão formando o portal dimensional e entrando no mesmo.

- Que droga, não posso permitir mais isso. – Sussurrou Carlos, notando o olhar de cada um dos sobreviventes e pensando novamente na irmã que continuava no controle do inimigo.

Assim a jornada de terror continuou, as cidades iam sendo devastadas pelos vilões. Somente o estranho jovem herói permanecia sem ocasionar nada e impedido de ajudar as vítimas. De forma lenta e maldosa, Sinnoh era destruída. Os únicos guardiões sobreviventes foram Volkner, Fantina e Crasher Wake. Misteriosamente, a protetora de Snowpoint tinha desaparecido e parecia estar em outro continente.

Enquanto isso, após todas as vilas e metrópoles serem devastadas e destruídas pela equipe Chaos. A criança rebelde andava em círculos no palácio, lembrando-se das antigas palavras que ouvira quando tinha quatro anos.

- Humph, aqueles idiotas falaram que eu viveria até completar dez anos por causa daquela doença estranha. Enfim, sinto que em breve descobrirei a cura, faltam mais três caídos para o objetivo ser concretizado. Então, poderei viver alegremente com meus pais... – Falou Killua para si mesmo, sentando no trono que tinha no quarto e dormindo profundamente e esperando o Papai Noel passar no castelo com o presente.


Continua...


Pikato
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Dom 5 Jan 2014 - 14:09

Bom, vamos lá.

Certo, o capítulo foi interessante, o começo da destruição dos líderes, mas foi muito confuso, muito mesmo. Eu demorei a entender que era o Killua, e tipo, no começo você falou que era um cara de 17 anos, mas parecia ser o Killua, então ficou estranho.

Depois apareceu o Ash e eu achei que desde o começo se tratava do Ash, e que o Ash agora estava com o poder de parar o tempo, mas parece que ele só destruiu a cidade de Jubilife, mas foi tipo, destruiu do nada? Ficou com vontade e destruiu?

O Killua só faz isso pra ter o amor dos pais? Porque tipo, por trás de toda essa macaquice parece ter uma criança normal, de 7 anos. Mas parece que os pais o desprezavam por ele ter uma doença e ele quer fazer isso só pra ter o amor dos pais?

No começo achei que a menina era irmã do Killua, depois de muitas releituras, percebi que quando você disse 17 anos não se tratava do Killua, mas sim do tal do Carlos, aliás, quem é Carlos que eu nunca vi na fic? Mas enfim, de certa forma ficou confuso, só depois pude perceber que se tratava do Carlos e que era a irmã dele, mas enfim.

Erros não vi nenhum que prejudicasse a leitura.

É só e boa sorte com a fic.
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Seg 6 Jan 2014 - 0:09

Bem pessoal, acredito que o capítulo anterior foi muito misterioso e isso deve ter causado confusões na cabeça de vocês. A verdade é que o início deste capítulo vai ser mais confuso ainda, principalmente por mostrar só uma coisa nessa parte. Enfim, boa leitura.

Os: Tirei o lugar onde passa para descrever melhor os lugares.
A música será upada depois. Quanto ao Protect é uma habilidade especial, não é o movimento, é uma habilidade mesmo.
Postei agora por causa que não vou ter tempo essa semana e o outro foi um extra, sem muitas informações importantes.

Capítulo 9: Profecies of Dead Future.

Numa sala isolada do prédio da Organização Ômega, um homem de casaco preto, calças da mesma coloração e máscara cinza observava cautelosamente o movimento de cada soldado no prédio. As televisões mostravam qualquer local ali, até mesmo as localizações mais privadas eram mostradas. O chefe da equipe fazia isso para certificar que não iria ser mais traído, afinal os seus melhores agentes foram embora. Colress, N e Cyrus, perdas incompensáveis. Pelo menos, Styler lhe era fiel.

O maior segredo do Imperador L estava em sua cabeça, o aparelho sobre os ouvidos da cor azul e vermelha brilhavam discretamente. Um dos motivos do comandante de todos ali usar o capuz era justamente esconder a máquina, pois o objeto conseguia ler as mentes dos subordinados. Obviamente, o vilão sabia de que os jovens iriam lhe trair. Por isso, certificou de avisá-los mostrando imagens falsas de Arceus. Botando o sonho inexistente nas mentes dos bandidos.

O plano estava correndo perfeitamente, cada criminoso estava em suas mãos, bastava apenas achar o lendário final e tudo seria cumprido. A razão pela busca do fim do mal iria ser concretizado, o pior herói que já existiu no mundo Pokémon. O justiceiro caído, alguém que lutava para manter a ordem e agora iniciara o projeto mais cruel de todos os tempos.

- Irei purificar a humanidade... – Sussurrou o chefe dos vilões, olhando o quadro da sala mal iluminada e sorrindo ironicamente. – Humph, combater as forças maléficas é inútil, o melhor é exterminá-las de vez.

Já no quente Deserto de MIctus, o sequestrador mantia a faca no pescoço de Tiago, este avançava cuidadosamente para não provocar o acidente certeiro. O encapuzado retirou a lâmina para trás e pegou uma corda que levava na cintura, amarrando a mão do garoto e olhou para Red, apontando a gigante torre do ginásio que se estendia sobre os mesmos.

- Vença o oponente e consiga informações mais exatas do Victini, o lugar que o velho disse é muito fraco. – Falou o vilão, tirando o capuz e revelando sua roupa azul escura com detalhes roxos, juntamente com os olhos cinzas e o cabelo castanho. Em seguida virou o olhar para Tucciano. – Quanto a você, procure dados sobre alguém chamado Colress, preciso encontrá-lo o mais rápido possível.

- Pode deixar. – Respondeu o jovem, temendo que o bandido machucasse seu amigo. – Poderia pelo menos dizer seu nome?

- Acho isso extremamente inútil, mas tudo bem. Me chamo Styler, sou chefe da Dark Star. – Disse o homem, ficando sério e impaciente. – Agora vão, tenho pressa.

- Sim! – Gritaram os dois correndo velozmente e chegando até o destino, a famosa cidade de Glorius Sun.

As decorações de cada casa eram fascinantes, parecia uma cidade medieval no deserto, as pedras preciosas destacavam por ali. Havia diamantes numa simples choupana, indicando que o lugar possuía excelentes condições financeiras. Talvez fosse por causa do laboratório de pesquisas. Entretanto, as razões da alta economia poderiam ser também por causa da sede do Technet ficar no centro da localização.

A metrópole inteira era cheia de comerciantes e cientistas. A cada rua andada aparecia algum vendedor falando nos ótimos produtos que possuía. De fato, eles não estavam mentindo, bijuteria jamais teria por ali, todas foram fabricadas no polo industrial de lá.

Logo, os garotos já estavam no meio da praça central da grande aldeia, olhando todas as tecnologias por ali. Nesse momento, o aparelho de Red acabou vibrando um pouco. O rapaz tirou o objeto do bolso e percebeu a mensagem: “Novo Pokémon disponível, fale o nome do tipo e eu procurarei os disponíveis”.

- Water! – Gritou o adolescente, assustando os vendedores e as pessoas que andavam por perto.

Assim a tela do dispositivo começou a mudar de cor, aparecendo a cena: “Aguarde, estou procurando no banco de dados”. O jovem esperava ansiosamente a chegada do novo aliado. Enfim, depois de cinco minutos apareceu a mensagem: “Parabéns! Por você ter vencido o primeiro líder lhe enviarei o monstrinho desejado”. O visor do Technet brilhou fortemente e uma Pokébola começou a materializar-se de forma lenta, aparecendo a silhueta branca e a forma circular.

- Incrível! – Exclamou Tucciano, achando aquilo impressionante, os estudiosos tinham conseguido fazer o teletransporte de objetos.

- Show!- Comemorou o treinador, colocando a mão sobre o aparelho e segurando com alegria a esfera vermelha. – Vamos lá! – O menino jogou o objeto recém adquirido no chão e observou o combatente surgir.

Logo, a luz dissipou e revelou o monstro aquático, parecia um leão marinho, corpo branco, chifre sobre a cabeça,, presas sobre a boca e ficava com a língua para fora. A criatura olhou confusa para o dono, mas acabou aceitando o mesmo com rapidez, chegando perto do rapaz e encostando na perna dele, pedindo carinho.

- Seel? Ok... Depois brincarei com você, tenho que desafiar o ginásio agora. – Finalizou Red, despedindo do outro adolescente, retornando o companheiro para a Pokébola e ficando de frente para a torre dos desafios.

O prédio tinha um formato de um espiral, ficando meio torto para a direita. Aquele mistério confundia os homens mais sábios do continente. O impressionante era o fato de o edifício ficar torto e não cair. Sem contar, as milhares de pedras preciosas que o decoravam.

Contudo, como o desafiante estava com pressa, entrou rapidamente no local, sendo surpreendido pelo guia do lugar. Este acabou explicando que a medida que o garoto avançasse perceberia várias pinturas com algumas inscrições. O funcionário também informou que o pai da líder tinha o Pokémon Mew como lutador. Entretanto, depois de ser atacado por agentes de Lord Byron acabou abandonando o lendário e libertou o mesmo. Como a criatura quis presentear o antigo mestre revelou algumas profecias que recebera de seu superior.

- Como perceberá, algumas paredes estarão intactas, sem marcas de desenho. Isso acontecerá por parte dos escritos serem particulares. E finalizo com uma coisa, há uma batalha contra a comandante do ginásio nas inscrições, ninguém sabe quando a ocorrerá. Suba e descubra o que estou lhe dizendo. – Disse o homem, apontando a escada escura e mal iluminada por velas.

A medida que o rapaz subia pelo ginásio perceberia várias cenas, sombras confrontando a lua, espaço e tempo distorcendo, alguém segurando pedras brilhantes nas mãos. Nessa parte, o autor escreveu: “Numa época, seres humanos conseguirão avançar mais passos com os Pokémons, atingindo a evolução perfeita”. A torre tinha pinturas incríveis e os textos continham os enigmas mais misteriosos. Quando Red chegou ao 4º andar, nem notava as dores em sua perna, queria descobrir tudo do que estava ali. Contudo, acabou parando e observando a última cena do piso:”Haverão sete lutadores da luz e um herói famoso. No entanto, este último revoltará por saber que não faz parte dos combatentes e tentará atacar os próprios amigos. Já uma equipe de três pessoas passarão por vários lugares juntos, encontrando aliados e inimigos. Somente no fim da jornada, descobrirão seus verdadeiros inimigos.”

Enquanto o adolescente caminhava observando cada desenho, acabou sentando num banco que havia por perto e refletia as cenas. Em seguida, levantou-se e continuou a andar, até perceber que as profecias tinham acabado, já estava no 7º andar e nada das inscrições. Somente retornaram quando o garoto chegou ao 9º piso, desta vez o mistério ficara maior ainda. Algum jovem de cabelos pretos e rosto confiante levantava as mãos para cima, com alegria e Celebi estava em cima da cabeça do mesmo. O detalhe é que havia a grande torre do relógio atrás deles. A observação do autor era:”Quando tentarem controlar o tempo, o protetor escolherá seu dono e assim combaterão aquele que consegue parar o movimento das coisas.”

Enfim, a última pintura tinha chegado. A bela mulher de calça jeans marrom e camisa meio amarela tinha o Pokémon voador ao seu lado, enquanto do outro lado o rapaz de boné cinza e com o lutador escurecido mostrava a face de animação. O escritor fez questão de colocar:”Minha filha terá a batalha que indicará o grupo no qual Mew falou, a luta será emocionante de tal forma, que a cabeça inteligente do meu docinho não conseguirá adivinhar os próximos movimentos do adversário. Quando perceber o garoto, ela finalmente revelará o guardião escondido e o tipo da bondade. Assim termina as profecias do Futuro Morto! Caberá aos escolhidos decidir o que farão para evitar o início da catástrofe”.

Logo, o jovem subiu as últimas escadas, deparando com a grande arena do ginásio. Do outro lado do campo de batalha, a líder chorava tristemente sobre o túmulo de alguém morto. Assim que notou a presença do desafiante, a mesma aproximou da posição onde deveria estar e tirou o Technet do bolso, apertando alguns botões e ativando a formação de várias antenas no estádio, pareciam emanar algum tipo de luz.

- Me chamo é Joan e o Leader Field e o aplicativo que fiz com a ajuda do meu esquadrão da sabedoria. Bem, aquele homem que escreveu aqueles textos é meu pai. Até hoje penso e aguardo a tal batalha emocionante. Mas todas foram chatas e inúteis para minha formação. A verdade é que já vieram trinta treinadores antes de você, eles conseguiram sim derrotar meus Pokémons. Mas a estratégia foi ridícula e nenhum conseguiu perceber meu desinteresse. Será que você poderá fazer a profecia realizar? Vamos descobrir! – Gritou a mulher, tirando a Pokébola da roupa e jogando no lugar.

- Vamos lá! – Disse Red, pegando o objeto vermelho da vestimenta e mandando no campo também.

As silhuetas surgiram lentamente, o lutador da Top Trainer surgiu de forma imponente, formando o tornado de areia sobre si. Contudo, o do desafiante fez sua entrada mandando algumas faíscas elétricas do corpo. Nesse momento, a cientista começou a pensar atentamente. O oponente estava usando um tipo desvantajoso ao dela.

- Estranho, algum movimento do tipo Ground pode devastar o Pikachu. – Confessou a estudiosa, analisando o adversário.

- Não se ganha uma batalha só por vantagens! – Gritou o garoto, impressionando a desafiada.

- Será? Vibrava use o Sandstorm! – Ordenou Joan, planejando velozmente a táticas que iria usar. Em seguida, o Pokémon agitou suas asas aceleradamente, mandando a areia toda para cima, formando uma tempestade de areia. – Sand Lance!

- Electro Ball! – Disse Red, vendo o rato elétrico avançar com agilidade e concentrar a energia sobre a cauda e jogá-la a esfera energizada na direção do alvo.

- Desvie... – Falou a líder, percebendo a evasiva do lutador e vendo o mesmo sugar parte da força terrestre sobre si e jogar na direção das antenas, o golpe tinha formato de lança.

O efeito foi imediato, o primeiro dispositivo acendeu e começou a brilhar. A intenção da estrategista era justamente ativar o objeto e ativar o Check Mate no final. Faltavam somente mais três e o desafiante nem parecia notar esse detalhe.

- Engraçado, ela mandou a técnica para essas coisas e não tentou me acertar... O que um estudioso pensaria para tentar deter qualquer visitante que viesse aqui? – Pensou o rapaz, olhando os aparelhos.

- Vejo confusão na sua cabeça? Vamos clareá-la! Sandstorm! – Ordenou novamente a cientista, observando Vibrava bater as asas fortemente e fazendo a areia ir para cima. – Sand Lance!

Assim o Pokémon dragão jogou a lança na direção das antenas, ativando mais uma delas. A luz emanou novamente do objeto, o feixe acabou cruzando o outro que saía do dispositivo anterior.  Aquele evento acabou clareando a mente do treinador, que racionou de forma rápida.

- Electro Ball nos aparelhos! – Gritou o adolescente, percebendo a estratégia da líder.

- Proteja nossa tática com a habilidade Protect! – Exclamou a intelectual, percebendo o gladiador draconiano envolver as utilidades com a proteção. Nesse momento, Pikachu lançou a bola elétrica na direção do alvo. Entretanto, a barreira absorveu o golpe. – Ressonance!

Vibrava alçou voo e começou a acumular sons sobre sua boca, até soltá-los de forma brutal, ensurdecendo o rato da eletricidade e impedindo o mesmo de ouvir as ordens do treinador. Contudo, as outras antenas acenderam também, como consequência da ressonância.

- Gostou? Essa é uma das minhas surpresas, esse movimento é do tipo Dragon. É adquirido somente aqui, agora veja minha estratégia final! – Falou Joan, pulando com alegria e apontando para os feixes que estavam fechando exatamente onde Pikachu estava. – Capsule of Sand!

O inimigo acumulou as luzes sobre si e fundiu-as com a areia, que começou a formar uma casa sobre Pikachu, impossibilitando novamente qualquer ação do mesmo. Os fragmentos luminosos prendiam os movimentos do pequeno monstrinho.

- Era exatamente isso, essas antenas quando entram em contato com a areia e emitem os raios luminosos, tem um efeito de solidificação. Meu estudo foi aplicado nesse ginásio, assim com o rival surdo e totalmente imóvel, a vitória já é quase garantida. – Explicou a líder, ficando contente e vendo o rosto confuso do jovem. –

- Incrível, por essa eu não esperava. – Falou o rapaz, raciocinando e tentando achar o modo de tirar o gladiador da cápsula de areia.

- Sandstorm! – Disse a cientista, vendo Vibrava balançar fortemente as asas, jogando fragmentos de pó para o alto. – Sand Lance no monstro do desafiante dessa vez!

Logo, o inimigo começou a acumular a poeira sobre si, formando lentamente a lança e preparava para jogar no adversário. Red precisava agir de forma veloz, pois o impacto seria certeiro, já que Ground é muito efetivo em tipos elétricos.

- Tente se livrar disso com o Discharge! – Arriscou o adolescente com toda a voz que possuía.


Continua...

No próximo capítulo:

O jogo vira para Red, agora Joan pensa seriamente em suas próximas ações. E enfim o sonho será concretizado, o novo tipo surgirá, impressionando o garoto. Já que o Pokémon é bem simples? Como o resultado sairá? Quem vencerá: O treinador sério ou a Cientista? Enquanto isso, Tucciano encontra alguém bem conhecido e o mesmo fica espantado ao ouvir o nome do sequestrador.
Pikato
Pikato
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 18/05/2013

Frase pessoal : Voltei^^


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Black~ em Qui 9 Jan 2014 - 14:05

Bom, vamos lá.

O capítulo foi legalzinho, mas ainda acho que a narração estava meio confusa, não que seja ruim, mas sei lá, você narra ou descreve de uma maneira que as coisas ficam bem confusas, nada sobrenatural. Também encontrei uma inconsistência, que foi a seguinte:

O tipo Electric contra o tipo Ground, ok, vantagem não ganha luta, mas o tipo Electric simplesmente não faz efeito no tipo Ground, ou seja, os golpes eram inúteis e não haveria porque a líder ordenar esquiva para o seu pokémon, se recebesse o golpe, nada aconteceria.

Realmente para não deixar tão extensa a fic, você pretende colocar os ginásios rapidamente, e a alternativa que você encontrou para os treinadores terem pokémons sem precisar capturá-los, é esse novo aparelho ai. Não sei, não curto muito, a ideia é diferente, mas a prática do negócio é meio "ilegal", mas enfim.

O Imperador L quer o bem ou quer mal? Sei lá, ele quer todos os lendários, isso eu sei, mas ele quer usá-los pra fazer o bem ou pra fazer o mal? Não está tão claro, pois ele parece um filho da mãe, mas essa frase dele foi estranha, sei lá.

Erros não vi nenhum que pudesse prejudicar a leitura.

É só e boa sorte com a fic.
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Right_bar_bleue

Data de inscrição : 27/02/2011

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon Forgotten Tears (Third Stage) - Página 3 Empty Re: Pokémon Forgotten Tears (Third Stage)

Mensagem por Pikato em Sab 18 Jan 2014 - 11:19

Olá pessoal, o enredo da fic mudou, graças a alguns conselhos de alguns membros coisas diferentes começarão a acontecer. Bem, no final deste capítulo deixo um mistério para o próximo que será ainda mais impressionante que esse. É nele onde vou mostrar que a fic está passando por mudanças. Black, tive que balancear algumas coisas, então o tipo elétrico acerta fracamente agora o Ground. Assim como os outros tipos que não tinham efeito nenhum foram balanceados, passando a ter efeito pequeno.

O capítulo de hoje falará sobre alguns mistérios também e explicará mais sobre o objetivo do Killua. Juntamente com o surgimento do tipo Light e o porque do tipo Chaos existir também.

Comentário:

Spoiler:

Bom, vamos lá.

O capítulo foi legalzinho, mas ainda acho que a narração estava meio confusa, não que seja ruim, mas sei lá, você narra ou descreve de uma maneira que as coisas ficam bem confusas, nada sobrenatural. Também encontrei uma inconsistência, que foi a seguinte:

O tipo Electric contra o tipo Ground, ok, vantagem não ganha luta, mas o tipo Electric simplesmente não faz efeito no tipo Ground, ou seja, os golpes eram inúteis e não haveria porque a líder ordenar esquiva para o seu pokémon, se recebesse o golpe, nada aconteceria.

Realmente para não deixar tão extensa a fic, você pretende colocar os ginásios rapidamente, e a alternativa que você encontrou para os treinadores terem pokémons sem precisar capturá-los, é esse novo aparelho ai. Não sei, não curto muito, a ideia é diferente, mas a prática do negócio é meio "ilegal", mas enfim.

O Imperador L quer o bem ou quer mal? Sei lá, ele quer todos os lendários, isso eu sei, mas ele quer usá-los pra fazer o bem ou pra fazer o mal? Não está tão claro, pois ele parece um filho da mãe, mas essa frase dele foi estranha, sei lá.

Erros não vi nenhum que pudesse prejudicar a leitura.

É só e boa sorte com a fic.

E ae Black. O motivo do Ground ser acertado pelo Electrick foi o balanceamento que fiz na fanfic. É uma das mudanças da fanfic. Sobre essa tecnologia do Technet, em breve vou explicar o motivo de inventarem ele. E não é bem uma prática ilegal como mostrarei depois. O Imperador l é um dos poucos mistérios que não posso revelar. Mas darei uma pista: Ele é um herói caído não? Ou seja, ele quer acabar com o mal pela raiz. Não quer dizer que ele queira todos os lendários, mas ele quer algo que nenhum outro vilão jamais quis como você verá.

Capítulo 10: Premonition!


O coração de Red batia lentamente, os olhos mostravam desespero e o cérebro estava confuso. As várias emoções de uma batalha acirrada tinham dominado o garoto, talvez porque fosse a luta de sua vida. Entretanto, Joan continuava tranquila e pensativa. Vibrava concentrou toda a areia no corpo e formou a lança gigante mandando na direção do adversário.

- Argh. – Exclamou o menino, ao ver que a descarga elétrica não adiantara nada.

- Acabou! – Gritou a cientista vendo a o objeto perfurante aproximar da cúpula e transpassar a mesma, a técnica estava pertíssima do alvo.

- Pule sobre o movimento e saia dessa prisão! – Exclamou o jovem, vendo Pikachu saltando sobre a arma e conseguindo correr velozmente, escapando da esfera. – Chegue perto das antenas!

- O quê? – Disse Joan, andando para trás e planejando os próximos ataques. – Ressonance!

Logo, o Pokémon da líder começou a acumular vários sons sobre a boca e preparava para mandá-los na direção do inimigo. Contudo, o rato da eletricidade avançou com velocidade e aproximando do lugar citado pelo dono. Desta vez, a mente da pesquisadora que estava perturbada e confusa com a situação.

- Agora! Discharge! Eletrocute todos os receptores! – Ordenou Red, percebendo o monstrinho disparar várias ondas sobre todos os objetos presentes no cenário.

Os quatro condutores metálicos acabaram sendo eletrizados e começaram a lançar faíscas sobre o teto do ginásio e converteram os raios para o local onde Vibrava estava. A tática do rapaz tinha dado certo, agora era só mandar o golpe final. Enquanto isso, a criatura voadora continuava guardando sons no órgão da fala.

- Como suas antenas dirigem os elementos para o inimigo, eu vou usá-las contra você! Thunder! – Falou o garoto, observando Pikachu concentrar a força sobre os membros e soltá-los lentamente.

Do lado de fora do campo de batalha, intensas nuvens negras cobriam o céu, anunciando que o golpe do Pokémon seria devastador. As pessoas que estavam passando pelas ruas, tinham a esperança fantasiosa da chuva finalmente chegar e acabar com o calor. No entanto, um estudioso observava cautelosamente os detalhes do céu e notou que fazia parte de alguma luta.

- Agora! Ressonance com potência máxima! – Gritou Joan, vendo Vibrava abrir a boca com violência e soltando o som esmagador, atingindo o rato elétrico com brutalidade e fazendo o mesmo ficar meio tonto.

- Thunder! – Exclamou Red, observando o monstrinho soltar o grande relâmpago que desceu dos céus na direção do alvo.

Logo, a potência do movimento de Pikachu foi aumentada devido as Atenas que estavam eletrizadas e imobilizaram a criatura voadora. O feixe luminoso caiu com todo o impacto no corpo do inimigo, atingindo todos os membros e queimando boa parte do lutador da líder. O mesmo, ao ser atingido pela técnica acabou desmaiando, dando a vitória ao desafiante.

- Impossível. Muitos treinadores já passaram por aqui, mas vencer o meu Pokémon sem vantagem é algo inédito. – Disse a comandante do ginásio, aproximando do menino e estendo a mão para cumprimentá-lo. – É você! Um dos três escolhidos que deterão a fúria de Arceus.

- Como assim? – Perguntou o rapaz, ficando assustado com a afirmação da mulher, que acabou indo para o outro lado do cenário e apontou para que o treinador a seguisse.

- Sabe, meu pai me falou que um dia o guardião da vida iria se revoltar e deixaria que outros o controlassem. Tudo porque ele odeia a humanidade. Como Mew é uma espécie de profeta, ele pediu para que todos soubessem disso. Contudo, a equipe Royal Darkness escondeu essa realidade de todas as pessoas, para que o chefe deles pudesse prosseguir com o plano. – Falou Joan, tirando o Technet do bolso e digitando uma espécie de senha.

- Por mais que você fale, ainda não entendo. – Confessou Red, estando totalmente confuso com a situação.

- O que o Killua vai fazer é despertar todos os Anjos caídos através do tipo Chaos e assim, o moleque roubará todos os poderes deles e achará a cura para sua doença. Entretanto, caso isso aconteça, o universo será destruído, porque ninguém poderá conter a fúria dos demônios. Giratina é quem guarda as portas do Inferno e as protege para que os malditos fiquem presos. – Terminou a líder, vendo a porta gigante que dava acesso à área secreta do lugar abrir lentamente. – Venha, chegou a hora da nossa verdadeira luta.

Uma escada enorme surgia à medida que o adolescente avançava, olhando as pinturas escondidas nas paredes. Mas, as informações delas já tinham sido faladas pela cientista. Quando o desafiante acabou de passar o último degrau, avistou um campo de batalha imenso, com tochas acesas e outros detalhes. A estudiosa foi para o local onde chamaria o lutador.

- Agora, conheça o primeiro dos três privilegiados. – Gritou Joan, retirando o objeto luminoso do bolso e jogando no chão. – Existem alguns Pokémons que obtiveram a alegria de obterem o tipo Light. A causa dessa ação é justamente porque esses monstrinhos ajudaram Mew nos duelos que tiveram contra Mewtwo, Darkrai e Kyurem.

- Então, por eles combaterem junto com o lendário ganharam novos poderes? – Perguntou o rapaz, olhando a luz que tinha saído da Pokébola, bem mais forte que as outras.

- Exatamente, o guardião psíquico doou parte de suas habilidades a esses lutadores no Pokémon World. Parece-me que o habitat de onde vieram é diferente dos daqui. – Pensou a cientista, vendo que os raios brilhantes tinham dissipado e a forma do combatente já estava revelada.

- Sandslash? – Assustou o garoto, percebendo o corpo bege e os espinhos marrons sobre o corpo do inimigo. Este também possuía as garras brilhantes e todos os membros eram envolvidos por estranhas luzes. – Seja como for. – Finalizou o jovem, pegando a esfera vermelha do bolso e lançando no solo.

- Comecemos a maior luta de sua vida! – Disse a líder, esperando o rato elétrico surgir e estar preparado para o duelo.

- Mesmo Pokémon, mesma estratégia! Electro Ball! – Ordenou Red, pensando rapidamente. Pikachu avançou com velocidade e concentrou eletricidade na calda, mandando a energia amarela na direção do adversário.

- Focalize o golpe e rebata. – Exclamou Joan, vendo o ouriço pegar a esfera elétrica e lançar para longe. – X-Cross!

Logo, o monstro da cientista pulou com velocidade e começou a acumular luz sobre as garras. Em seguida, ele cruzou os braços formando um X e produzindo o gigante corte que foi na direção do lutador do desafiante e acertou este com brutalidade. O gladiador do treinador acabou caindo desacordado no solo, o impacto foi certeiro.

- Humph. Eu avisei que não seria fácil. – Falou a estudiosa, esperando o próximo combate começar.

- Vamos lá. – Exclamou o garoto, tirando seu Technet do bolso e clicando no aplicativo:”PokéMove”.  Em seguida, pegou sua Pokébola e lançou no campo.

Enquanto isso, Styler caminhava pacientemente pelo Heat Sun Desert. Ele esperava ansiosamente a chegada dos dois meninos, pois iria executar o plano mais maléfico que tinha planejado. Do outro lado, perto da tenda do cientista, Tiago estava amordaçado na boca e amarrado pelos braços. Depois, o pesquisador aproximou da vítima e olhou com ironia para o mesmo.

- Alguém vai morrer hoje e não será você... – Ameaçou o vilão, aguardando a hora de executar a manipulação.

No ginásio, o Pokémon do desafiante parecia algum tipo de leão marinho. Possuía o corpo branco, nadadeiras em formato de asas, presas sobre a boca e o pequeno chifre na cabeça. O rapaz tinha decidido usar sua última estratégia, e consultava no Technet os movimentos que o lutador podia usar. O problema mesmo seria evitar o ataque fatal de Sandslash.