Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Pikalove
Pokémon Mythology
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Indique um jogo de qualquer plataforma.

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Micro em Seg 6 Dez 2010 - 9:34

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Oi mamãe! Olha eu aqui!!!

Nome: Shadow Of The Colossus

Plataforma: PS2

Gênero: Ação, Aventura.

Multiplayer: Não.

Online: Não.



Resumo:
Wikipédia escreveu:O seu enredo se foca em um jovem chamado Wander que deve viajar por um vasto território a cavalo e derrotar dezesseis criaturas, simplesmente conhecidas como "Colossi" (ou simplesmente "colosso"), para restaurar a vida de uma garota chamada Mono. O jogo é incomum no gênero de ação-aventura já que não existem cidades e afins para serem explorados, nenhum personagem com quem interagir e nenhum inimigo para enfrentar além dos colossos. Shadow of the Colossus tem sido descrito como um jogo de puzzle, já que a fraqueza de cada colosso deve ser identificado e explorado para que ele seja derrotado.

O progresso em Shadow of the Colossus ocorre em ciclos. Começando de um ponto central em um vasto território, o jogador deve procurar e derrotar o colosso, retornando a este mesmo ponto central logo após para repetir o processo.[8] Para encontrar cada colosso, Wander deve erguer a sua espada em uma área iluminada pelo sol para refletir os raios de luz, os quais convergem em direção ao local da próxima batalha.[15] O percurso a um colosso é raramente reto: trechos de terrenos variados geralmente requerem que um desvio seja tomado pelo caminho. Boa parte dos colossos estão localizados em áreas remotas, progressivamente mais afastadas da área central, como em cima de morros ou dentro de estruturas antigas.

Uma vez que o colosso é encontrado, o jogador deve descobrir a sua fraqueza para derrotá-lo. Cada colosso possui o seu modus operantis, o que faz com que alguns sejam agressivos, atacando o personagem ao simplesmente avistá-lo, e outros só ataquem caso sejam atacados primeiramente pelo jogador. Cada colosso duela em um próprio antro, e muitos dos colossos só podem ser derrotados se o personagem usar o ambiente ao redor a seu favor. Cada colosso possui pelo menos um ponto de fraqueza,(menos no modo hard) indicado por um sigil brilhante que podem ser iluminados e descobertos pela luz refletida na espada. Cada colosso possui áreas cobertas por pêlo no seu corpo ou saliências em suas armaduras de pedra, que podem ser usadas pelo jogador para agarrar e escalar o colosso enquanto ele se balança para tentar repelir o personagem. Enquanto que escala um colosso, o jogador deve agir rapidamente já que Wander possui uma barra limitada que monitora a força restante para agarrar-se a algo, que diminui enquanto o personagem se agarra na criatura.

PRINTSCREENS:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Com tanta mulher no mundo, tinha que matar 16 gigantes para reviver ELA?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Usando a espada para encontrar o ponto fraco do colossi

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Décimo-sexto colossi mostrando o tamanho do cara em comparação à ela

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Prinstcreens no geral

OS 16 COLOSSI (modo vidraça):

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Valus::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Quadratus::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Gaius::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Phaedra::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Avion::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Barba::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Hydrus::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Kuromori::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Basaran::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Dirge::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Celosia::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Pelagia::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Phalanx::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Cenobia::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Argus::

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
::Merinid::



Tanto em gráficos quanto em jogabilidade, o jogo é perfeito *0*

Atrações turísticas:
Desciclopédia escreveu:O nosso reino possui muitos lugares que valem a pena (ou não) dar uma espiadinha, e nós da Tabajara Viagens e Travels vamos lhe mostrar todos! Os mais visitados são:

Shrine of Worship: Uma enorme construção de pedra no meio do nada! Excitante, não? Pois saiba que o S.W. conta com um exclusivo altar para sacrifícios casamentos que também serve como churrasqueira, uma piscina de 200 litros para você e sua família e uma enorme rampa espiral que dá direto em uma porta fechada!. O Hall Principal do Templo possui vista panorâmica para o Sul, permitindo a você e sua família relaxar enquanto varrem a região matando gigantes peludos! Hospede-se hoje mesmo, e leve grátis um seguro de proteção contra possessão por Deuses Aprisionados por Magia Arcana!

Jardim Secreto: Mas o nosso templo não possui apenas acomodações no térreo! Contamos também com um exuberanto jardim em nosso segundo andar, o qual, para os entusiastas de esportes radicais, só pode ser acessado escalando as vinhas que crescem do lado de fora do edifício! E, para garantir o realismo e a adrenalina, não garantimos NENHUM equipamento de segurança! Mas não é apenas isso. Ao chegar lá, você também poderá desfrutar de emocionantes atividades, como por exemplo "Coma-a-fruta-envenenada", "Salte-da-ponte-para-a-morte", "Salte-do-buraco-para-a-morte", e, nossa atração mais procurada, "Atravesse-uma-ponte-absurdamente-longa-para-chegar-a-um-beco-sem-saída"!. Diversão garantido!

Ponte: Uma maravilha arquitetônica moderna, a nossa Ponte não serve absolutamente para nada, já que você não pode atravessar a porta do outro lado dela! Mas mesmo assim aprecie a longa caminhada por ela, sabendo que qualquer passo em falso vai lhe matar, e que do outro lado não há nada além de um buraco na parede!

Praia: As Praias da Forbidden Land são as mais confortáveis de todo o Mar do Acre! Aqui você pode relaxar e brincar na areia com seus filhos, e ainda brincar de esconde-esconde com um touro de trinta metros de altura!

Lago Sem Fundo: Você gosta de Nadar? Então venha para o nosso Lago sem Fundo! Um lago tão fundo, mas tão fundo, que os programadores do jogo esqueceram de desenhar um Fundo para ele!E se quiser pode se suicidar enfrentar uma enguia!Absolutamente Imperdível!!!

Templo de Celosia: Uma de nossas atrações mais procuradas, o Templo de Celosia é um enorme buraco no chão! Aprecie a arquitetura única, e deleite-se com o nossa mundialmente conhecida atração, a Parede-que-parece-com-uma-porta!

A Árvore: Venha com seus Filhos visitar a Árvore! Assim como uma árvore normal, ela cresce a partir do chão. No entanto, ela não é uma árvore normal, não senhor! Ela é uma incrível árvore MORTA! Aprecie seus longos galhos podres, e sinta a adrenalina correr ao correr o risco de ser esmagado por ela caso ela caia da rocha em que está presa!
Micro
Micro
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : destination unknown


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Yoshihime em Seg 6 Dez 2010 - 12:19

Vo comentar os que manjo.

@Contra Hard Corps: Puts cara, esses dias peguei uma coleção da Konami em uma loja para olhar, e tinha Contra lá, puts cara eu nem fui para casa direto fui para casa do meu primo só para jogar, é viciante mas as vezes dá muita raiva :/

@Resident Evil 2: Eu até curto, nunca fui muito de jogar RE por gostar e ser fã e panz, eu jogava muito para passar o tempo quando não tinha nada para fazer, assim eu zerei o 1, 2, 3, 4, 4(wii) e o 5.

@Golden Sun: Dark Dawn Esse eu tenho que dar uma olhada, eu lembro de ter jogado um GS de GBA que nem me lembro o nome foi na casa de um amigo, e pô era r0x até.

@Assassin's Creed: Lembro que quando tava para sair um amigo meu só falava disso, ai quando lançou ficamos jogando, eu sinto falta de um multiplayer, mesmo eu não sendo mega dependente desse modo eu gosto na maioria das vezes, por isso ainda tenho que olhar o Brotherhood que ainda não teve a oportunidade, se alguém aqui jogou ele me indique se for bom :3


@Kirby Super Star Ultra
Eu joguei o Super Star de SNES no emulador já aqui, quando terminar alguns que tenho no Ds aqui dou uma olhada nesse para ver se é melhor ou pior que o original.

@The World Ends With You: Esse jogo kct, aff nem preciso comentar se não seria a mesma coisa que postei no seu tópico de review, contudo eu ainda não terminei ele, até por que não tive tempo e sou preguiçoso e vagabundo :3


-x-

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
nem achei a boxart >:
Nome: Clock Tower: The First Fear
Plataforma: SNES, PlayStation, WonderSwan, Windows 95
Gênero: Survival horror
Resumo:
Eu Acho que curti esse jogo não só por abusar dos gráficos e sons do SNES ao máximo, produzindo um visual muito bonito, mas também pelo fato de eu gostar de SH, principalmente os que você não tem nenhuma arma e só pode correr como uma garota, já conhecia CT, todavia não sabia que esse era o primeiro, só fui descobrir quando vi em uma coluna de um site de games. Só alertando que esse jogo só saiu no Japão então para jogar ele em inglês você vai precisar de um patch.
O jogo faz uso de uma jogabilidade point and click, onde com os direcionais do joystick você controla um cursor, para clicar em itens e locais para onde quer ir, existem botões onde você corre loucamente para um dos lados, um botão chamado "botão de Pânico" onde a personagem faz uso de força bruta.
A História é mais ou menos a seguinte(catado da wikipédia por falta de tempo:

Você controla Jennifer, uma órfã estudante de 14 anos, a qual tinha o pai biológico, que desaparece misteriosamente após ser chamado para atender uma emergência domiciliar. Depois de sete anos foi adotada por Sra. Mary junto de três amigas, que são levadas para uma mansão assustadora no meio de uma floresta, mansão que é marcada por uma imensa torre com relógio, por isto o nome do jogo Clock Tower.
Ao decorrer do jogo Ann, Lotte, Laura e Sra. Mary desaparecem e você tem que as procurar sozinha nesta grande mansão repleta de segredos. Ao longo do jogo você encontra Bobby, garoto de oito anos que assassina suas vítimas com uma tesoura gigantesca e que parece correr insaciavelmente atrás de Jennifer com a intenção de matá-la.

O Jogo conta com NOVE, isso mesmo, NOVE finais diferentes, eu Guilherme já zerei por todos, e recomendo se você jogar uma vez, jogar logo 9 e zerar com todo possíveis.

Alguns pontos negativos é que se você quer controlar a menina ela é lenta, e com o botão de correr ela corre descontrolada, mas lenta mesmo, muito. E o seu inimigo da altos teletransportes e aparece do nada, e com o patch vem alguns bugs, mas nada que atrapalhe de mais.


________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pati_ps
Pati_ps
Membro
Membro

Feminino Idade : 31
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Nunca deixe de sorrir. ;)


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Luan-DF em Seg 6 Dez 2010 - 16:55

Gow III: Simplesmente sensacional, arrancar cabeças, matar civis as vezes, matar deuses, carregar partes deles porai, e simplesmente sangrento e sensacional!

Shadow of the Colosus: Jogabilidade otima, graficos otimos, tão bom que saiu a Colection dele mais ICOn para PS3 (que eu vou comprar) simplesmente d+.

Okami: Bom, a historia e legal, bem original, pena que não lançaram uma Colections, iria comprar com certeza.

Minhas recomendações:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nome: Fat Princess (literalmente, Prncessa Gorda)
Plataforma: PS3 (PSN)
Gênero: Ação, Aventura e Açucar, xD
Multiplay: SIm, 1 a 4 Jogadores
Online: SIm 1 a 34 Jogadores (isso mesmo 34!)

Resumo(Baixaki Jogos):

Com a E3 2008, jogos de todos os tipos foram anunciados ao público. Ainda assim, o surgimento do interessante game Fat Princess deixou muitos críticos de queixo caído. A simplicidade nunca foi tão valorizada durante o anúncio oficial de um jogo. Fat Princess, como muitos afirmaram durante a E3, é simplesmente um título intrigante.

Os jogadores conseguem obter o game exclusivamente através da rede online da Sony, a PlayStation Network (PSN) Fat Princess enfatiza os embates entre guerreiros medievais (com suporte a até 16 jogadores em cada lado da batalha) com resumidamente os seguintes propósitos: superar o exército inimigo, pilhar o castelo dos adversários e salvar a princesa das mãos tiranas dos oponentes.

Há um porém: cada equipe está sempre alimentando sua refém com mais e mais comida. Isso faz com que fique cada vez mais difícil a tarefa de salvamento, visto que várias pessoas são necessárias para carregar a princesa através do campo de batalha.

Jogabilidade simples, visuais amigáveis e muita diversão constituem os pontos fortes deste jogo. Fat Princess é uma excelente opção para todos aqueles que procuram fortes emoções online de maneira direta e envolvente

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nome: ICO
Plataforma: PS2/PS3 (Colection com Shadow of the Colosus)
Gênero: Aventura
Multiplay: Não
Online: Obvio que não

Resumo:

Numa época onde os fãs de jogos eletrônicos só clamavam por gráficos inovadores prometidos pela geração PS2, surge Ico, quebrando essa premissa de que ótimos gráficos e ação são, necessariamente, parte da receita de um jogo dígno de uma nova geração.

Ico literalmente trouxe uma fórmula diferente do que era visto nas escolas de games da época. Utilizando um recurso peculiar que visa apelar para o lado emocional do jogador, é possível prever até que ponto o título é capaz de agradar o público em geral.

Ico é o antecessor espiritual -assim dito pelos críticos- de Shadow of Colossus, e utiliza as mesmas sutilezas e potencial do tão famoso jogo da Sony. Em Ico, você é um simplório e indefeso garoto, que subitamente se encontra preso em um castelo com labirintos de proporções enormes, cheio de perigos e passagens místicas.

O único apoio físico e espiritual é uma garota (Princesa Yorda) cega e misteriosa, cuja fragilidade esconde um poder único de conseguir mover as peças mágicas do misterioso castelo, assim lhe possibilitando progredir. Outro fator que mistifica o enredo do game é a língua falada pela princesa, que escapa da compreensão do personagem e do jogador.A ponte única de comunicação são seus gestos e comportamentos, promovendo a tensão do momento, tanto na aproximação de inimigos, quanto de perigos relativos aos ambientes do jogo.

Ico, sem dúvida escapa dos padrões de jogos de sua época, deixando uma experiência quase contemplativa, provando que através de sua simplicidade e singularidade é possível deixar uma marca na história das gerações de 128 Bits.






[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Nome: Little Big Planet (Pequeno Grande Planeta(LBP))
Plataforma: PS3/PSP
Gênero:Plataforma e Editor de Fases
Multiplay:Sim 1 a 4
Online: Sim, 1 a 4

Resumo:
LittleBigPlanet permite a personalização completa dos personagens e dos cenários, os quais se constituem em um mundo totalmente interativo. Há algumas fases iniciais pré-estabelecidas, nas quais o objetivo é apenas chegar ao seu final, passando por obstáculos e resolvendo quebra-cabeças que requerem trabalho em equipe.

O jogador tem a possibilidade de customizar um personagem padrão, que é um boneco de pano, escolhendo, entre as diversas opções disponíveis, o tecido e a estampa para cobri-lo e os seus acessórios, como chapéus, cabelo, óculos, roupa, fantasia, entre outros. Na versão para o PlayStation 3, o jogador pode se juntar a mais três amigos no memso console, ou via conexão com internet, para viver as aventuras de um mundo completamente interativo, onde pode-se alterar os elementos no ambiente, bem como adicionar novos objetos.

Um novo mundo também pode ser criado pelo jogador, que estabelece suas próprias regras e caminhos a serem seguidos, adicionando objetos e construindo um novo cenário. Um novo mundo pode ser compartilhado e jogado por outros usuários, através do PlayStation Network. Assim, LittleBigPlanet pretende criar uma rede de compartilhamento e relacionamento, na qual o conteúdo é criado pelos próprios usuários.

A qualidade gráfica é uma das configurações que mais se destacam, devido ao detalhamento e realismo das diferentes texturas e materiais representados. Apesar de toda a idéia de LittleBigPlanet parecer complexa, os comandos são simples, justamente para atingir a um público maior do que o dos jogadores mais tradicionais.

________________
De quem sou Fan:

Spoiler:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Melhor Arcanine de todos

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Amo esse kid



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Quanto tem minha Ass? Uso o Chrome ~~
Luan-DF
Luan-DF
Usuário Banido
Usuário Banido

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue2 / 102 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Voltei Bitches, me chupem!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por lugia007 em Seg 6 Dez 2010 - 17:43

bom vo fala o que eu gosto:

Nome: Metroid Fusion.
Plataforma: GBA.
Genero: ação e aventura.
Multiplay: acho que não.
Online: logico que não.

Resumo(praticamente da wikipedia):

Metroid Fusion (ou Metroid 4), foi o primeiro jogo da série para o Game Boy Advance e sequência de Super Metroid (o Metroid 3), de 1994.O jogo vem com uma história que, para a série, é inovadora por ser a primeira a ter mais detalhes e abordar ainda mais o passado e as personalidades das personagens. Além disso, Metroid Fusion é um jogo em 2-D, tem a câmera lateral e a jogabilidade padrão da série (onde você busca por aperfeiçoamentos por todo o cenário afim de evoluir para poder chegar à novos locais, e enfrentar e derotar inimigos cada vez mais fortes), mantendo assim, o estilo clássico que deu um nome ao jogo.
Historia:
Dez anos depois dos acontecimento de Super Metroid, Samus Aran é determinada a escoltar um grupo de cientistas de pesquisas biológicas no planeta SR388, planeta natal dos extintos Metroids. O motivo da expedição foi que, com a extinção dos Metroids no planeta, houve um desequilíbrio ambiental. A Galactic Federation/Federação Galáctia não poderia deixar que o pior acontecesse, então ela criou uma estação espacial chamada B.S.L. (Biologic Space Labs/Laboratório Biológico Espacial) para acompanhar de perto o desenvolvimento das espécies do planeta.
Após matar um espécime de "Hornoad" Samus se depara com uma forma de vida que não conhecia. Ela tenta destruí-la mas acaba sendo atacada. Mas tarde ela descobre que tal criatura era um parasita conhecido como "X".
Ao que tudo indica, quando os Chozo povoaram o planeta, eles perceberam o potencial destrutivo deste vírus e foi então que criaram os Metroids: para que estes fossem um predador que dominassem o X. Mas com a extinção dos Metroids, feita pelas próprias mão da protagonista nos jogos anteriores, houve esse desequilíbrio no eco-sistema que fez com que estes parasitas se multiplicassem rapidamente e, consequentemente, ameaçassem as criaturas do planeta.
Quando Samus Aran foi atacada ela fica doente e decidi voltar. No meio do caminho, ea perde a consciencia e a nave colide em um cometa, mas por sorte, o sistema de emergencia da nave foi ativado antes da colisão. Samus é resgatada do espaço e levada para o H.Q. (Q.G./Quartel General) da Federação Galáctia.
Infelizmente, durante a viagem até lá, o X se multiplica dentro do seu corpo, e, desastrosamente, rompe grandes áreas de seu Traje (A Power Suit). Mas o que veio a seguir foi ainda pior: os componentes orgânicos de seu traje tornaram-se tão minuciosamente interligados com o seu sistema nervoso, que já não era possível removê-lo normalmente durante o seu estado de inconsciência. A solução foi remover grande parte dele cirurgicamente. Com isso, a aparência dele fica drasticamente alterada. Ele torna-se azul e amarelo, com um elmo rosa-escuro e um visor azul, a roupa também torna-se mais anatômica. Porém, como se não fosse o bastante, mais um drama ocorre: os médicos perceberam que o X estava em um número tão grande no seu sistema nevoso que seria impossível exterminá-lo. As chances de sua sobrevivência eram, claramente, baixas.
Durante a cirurgia feita em Samus, o grupo de pesquisas que foi escoltado por ela enviou à B.S.L. as amostras coletadas no planeta SR388, junto com os pedaços infectados da sua Power Suit, removidos durante a operação. Ao recuperar a consciência, Samus é informada de uma explosão ainda inexplicável na estação (B.S.L.). Ela é enviada para lá para investigar o tal acontecimento. Durante a missão, ela será vigiada pelo computador de sua nova nave, dada pela Galactic Federation afim de substituir a que colidiu com o asteroide. Este computador foi batizado por ela de Adam (mas esse é apenas o nome dele, o verdadeiro Adam é outra personagem da série, que é por quem Samus se apaixona). Este tipo de computador se chama CO computadorizado.
Durante as investigações, Samus descobre uma criatura com a sua aparência. Essa criatura foi quem causou a explosão. O computador Adam decide nomeá-la de SA-X. Esse ser surgiu das peças biomecânicas da Power Suit da Samus.
Os "vírus-parasitas" nativos de SR388 que atacaram e infectaram Samus e sua Power Suit, são um tipo especial de criaturas com altas capacidades de mutação e que podem reproduzir perfeitamente as habilidades e a forma dos seus hospedeiros. Desta forma, é criada uma réplica exata de Samus, porém na potência máxima já que a verdadeira perdeu a maior parte dos seus poderes durante a cirurgia. A SA-X nada mas é do que um clone de Samus com todas as suas habilidades copiadas e com força total. A conclusão é que, desta forma, o grande perigo que Samus enfrenta nesta aventura… é ela mesma! Alem disso, a SA-X, pode ser o inimigo mais poderoso ela já enfrentou.
Foi aí que descobriram uma cura. Foi sugerido o uso de uma célula de um Metroid para produzir uma espécie de "vacina anti-X". Por sorte, a Federação conseguiu conservar uma quantidade de célula do Metroid de SR388 (vide história de Super Metroid). Rapidamente, o soro foi preparado e ejetado. Em pouco tempo, os parasitas que a infestaram foram exterminados.
Bom, é isso que posso contar. Esse jogo foi um dos melhores que eu ja joguei(e eu ja joguei mais de 200(serio)), a historia é boa, a difilculdade do jogo é equilibrada ate o meio do final do jogo(o resto é extremamente dificil). É que vale a pena jogar

________________
Manolos do Chat:
Antigos
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
(Eu, Luks_Venu, Miss Zero, Samurai Aggron, Weegee, Kronos e Grand Master).

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
(Eu, Luks, Miss, Kronos, Sceptile, iSpark, Food, Grand Master, Felipe Pikeno). Foi mal Weegee e aggron, tentei deixar vocês ,_.


DAEW
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
lugia007
lugia007
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : A vida é um jogo que só tem new game.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Lolzer em Seg 6 Dez 2010 - 18:24

@Gui: Eu acho esse Contra incrivelmente fácil em relação aos outros (sempre chego a 3/ 4ª fase e olhe lá), mas se não der, pegue a versão japa, se lembro bem tem códigos de 99x vidas. :] Já o TWEWY, rapaz como não conseguiu terminar? É totalmente viciante. =D
Já esse Clock Tower nunca ví, mas 9 finais é uma quantidade relativamente grande, acho que nunca ví tantos jogos com finais alternativos, sem ser Chrono Trigger (13 ou 15, não me lembro).

@Luan-DF: LBP é um dos meus jogos favoritos, há uns meses atrás adquiri a versão normal full (e black label!!!), e ainda me divirto muito com o mesmo. Ultimamente tenho jogado mais quando vem visita em casa, mesmo com os cenários que já vem no game, eu continuo me impressionando cada vez mais, mesmo tendo visto todos. ICO não joguei, só o seu sucessor, SotC... penso seriamente em comprar o ICO Collection quando for relativamente velho. Sempre ouço falar bem do Fat também, mas nunca tive a oportunidade de experimentar.

@lugia007: Bom, eu nunca joguei Metroid muito, mas esse é muito bom de fato. Parece bastante o do SNES.

__________________________________

Acho que falta ainda um jogo de PC para jogar offline, já que ninguém recomendou, resta a minha pessoa recomendar um clássico.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nome: Metal Fatigue
Plataforma: PC
Gênero: RTS (Real Time Strategy)
Multiplayer: Sim (LAN)
Online: I DUNNO LOL

Até hoje nunca conhecí alguém que ao menos conhecesse Metal Fatigue, mas ao menos, as pessoas que eu apresentei o mesmo (e que gostam de clássicos como Starcraft e Warcraft 3 RoC/ Frozen Throne), tiveram uma impressão muito positiva, e logo ficaram viciadas no jogo.

O que se pode esperar de um RTS? Faça uma fuckin' base, parta para o ataque mas deixe meios de se defender de ataques (pesados) alheios. Basicamente é isso, mas ao mesmo tempo que todos os RTSs são iguais, eles são diferentes. Bem, deixe me explicar, cada um tem seu "toque" para ser diferente dos outros, tanto no visual, ambientação e gameplay.

Com MF não fora diferente em sua época de desenvolvimento (2000). Usamos fuckin' robôs gigantes (Combots) para batalhar, além de unidades como tanques de guerra. Os combots são montados peça por peça, assim você pode ir customizando o seu próprio robôzão (detalhe: quando você destrói um combot inimigo - de "raça" diferente - ele deixa uma peça cair, você pode pegar esse peça e equipar na hora no seu Combot, ou pode retornar com ela para a base e mandar que pesquisem-na, para você mesmo poder produzí-la!).

Temos que ter energia para produzir as coisas (metajoules), além de ter man power (treinar homes derp) para comandarem as máquinas. Ter man power é bem fácil, uma construção permite "criar" isto. Já ter metajoules é um pouco mais complicado, pois você precisa extrair de poços de lavas à "céu-aberto". Esses poços, secam obviamente, e você tem que partir em busca de outros em alguns mapas. Só que, o problema é que as vezes eles estão em locais de difícil acesso. Então você pode construir elevadores para ir ao subsolo (tem uma máquina especial que cava para você), e enviar suas unidades construtoras para pegar lava lá em baixo. ENTRETANTO, você também pode (em alguns mapas né) fazer bases aéreas (e sim, estão sujeitas a ataques), nas quais, você pode colocar satélites que pegam a energia sozinhos do Sol!! Só lembrando que tem algumas fases que você vai precisar fazer suas unidades transitarem entre os três terrenos, talvez. Laughing

Agora mova-se e vá jogar as incríveis poucas fases (mas algumas podem durar mais de 3 ou 4 horas, AVISO)! Existem 3 ou 4 campanhas diferentes (esquecí, acho que é 3 mesmo), e cada uma é recomendada para uma dificuldade, mas nada impede que você usa raça x em campanha y.

E roda em qualquer desgraça, eu jogo isso desde que lançou na minha antiga carroça. Que nostálgico. :´)

To sem saco para escrever agora, e por enquanto só isso, se tiver saco, edito aqui depois.

Recomendo para as pessoas que realmente gostam de RTS, e para jogadores oldschool. =P


Lolzer
Lolzer
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Mods are asleep, let's post ponies!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Pati_ps em Qua 8 Dez 2010 - 14:53

Nome: Raving Rabbids: Travel in Time
Plataforma: Wii
Gênero: Mini-Games
Multiplayer: Sim
Online: Sim

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Resumo:
Raving Rabbids: Travel in Time é um jogo para Wii que foca nos amáveis (ou odiosos) antagonistas da série Rayman: os Rabbids. No último jogo da franquia, eles buscavam voltar para casa por meio de uma espaçonave — agora, a ferramenta utilizada para espalhar a confusão é uma máquina do tempo que os leva a momentos importantes da história mundial.

Assim como seus predecessores, o título conta com uma série de mini games que focam na diversão e podem ser jogados em multiplayer. Várias das características tradicionais da franquia estão presentes, assim como algumas novidades (especialmente de ambientação) que variam o conceito da série.

O game usa e abusa das possibilidadesde jogo oferecidas pelo Wii, e se caracteriza pela grande quantidade de referências a elementos da cultura popular integradas à jogabilidade e à narrativa exposta dentro de si.



________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pati_ps
Pati_ps
Membro
Membro

Feminino Idade : 31
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Nunca deixe de sorrir. ;)


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Yoshihime em Qui 9 Dez 2010 - 0:22

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nome: Star Wars: Battlefront II
Plataforma: PC, Xbox, PSP e Playstation II.
Gênero: Tiro
Multiplayer: Sim
Online: Sim

Star Wars: Battlefront II é a sequência do best-seller de Star Wars: Battlefront. Os dois jogos são muito similares, mas foram modificados nas tropas das facções e em diferentes mapas. Battlefront II, porém, inclui elementos e missões do Episódio III, e mudanças no combate espacial e poder jogar com Jedi e outros personagens.
No modo Campanha, os jogadores seguem as missões da 501ª Legião, com acesso ao seu diário. Durante o jogo você tem o controle de um clone trooper da República, depois um stormtrooper imperial.

As ações te levam pelas Guerras Clônicas e a formação do Império, seguindo por missões entre os episódios III e IV.
A Conquista Galáctica de Battlefront II foi completamente modificada. Nesse novo modo, você constrói e mantêm frotas para dominar a galáxia e conquistar os mundos inimigos. O mapa da Galáxia mostra os seus mundos, os controlados por inimigos e o espaço aberto.
Cada facção começa com um soldado básico para as batalhas em superfície e um piloto para as no espaço. Ao inicío de seu turno, o jogador tem a opção de comprar outras classe. O custo vária.
Os bônus retornaram do primeiro jogo, mas agora mais estratégia foi envolvida. Invés de ter que controlar planetas para ganha-los, você terá que compra-los. Isso é possível no início do turno. Os bônus podem ser usados para ajudar aliados, defender postos de comando ou abalar inimigos. Porém, ele só pode ser usado uma vez até você ter que comprar de novo.




________________
MyAnimeList|twitter|last.fm
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
presente do slip
Yoshihime
Yoshihime
Membro
Membro

Feminino Idade : 25
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Oi, sou travesti. Você sabe?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Lawliet~ em Qui 9 Dez 2010 - 8:24

@Gui: Pow Gui, eu ia recomendar esse jogo T_T, eu já tive ele de PS2, é muito bom =]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nome: Call Of Duty 4: Modern Warfare
Plataforma: PC, Playstation 3, Nintendo Wii, Nintendo Ds e XBOX360
Gênero: Tiro
Multiplayer: Não
Online: Sim

Call of Duty 4: Modern Warfare é um jogo de tiro em primeira pessoa, que se passa em tempos modernos. Ao contrário de toda a franquia, o jogo não retrata os campos de batalha da Segunda Guerra Mundial, mas, principalmente, cenários da Rússia e do Oriente Médio, nos quais o jogador assumindo o papel de militares da Força Especial britância SAS e da Force Recon, as Forças Especiais da Marinha dos EUA.

Apesar do fundo histórico ser outro, Modern Warfare mantém o mesmo ritmo de ação acelerado que consagrou a franquia, colocando o jogador em missões, em que se controla as armas do avião de ataque AC-130, e os helicópteros Blackhawk e H1 Super Cobra, além dos mais variados veículos terrestres de guerra. Como o jogo se passa em novo cenário, os fãs da franquia dispõem de um arsenal moderno, entre os quais se destacam lança-granadas, sub-metralhadoras, mísseis guiados, rifles de assalto e pistolas automáticas.

O modo multiplayer das versões para o PC, Xbox 360 e PS3, chega com um sistema inovador, no qual o jogador pode criar classes de soldados e acumular pontos de experiência ao matar os inimigos e completar objetivos de desafios. Na versão para o DS, pode haver quatro jogadores em conexão local, sem suporte para o Wi-Fi.

Call of Duty 4: Modern Warfare se destaca como um dos shooters mais esperados da nova geração, apresentando gráficos que levam ao máximo as capacidades de hardware de cada console, com cenários e modelos de personagens realistas e uma jogabilidade fluida, principalmente, nos momentos de maior ação.

Tudo começa quando um país do Oriente Médio sofre um golpe militar, seu presidente é executado e suas ruas dominadas por mílicias bem armadas. Todos membros de uma organização conhecida como Op Force, o país então entra em um estado de guerra civil. Você, durante a campanha, o jogador entra na pele de um sargento apelidado de "Soap" (sabão) que foi recentemente colocado sob comando do Capitão Price da SAS. Durante a campanha SOAP e seus companheiros de equipe irão realizar uma série de objetivos-chave para acabar com a Op Force. O jogador também encarna o sargento Paul Jackson, da USMC, realizando missões no Oriente Médio.
Lawliet~
Lawliet~
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Micro em Qui 9 Dez 2010 - 9:26

Para finalizar:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nome: Sonic Adventure 2

Plataforma: Dreamcast

Gênero: Plataforma, aventura, ação, corrida.

Multiplayer: Sim

Online: Acho que não, nunca testei.


Resumo:
Wikipédia escreveu:Sonic Adventure 2 é um jogo plataforma com os mesmos princípios básicos dos antecessores. Ao longo dos estágios há anéis, que previnem a derrota caso seja atacado (excetuando nas fases com Tails e Eggman, em que o jogador tem uma barra de energia que os anéis ajudam a recarregar). Há bolhas variadas espalhadas, com anéis, dois tipos de escudo (um regular e um magnético que atrai anéis), invencibilidade temporária, vidas extras, aceleração temporária e uma especial que destrói inimigos próximos. Cada personagem tem direito a aperfeiçoamentos que dão novas habilidades (como poder destruir caixas metálicas).

Novamente, muito blá blá blá... então aí vai:

Sonic Adventure 2 foi o jogo de Sonic que estreiou os rivais Shadow e Rouge. Também é considerado por mim o jogo mais completo, e mais legal da série.

Ele é dividido em quatro modos de jogar:
NOMEDESCRIÇÃOIMAGEM
CorridaO clássico dos games, nesse tem que chegar no fim antes do seu inimigo.
Quem joga: Sonic ou Amy / Shadow ou Metal Sonic
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Caça às EsmeraldasNova modalidade, onde você explora um mapa completamente 3D, escala paredes, flutua, ataca e muito mais, tentando pegar as esmeraldas do caos.
Quem joga: Knucles ou Tikal / Rouge ou Chaos Zero
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
TiroNova modalidade, onde você monta num robô e começa a atirar no seu inimigo.
Quem joga: Tails ou Chao (bixim fofis) / Eggman ou BigTheCat
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Jardim ChaoNova modalidade; em todas as fases existe um item escondido: Chao Key. Com ela você pode chegar no Jardim Chao.
Nele você cuida, alimenta, treina, ensina um Chao, e ele poderá participar de mini-games
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Imagem muito grande

Tem um enredo legal, muitas partes de ação, e um modo multiplayer, onde você joga com outra pessoa. Como por exemplo, temos a imagem do Caça-Esmeraldas.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Tela esquerda: Knucles
Tela direita: Rouge

Eu adorava ele, até que meu Dreamcast estragou (isso fazem três anos ._.) e não achamos ninguém que conserte.
Ah sim, também tinha uma musiquinha legau
Micro
Micro
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : destination unknown


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Jlvl em Qui 9 Dez 2010 - 10:49

Bom... Aqui vai o jogo que recomendo:


Sengoku Basara 2

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Plataforma: Playstation 2
Genero: Hack and Slash, ação - aventura.
Multiplayer: Sim
Online: Acho que não

Sengoku Basara 2 que se baseia na história do Japão, no período Sengoku, onde houve a queda do xogun do país, e a ilha começa a entrar em guerra civil, com vários clãs disputando um golpe militar para dominar o país. Sengoku Basara 2 é uma remodelagem feita pela a CAPCOM de um jogo similar da Koei, Samurai Warriors, que trata do mesmo assunto e utiliza dos mesmos personagens. Em Sengoku Basara 2, notamos uma qualidade maior na série, além do absurdo que foi acrescentado (os personagens têm poderes especiais elementares, carregam armas enormes, e derrubam vários soldados de uma vez).

A história gira em torno de Date Masumune(Azure Dragon), líder do país de Oshu, ao Norte do Japão, e de Sanada Yukimura(Scorpio), general de Takeda Shingen(Red Minotaur) da nação de Kai. Ambos possuem uma rivalidade pela a disputa de terra, assim como os outros generais que querem governar a ilha. Mas em especial, Sanada Yukimura e Date Masamune, pois ambos possuem uma rivalidade pessoal de sempre quererem lutar contra algum adversário mais forte, mas um nunca conseguiu derrotar o outro. Há outros generais que possuem rivalidades no jogo.

Na história, temos um general que vem conquistando terras por meio da brutalidade, que se chama Oda Nabunaga(Devil King). Acompanhado por sua mulher Nouhime(Lady Butterfly), o seu general Akechi Mistuhide, e Ranmaru(Hornet) uma criança que é um general de Oda. Oda é um damyo que vem espalhando o terror pela a ilha, afinal ele usa armas de fogo no campo de batalha (algo que não era comum para a época, afinal os japoneses sempre lutaram usando apenas armas brancas), e causa muitos massacres durante seus ataques. Oda também se auto-proclama o demônio vindo do sexto inferno, que vai espalhar o militarismo pelo o mundo.

Também temos destaques para outros generais e guerreiros no jogo, como Maeda Keiji, Tokugawa Ieyasu(Irdene), Hōjō Ujimasa(Orwik), Uesugi Kenshin(Frost), Maeda Toshiie(Lark) e etc.

Jogabilidade

O jogo é um game de ação, que é estilo "exército de um homem só". Você deverá invadir os territórios dos seus rivais, dominar o campo de batalha rival e derrotar o comandante do local. Claro que você pode escolher logo abater o capitão do exercito rival, mas em algumas fases do jogo você terá que cumprir uma condição que a fase exige para poder chegar ao comandante.

Além disso, temos os controles, que são um botão para o ataque normal, um botão para o ataque mais forte (que você pode escolher dois e troca com o primeiro gatilho do controle, ou trocar por outros no menu do seu personagem antes de iniciar a fase, e ainda adquire golpes novos conforme avança), um botão para o ataque especial, o Basara Atack que só pode ser ativado quando a barra do especial estiver totalmente carregada. Você carrega essa barra derrotando os inimigos ou pegando itens especiais que recarregam instantaneamente essa barra, um botão para o pulo e você mexe o personagem nos direcionais e no analógico. E no segundo gatilho, você pode ativar o modo Basara Drive do seu personagem. Na barra de status do seu personagem, ao lado da barra de energia está uma espécie de globo, que acende quando você derrota certa quantidade de inimigos, ou vai fazendo de 100 em 100 hits nos inimigos. Depois que ela estiver acesa você pode apertar o botão para ativar esse modo de seu personagem: onde ele atacara mais rapidamente, e os ataques do botão quadrado saíram mais fortes ainda. Enquanto estiver nesse modo, se pressionar o botão do Basara Atack, você ativara o Ultimate Basara Atack, em que aparecerá o símbolo do Clã do seu personagem enquanto ele faz o ataque especial.

Resumão do Jlvl:
É um jogo bem fods, que é voce e o multiplayer contra milhões (sim, é milhões mesmo) de carinhas. É um corre negada pra cá e pra lá. Quando voce ativa seu especial, voce consegue acertar praticamente uns 100 ou mais carinhas com ele (por aí). Tem 30 personagens onde todos vão passando de lv e ficando mais fortes, o lv máximo dos personagens é lv99 e cada personagem tem a possibilidade de ter 8 armas diferentes que voce ganha no decorrer do jogo. A oitava espada é a mais forte de todos os personagens e com ela voce mata mil.

Imagens:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Jlvl
Jlvl
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por CrossX em Qui 9 Dez 2010 - 11:37

My Chance:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Plataforma: Playstation 2
Genero: RPG/Estratégia
Multiplayer: Sim
Online: Acho que não

Mini-Sinopse:

Yu-Gi-Oh! Duelists of the Roses é o primeiro título baseado no anime e mangá Yu-Gi-Oh!, para o console PlayStation 2.

Yami Yugi e Seto Kaiba voltam a se enfrentar e Você deve escolher de que lado irá ficar na final da Guerra da Rosa. Duele e colecione as cartas dos seus inimigos. O sistema de movimento de cartas permite controle total de cerca de 600 monstros e introduz estratégias avançadas nunca vistas antes no mundo de Yu-Gi-Oh!.

Fãs do anime vão apreciar a reprodução fiel das cartas e a participação, no jogo, de outros personagens da série.

Jogabilidade:

No jogo as partidas, são organizadas em turnos como em um jogo de xadrez. Em cada turno o jogador tem a possibilidade de jogar cartas em campo, fazer elas atacarem monstros inimigos ou simplismente andarem, também pode andar com seu líder. Lembrando que é dele que você tira as cartas para joga-las em campo.
CARTAS
Monstro:são as cartas dos monstros usadas para atacar outros monstros e até os leaders.
Armadilha:Esse tipo de carta é acionado quando um monstro faz determinado tipo de ação.Existem cartas desse tipo que são utilizadas para matar o primeiro monstro que atacar e assim por diante...
Power Up:Estas cartas aumentam a pontuação dos monstros, cada monstro possui um power up especifico. Com elas você pode aumentar o ataque de um montro e também a defesa.
Rituais:As cartas rituais servem para invocar um monstro mais forte, você precisa ter os monstros especificos em campo para serem sacrificados com a carta ritual e assim poder invocar um monstro mais forte.

Para aqueles que jogaram a versão Forbideen Memories do PS1, podem esquecer a jogabilidade, pois nessa versão as coisas ficaram bem diferentes.
Antes de encarar um disputa com algum rival, existem alguns pré-requisitos que devem ser levados em conta. O primeiro é que você precisa ter 40 cartas em seu baralho, não se preocupe pois você ja começa com essas 40 cartas. O segundo é que seu DC deve ser igual ou menor que o de seu adversário, cada carta possui um número de DC, algumas possuem mais, outras possuem menos, então você deve montar seu baralho conforme o DC do seu oponente, se ele tem um DC de 1000, para lutar com ele você precisará ter de 1000 para baixo.

Comentário:

O Jogo em si não é muito grande, é bastante facil de se zerar, mas a Graça mesmo está na parte de coleta de cartas raras para completar seu Deck, por exemplo, eu duelei 15 vezes com o Yugi pra conseguir o Ritual do Black Luster, mas nessas 15 batalhas eu consegui 5 Magos Negros, 2 Gaias e umas cartas armadilhas muito boas.
Quem joga Xadrez vai gostar desse jogo pois o sistema de Duelos é bem parecido, recomendadissimo...

Video:



See Ya!!!


Última edição por CrossX em Qui 9 Dez 2010 - 13:36, editado 2 vez(es)
CrossX
CrossX
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Screw you guys, i'm going home!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Davi em Qui 9 Dez 2010 - 13:11

@Microondah: Oh shit melhor Sonic 3D ever (não joguei o Colors ainda)
@Lawliet~ Tem o 2 também que é Kickass

Minha vez denovo:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nome: Guitar Hero Smash Hits (Ou Guitar Hero Greatests Hits)
Plataforma: Play 2/3, Xbox 360, Wii
Gênero: Músical
Multiplayer: Sim
Online: Sim

Resumo: Quando fui convidado para testar o novo Guitar Hero, só pude sorrir e abraçar a oportunidade. Este sendo o terceiro jogo da franquia lançado desde seu concorrente “Rock Band”, tudo que eu poderia desejar eram muitas melhorias. Com uma coletânea das melhores músicas desde o seu lançamento, Guitar Hero: Smash Hits traz os clássicos de toda franquia, agora com suporte a microfone e bateria, além de utilizar das novas funções como a batida sem notas do baixo.

Visualmente o jogo perde para seu irmão Guitar Hero Metallica e empolga bem menos. Mas o que importa é que tudo esteja nítido e prático, e assim está. Com um visual mais sujo e muito mais brega que os antecessores, Guitar Hero Smash Hits não se importa visualmente com o que faz, pois o negócio é a música. E até nesse quesito quase tudo funciona bem.

Para os entusiastas, testamos tudo que era possível e imaginável nesta versão do jogo, e o resultado foi 70% satisfatório. Todas as baterias funcionaram, a do Rock Band e a do Guitar Hero World Tour, e as guitarras de todas as versões. Mas e os outros 30% não satisfatórios? Aqui que tudo desce ladeira abaixo.

A voz, o motivo pelo qual fui chamado para o teste, foi a maior decepção de todo o jogo. Testamos todos os microfones imagináveis, e o que tivemos? Vergonha. Utilizamos o microfone do Rock Band, do Guitar Hero, o Headset, e o microfone do Lips, e tudo que conseguimos foi uma voz sobreposta e mais baixa a voz da música original. Então não se canta, se ouve a música, e se escuta a sua voz como o Backing Vocal e não como o cantor da música. Na tela de configurações tentamos todas as opções. Testamos com 2 XBOX 360 diferentes, com dois jogos diferentes, e nada. E nesse aspecto, de cantar, o jogo perdeu feio para o concorrente, isso incluí o próprio Guitar Hero Metallica.

Conclusão
Se você não se importa com a cantoria, e quer jogar músicas da época do primeiro Guitar Hero, essa é a melhor opção. Como um jogo de guitarra e bateria, ele beira a perfeição, mas como conjunto da obra, não há nada de especial além de saudosismo.

Fonte: Now Loading
Davi
Davi
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : <<<<<<<----------


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Lolzer em Qui 9 Dez 2010 - 14:40

Fiz uma lista de jogos já recomendados, quem recomendou e em que página se encontra, amores. Está no main post, btw.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nome: Bioshock
Plataformas: PS3, X360, PC, Mac
Gênero: FPS, Survivor
Multiplayer: Não
Online: Não

O jogo conta com armas normais, como Shotgun, handgun, submachine, Wrench, etc. Mas também, com plasmids. Esses plasmids são "injeções" que você injeta em você mesmo para obter os poderes daquele "líquido" injetado. A partir daí, pode esperar diversas coisas diferentes, como lançar raios, fogo, telecinese, nuvem de insetos etc.

Existem as vitas-chambers, que quando tocadas funcionam como uma espécie de checkpoint (mas caso você gaste Health packs ou aquele troço de EVE que esquecí o nome, já foi, gastou).

Existem também os tônicos, os quais são dividos em sub-classes, como os físicos (ex: um tônico que faz seu corpo soltar uma onda de choque toda vez que for atacado fisicamente).

Está vendo esse robôzão e a garota na capa de PS3? Pois bem, caso queira mais plasmids, tônicos simplesmente para ser mais forte, você terá que sugar uma "certa substância" (não me lembro se isso spoileia algo derp) para comprá-los. O problema é que dependendo das suas armas e plasmids (e até tamanho do health/ eve - que pode ser aumentado nas máquinas depois de sugar essas substâncias das garotas, chamadas de Little Sisters), será meio que difícil derrotá-los. Isso será mais no começo, e talvez um pouco no meio do jogo, já que os tipos de Big Daddie variam etc.

O jogo também te permite hackear máquinas através de uma espécie de minigames. Se você não tiver uma "coleção" adequada de tônicos equipados, alguns serão bem complicados de serem resolvidos. Você pode hackear máquinas de munição/ health packs para diminuir o preço dos mesmos, o que é muito útil, de fato. Além disso, também se pode hackear máquinas inimigas para fazê-las te defenderem, ao invés de te atacarem. E não, não dá pra fazer com os Big Daddies (na verdade existe um plasmid deixa-o ao seu controle temporário, mas ele vai mó tantão da barrinha de EVE... pale).


E o dinheiro se acha simplesmente revirando as coisas, coisas como bolsas caídas, escondidos em algum canto do cenário, acessível apenas com telekinesis, etc.

Acho que é isso que eu posso comentar sobre Bioshock. É um dos meus jogos preferidos de todos os tempos, tem gráficos lindos, e tudo no jogo é interessante. É um jogo útil no meio de um mar de gênéricos, e que fez o sucesso que fez merecidamente. Tenho certeza que não irá se arrepender se comprá-lo. (:

Com suas armas e os plasmids, sobreviva em Rapture em 1960 uma cidade submersa que foi construída pelo o empresário Andrew Ryan. Boa sorte!

Comecinho pra quem ficou curioso:



Última edição por Lolzer em Sex 10 Dez 2010 - 9:16, editado 2 vez(es)
Lolzer
Lolzer
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Mods are asleep, let's post ponies!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por lugia007 em Qui 9 Dez 2010 - 20:41

bom, colocando denovo:

Nome: Final fantasy VII
Plataformas: eu prefiro o PS1, mas tem de outras plataformas.
Genero: aventura.
Multiplayer: não que eu saiba.
Online: não.

Final Fantasy VII é um role-playing game (jogo de interpretação de papéis) produzido pela Square (actual Square Enix) e distribuído pela Sony Computer Entertainment como o sétimo título da série Final Fantasy. O seu lançamento original ocorreu em Janeiro de 1997 no Japão na plataforma da Sony, a consola PlayStation. Em 1998, o jogo foi re-lançado para o Windows da Microsoft e em 2009 na PlayStation Network.
O jogo foi o primeiro da sua série a utilizar gráficos 3D, apresentando personagens totalmente renderizadas em paisagens pré-renderizadas.

Resumo:
Em Final Fantasy VII, o jogador entra no papel de Cloud Strife, um mercenário a serviço do grupo de ecoterrorismo chamado AVALANCHE, sob a liderança do explosivo Barret Wallace. A primeira missão é explodir um dos reatores de Mako (energia gerada a partir do Lifestream, a "vida" do planeta) da empresa Shinra, que controla boa parte do mundo. Essa exploração do Lifestream está degradando o planeta, mas poucos fazem algo a respeito, pois têm a vida facilitada pela nova energia, fora o forte controle militar exercido pela companhia Shinra.
Cloud já foi um soldado da própria Shinra, mas, por razões desconhecidas de início, deixou a empresa e passou a trabalhar como um mercenário disposto a qualquer coisa, se o pagamento for satisfatório. Ele passa a trabalhar para o grupo AVALANCHE após encontrar sua amiga de infância, Tifa Lockhart, dona de um bar chamado Seventh Heaven em Midgar que serve como esconderijo do grupo.
Com o progresso da história, Cloud, embora sem demonstrar um particular interesse pela causa de Barret, acaba sendo arrastado pelos acontecimentos até tomar conhecimento do retorno de Sephiroth, um grande herói de guerra que havia sido dado por morto no incidente de Nibelheim, há cinco anos. Sephiroth já fora um ídolo para Cloud, mas enlouqueceu por motivos misteriosos, e Cloud sabe o risco que ele representa.
Ao longo do jogo, Cloud conhece uma jovem florista chamada Aerith Gainsborough, uma Cetra, onde nasce um relacionamento entre os dois. Ela entra pra AVALANCHE, e mais tarde novos personagens tambem participam do grupo.
Muito do que Cloud julgava conhecer revela-se como mentira, com grandes revelações e reviravoltas envolvendo seu passado e outros personagens.
Varios problemas acontecem na vida de Cloud, tanto que um deles é... Não posso conta né só jogando mesmo.
Esse final fantasy foi o melhor que eu ja joguei e muitas pessoas e meus amigos dizem isso tambem. é como se fosse um jogo historico. Ele é muito grande, muito grande mesmo, tanto que só para o primeiro CD demoro, pra mim, umas 35 horas e sõa 3 CDs! Mas o ultimo não é tão grande assim.
Enfim, vale a pena joga-lo.

________________
Manolos do Chat:
Antigos
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
(Eu, Luks_Venu, Miss Zero, Samurai Aggron, Weegee, Kronos e Grand Master).

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
(Eu, Luks, Miss, Kronos, Sceptile, iSpark, Food, Grand Master, Felipe Pikeno). Foi mal Weegee e aggron, tentei deixar vocês ,_.


DAEW
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
lugia007
lugia007
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : A vida é um jogo que só tem new game.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Indique um jogo de qualquer plataforma. - Página 2 Empty Re: Indique um jogo de qualquer plataforma.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum