Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Uma Outra Estação Pikalove


Participe do fórum, é rápido e fácil

Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Uma Outra Estação Pikalove
Pokémon Mythology
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Uma Outra Estação

+8
ana
- Kaio
Asami
TheSniper_
Bruno Marvin
Black~
Shii
Mikh
12 participantes

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Uma Outra Estação

Mensagem por Mikh Seg 24 Set 2012 - 22:59

Uma Outra Estação CiUk7

Eu não conseguia mais viver. Acabou. Tudo de uma vez, eu acabei morrendo. Ninguém via o que eu tentava mostrar, meu mundo não já me aceitava. Eu decidi, finalmente, colocar um fim nesta vida miserável. Não conseguia achar abrigo com ninguém, ninguém me queria! Quem iria querer só mais espaço na casa? Meu próprio país era campo inimigo. Todos meus amigos e, principalmente, meu amor, fingiam ver minhas ideias como reais e verdadeiras – mas eles não viam o conceito. Na verdade, nem viam isso. Não viam nada...

“Lave suas mãos! Que é sua porta que irão bater. Mas antes você verás seus pequenos filhos, trazendo novidades...”

Quantas crianças se mataram dessa vez? Interessa, realmente? Só diriam “ele foi tão lindo antes de morrer”... talvez, se dissessem isso quando estavam vivos, ajudaria bastante... mas só estão lá, com seus sorrisos falsos. É um ciclo infinito. Eu não recomendaria fazer o que você fazer com os outros o que você não quer que seja feito com você. Você poderia ser mais uma daquelas crianças que morreram, que todos dizem que era linda... mas ninguém iria te ver de verdade, iria? Ninguém saberia o que você realmente é. Todo mundo ia fingir te ver, mas seu fantasma ia ter câncer, de tanta falsidade.

“Não sei mais do que sou capaz! Esperança, teus lençóis tem cheiro de doença! E veja que da fonte, sou os quilômetros adiante...”

Celebrava todo dia minha vida e meus amigos, eles eram tão importantes. Sempre me apoiavam com suas máscaras, mas mesmo assim, eu fingia acreditar neles. Eu fingia acreditar em mim e meus ideias, para me manter mais forte e potente. Mas isso não me ajudava. Eu não continuava mais limpo. Quem continuava limpa era ela. Ela era a pessoa que acreditava em si mesmo, e de fato, continuava mais limpa.

“Você acha que sabe mas não vê que a maldade é prejuízo! O que há de errado comigo?! Eu não sei nada e continuo limpo!”

E ao lado do cipreste branco, a esquerda da entrada do Inferno, está a fonte do rio Léthe. A água parecia ter um gosto de esquecimento, com os pequenos demônios a cercando, com a ilusão que é boa. Eu iria esquecer todos meus ideais. Eu ia esquecer tudo, se bebesse dessa água do esquecimento... eu tinha que ir mais além. Ignorei. Disse não aos pequenos demônios, fui mais adiante, não bebo dessa água. Mais adiante, passando pelo caminho sujo e imundo que era as proximidades do Inferno, com meu pequeno cachorro quase morto, chego a uma nova fonte. A Fonte Da Memória. A água lá é pura e fresca, o cipreste ao lado continua vivo. Os guardiões da entrada estão contentes e me acomodam. E, bebendo dessa água pura, lembro de tudo. Tudo o que eu já fiz, tudo o que há de errado, tudo que há de certo... Digo aos guardiões da entrada: Sou filho da Terra e do Céu.

Olhei para o meu corpo. Estava em chamas. A água, quanto mais eu bebia, mais me queimava. Mas eu não me importava. A água, quanto mais eu bebia, mais meu medo se retirava. Mais minha vergonha se afastava. Mais minha culpa e meu ódio saíam. Eu estava finalmente livre disso tudo, eu estava sem mais nada a temer. Meu corpo estava em chamas, mas sem mais nenhum peso em sua mente. Eu estava contente, me juntei finalmente ao Céu.

E esse é um conto de amor...

---

Galeria somente minha. Texto de abertura meu.


Última edição por Mikh em Sex 2 Nov 2012 - 21:00, editado 2 vez(es)

________________
Uma Outra Estação Tumblr_mulgpqyzse1s31mq6o1_400
Uma Outra Estação 672MSUma Outra Estação 657MSUma Outra Estação 017MS
Mikh
Mikh
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : You stopped being you.


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Shii Qua 26 Set 2012 - 23:41

"Como se agora fosse os últimos segundos da sua vida, te machuca, te sufoca, te faz cuspir sangue e desejar a morte, mas você não morre. A morte está distante... Então feche os olhos e durma meu amor, enquanto faço sua vida, um verdadeiro inferno."



- Escrito num momento randômico no OFF.

________________



"Monarch to the kingdom of the dead
Sadist of the noblest blood"

Shii
Shii
Membro
Membro

Feminino Idade : 26
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : Quanta inocência.


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Mikh Qui 27 Set 2012 - 18:37

Texto que mal revisei. Quis postar de uma vez. Dá nisso.

-
MEMÓRIAS
Algum tempo hesitei se devia abrir estas memórias pelo princípio ou pelo fim, isto é, se poria em primeiro lugar o meu nascimento ou a minha morte. Suposto o uso vulgar seja começar pelo nascimento, uma consideração me levou a adotar diferente método: é que eu não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor – e não, você não está lendo o livro do meu rival (maldito Brás!) da ficção, ao contrário dele, eu sou real. Pelo menos, acho que sou. Ah, caro Leonardo! Pare de se iludir. Você não é mais aquele personagem. Você agora é um ser humano – você agora é só você. Acho que um escritor nem tão famoso, só com alguns livros infelizmente “independentes”, o que me deixou numa situação financeira bem baixa (falido!) e, também, infelizmente, solteiro – não assim “solteiro”, namorava uma jovem. Trocávamos carícias – era bonito. Mas ela me traíra com outro jovem da idade dela, coisa que só descobriria alguns dias antes de morrer. A vida é engraçada. O número de pessoas que vieram ao meu funeral, também, foi nula. Não tinha amigos – quase não saía de casa, ficava no meu computador vendo e fazendo algumas histórias e falando com alguns “amigos virtuais” – que moram longe. Duvido que tenham dinheiro para ir até minha cidade, que também é bem longe. Minha família inteira, infelizmente, faleceu. O tal legado da família Damien, que é sim um nome chique, acabou comigo.

Diria que deve ser horrível começar uma história desta maneira, considerando que deveríamos começar pelos momentos divertidos. Mas, como meu infeliz rival, decidi começar por aqui mesmo. É mais simples – eu simplesmente faleci. Acho que se o leitor, também, tiver um pouco de cérebro, deduzirá que eu sou infelizmente um autor falido, que namorava uma jovem que me traia. Não tenho família, sou sozinho e solitário, e também sou esquizofrênico, pelo menos ERA. E junto com isso, acho que sua última pergunta deve ser como eu morri, o que é bem engraçado eu te dizer – por que provavelmente você também tenha deduzido isso também. Assumo que meus leitores devem ter uma boa idade mental; caso contrário não deveriam estar lendo isso – e sim, uma daquelas histórias clichês que alguns amigos meus diziam serem boas – a tradicional aventura de seu menininho a seguir aventura mundo a fora – o que eu odeio. Mas tanto faz. Enfim, eu morri dia 12 de Agosto as 15:47, com uma infeliz esfera metálica quais vocês seres normais devem chamar de “bala” na cabeça. Sim, eu me suicidei. Infelizmente, achei que minha existência não era mais necessária neste mundo cruel e podre. E horrendo. E mais um bilhão de substantivos. Ou adjetivos. Me esqueço rápido das regras de português, mesmo sendo escritor. Milagre! Acho que são os efeitos de ser morto. Ou por que eu sou meio lento. Enfim.

Achei que podia ver minha família no famoso e imaginário “Céu”, inventado como mais ou menos uma lenda por vocês – mas acho que infelizmente parei no tal de Purgatório, o que deixa as coisas meio complicadas, mas acho que eu deveria purificar minha alma antes de ir pra lá. Afinal, eu não sei nem como era ter uma alma – nem nada. Eu só tinha a solidão e a tristeza. No mínimo, antes de ver a terrível e cruel “purificação”, me deram a chance de ver meu funeral, e com isso – pensei em minha vida. Pensei em tudo que eu fiz de cruel para merecer um funeral assim, triste e melancólico, com ninguém para me ver – é até um milagre eu ter um funeral! Acho que a “namorada” pagou, por cortesia. Pura cortesia. Sentei-me numa cadeira, e esperei. Era cedo ainda, nem o tal padre chegou. Ou quem deveria ler alguma coisa. Eu nunca fui num funeral de um amigo meu – nem mesmo de meus pais, eu era muito “novo” para ir. Então não sabia como isso funcionava. Nunca soube. Depois de 5 minutos, o Padre chegou ou coisa assim. Ele leria minhas memórias – mas eu não escrevi nada. Logo, ele não disse nada, por que também não tinha ninguém lá. Seria uma perda de tempo ler pra ninguém. Logo, ele chamou uns 6 homens, que nem de terno vestidos estavam – e sim com roupas podres e nojentas, como se fossem pedreiros, e sem honra alguma, colocaram meu caixão dentro de um buraco de terra em fora da igreja, e começaram a me enterrar.

Que deselegante. Odiei esse meu “funeral”. Queria ter vivido mais a vida. Vai ver ele seria melhor. Senti uma mordidinha na bochecha. Era o primeiro verme que comeria minha carne ali dentro. Acho melhor eu ir. E me arrepender pelo resto da minha “vida”.

________________
Uma Outra Estação Tumblr_mulgpqyzse1s31mq6o1_400
Uma Outra Estação 672MSUma Outra Estação 657MSUma Outra Estação 017MS
Mikh
Mikh
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : You stopped being you.


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Black~ Qui 27 Set 2012 - 21:00

Cara *-*. Sério gostei muito. As histórias estão boas e talz. Acho que não vi nenhum erro, você escreve bem. Só acho que repetiu algumas palavras, mas nada tão sério. Enfim, espero a próxima curta, one-shot ou seja lá o que.

________________
The Adventures of a Gym Leader - Capítulo 48
Dreams come true

Uma Outra Estação Hcmv7Xt
Bar daora do clã dos Yu-Gi-Oh -q
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Bruno Marvin Qui 27 Set 2012 - 21:06

Gosti de tudo. Tinha visto faz tempo, mas fiquei com vergonha de comentar.

Shucheço pros dois.
Bruno Marvin
Bruno Marvin
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : Arigato Gozaimadso


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por TheSniper_ Qui 27 Set 2012 - 21:09

Nossa cara O:

Muito boa sua escrita, sério mesmo, gostei muito de todas as histórias. Espero as próximas~

________________
Uma Outra Estação 2mdmpvb



Visitem minha fanfic, Ultima
[URL=https://2img.net/r/ihimg/photo/my-images/255/sinttulocf.png/]Uma Outra Estação Sinttulocf[/url]
TheSniper_
TheSniper_
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : Boom, Headshot


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Mikh Sex 28 Set 2012 - 21:34

Obrigado pelos comentários. Lembrando que não fui eu que fiz o texto de apresentação, foi a Shii. Eu só fiz o "Memórias" e este texto que vou postar agora, que foi um dos mais deprimentes que já escrevi. (e outro que mal revisei)
-
CLARISSE
Apesar de o personagem principal desta história não ser eu, o narrador, per se, acho que deveria falar algumas coisas – eu já fui internado por depressão. Digamos que “por falta de atenção dos amigos” e dos “sonhos que se configuram tristes e inertes”, de fato. Fui internado numa clínica – era horrível. Foi uma das piores experiências que eu já tive em minha vida, e como uma ampulheta imóvel – não me mexia, ou me movia. Nem trabalhava... Nada. Ninguém me entendia, e quem diz que entende nunca de fato queria saber a verdade. Mas... enfim. A história não é sobre mim, e sim de Clarisse.

Clarisse está trancada no seu banheiro, olhando seus lisos cabelos loiros e seus lindos olhos azuis – quais agora estavam vermelhos, acabaram de derrubar lágrimas. Porém, ela tira do bolso de seu casaco um objeto estranho. Um objeto metálico e vermelho, que ao puxar de um botão, vira uma faca. Um canivete. Sua lâmina, que se reflete com a luz, mostrando pequenas gotas de sangue que ainda estavam ali. Seus olhos agora estavam vazios, olhando o objeto com atenção. Ela segura, e se agacha no chão, no canto do banheiro. E por fim, corta seus tornozelos. E deitada ainda no canto, eles sangram. Mas a dor é menor do que parece. Por que quando ela se corta, a dor lhe faz esquecer. Esquecer que a vida é impossível de se ter calma e força, e que ela só vive em dor... O que ninguém entende.

Uma de suas amigas, também, já se foi. A única, na realidade – a Camila, que infelizmente já partiu por causa de um acidente com as drogas, ela se perdeu naquele mundo, e infelizmente se perdeu. Clarisse não a ajudou, tanto que recebeu algumas ocorrências policiais, por causa que ficou maluca no dia que ela faleceu. E no fim, alguns homens, que não queriam nada além da aparência bonita de Clarisse só para eles, foram falar com ela, pagando de bonzinho.

– Ninguém me entende. Não me olha assim. – Clarisse respondeu para o segundo homem, Rodolfo. – Com esse semblante de “bom-samaritano”, como se eu fosse doente...
– Mas, Clarisse. Você precisa de ajuda! – Ele a olhava com um olhar meio interesseiro, e de fato, meio preocupado. Como se toda a dor dela fosse diferente ou inexistente.
– Nada existe pra mim, não tente! Você não sabe e não entende... Vai embora, Rodolfo. Não volte, também... – E começou a virar pro canto. Rodolfo haveria abandonado a porta de sua casa.

E os antidepressivos e os calmantes não estavam fazendo mais efeito. Clarisse sabe que a loucura está presente naquele momento, ela sente as essências mais estranhas da tristeza e solidão. A essência estranha do que é a morte. Mas este vazio morto, ela conhece muito bem. Já sente esse vazio todos os dias de sua vida... As vezes, muda seu tratamento contra a depressão. Mas não adianta. A razão continua sempre a mesma. O mundo continua o mesmo de sempre. O medo de voltar pra casa a noite... Os homens que se esfregam nojentos, no caminho de ida e volta pra escola... A falta de esperança e o tormento, de saber que nada é justo e pouco é certo e que estamos destruindo o futuro. Ele não poderá voltar, nunca irá. O futuro já está destruído, e a maldade sempre anda aqui por perto. E a felicidade não tem mais lugar pra ela. A violência contra todas as meninas e mulheres... Nesse mundo onde a verdade é o avesso.

Clarisse está trancada no seu quarto. Partes de seu corpo sangram, como era no banheiro. O canivete está jogado no chão, e seus discos de bandas que ela colecionava quando era pequena, e também os seus livros inteligentes, que ela usa para poder não falar com ninguém mais... E com isso tudo, também tem seu tenebroso cansaço. Ela olha para seu pássaro, que está em sua gaiola, sozinho e quieto. Morto, na verdade.

“Eu sou um pássaro, me trancam na gaiola e esperam que um dia eu “cante” como antes...”, ela dizia pra si mesma, “mas um dia eu consigo existir e voar para o caminho mais bonito.”

Clarisse se jogou da janela de seu apartamento do quinto andar. Voando para seu “caminho mais bonito”, sem mais antidepressivos, tristeza, solidão... Nada. Só a morte e o descanso eterno dela. Sem o mundo cruel, sem nada... Só a felicidade.

Clarisse só tem 14 anos.

________________
Uma Outra Estação Tumblr_mulgpqyzse1s31mq6o1_400
Uma Outra Estação 672MSUma Outra Estação 657MSUma Outra Estação 017MS
Mikh
Mikh
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : You stopped being you.


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Asami Sex 28 Set 2012 - 21:44

Olha... eu achei triste e me fez se amargurar. Eu gostei muito e a história me tocou muito pois dava para ter a ideia da dor da menina, muito tenso você escreve muito bem como eu disse pelo msn, me fez meio que lacrimejar por eu ser o Rodolfo, espero novas atualizações. Ç_Ç
Asami
Asami
Membro
Membro

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : É caaaanon!


http://indigoplateau.forumeiros.com

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por - Kaio Sex 28 Set 2012 - 22:40

Sobre o primeiro texto, eu só senti um friozinho na barriga na parte de arrancar os intestinos. Não que eu seja machão, mas pra quem vê Mortal Kombat desde pequeno isso e só mais uma história, mas gostei do seu jeito de escrever.
- Kaio
- Kaio
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : Piece of cake!


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por ana Sex 28 Set 2012 - 23:15

Olha, como sempre, sua narração tá muito boa e a gramática impecável. Mas esse texto é diferente, dá uma sensação diferente ao ler (acho que deve ser por causa do tema). Porque tipo, é uma coisa real, é algo que você pode ver em qualquer lugar. E quase ninguém sabe lidar bem com a depressão. A Alice não soube, nem o Rodolfo, e provavelmente ninguém iria conseguir ajuda-la. E quando tu começa a descrever ela se cortando, véi, dá agonia de continuar lendo >:
Nem quero saber o que levou a Alice chegar a esse ponto.
ana
ana
Moderador
Moderador

Feminino Idade : 23
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : ta dentro dos limites


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Shii Sab 29 Set 2012 - 1:16

@- Kaio escreveu:Sobre o primeiro texto, eu só senti um friozinho na barriga na parte de arrancar os intestinos. Não que eu seja machão, mas pra quem vê Mortal Kombat desde pequeno isso e só mais uma história, mas gostei do seu jeito de escrever.

Esse texto é meu, meu meu.

________________



"Monarch to the kingdom of the dead
Sadist of the noblest blood"

Shii
Shii
Membro
Membro

Feminino Idade : 26
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : Quanta inocência.


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Mikh Ter 2 Out 2012 - 13:59

Primeiro curta que escrevo. Estava muito indeciso sobre o título, mas o Tsurugah me disse que "L'Hiver" era melhor, então decidi usar esse mesmo. Enfim, tanto faz. Primeiro curta, peguem leve.
-
L'HIVER
Sumistes. Foi embora de minha vida sem explicação e como antes, fui jogado na estante como aquele seu brinquedo que você nunca mais vai usar. Isso me entristece, muito. Saio de casa e olho a primavera, o calor escaldante (mas nem tanto) e as folhas caindo. Por que você se foi? Eu me pergunto. O período de felicidade – a primavera, parece o estranho e frio inverno. Estou sentindo frio, mas ninguém para me aquecer. Queria que voltasse, mas você vai? Não. Me pergunto se a culpa foi minha, com a minha infeliz luxúria. Eu me mostrei um deles, não foi? Mas eu não sou. Posso ser que nem eles, mas ao mesmo tempo eu tenho algo que eles nunca terão. Amor. Ou teria... se você não se fosse.

________________
Uma Outra Estação Tumblr_mulgpqyzse1s31mq6o1_400
Uma Outra Estação 672MSUma Outra Estação 657MSUma Outra Estação 017MS
Mikh
Mikh
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : You stopped being you.


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Bruno Marvin Ter 2 Out 2012 - 14:03

Gostei do curta, mas pefiro os anteriores.
Essa galeria é a melhor.
Bruno Marvin
Bruno Marvin
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : Arigato Gozaimadso


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Asami Ter 2 Out 2012 - 19:54

Também gostei muito da curta, profunda e simples. Um título criativo, elogio ao Tsu.
Você tem uma ótima escrita e uma ótima ortografia. Sobre a curta: Eu me afundei nos poucos minutos que eu a li, você consegue transmitir todos os seus sentimentos para a fic deixando os leitores cientes deles. Continue assim.

________________
Uma Outra Estação 14_temperance
Uma Outra Estação LPTrlr1
IS CANOOOOOON <333333 KORRASAMI
Uma Outra Estação Tumblr_n35001Lg7S1twfi3ao2_250
Asami
Asami
Membro
Membro

Feminino Idade : 22
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : É caaaanon!


http://indigoplateau.forumeiros.com

Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Mikh Qua 3 Out 2012 - 15:48

Outro curta! Nossa, sou um monstro que gera isso. Adoro. Enfim, essa tem mais um joguinho pra vocês - quem entender a mensagem subliminar no título ganha um bolo. Quem manjar da referência a "O Guia do Mochileiro das Galáxias" ganha um bolinho, por que tá bem óbvio. Enfim, vamos lá.
-
AEBGD
Creio que escrever aqui fará o tempo ficar mais rápido. Se bem que “ficar mais rápido” é uma ideia falha, tendo em vista que o tempo nunca muda seu típico padrão. Sempre indo e vindo, não muda. Queria que ele passasse mais rápido para meus padrões e minha mente. Acho que escrever serve. Achei um número curioso na minha carteira hoje, o 15274. Que número estranho! Mas tenho somente três dúvidas sobre esse tal número – “quem o escreveu?”, “o que ele significa? Celular, senha... ?” e por último e a mais simples dúvida: “por que escrevê-lo?”, mas acho que por alguma estranha razão estou fazendo essas três perguntas todo dia, mas por diferentes razões. “Quem, o que e por que”. Acho que deveria fazer estas perguntas a eu mesmo agora. “Quem é o cara ali na frente? O que ele está fazendo? Por que estou escrevendo isso no meio da aula de Atualidades?”, acho que nunca saberemos. Vai ver eu mesmo já escrevi a razão no começo, mas... Nossa, como eu quero ir para casa! Todo esse barulho humano e tolo me enche. Alguns falam sobre seus joguinhos idiotas, como aquele tal de “Mine-sei-lá-o-que”, outros falam de assuntos estúpidos e fúteis como “pegar mulher” ou “pegar MAIS mulher”. Odeio minha sala. Sinto falta dos tempos antigos. Sinto falta de bons amigos. Quero ir para casa... Mas o professor começou a explicar. A sala calou a boca e eu comecei a me interessar. Vou indo, até logo e obrigado pelos peixes.

________________
Uma Outra Estação Tumblr_mulgpqyzse1s31mq6o1_400
Uma Outra Estação 672MSUma Outra Estação 657MSUma Outra Estação 017MS
Mikh
Mikh
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Uma Outra Estação Left_bar_bleue0 / 100 / 10Uma Outra Estação Right_bar_bleue

Frase pessoal : You stopped being you.


Ir para o topo Ir para baixo

Uma Outra Estação Empty Re: Uma Outra Estação

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir para o topo

- Tópicos similares

 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos