Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
The Last Hope Pikalove


Participe do fórum, é rápido e fácil

Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
The Last Hope Pikalove
Pokémon Mythology
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

The Last Hope

5 participantes

Ir para baixo

The Last Hope Empty The Last Hope

Mensagem por Mag Sab 3 Jul 2010 - 23:24

Descreverei cenas muito fortes, tando em batalhas, quanto em relações amorosas. Tenham bom senso na hora de ler! Se achar que não tem idade suficiente para ler isso, não leia. O aviso está dado!
====
Estou a criar uma FanFiction de Naruto... Eu não possuo muito conhecimento sobre o animê, mas a cada dia estou buscando ter um maior entendimento... Essa Fic se passa no futuro do animê, onde eu mudei algumas coisas que já ocorreram durante a história, mas vocês entenderão!

Boa leitura à todos!


________________________________________________________________________________________

The Last Hope Wsn5n5

Prólogo

"O sapo ancião preveu a Profecia há alguns anos, porém, incompleta e incorreta, mas agora, a verdadeira Profecia se cumprirá!"

Sou um simples Hyuuga. Sempre fui rejeitado pelos outros do meu Clã por ser totalmente diferente... Não só na aparência, onde meus cabelos são completamente negros e mais espetados, sendo que quase todos os Hyuugas têm a tendência de ter o cabelo grande, de modo que não tem como deixá-los espetados, como os meus. Esse fato era o que menos me prejudicava... O caso é que todos os outros Hyuugas conseguem ativar o Byakugan entre 5 e 6 anos, mas eu só fui conseguir realizar tal feito aos 8.

Não sei explicar muito bem, mas quando eu ativei meu Byakugan pela primeira vez, meu pai, Neji, ficou assustado e ordenou-me desativá-lo na mesma hora. Desde desse dia eu passei a ficar completamente confuso, sempre refletindo no porque daquela reação do meu pai... Mas de acordo com ele, eu nunca mais deveria usar meu Byakugan. Ele não me disse o porquê, e nada mais, porém, se eu o desobedecesse, seria proibido de começar a ir às aulas da academia, assim, não podendo me tornar um Shinobi...

Eu tinha apenas um amigo. O conheci aos 6 anos, quando meu pai foi encontrar um conhecido... Era um homem do Clã Nara, chamado Shikamaru. Nesse dia, eu conheci o filho dele: Yuki. Nós nos demos muito bem, e partir daí, passamos a nos encontrar todos os dias, depois do almoço, num esconderijo localizado em uma floresta densa e fechado por uma vegetação bem desenvolvida, havendo muitíssimas árvores imensas, onde arrumamos até uma casa feita de madeira... Ali foi que eu consegui ativar meu Byakugan, pois eu e ele vivíamos treinando lá...

Depois do ocorrido em que meu pai proibiu-me de usar meu Byakugan, eu passei a treinar meu Doujutsu, junto a meu amigo, sem que ninguém soubesse daquilo... Com o tempo nós passamos a pesquisar muito sobre Jutsus Oculares, e ao obtermos todo o conhecimento sobre eles passamos a estudar o meu... Meu amigo, por ser do Clã Nara e ter aquela percepção maravilhosa, conseguiu desenvolver uma teoria muito bem explicada sobre esse poder dos meus olhos, e com o auxilio dele, eu consegui desenvolver meu Doujutsu num nível incrível. Minha maior vontade era de mostrar essa teoria à meu pai, e demonstrar a ele o poder do meu olho, porém eu tinha medo da reação que ele pudesse tomar. Então preservei aquilo tudo em segredo com meu amigo, onde eu usava o Jutsu Ocular apenas no tal esconderijo.

Atualmente tenho 15 anos, já sou um Genin há um bom tempo... Por sorte e uma imensa coincidência, eu e meu amigo estamos na mesma equipe, junto a uma menina... De acordo com meu pai, ela é filha de conhecidos antigos dele, que ele tinha mais contato antes da Akatsuki dominar Konoha e... Ah! Uma das coisas mais importantes que tenho a dizer quase me escapa. Como eu e meu amigo estudamos muito, não só Jutsus, como também as histórias mais importantes que marcaram Konoha e o resto do mundo, nós estudamos como ocorreu a conquista de Konoha...

A história começa quando um grupo de Shinobis muito poderosos, que tinham como objetivo dominar o mundo, iniciaram sua conquista por Konoha... Antes que ela fosse conquistada houve muita luta entre Pain, o líder da Akatsuki, e Naruto, o garoto que tinha a Kyuubi selada dentro de si. Muitos outros Shinobis de Konoha se sacrificaram nessa guerra, onde, tudo acabou de um modo diferente do que todos imaginavam... Naruto foi morto e Pain, ao invés de matar todos, decidiu usar os outros Shinobis de Konoha para o auxiliarem na conquista de outras vilas. Meu pai já me contou essa história, isso se passou há 18 anos, ele dizia que os outros amigos do Naruto, após a morte dele, não quiseram continuar a luta, pois sabiam que era impossível vencê-lo... Atualmente Pain vive no lugar do Hokage de Konoha, ordenando todos os Shinobis a missões para descobrir coisas de outras vilas, aldeias e países que ainda não estavam sob seu dominio... Cada membro da Akatsuki ainda vivo, vive em lugares já conquistados, sempre mantendo as ordens. Por mais que muitos pensem que, mesmo com a conquista da Akatsuki, as vilas conquistadas por ela não mudaram, isso está totalmente fora de cogitação! A Akatsuki estabeleceu leis curtas e simples: Quem os desobedecessem, morreriam!

Era impossível desobedecê-los e continuar vivendo por mais um dia! Mesmo sendo pessoas extremamente fortes, era impossível. O povo já havia se acostumado, e estavam seguindo suas ordens sem nem mesmo questioná-las. Aquilo era terrível... Porém, ninguém possuía poder suficientemente grande a ponto de poder detê-los, então, todas as pessoas que pertenciam a lugares conquistados por eles, eram submissas... Eles já haviam estendido seu poder por quatro dos cinco países: País do Fogo, País da água, País da Terra e País do Vento... Apenas o País do Trovão ainda não havia sido dominado completamente por eles, mas estes já estavam totalmente decadentes! E, em minha opinião, não durariam mais que um ano para serem conquistados...

Além de todas essas coisas, também haviam várias questões em minha mente que me atordoavam. Eu estava confuso, por questões que, junto ao meu amigo, conseguimos evidenciar... Sobre minhas origens...

________________________________________________________________________________________

Bom pessoal, espero que tenham gostado do Prólogo! Gostaria muito que comentassem o que gostaram e o que não gostaram... O erros ortográficos e até mesmo de pontuação! Esponham suas opniões sem dó, estarei aberto tanto a elogios quando a criticas positivas. Então, se virem algum erro na fic que os incomodou ou chamou atenção, o destaquem, e eu estarei melhorando nesse quesito...

E espero que, com apenas esse prólogo, vocês fiquem ao menos entendidos de onde se passa a fic, quando e em alguns fatos da história que pude explanar nessa "introdução"...

Ficarei sem postar capítulos na Fic por um bom tempo, pelo fato de sair em viagem amanhã cedo, sendo que passarei cerca de 10 a 20 dias sem computador isso é deprimente!

Até mais...


Última edição por Sir Bakujirou S. em Dom 19 Jun 2011 - 15:14, editado 7 vez(es) (Motivo da edição : editado)

________________
God has a voice,
She speaks through me
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Mega_Regis Sab 3 Jul 2010 - 23:34

Bem, essa sua historia ta otima, muito bem explicada, não vi nenhum erro de escrita, e parece que nós somos rivais em fics de Naruto, achei legal o cara ser do clan Hyuuga, mas quem é a mãe dele, ah e é Pein não Pain.

Eu queria pedir uma coisa, dá pra fazer um filho da Ino com o Gaara?, esse é meu casal favorito^^

Se tiver alguma coisa que quiser saber sobre Naruto é só me mandar uma mensagem que eu te falo oks? eu sei bastante

Espero proximo cap XD

________________
The Last Hope Cobrasign Vlw Kyun

Passei um tempo sem entrar no fórum, mas voltei. ^^
Mega_Regis
Mega_Regis
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : To de volta...


Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Lavi Dom 4 Jul 2010 - 0:04

Oi, eu li sua FIC e achei muito interessante! Porém tem umas coisas que eu não concordo muito, vou citá-las abaixo:

Naruto foi morto e Pain, ao invés de matar
todos, decidiu usar os outros Shinobis de Konoha para o auxiliarem na
conquista de outras vilas.

Você acompanha Naruto pelo Anime não é mesmo? Porque no mangá já aconteceram MUITAS coisas. Sobre o quote, irei explicar em SPOILER, pois contém MUITOS spoiler o que direi agora:

Spoiler:
No mangá, o Naruto ainda NÃO morreu, o Pain/Pein fica "do bem" com o auxílio de Naruto, e então ele usa o seu chackra restante (eu to falando do verdadeiro corpo dele, o Nagato) para ressussitar todas as pessoas de Konoha que ele matou durante a luta, por isso não concordo muito com o que eu quotei.


Um outro detalhe é sobre o comentário do Mega_Regis:
ah e é Pein não Pain
Na realidade, qualquer um está correto, porque eles falam "Pain" nos E.U.A. e "Pein" no Japão, para melhor compreensão explicarei o porque da mudança de "ei" para "ai": No Japão, não existe "ai" e sim "ei", por isso que lá é "Pein", outro motivo de também ser "Pain" nos E.U.A. é que "Pein" significa "Dor", e em inglês corresponde a "pain". Entendeu?


Qualquer coisa, me mande uma MP, eu sou super viciado em Naruto (pelomenos no mangá, não sou muito fãn de fillers no Naruto), e então poderei lhe explicar qualquer dúvida


Última edição por Shadow_the_Hedgehog em Dom 4 Jul 2010 - 0:06, editado 1 vez(es) (Motivo da edição : Colocando mais informações)

________________
The Last Hope Skins3rdgenerationsign
Sign by myself
Avatar by my friend LeoB!
Thanks! =)



Facebook X Twitter X DeviantArt X Last.Fm X Skoob X Flickr
Lavi
Lavi
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : Oh minha amada C6H12O6! Dai-me Forças! -Q


Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Mag Dom 4 Jul 2010 - 0:27

@Mega_Regis escreveu:Bem, essa sua historia ta otima, muito bem
explicada, não vi nenhum erro de escrita, e parece que nós somos rivais
em fics de Naruto, achei legal o cara ser do clan Hyuuga, mas quem é a
mãe dele, ah e é Pein não Pain.

Eu queria pedir uma coisa, dá pra fazer um filho da Ino com o Gaara?, esse é meu casal favorito^^

Se tiver alguma coisa que quiser saber sobre Naruto é só me mandar uma mensagem que eu te falo oks? eu sei bastante

Espero proximo cap XD

Nossa, que coincidencia, estou lendo sua fic nesse exato momento...
Bem,
sobre o fato do Pain/Pein, eu fiz umas pesquisas, e em várias estava
falando que os dois estavam corretos... Mas ok então XD.

Sobre a
mãe do Hyuuga eu acho que não é dificil descobrir, está realmente
fácil, é só pensar no Neji e você saberá... Mas se você não conseguir
imaginar, eu não vou dizer porque pode ser Spoiler, mas no proximo
capítulo já explicito esse fato.

E, bem, eu até gostaria de
realizar esse seu pedido, porém, eu já tenho algo preparado para esses
dois personagens... Não posso dizer o que, mas é algo que está na
história e não pode ser tirado.
Mas, irei estar deixando que vocês pessam personagens, sendo que não aceitarei muitos...

Irei
citar os personagens que vocês não podem usar: Naruto, Sasuke, Ino,
Hinata, Neji, Shikamaru, Temari, Tenten, Sai, Rock Lee e Gaara.

Eu
acho que são apenas esses, porém, eu posso ter esquecido alguns...
Realmente, desculpe-me por não poder realizar seu pedido u.u

Até mais.


Shadow_the_Hedgehog escreveu:
[/font]No mangá, o Naruto ainda NÃO morreu, o Pain/Pein fica "do bem" com o auxílio de Naruto, e então ele usa o seu chackra restante (eu to falando do verdadeiro corpo dele, o Nagato) para ressussitar todas as pessoas de Konoha que ele matou durante a luta, por isso não concordo muito com o que eu quotei.

Sim eu sei muito bem disso, por mais que eu não veja o mangá, eu sabia disso... Porém, foi como eu disse no primeiro poste, "irei mudar algumas coisas na história, deixando-a completamente diferente"

Até mais.


Última edição por Kameyo Venin em Seg 5 Jul 2010 - 15:30, editado 1 vez(es) (Motivo da edição : removendo multi-posts)

________________
God has a voice,
She speaks through me
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Etebooth Dom 4 Jul 2010 - 0:56

Olá, gostaria de pedir que evitasse de ficar postando só para responder comentários e que o fizesse apenas quando fosse postar um capítulo. Em próximas reincidências terei que aplicar alerts =/ Faz uma força aí e evita isso por favor (:

Grato pela atenção,

@Etebooth.

________________
Well, I am going to get my Nike shoes and...
The Last Hope Simple_Bear_by_Pumg
Oh, wait.
avatar
Etebooth
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Kameyo Venin Ter 6 Jul 2010 - 13:10

Yah, enfim.

Curti bastante, tem muita criatividade enrolada ai... Mesmo eu tendo parado de assitir Naruto, gosto de acompanhar algumas fanfictions. xD

Enfim, está um rpólogo muio bem elaborado, com poucos erros... Só que, em muitas partes me perdi! Nada que uma segunda leitura não resolva...

Mas, o que foi de matar, foi você repetir sei lá quantas vezes uma palavra no mesmo parágrafo... xD


Depois do ocorrido em que meu pai proibiu-me de usar meu Byakugan, eu passei a treinar meu Doujutsu, junto a meu amigo, sem que ninguém soubesse daquilo... Com o tempo nós passamos a pesquisar muito sobre Doujutsus, e ao obtermos todo o conhecimento sobre os Jutsus oculares passamos a estudar o meu... Meu amigo, por ser do Clã Nara e ter aquela percepção maravilhosa, conseguiu desenvolver uma teoria muito bem explicada sobre meu Doujutsu, e com o auxilio dele, eu consegui desenvolver meu Doujutsu num nível incrível. Minha maior vontade era de mostrar essa teoria à meu pai, e demonstrar a ele o poder do meu olho, porém eu tinha medo da reação que ele pudesse tomar. Então preservei aquilo tudo em segredo com meu amigo, onde eu usava o Doujutsu apenas no tal esconderijo, e nas missões eu não o usava.

Uma parágrafo, seis linhas e cinco Doujutsus.. È, está com perigosos crimes, meu rapaz.

AhuAhUAShuSA Tá, sem dar uma dessa louca ai, é só evitar essa repetição de palavras que tá bom... xD

Bem, boa sorte.

________________

The Last Hope Signhooho

Opa... Acho que voltei. -q

MENTIRA VOLTEI BODEGA NENHUMA
TO AQUI SÓ DANDO UNS ROLÊ
ABS

Kameyo Venin
Kameyo Venin
Membro
Membro

Feminino Idade : 28
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : Vou bater no Rush -q Pq a vid4 é lok4


Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Mag Dom 25 Jul 2010 - 15:09

Bem, primeiramente, desculpe-me Etebooth. Eu acabei me esquecedo dessa regra... Pessoal, obrigado pelos comentários, e Kameyo, obrigado por alertar esse terrível erro W.W. Eu li esse Prologo várias vezes antes de postar, mas acabei não percebendo esse exagero de repetições desse termo.
Em segundo lugar, eu pesso desculpa pela demora. Eu fiz esse capítulo já há um bom tempo, mas ele estava maior, então, vi que se eu o continuasse, o titulo já não faria mais sentido, então tirei uma boa perte dele para ser postada no segundo capítulo. Portando, este está muito pequeno... Creio que vocês vão encontrar umas partes um pouco confusas, principalmente na descrição do esconderijo. Eu li várias vezes tentanco melhorar, mas acabei não conseguindo deixar no ponto exato.
De qualquer modo...
Boa leitura à todos!
__________________________________________________________________________


Capítulo 1: Estudo do Clã Uchiha


Era uma hora da tarde, o sol estava no auge de seu calor, deixando mormaço por onde ele reluzia.


- Kamus, já vai? - Perguntou um homem alto, tinha um cabelo longo e castanho escuro. Ele usava um kimono completamente branco, com apenas um pano marrom em sua cintura.
- Sim, pai. Vou me encontrar com o Yuki... - Respondi a ele, lago abrindo a porta de casa para sair.
- Volte antes das dez! Não quero que você chegue atrasado para a janta desta vez. - Disse minha mãe, Tenten. Ela tinha uma pele branca, usando uma roupa bem parecida com a do meu pai, porém, mais afeminada. Diariamente ela usava seu cabelo amarrado à duas fitas, formando duas bolinhas de cabelo, uma em cada lado da cabeça.
-Tudo bem, mãe! - Afirmei, saindo de casa.

A distancia entre minha casa e a do Yuki não era tão grande... Após andar cerca de 600 (seiscentos) metros, cheguei a casa dele. Ela era uma casa bastante simples e pequena, com poucos cômodos e feitos completamente de madeira. Ao chegar em frente a sua casa, chamei pelo nome do meu amigo, logo vendo sua cabeça aparecer numa das janelas e desaparecendo segundos depois... Poucos minutos se passaram e ele sai pela porta da casa, acompanhado de sua mãe. Era uma loura, prendia seu cabelo de modo parecido ao da minha mãe, porém, deixando a parte do cabelo amarrada, solta, sem que formasse a bola de cabelo, dividida em duas partes. Sua pele também era muito branca, e trajava um kimono igual ao da minha mãe, era Temari.

- Kamus e Yuki, - Quando viramos para olhá-la, ela nos fritou com um olhar sério e frio. - é melhor não chegarem tarde hoje, como ocorreu ontem... - Disse a mãe do meu amigo.
- Pode deixar Senhora Temari! Minha mãe já me chamou atenção por causa disso. - Afirmei, já começando a andar junto ao meu amigo, na direção do esconderijo, que nem mesmo nossos pais sabiam onde era.

Andamos cerca de 500 (quinhentos) metros ainda dentro do vilarejo de Konoha, até chegarmos numa floresta fechada e coberta por imensas árvores, completamente desenvolvidas. Ao adentrarmos na mata, andamos mais 800 (oitocentos) metros, chegando ao nosso esconderijo... Localizado, praticamente, no centro da floresta, onde, diferente de qualquer outro lugar, havia uma área de cerca de 15 (quinze) metros que possuía apenas uma árvore. Ela não era alta como as outras, porém, a quantia de folhas da copa da árvore a deixava totalmente distinta das outras. A folhagem que a envolvia era eternamente incontável, de modo que, o que havia adentrado as folhas, não era visto sem que abrisse uma parte da folhagem.

Nós subimos a pequena parte do tronco, chegando à folhagem, onde, com as mãos, abri uma pequena parte que nos possibilitava entrar na copa da árvore. Após adentrarmos, era possível ver que acabávamos de entrar numa casa de madeira, que, impossibilitava a entrada de pessoas indesejadas, já que, eu e meu amigo desenvolvemos um Jutsu na qual envolvemos toda a árvore com Chakra, fazendo com que aquilo ficasse praticamente indestrutível, e também impossibilitando a visão do que havia sido envolvido com o Jutsu, de modo que nem as habilidades que eram capazes de ver através de coisas sólidas, liquidas e em forma de vapor ou gás, fossem bloqueadas, não podendo ser possível identificar o que havia dentro do que o Jutsu envolvia.

A casa que havíamos construído era bem grande. Nós também fizemos uma espécie de escada de madeira que nos levava para fora da árvore, na parte de cima dela, onde a folhagem não a envolvia. Em cima de árvore havia uma “plataforma” de madeira, com uma área adequada para treinarmos. Pelo fato da árvore ser baixa, a plataforma não era vista por baixo e nem se observar de cima de outras árvores, pois as outras árvores da floresta a escondia, por serem tão altas. Então ele foi até a essa plataforma e eu até um canto localizado dentro da casa, aonde me agachei, segurei em uma pequena parte de madeira e puxei-a, mostrando uma espécie de buraco, nele era possível ver vários pergaminhos... Peguei dois deles e então fui até a plataforma onde estava Yuki.


- Então você conseguiu mesmo... – Ele falou, demonstrando um pequeno sorriso em sua face.
- É! Não foi muito difícil, já que eu pude prever o momento em que os guardas iriam se distrair a ponto de dar tempo o suficiente para que eu roubasse-os... – Falei, como alguém que não se pode subestimar. – Eu os copiei inteiramente lá mesmo e coloquei os originais no lugar.
- Então você já chegou a esse ponto, hein?! – Após dizer isso, ele se mostrou mais sério, prosseguindo com seu comentário. – Bem, enquanto você lê sobre a história do Clã Uchiha, eu darei uma analisada em tudo já descoberto relacionado ao Sharingan.

Entreguei um dos pergaminhos a ele e fiquei com o outro. Cada um se focou inteiramente no que estava lendo, e quando cada um termina de ler o seu, trocamos, continuando a leitura dos pergaminhos para obtermos o máximo de conhecimento possível sobre a história do Clã Uchiha e seu Doujutsu, o Sharingan...

- Terminei! – Disse Yuki, enrolando o pergaminho, cuja leitura já havia sido feito.
- Espera, ainda não finalizei... – Disse, desenrolando o final do pergaminho e lendo-o.

Cerca de dez minutos se passaram e eu havia finalizado a leitura do pergaminho, assim, começando a discutir com Yuki sobre tudo que ficamos sabendo relacionado ao Clã Uchiha e sua Kekkei Genkai.

- Já conseguiu chegar a alguma teoria? - Perguntei, terminando de enrolar o pergaminho.
- Sim... Na verdade ainda estou um pouco em duvida, mas o ponto é que tem lógica. – Afirmou Yuki.
- Diga o que você pensou...
- Bem, como vimos o Clã Uchiha é originário de uma mulher Hyuuga que teve relações com um homem que não possuía Doujutsu. Considerando isso, podemos dizer que através da junção do Byakugan do seu pai junto ao olho normal de sua mãe houve um pouco do desenvolvimento do Sharingan em você, porém, não completamente desenvolvido, pelo fato do seu ser branco, ao invés de vermelho, mas possuir os “pontos” negros, e a linha que passa pelos pontos, envolvendo o olho... Coisas que tem no Sharingan.
- É, pode até ser... Incluindo o fato de que meu Doujutsu possui a habilidade do Sharingan e do Byakugan ao mesmo tempo, porém, ainda mais evoluído. Mas se fosse só isso, porque meu pai rejeitaria meu Doujutsu?
- Isto é o que quebra minha teoria! - ... Passamos um tempo meditando em outras teorias que poderiam adequar a todos os estudos que já havíamos executado, até a quebra do silencio. – Também podemos levar em consideração as modificações genéticas que estudamos, onde...
- Orochimaru, o Sannin das cobras, realizava experiências e Jutsus proibidos... Mas também não estudamos que ele já foi morto?
- Sim, entretanto, podem existir outros fazendo experiências como ele. Não podemos descartar essa possibilidade.
- Então você acha que eu posso ter sido vitima de uma alteração genética, onde eles modificaram o meu Doujutsu?
- É exatamente isso! Eu creio que essa seja a tese mais lógica.

Passamos mais um tempo ali, discutindo sobre tudo já falado, cada fato que conseguíamos pensar através desses estudos. A cada teoria que evidenciávamos, eu ficava mais confuso... Será essa a possibilidade do meu Doujutsu ser completamente diferente dos outros e ainda rejeitado por meu pai? Em pensar que posso ter sofrido alterações genéticas por um louco como Orochimaru... Terrível!

Após discutirmos tudo aquilo, aproveitamos o tempo restante para treinarmos. Eu e Yuki, desde pequenos, treinávamos vários Jutsus... Tanto os que já existiam, quanto os que nós inventávamos. Durante anos desenvolvemos muitos Jutsus que poderiam adequar-se a nossas habilidades, de modo que, algumas delas eram especificas para ele, outras apenas para mim e aquelas que nós dois tínhamos a capacidade de utilizar.

Quando faltava cerca de duas horas para chegar no horário que deveríamos chegar em casa, escutamos um fortíssimo estrondo. Na mesma hora saímos do esconderijo, indo na direção de onde tinha vindo o barulho... Usando meu Doujutsu pude ver tudo que havia ocorrido. Numa parte de Konoha, próxima a onde estava ficando Pein, estava pegando fogo... Era uma grande quantidade de fogo, que envolvia uma parte importante da cidade.

De lá também pude ver uma imensa quantia de Chakra sendo usado. Parecia estar havendo uma luta entre alguns Shinobis de Konoha e três pessoas que eu nunca os tinha visto, e com Chakra irreconhecível. A força deles era grande a ponto de estar vencendo todos os Ninjas de Konoha sem nenhuma dificuldade... Enquanto eu os via com minha habilidade de enxergar cerca de 1000 (mil) metros quadrados, eu e Yuki corríamos na direção do lugar que estava ocorrendo o ataque.
[/font]

________________
God has a voice,
She speaks through me
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Mega_Regis Seg 26 Jul 2010 - 0:45

Eu gostei desse seu capitulo bem legal, mas uma coisa que eu sei sobre Naruto e tenho que falar, não foi uma mulher Hyuuga e uma pessoa normal que fizeram um filho com sharingan, foi uma mulher Hyuuga e um demonio, os filhos deles foram o Uchiha Madara e outro que eu não lembro o nome...
Mas eu não sei se na sua historia é diferente e talz, mas eu to gostando, ganhou um leitor

Até o proximo capitulo

________________
The Last Hope Cobrasign Vlw Kyun

Passei um tempo sem entrar no fórum, mas voltei. ^^
Mega_Regis
Mega_Regis
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : To de volta...


Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Mag Seg 26 Jul 2010 - 23:15

Bem, na realidade eu tento mudar o
minimo possível de um modo que eu possa encaixar a minha história com o
verdadeiro anime. E nesse, foi um erro meu... Na verdade, é que eu fiz
pesquisas e dizia que era originário de uma Hyuuga, e conversando com
algumas pessoas cheguei a um conclusão de que era uma Hyuuga e um homem
normal, mas pelo geito a sua teoria tem mais lógica... W.W
De qualquer modo, já foi! X_X

Bem, não estou aqui somente par dizer isso, mas também para mostrar-lhes
os personagem... Como irão ver na imagem, há o rosto de cada um deles,
sendo que são conhecidos por vocês, apenas dois... Yuki e Kamus. Os
outros três irão aparecer no proximo capítulo, portanto, creio que nem
seja muito um spoiler.

The Last Hope 67se2a


Agora quero agradecer a uma amiga que os fez para mim. Nanda os
fez, portanto, creditos inteiramente a ela! ^^


Até o proximo capítulo...

________________
God has a voice,
She speaks through me
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Mag Seg 2 Ago 2010 - 14:57

Olá W.W Desculpem-me a demora, mas eu não consegui fazer no praso que eu disse então está aqui agora... O capítulo poderia ter ficado muito melhor, eu sei! Porém eu não estou com muito tempo pra ler ele e arrumar as partes que poderiam ter ficado melhores... Portanto, está ai! ^^
Ah! Algo que eu passarei fazer é disponibilizar a Ficha de todos os Jutsus usados durante o Capítulo após o mesmo... Isso porque haverá muitos que foram criados por mim...
Boa leitura à todos!
______________________________________________________________________________________________________

Capítulo 2 – Missão

Ao chegarmos vimos que os Shinobis que estavam lá para deter os invasores, já haviam sido derrotados. Antes que eu e Yuki fugíssemos, pude ver que eles eram diferentes, de modo que eu podia identificar a aparência deles através dos meus estudos... Eles estavam usando a força da marca da maldição, dada por Orochimaru. Quando vi que eles possuíam essa marca fiquei extremamente curioso, já que, se eles estavam ali, ainda havia a possibilidade de Orochimaru estar vivo. Foi ai que decidi que eu e Yuki iríamos batalhar contra eles, enquanto os outros Ninjas não chegavam. Aproximei-me deles e então iniciei a luta, com um simples Jutsu.

- Katon, Fogo Místico da Fênix! – Ao pronunciar isso e realizar os selos, de minha boca saiu várias bolas de fogo, com muita velocidade e potência.

Elas iam na direção de um deles, que ao ver meu ataque logo desviou. Ao ver que eu não podia localizá-los, ativei meu Doujutsu novamente, assim, vendo os três. O que eu havia atacado estava prestes a me acertar e os outros um pouco mais distantes. Antes que ele pudesse me acertar, disse algo para Yuki, bem baixo, e então sai do lugar.

- Raiton, Prisão de Raio. – Pronunciei e depois de fazer todos os selos necessários, coloquei minha mão no chão, onde uma corrente de energia começa a se estender pelo território. – Agora!

Antes que a eletricidade se estendesse muito, meu amigo deu um grande salto, para escapar de meu ataque, porém, o oponente, que acabará de cair no chão tentando me acertar, tem uma surpresa: Ao cair no chão, vê que aquilo era um simples clone e após destruí-lo apenas observa o lugar, sendo que segundos depois ele é acertado pela minha rede elétrica, que o prende no chão, não sendo um ataque muito efetivo, porém, impossibilitando que ele pudesse sair.

Fiquei cerca de três segundos canalizando meu elemento no chão para impedir que ele fuja, até que percebo que Yuki realiza meu pedido. Uma rajada de vento, não muito poderosa, começa a passar pela área em que a fumaça e o fogo estava. Com isso a visibilidade melhorou e o fogo foi apagado. Depois de acabar com o fogo e a fumaça, vejo que Yuki ainda estava pairando no ar. Ele abre o leque herdado de sua mãe completamente, e ainda no ar, começa a mexer o leque de um lado para o outro, proporcionando uma fortíssima rajada de vento que ia apenas ao invasor que foi preso em meu poder. Logo seu corpo começou a demonstrar grandes cortes, porém, ele ainda estava parado no mesmo lugar, assim, sofrendo ainda mais com a ventania...

Parei de usar o Jutsu que o prendia, e seu corpo passou a voar por causa da ventania. Ele voou cerca de 150 metros do lugar que estava, e com meu Doujutsu pude o ver caído no chão... Nós estávamos dando bem, até o momento... A combinação que havíamos preparado havia dado certo e com um grande êxito. O primeiro oponente já estava nocauteado, mas os outros dois não. Eles estavam mais distantes de nós, porém, após verem um dos seus companheiros caído, começaram a vir em nossa direção, prevendo o ataque.


- Yuki, mais alguma idéia? – Perguntei a ele, nos aproximando e ficando de costas um para o outro.
- Vou tentar segurá-los com minha sombra e quando ver que os dois estão presos, ataque-os! – Ao dizer isso, ele começou a realizar alguns selos e logo depois sua sombra começou a dispersar.

Ela se dividiu em duas partes que alcançou os dois. Como eles estavam preocupados em nos acertar e nem imaginavam que Yuki tinha a habilidade das sombras, eles nem repararam que ela chegou neles e os prendeu, em uma questão de segundos. Quando vi que os dois estavam presos, corri na direção dos mesmos já preparando um ataque.

- Chidori. – Ainda longe deles, eu havia terminado de relizar alguns Jutsus enquanto corria, e ao pronunciar o nome do Jutsu, uma carga elétrica se formou em minha mão.

Coloquei minha mão direita no chão e arrastando-a enquanto corria na direção de um dos inimigos. Por onde minha mão se arrastava um buraco se fazia no lugar, mostrando um Jutsu muito poderoso sendo realizado naquele momento. Ao aproximar-me do alvo, levantei a mão do chão já a deixando numa posição perfeita para acertar oponente num ponto vital: o coração. Ao tocar minha mão em seu peito, tentei me aprofundar mais na potencia do ataque. Após toda aquela eletricidade desaparecer, vi apenas a expressão de dor da pessoa acertada, no mesmo momento, a marca da maldição começa a desaparecer, acolhendo-se para um único lugar de seu corpo... Yuki, ao ver ele praticamente morto, desconectou sua sombra dele, o fazendo cair no chão. Então determinei que estava morto...

Antes de preparar o ataque outra vez para matar o outro, ainda com o meu Doujutsu ativado e vendo cerca de 300 metros quadrados, apenas vi que o primeiro que nós atacamos havia levantado e estava prestes a acertar Yuki com um Kunai.


- Sai daí, Yuki! – Gritei.

Faltando poucos centímetros para a Kunai o acertar, ele dá um salto alto, indo para um outro lado e vendo o que estava acontecendo. Com a sombra do Yuki fora de contato com a sombra do inimigo, ele pode se mover, me dando um soco um tanto forte... Após levar o soco, tento me conter e dou um salto ficando bem próximo do Yuki. Então encosto minhas costas nas costas dele observando o campo de batalha.

- Yuki, a Mayumi está vindo... Fale sobre a situação pra ela, enquanto eu ainda tenho tempo de usar meu Doujutsu vou tentar acabar com mais um deles. – Ao dizer isso, eu aponto com meu dedo na direção na qual Mayumi estava vindo e então ele começa a correr pra lá.

Vendo que os dois que ainda sobreviviam estavam logo a minha frente, apenas me fitando, eu me coloco numa posição de ataque. Nesse momento, encolho três de meus dedos, mostrando estar preparado para usar um Taijutsu do Clã Hyuuga, então entorno de minha mão até meu pulso uma quantidade de Chakra se envolve. Ao estar completamente preparado para atacar, começo a correr na direção dos oponentes, e os mesmos também se prepararam. Um deles veio até mim, com o intuito de combate corpo a corpo.

Em menos de dez segundos pude derrubá-lo no chão, mas antes de poder realizar o Jutsu que eu queria, o outro estava vindo em minha direção com um tipo de poder em sua mão. Então me afastei um pouco mais, me preparando para defender, enquanto ele se aproximava mais de mim.


- 8 Trigramas ofensivos, grande defesa rotativa. – Exclamei, dando um salto no ar.

Os inimigos, ao me verem no ar, também pulam, indo em minha direção com o tal poder em suas mãos. Antes que eles me atingissem, eu estiquei cada um de meus braços para os lados, assim, começando a executar um movimento de rotação. Em poucos segundos, uma imensa bola se formou em torno de meu corpo... Uma bola de Chakra que foi capaz de me defender do ataque dos dois, de modo que eles ainda foram parar no chão com um grande impacto, por terem entrado em contato com a bola. Logo após meu corpo foi saindo daquela velocidade giratória, assim, desfazendo a bola de Chakra em volta de mim e eu volto ao chão.

- Não aguento mais você, moleque teimoso. Vamos acabar com ele agora, Ken! – Um deles afirmou, já correndo em minha direção, preparado para dar-me um soco.

Decidi gastar o resto do meu Chakra nele... Já que eu havia gastado uma boa parte do meu Chakra no treino que eu tinha feito no esconderijo e o resto nessa batalha, ele já estava se esgotando. Ainda com meu Doujutsu ativado, vendo que Mayumi ainda não estava numa distancia apropriada pra ver meus olhos, comecei a fazer os movimentos necessários para realizar o Jutsu.

- Campo de Batalha de 8 Trigramas, 361 Pontos! – Afastando-me ainda mais do oponente, me preparo.

Numa velocidade comparável a da luz eu corro até meu adversário que iria me atacar, e ao chegar a sua presença, apenas vejo sua espressão de medo e tensão. Nesse momento, faço minha mão entrar em contato com o seu corpo, o empurrando com uma força descumunal. O corpo do mesmo voa longe, batendo em algumas casas e quebrando tudo o que seu corpo batia... Ele voou cerca de 200 metros e parou. Com meu Doujutsu ativado, pude ver que ele estava morto, já que com aquele ataque pude fechar todos os seus 361 pontos vitais de Chakra... Porém meu corpo já não agüentava mais. Entreguei-me e me atirei no chão, esperando somente que alguém pudesse me defender do ultimo sobrevivente, que estava vindo em direção, com uma arma em sua mão. Não era uma espada e nem mesmo uma Kunai... Era uma arma que eu nem mesmo sabia o que era. Arma tal que estava prestes me acertar.

Antes que aquilo me ferisse, vi que o corpo dele ficou totalmente coberto com água, algo que foi de grande espanto pra ele, mas que não me surpreendeu. Poucos segundos após seu corpo ser coberto por água, o mesmo elemento começou a se resfriar, tornando-se gelo em poucos segundos... Então Yuki chega até mim e me ajuda a levantar, apoiando um de meus braços atrás de seu pescoço.


- Me salvando de novo, não é, Mayumi? - Disse, com uma expressão irônica, fixando meu olhar para uma menina.
- É, Kamus?. – Ela disse, com um olhar sério e de grande preocupação. – Mas desta vez foi bem mais perigoso... Imagina se eu e o Yuki não chegássemos a tempo? Você deveria ter mais cuidado!
- Eu não sei o que é, mas uma coisa sempre me diz quando alguém está chegando pra me salvar. – Afirmei, com um sorriso no rosto.

Da onde eu estava, pude avistar Pein em cima do telhado de uma casa, apenas nos bservando... Agora que ele havia passado a usar apenas um dos seus corpos eu não me confundia mais. Fiquei um pouco assustado com seu olhar, mas logo ele desapareceu.

- Ei, Kamus, o que você estava olhando? – Perguntou a menina.
- Era o Pein... Ele estava nos observando de cima do telhado daquela casa. – Afirmei, apontando a casa. – Mas já sumiu...

Antes que continuássemos a conversa, na nossa frente aparece uma pessoa. Era um dos Shinobis que trabalhavam para o Pein de um modo mais secreto. Ele fitou cada um de nós, ficando nessa posição por alguns segundos.

- Nosso deus ordenou-me para vir aqui, lhes conduzir para seus aposentos... – Disse o homem, com grande reverencia ao ser no qual ele se referia.
- O que Pein quer conosco? – Perguntei, tentando evitar o máximo de reverencia possível.
- Apenas me sigam! – O homem disse, pegando a “Estatua de gelo” que Mayumi havia feito.

Seguimos o homem por uma parte da cidade até entrarmos num lugar... Era um lugar com uma simples sala, que se localizava numa parte mais alta de Konoha. Ao entrarmos, demos de frente a uma escada que subimos até chegarmos à outra porta. Ao entrarmos, vimos apenas uma simples sala, com duas grandes janelas, uma mesa e uma cadeira na frente da mesma.

- Traga-o aqui. – Disse o homem que se localizava na cadeira, Pein.

O homem que nos guiou foi até Pein, colocando a estatua de gelo em sua presença. Pein colocou uma de suas mãos na estatua, e nesse momento todo o gelo que prendia o homem começou a se derreter, e em menos de um minuto, todo ele já havia sumido. O homem que antes estava congelado, mostrava-se muito espantado e com medo, olhando Pein nos olhos com muita tensão.

- Diga tudo! – Disse Pein, retornando seu olhar para o homem amedrontado.
- Eu trabalho para Orochimaru... E-ele nos enviou aqui para dar um recado a você. – Ele disse tremendo e tentando demonstrar menos medo possível, até se esforçando para não gaguejar. – Orochimaru ordenou que nós lhe entregássemos essa carta. – O homem pegou um pedaço de papel em sua roupa e entregou para Pein.

O mesmo a pegou e fixou seu olhar apenas na folha... Em poucos minutos, ainda olhando o papel, ele abriu sua mão, colocando-a sob a cabeça do homem amedrontado. Pein virou sua cabeça, observando o homem... Antes que o mesmo pudesse dizer algo ou expressar alguma coisa, Pein começou a fechar a mão que estava sob a cabeça dele, e em segundos, usou mais força amassando a cabeça do homem até sua mão estar completamente fechada... Aquilo pra mim e meus companheiros foi, ao mesmo tempo, medonho e nojento. Havia sangue espalhado para todo o lado na sala, com pedaços dos órgãos de dentro da cabeça rasgados e desfeitos de modo que até em mim havia um pouco. Pein não demonstrou nada após essa ação e logo passou a olhar a mim e meus amigos.

- Eu gostei de como vocês três lutaram... Vocês fazem um bom time e tem muito poder e potencial para a missão que irei lhes dar agora. Nesse papel há uma informação vital de encontrar o ultimo Bijuu que eu necessito! Nessa folha diz que Orochimaru o pegou e o selou... Mas não apenas isto. Aqui fiz a localização de Orochimaru... – Voltando sua atenção para o papel, ele o coloca na mesa, retornando a nos fitar. – Orochimaru não é mais um obstáculo para mim. Com o poder de vocês três e mais os ajudantes que irei enviar junto a vocês, será possível matar Orochimaru de uma vez e conseguir o único Bijuu que me resta... Hiroshi e Kamin apareçam!

Ao ser dito isso, um menino com aparência de ter minha idade, aparece do lado direito de Pein e do lado esquerdo uma menina, que também parece ter minha idade. O menino tinha um olhar frio e amedrontador, cabelos negros e bem arrepiados, possuía um corpo um pouco mais forte que o meu. Já a menina, por mais que tentava demonstrar-se fria e mal, tinha um olhar doce, possuía um cabelo que ia um pouco além do pescoço, ele era preto e bastante rebelde, seu corpo era bem desenvolvido e formado, deixando-a com uma aparência deslumbrante. A menina olhava-me muito disfarçadamente. Quando ela percebeu que eu a vi me observando, ela se demonstrou tímida e muito envergonhada, desviando seu olhar para outro lugar no mesmo momento.

- Vocês podem descansar e preparar para partirem nessa missão daqui dois dias... Ás seis da manhã quero que todos vocês estejam no portão de Konoha, daqui dois dias. E não se atrasem! – Afirmou ele, virando-se para uma das janelas. – Podem ir...

Após sairmos do lugar cada um se direcionou para sua casa, sem ao menos citarmos uma palavra... Nós estávamos muito espantados com Pein e ao mesmo tempo temendo essa missão... Ao chegar em casa minha mãe entrou em estado de espanto. Vendo-me ofegante, com sangue manchado em minha roupa, ela logo correu até mim, questionando o que aconteceu...

Com muita calma e cautela fui explicando pra ela e meu pai sobre todo o ocorrido, excluindo a parte da missão na qual fomos mandados a ir...


- Orochimaru... Isso me relembra os velhos tempos. – Disse meu pai, cabisbaixo e com os olhos cheios d’água, tentando conter as lagrimas. – Mas você sabe se já foi enviado ou formado algum time para ir até ele?
- Ah-a... Na verdade foi formada, mas ainda não foi. – Menti.
- Bem, então vai tomar banho... Vou ter de lavar suas roupas... – Disse minha mãe.

Após conversarmos, fui ao banheiro tomar banho. Enquanto a água caia sob meu corpo, eu refletia sobre tudo que estava acontecendo... Não apenas as várias duvidas que eu tinha, mas agora essa surpreendente missão. Pensando bem, talvez aquela seria a minha melhor chance de descobrir alguma coisa! Mesmo sabendo que seria um fardo pesado, eu poderia arrumar algum modo de consultar Orochimaru sobre esse meu Doujutsu e se ele sabe alguma coisa sobre ele... O fato é que sem duvida ele não diria nada. Ah! Eu precisava encontrar-me com Yuki o mais rápido possível! O que também me intrigava era aqueles dois adolescentes que pareciam trabalhar para o Pein internamente. Eu fiquei muito curioso sobre suas habilidades e propósitos...

Após desligar o chuveiro, me enxugar e vestir minhas roupas vi que minha mãe já estava dormindo, mas meu pai, diferente do cotidiano, estava sentado na mesa de jantar, parado... Parecia preocupado com alguma coisa. Então fui até ele, com passos leves, calmamente... Ciente do que deveria dizer a ele com seriedade.


- Pai... – Chamei sua atenção, com a voz baixa e calma.
- O que, filho? – Ele perguntou, virando sua cabeça em minha direção.
- Preciso conversar com você... – Disse, me assentando perante a mesa. – Meu equipe foi instruído a ir nessa missão em busca do Orochimaru!
- O-o quê? – Se espantou. – Mas filho, quando eu tinha sua idade eu já enfrentei um dos seguidores do Orochimaru, o venci, mas quase morri. Se você for numa missão para lutar contra o próprio Orochimaru não terá... – O interrompo.
- Pai, você é a pessoa que está menos a quem de minhas habilidades! – Afirmei, interrompendo ele e deixando nossa conversa tensa.
- O que você quis dizer com isso?
- Você não sabe nada sobre mim! Nunca me disse o que você viu de errado no meu Byakugan e muito menos tentou me explicar o que ele tem. Ah! Você se acha mesmo um pai? – Fiquei irado, me levantando da cadeira e ficando em pé perante a mesa. – Sempre que você vai me ensinar uma técnica, são Taijutsus básicos e fracos! Você acha mesmo que todo o tempo que eu fico com o Yuki é em vão? Eu e ele já desenvolvemos vários Jutsus e treinamos nossas habilidades incontáveis vezes...
- Mas sem o Byakugan você só consegue aprender essas técnicas de Taijutsus, não há como... – O interrompi novamente.
- Você acha mesmo que eu nunca usei meu Doujutsu depois daquele dia que você me proibiu de usá-lo? – Interrompendo-o, me acalmei, o questionando com a voz baixa e já indo em direção ao meu quarto.[/b]

Ele ficou no mesmo lugar, com a expressão de seu rosto mostrando muito espanto e surpresa com tudo que eu disse. Eu apenas fui pro meu quarto, fechei a porta com cautela e deitando-me na cama, me cobrindo com a coberta... Naquele momento, eu não sabia se havia feito o correto ou o incorreto. Mas esta com ciência de que tinha me desabafado por completo, mesmo não tendo conhecimento sobre as conseqüência...
______________________________________________________________________________________

Katon-Housenka no Jutsu (Técnica do Fogo Místico da Fênix)
Rank: C
Descrição: Técnica do Fogo que libera várias bolas de fogo pela boca, com o controle total do shinobi, podendo inclusive mascarar (Enflamar) shurikens ou kunais.

Raiton - Kekkai no Jutsu (Técnica da Prisão de Raio)
Rank: A
Descrição: Depois de executar os selos o usuário encosta sua palma no chão e faz um tipo de rede elétrica se estender por uma grande área. Quem estiver nessa área fica paralisado devido ao choque violento e toma dano normalmente. Quanto maior o poder do usuário maior é a área que se pode cobrir com esse Jutsu e maior o tempo de atordoamento, assim como o dano. Quando o Shinobi retirar sua mão do chão o Jutsu perde efeito no alvo, mas o mesmo pode levar de 1 a 3 turnos pra se recuperar, de acordo com a sua força em relação ao usuário do Jutsu.
OBS: EU ACHEI ESSA TÉCNICA NUM SITE, PORÉM, SEM O NOME TRADUSIDO. PESUISEI VÁRIAS VEZES PARA TENTAR ENCONTRAR A TRADUÇÃO CORRETA, MAS NÃO ENCNTREI, ENTÃO, COM BASE NA DESCRIÇÃO DO JUTSU EU INVENTEI ESSA TRADUÇÃO DELE! SE ALGUÉM SOUBER A VERDADEIRA, ME DIGA, PORFAVOR!

Ninpou - Kage Mane no Jutsu (Arte Ninja - Técnica da Possesão da Sombra)
Rank: C
Descrição: O membro do Clã Nara projeta sua sombra até a sombra do alvo, e ao se encostarem as duas sombras o alvo do membro do Clã Nara imitará todos os seus movimentos, ou seja, se o membro do Clã Nara levantar seu braço esquerdo o alvo também levantará seu braço esquerdo, contra a sua vontade. Essa técnica, assim como todas as outras do Clã Nara, tem por objetivo manter o inimigo aprisionado até a equipe de apoio chegar.

Ninpou – Ookamaitachi (Arte Ninja - Grande Foice de Vento Cortante)
Rank: A
Descrição: Temari abana o seu leque para criar múltiplas rajadas de vento incessantes. Estando com a 3ª lua de seu leque aberta, as rajadas de vento cortam tudo que estiver em sua frente.

Chidori (Mil Pássaros)
Rank: A
Descrição: O Shinobi (Ninja) deve tomar distância de seu alvo e então deve concentrar uma grande quantidade de Chakra em uma de suas mãos, a partir desse passo deve executar uma Mudança Elemental de Chakra, adicionando a Natureza de Chakra do Elemento Trovão (Raiton). Depois de ter adicionado a Natureza do Chakra, o Shinobi (Ninja) deve avançar sobre o inimigo com uma grande velocidade, durante essa aproximação deve arrastar o Jutsu sobre alguma superfície (geralmente o solo). Dependendo da intensidade do ataque, e do grau de acerto, esse Jutsu pode descarregar no inimigo uma imensa carga elétrica, causando-o muitos danos, matando e em algumas vezes chegando a perfurar o corpo do inimigo.

Hakkeshou Dai Kaiten (8 Trigramas Ofensivos, Grande Defesa Rotativa)
Rank: A
Descrição: Possui o mesmo processo do Hakkeshou Kaiten, porém, seu giro é mais intenso, devido a uma quantidade maior de chakra, sendo assim possui um maior alcance e conseqüentemente é mais poderoso.

Juukenhou Hakke - Sanbyakurokujuuichi Shisa (Campo de Batalha de 8 Trigramas, 361 Pontos)
Rank: S
Descrição: Eleita como uma das melhores técnicas do clã Hyuuga, a técnica consiste e, fechar os 361 Tenketsus do corpo do inimigo. Neji corre em linha reta em uma velocidade fora do comum, e desfere um poderoso soco de mão aberta, e essa palmada lança uma quantidade enorme de chakra, fechando todos o Tenketsus com um único golpe, podendo assim matar o oponente. Esse golpe faz uma explosão imensa destruindo totalmente o oponente por dentro.

Suiton - Suibun kanri (Técnica do Controle de Água)
Rank: A
Descrição: Mayumi desenvolveu esse Jutsu. Com ele ela é capaz de controlar toda a água que estiver proximo a ela, podendo fazer o que quiser com a água em seu controle. Se tornando uma "dobradora de água". O limite desse Jutsu é que o usuário só pode controlar a água se tiver quase perto dele, pois com essa técnica ativada, ele não é capaz de produzir água, como ocorre em alguns Jutsus Suiton. Por isso, Mayumi costuma carregar uma boa quantidade de água com ela.

Hyouton - Henkan Mizu Kōri (Técnica de Transformação de Água em Gelo)
Rank: A
Descrição: Jutsu desenvolvido por Mayumi. Com esse Jutsu, Mayumi é capaz de transformar uma boa quantidade de água em gelo. O gelo é muito resistente, só sendo capaz de derreter se a usuária quiser ou se um Jutsu muito pderoso for usado sob ele. Por mais que seja muito bom, é um Jutsu que requer muito controle sob o Chakra do Elemento Gelo e Água. A pessoa que está presa dentro do Gelo só é capaz de quebrá-lo se houver um fortissimo controle do elemento Katon, podendo envolver esse elemento em seu corpo com muita força, mas do contrario, é quase impossivel se quebrar o gelo de dentro do mesmo. Caso ninguém tente derretê-lo, levará cerca de três dias para ele voltar a ser água novamente, liberando o ser que foi preso nele.


Última edição por MaGmorTar em Sex 13 Ago 2010 - 20:55, editado 1 vez(es)

________________
God has a voice,
She speaks through me
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Mag Sab 16 Out 2010 - 18:11

Após muito tempo, volto a postar minha Fic.
Espero que todos entendam esse imenso atraso, eu estava com vários compromissos que acabaram fazendo-me desanimar, mas agora pretendo voltar com tudo! ^^
Aqui postarei a primeira parte do capítulo 3 e, apesar de ter muita enrolação, creio que seja necessário... /:
Boa leitura à todos! ^^

PS: Acabei de adicionar uma frase base para toda a história da Fic, desse modo, todos que conhecem o Anime da Naruto, poderão se situar no que irá ocorrer.

"O sapo ancião preveu a Profecia há alguns anos, porém, incompleta e incorreta, mas agora, a verdadeira Profecia se cumprirá!"


Capítulo 3 – Amigando. Parte 1

Na manha seguinte, acordei bem cedo, ainda mais cedo do que em meu habitual. Levantando-me da cama com muita cautela para não fazer nenhum barulho que pudesse acordar meus pais, arrumei minha cama e trajei a roupa na qual era de meu costume usar. Com passos leves, caminhei até a porta do meu quarto, destrancando-a e abrindo-a bem devagar. Até o momento, não havia feito nenhum barulho estrondoso, então, saindo do quarto, fui até a cozinha. Peguei duas maçãs, colocando-as nos bolsos do meu traje. Encaminhei-me até a sala, indo a única porta que havia na mesma. Peguei a chave num armário ao lado da porta e a destranquei. Por ter a absoluta certeza de que ninguém entraria na casa, assaltando-a, nem me preocupei em trancá-la. Apenas fechei a porta devagar.

Ao ver-me fora de casa, respirei, aliviado, fixando meu olhar em toda a minha volta. Konoha ainda estava bastante escura e ninguém andava pelas ruas naquele horário. Tratei-me de iniciar a fazer o que eu tanto tinha refletido na noite passada, e então comecei a caminhar... A direção já era óbvia: Casa do Yuki. Já era de minha rotina encontrá-lo diariamente para irmos ao esconderijo, porém, nunca a essa hora, onde nem mesmo o sol aparecera ainda.
Durante a caminhada matinal, pensei sobre muitos fatos que me abalavam no momento e em meus planos. Várias coisas que, numa noite de sono profundo para uns, foi apenas um tempo de reflexão para mim. Tentei andar o mais lentamente possível para que, ao chegar lá, o sol tenha ao menos aparecido no horizonte. Mas ao chegar, a escuridão ainda estava mais plena que a claridade da pequena parte do sol que se mostrava atrás das montanhas que rodeavam Konoha... Mesmo assim, decidi acordá-lo.

Ativei meu Doujutsu, mesmo sabendo onde se localizava todos os cômodos da casa dele, assim, confirmei que todos estavam dormindo. Tratei de ir até a janela do quarto de Yuki. Chegando lá, bati na janela de vidro poucas vezes, não muito alto, pois sabia que Temari, diferente de seu esposo, Shikamaru, era fácil de ser despertada do sono, como Yuki, que teve a incrível sorte de “puxar” esse hábito dela. Após bater no vidro, esperei o ver acordando, e como esperado, voltar a tentar dormir, pensando que não era nada. Logo bati mais uma vez no vidro, antes mesmo dele voltar a adormecer, então, um pouco assustado, ele levantando da cama sem fazer nenhum barulho e foi até a janela. Abriu uma parte da cortina, vendo-me, aliviou-se. Foi fácil acompanhar tudo isso com meu Doujutsu, vendo através daqueles vários objetos...

Desativei meu Doujutsu. Com um gesto de mão, o chamei para fora de sua casa. Ele apenas balançou a cabeça, consentindo, enquanto eu colocava o dedo polegar na frente da boca, encostando na face fechada, num sinal de que era pra ser sem fazer barulho... Fui até a porta da casa dele, esperando que ele abrisse-a a qualquer momento... Em cerca de três minutos ele apareceu, um pouco temeroso.


- O que você quer nessa hora da madrugada? – Perguntou ele, com a face emburrada.
- Ah, nem tanto. Ainda são umas cinco da manhã... – Disse, rindo um pouco da cara dele. – Bem, espero que me compreenda. Eu preciso de você nesse exato momento, vista uma roupa o mais rápido possível e venha preparado para irmos para o esconderijo. Tente não acordar ninguém...
- Má-má-mas, pra que isso? – Perguntou assustado.
- Se eu for explicar aqui, vai acabar nos atrasando... Ah! Escreve um bilhetinho e deixe num lugar em que sua mãe possa ver.

Sem saber o que fazer, ele estava completamente confuso e desorientado, mas com a força de impulso, ele acabou sendo levado pelo que eu disse e o fez. Demorou cerca de oito minutos pra ele voltar totalmente pronto, creio que a cartinha deve ter sido bem grande, já que a mãe dele não é nada liberal, pelo contrario, muitíssimo rígida.

Enquanto caminhávamos calmamente em direção do esconderijo, expliquei o que aconteceu quando eu cheguei em casa e ele passou a me compreender. Disse pra ele sobre a discutição que tive com meu pai e tudo que eu havia pensado durante a noite... O fato de querer fazer, de algum jeito, com que o Orochimaru conversasse comigo, intrigava-me e a ale ainda mais. Ele se espantou ao ouvir isso, mas se conteve.

Chegando à árvore, fizemos o mesmo processo de antes, até entrarmos na casa escondida entre sua folhagem. Lá dentro continuamos a conversa, discutindo cada detalhe do que poderíamos fazer... Passando pelo assunto de que os subordinados do Pein que iriam conosco, deveriam ser bem leais a ele e não nos permitiria isso. Também bolamos algumas idéias para o caso deles não nos ajudarem... O tempo foi passando, o sol já raiava e a conversa não parava, estava próximo das oito e meia da manhã... Enquanto isso, em minha casa:


- Olá, senhora Tenten... – Disse Mayumi, timida, educada e discreta à minha mãe, que estava a varrer a porta de casa.
- Oi, Mayumi, que prazer em vê-la por aqui! – Falou minha mãe, indo na direção dela, para a cumprimentar. – Quer entrar, fazer um lanche... ?
- Ah, não, obrigada. Eu apenas quero falar com o Kamus, já tomei o café da manhã, estou cheia, obrigada. – Disse sorrindo, simpática. – E então, o Kamus está?
- Oh, não... Ontem, durante a noite, ele teve uma discutição com o pai dele e hoje, ao acordarmos, ele já não estava mais aqui... Eu já sei onde ele deve estar, vou tentar nem me preocupar com isso, por mais que, talvez, eu não consiga... – Disse, cabisbaixa.
- A senhora sabe onde é que ele está?
- Não exatamente, mas tenho certeza que é no tal esconderijo, ele nunca me disse onde é exatamente. Nem eu e nem Neji sabemos onde é...
- Sabe ao menos a direção?
- Sim, fica exatamente pra lá! – Disse, apontando com seu dedo para uma direção, na qual, mesmo dali, podia-se ver uma floresta. – Fica dentro da floresta... Se quiser ir lá procurar, tudo bem. Além disso, eu não posso lhe ajudar, é o máximo que sei, desculpe.
- Tudo bem. Vou ir lá, talvez tenha sorte em encontrá-lo... – Disse Mayumi, indo na direção da floresta apontada.

Perante a imensidão da vegetação na qual ela iria passar, chegou a engolir em seco. Sabia que talvez a busca fosse em vão e difícil. A mata era fechada, e a menina nunca gostou muito de floresta, mas esperançosa ela adentrou-se...

Durante a conversa empolgada entre os dois meninos, que fez com que os mesmo nem sentissem mais sono, eles começaram a escutar barulhos de pegadas. Estava quebrando galhos e pisando em folhas secas, o que fazia um ligeiro estralo. Parando a conversa, prestando atenção no barulho, identificamos uma voz, bastante familiar, feminina...


- Ai! Como é que eu tive coragem de entrar no meio desse mato nojento? Oh, eu devia estar louca mesmo, só poder! – Gritava, esbravejando consigo mesma...

Quando eu e Yuki percebemos quem estava ali, logo já imaginamos tudo que deveria ter ocorrido: Mayumi teria vindo falar conosco, porque? Eu nem imaginava. Bem, se nem meus próprios pais sabiam onde ficava o esconderijo, eu estava meio receoso em mostrar a ela tudo que nós fizemos ali. Mas talvez fosse a chance que eu precisava. Desse modo, eu poderia começar a conhecê-la melhor, podendo, até mesmo, contar a ela sobre tudo do meu plano e meu Doujutsu...

Escutando os prantos e resmungos dela, decidi ajudá-la. Saí da cara e fiquei observando-a por um tempo ali, até descer e entrar em contato com ela.


- Mayumi, o que veio fazer aqui? – Perguntei, pulando do tronco que estava e caindo atrás dela.
- AH! – Gritou assustada. – Kamus, você é louco?! Eu estou quase morrendo com a picada desses insetos nojentos, perdida no meio dessa mata e você chega com essa calmaria toda? - Sua feição, antes de assustada, mudou imediatamente, mostrando uma ira gigante. - VOCÊ PODE VER O MEU ESTADO?! - Gritou.
- Acalme-se, Mayumi, não é grande coisa. Aqui estamos perante a natureza, esperava o quê? - Bradei, tentando manter um controle de voz. - Se quiser, pode entrar em nosso esconderijo...
- Ah, então é aqui seu esconderijo... – Disse, surpresa e já se acalmando.

Fui explicando à ela muitas coisa sobre o esconderijo, ao entrarmos, ela se espantou com o tamanho da casinha da árvore. Subimos a plataforma, também, e mostrei a ela todo o lugar, disse tudo que fazíamos ali, sobre nossos estudos e treinos, e ela já estava se interessando pela conversa.

- Nossa, que coisa mais... É... Mais... Estranha, vamos dizer assim. Porque você não faz isso em casa mesmo, parece que vocês tentam esconder algo... – Ao dizer isso, eu e Yuki nos entreolhamos, sérios.
- Temos que contar algumas coisas sobre nossos segredos para você, Mayumi... Começando pelo meu Doujutsu! – Disse, imediatamente, o ativei.

[b]Espantada com o que viu, levantou-se por impulso, com a face modificada... Com um resumo bastante simples e rápido, disse a ela sobre meu Doujutsu, os estudos que eu e Yuki desenvolvemos, nossos treinos e, até mesmo, nossos “furtos”... Finalizando essa parte, falei um pouco do que pretendíamos fazer durante a nossa futura missão.


- Então você quer ter uma conversinha com o Orochimaru, é? – Falou, ironizando, mas começando a entender meus propósitos. – Com esses dois meninos que vão conosco, talvez seja até possível...
- Sim, nós já levantamos a hipótese deles serem maravilhosos ninjas. Sem duvidas suas habilidades não são fracas e simples! – Afirmei. – Por isso iremos nos preparar para isso... – Estampei um sorriso na cara.
- Pretendem fazer o que? – Disse ela, com medo do que eu poderia estar pensando em fazer.
- Inicialmente, nada... Devemos apenas tentar estabelecer um bom convívio com os dois, durante a viagem que, sem duvida, será imensa. E chegando lá, nós iremos fazer alguma coisa, onde, você e o Yuki fará algo para distraí-los enquanto eu vou até o Orochimaru...
- Sozinho? Você endoidou? – Bradou.
- Não temos outra opção... Minha única chance é essa. Mas se eu souber usar meu Doujutsu lá, vou poder prevenir qualquer ataque surpresa dele e, de alguma maneira, irei segurá-lo e fazer com que ele converse comigo passivamente...
- Ah! Pra um gênio que está fazendo tudo isso, você parece muito jegue! – Se levantando do chão, gritando, nervosíssima.
- Mayumi, acalme-se... Você deve entender o quanto é importante pra mim essa conversa com Orochimaru. Eu acho que daria minha vida por...
- Isso? – Diz, me interrompendo. - Não acredito que você teria coragem de perder sua vida para obter uma informação dessas...
- Sabe, quando agente quer entender melhor nossas origens, quase tudo é colocado em jogo. Entenda isso! – Um instante de silêncio se estabeleceu na casa da árvore, no esconderijo. – Bem, talvez as coisas possam mudar no meio da viagem, devemos esperar qualquer coisa daqueles dois...
- É... Eu andei fazendo uma pesquisa sobre aqueles dois. Hiroshi e Kamin... Pois bem, as únicas informações obtidas foi que eles trabalham para o Pein e os outros da Akatsuki de um modo mais secretos, internamente. Não se sabe muito sobre suas habilidades, mas há rumores de que o Hiroshi tenha o Sharingan e ela domine um elemento desconhecido. – Concluiu Yuki, após falar um pouco sobre os dois adolescentes.
- Bem, vamos deixar que tudo ocorra da maneira que haverá de ocorrer, fazendo o que for preciso... Só peço que vocês não arrisquem suas vidas pelo o que eu for fazer, nada mesmo! – Afirmei rigidamente e eles consentiram, Mayumi ainda mais...

Passamos o resto daquele dia ali, apenas discutindo. Após muito tempo de conversa, eu mostrei um pouco de minhas habilidades a ela. Em um determinado momento, nós três começamos a treinar juntos, fazendo algumas espécies de combinações entre nossas habilidades e aquilo ia apenas desenvolvendo. Percebermos que estávamos esgotados, o sol já estava se pondo, então decidimos que era hora de ir pra casa... Aliás, seria no dia seguinte que partiriamos para a missão tão esperada por mim.

Fiquei meio em duvida na hora de ir pra casa, mas acabei finalizando que eu deveria ir dar ao menos explicações sobre onde eu estava a minha mãe... Chegando em casa, vejo que meu pai não estava, algo meio comum, pois por ser um Anbu, ele vivia saindo em missões noturnas. Minha mãe já estava na cama, dormindo, decidi não acordá-la e fui me deitar, após banhar.

No dia seguinte, faltando cerca de trinta minutos para às seis da manhã, acordei. Me arrumei com calma e deixei um bilhete para minha mãe, onde explanei sobre tudo que eu fiz no dia anterior e para onde eu estava indo. Disse ali que eu não tinha data marcada para voltar, pelo fato de não ter ciência ainda de onde seria o nosso encontro com Orochimaru...

Chegando no portão de Konoha, lugar de encontro entre eu, meus amigos, Pein e os dois serviçais dele, já me deparei com Mayumi e Yuki. Atualmente, apenas eles estavam ali, então fui aproximando-me com calma. Com poucas palavras nos cumprimentamos e permanecemos ali, calados... Poucos minutos se passaram e Pein, junto a Hiroshi e Kamin, chegaram ao portão de Konoha.


- Mandei um homem fazer um mapa para vocês saberem pra onde ir, sem se perderem. – Logo ao chegar, Pein já começou a falar sobre a missão, prosseguindo: - Não percam tempo com infantilidades, apenas parem para se alimentar e dormir, mas façam isso o mínimo possível e andem o máximo possível. Não tolerarei atrasos! Quero que todos vocês estejam aqui em Konoha novamente em, no máximo, 8 dias... Vão! – Todos consentiamos com a cabeça, e ao final, Kamin e Hiroshi começaram a andar para fora de Konoha, então, meio sem jeito, eu e meus amigos começamos os acompanhar.

Inicialmente, fomos andando, todos calados e pensativos, não pronunciamos nem sequer uma palavra em quatro horas de viagem. Eu percebia que aquilo já estava começando a ficar cansativo, portanto decidi tomar uma iniciativa: Levantei a cabeça, respirei fundo e comecei:

- E então, vocês dois são irmãos? – Perguntei.
- Nã-não. – Respondeu a menina, evitando olhar para Hiroshi, que se demonstrou um pouco bravo. – Somos apenas companheiros de trabalho...
- Mayumi, você já está falando de mais! – Bradou num tom de voz grosso e mau... Assustador.
- Ah! Hiroshi, numa missão dessas, temos que ao menos fazer com que nós nos conheçamos melhor, não apenas eles saberem como nós somos, mas nós também passarmos a conhecê-los melhor... – Um momento de silêncio se fixou no lugar.
- Acho que você está completamente certa... – Quebrei o silêncio.
- Mas temos de seguir as ordens do Pein acima de tudo, e se pararmos para nos conhecer, vamos acabar atrasando tudo.
- Não precisamos parar para conversar... Podemos ir andando e conversando ao mesmo tempo, entende? – Excitou Mayumi, formando um largo sorriso em sua face ao fitar Hiroshi. – Vamos, não vai atrapalhar a missão, mas, sim, nos ajudar nela...

Ao que andávamos, íamos convencendo ele de que nos conhecer seria a melhor opção, e logo ele desistiu de crer o contrario. Até a noite chegar, já havíamos andado bastante e conversado, também. Já estávamos até dando gargalhadas quando alguém fazia uma determinada gracinha, e tudo ia bem... Armamos nosso acampamento um pouco mais adentro da floresta, debaixo de uma árvore alta, que possuía uma imensa quantidade de folhas, capazes de nos proteger da chuva em grande escala. Não demorou muito até todos cairmos no sono...
_________________________________________

Espero que comenter... /: Esperar todo esse tempo pra um capítulo é ruim, mas espero que todos compreendam e voltem a ler. ^^

________________
God has a voice,
She speaks through me
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
The Last Hope Left_bar_bleue0 / 100 / 10The Last Hope Right_bar_bleue

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Ir para o topo Ir para baixo

The Last Hope Empty Re: The Last Hope

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos