Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Nós teremos o maior prazer em recebê-lo no fórum e se precisar de qualquer ajuda, temos muitos membros e nossa equipe para ajudá-lo! Lembrando que você pode postar sua fanfic, seus desenhos ou edição de imagens, seu vídeo-detonado ou gameplay, participar de um RPG, postar e ler notícias do mundo Pokémon, tirar todas as suas dúvidas sobre todos os jogos de Pokémon, comentar sobre o desenho do momento ou apenas jogar um papo fora. Além de fazer amigos!
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
A dica indescartável Pikalove

A dica indescartável

Ir em baixo

A dica indescartável Empty A dica indescartável

Mensagem por Mag em Qua 5 Jun 2013 - 1:40


Leia – Pense – Escreva.

É simples assim. Consequência inevitável. Tipo ação, reação; toma lá, dá cá. Entende?


Eu pediria que não bloqueassem o tópico. É uma sugestão/dica/whatever que pode gerar boa discussão entre os amantes de literatura.

*Com o auxilio do filósofo Guillerjo Pector, veja no tópico.


Última edição por Schai Blich em Ter 8 Out 2013 - 14:11, editado 3 vez(es)
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 15/07/2009

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por -Ice em Qua 5 Jun 2013 - 10:30

Leia - escrava Laughing

Você disse que é uma discussão, então é bom tirar da área de tutoriais e colocar na área de fics mesmo.

Vou mover, se algum FFM achar que o tópico fica melhor em tutoriais mesmo, mova novamente para cá.
-Ice
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Mag em Qua 5 Jun 2013 - 11:26

@-Ice escreveu:Leia - escrava Laughing

Você disse que é uma discussão, então é bom tirar da área de tutoriais e colocar na área de fics mesmo.

Vou mover, se algum FFM achar que o tópico fica melhor em tutoriais mesmo, mova novamente para cá.
Boa, Ice. Logo depois que eu postei o tópico, pensei que podeira ficar melhor mesmo na área geral de fics. Valeu por mover.

Hoje mais cedo pensei que poderia desenvolver um mini-texto bem simples dissertando sobre isso "Leia - escreva", mas como sempre não anotei nada e esqueci tudo.
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 15/07/2009

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Yoshihime em Qua 5 Jun 2013 - 11:39

eu mudaria sua dica

Colocaria:

Leia - Pense - Escreva

Só ler é pedantismo, como já dizia Schopenhauer, algumas pessoas leem tanto que ficam burras, porque não tem tempo de formular seus próprios pensamentos.
Yoshihime
Yoshihime
Membro
Membro

Feminino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/09/2009

Frase pessoal : Oi, sou travesti. Você sabe?


Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Mag em Qua 5 Jun 2013 - 17:30

Verdade, Gui, pensar é indispensável também.

Eu coloquei assim mais porque é realmente impossível querer ser um bom escritor sem ser antes um leitor assíduo – e eclético, eu incluiria. Embora se formos pensar ao pé da letra, criar a própria identidade a partir daquilo que você conhece seja tão importante quanto conhecer. Inclusive eu já até li um artigo sobre isso, ter um tempo pra si, com absolutamente nada além da própria mente. Acho um tempo importante... aliás, faz tempo que não faço isso.

To em duvida em acrescentar "pensar" lá, já que eu queria enfatizar a leitura...
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 15/07/2009

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por -Ice em Qua 5 Jun 2013 - 18:27

Bom, está escrito escrava ao invés de escreva na primeira frase.

Eu poderia ter me aprofundado mais no primeiro comentário, mas já estava na hora de ir para a escola e talz, enfim.

Seria bom vários membros perceberem que, antes de tentar escrever a fanfic perfeita, é preciso ler (e pensar também, como o Gui citou), não apenas para ter um português lindo, e sim para saber o que está fazendo. Eu, por exemplo, 'absorvo' o estilo de escrita do autor depois de ler um livro, talvez seja até inevitável para mim, sempre minha fanfic vai ter um estilo de escrita semelhante ao do último livro que li (não só primeira ou terceira pessoa, mas sim o estilo de narração, organização e coisas que os leitores podem fazer de inúmeras maneiras sem estragar a fanfiction).

Bem, depois desse meu pensamento filosófico, talvez seja melhor detalhar mais esse 'pensar' do Gui por 'Absorver a leitura' ou algo do gênero, não que o dele esteja errado, mas talvez isso explique mais o que quer dizer.
-Ice
-Ice
Membro
Membro

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 03/02/2010

Frase pessoal : </∆>


Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Mag em Qua 5 Jun 2013 - 19:48

A não ser que eu esteja muito equivocado, mas acho que o pensar dele se refere mais ao ato de colocar em jogo na sua própria mente todos os seus conceitos. Brincar com moralidade, com existência... Na verdade nem é isso. É simplesmente o ato de se fechar em si e pensar.

Essa absorção da leitura da qual você falou é consequência imediata da própria leitura. Quando você lê, invariavelmente está absorvendo alguma coisa. O incrível é que o ato de ler te dá acesso a um amplo mundo de reflexões e perspectivas que você, por si só, provavelmente nunca chegaria. O modo de usar a linguagem a seu favor pra transmitir exatamente aquilo que você quer ao leitor também é um efeito da muita leitura (e isso não quer dizer ser rebuscado).

Já o pensar do qual o Gui falou está mais relacionado ao que você raciocina e faz em cima da vasta gama de pensamentos que a leitura te proporciona. Imprescindível pra que esse pensar aconteça é ficar sozinho e sem nada. Literalmente. Sabe, quando você deita numa rede, fica balançando e vagando mundo afora por reflexões (foi no hábito de balançar numa rede após as minhas leituras diárias que minha fé caiu), ou quando você deita na grama avistando o céu e devaneia como um louco cheio de despropósito.

Depois eu falo mais coisas. Tenho mais o que falar sobre isso.
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 15/07/2009

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Dusknoir em Qua 5 Jun 2013 - 23:22

Hum... Três palavras que vão gerar uma boa discussão.

Leia - Pense - Escreva, isso está no imperativo, hum? Está me mandando ler, pensar e escrever? Bem, eu já li a frase, estou pensando enquanto escrevo esse comentário... Viu -q

Ok, vamos falar separadamente de cada coisa, por questão de lógica é óbvio que algumas opiniões serão contraditórias a outras, mas vamos escrever!

Primeiro sobre ler. Ler é uma palavra pequenina que diz muito, diz o que? Apenas aquilo que todos deferiam fazer, na verdade todos o fazem, ler é algo vago. Veja bem, você estará lendo meu comentário, talvez e só talvez isso lhe acrescente algo, mas o ato de ler nem sempre induz conhecimento de um sujeito ao outro.

Eu posso ler uma unica palavra, talvez... Uva. O que raios essa palavra me transmitiu? Apenas me fez pensar na fruta arredonda de coloração roxa ou verde, talvez um tanto amarga ou doce, tanto faz, ela não me trouxe conhecimento, apenas me induziu a pensar em algo.

Dizer que o ato de leitura, ou seja o ''ler'' em si, transmite conhecimento não é certo e também não é errado (minha opiniao, nao me matem!), o mais correto eu diria que seria dizer que o ato de ler induz um pensamento ao sujeito que o está realizando.

Agora sobre o pensar!

Como disse talvez surjam questões contraditórias, a minha por exemplo, mas novamente cada pessoa tem sua opinião, por mais simples, ou confusa, que seja...

O ato de pensar nos induz a muitas outras coisas, o imaginar, sentir, talvez até mesmo o ver, por mais surreal e incrédulo que possa parecer.

Quando você lê um livro você absorve aquilo que está lendo, o cenário, as características de cada personagem, o modo de como o escritor transmite a história/estória até você, assíduo leitor.

Mas o que faz você ter conhecimento, realmente absorver tudo aquilo que lhe está passando sobre sua visão? O pensamento, talvez uns digam que não, mas sim, quando você lê claramente se vê imerso naquele mundo descrito pelo escritor, quem nunca se imaginou em Hogwarts (é isso né)? Ou acompanhando de perto os personagens de Senhor dos Anéis? Ou até mesmo de leituras classicas, por que não?

O ato do pensamento, eu creio, é o que realmente nos transmite o conhecimento, após lermos algo nos vemos refletindo sobre aquilo, num livro isso talvez seja um tanto demorado, você lê e lê e lê e ao final do capitulo para alguns minutos para retomar o ar e então se vê pensando e repensando sobre o que acabou de ler, isso lhe trouxe conhecimento? Sim, você compreendeu o que o capitulo tentou lhe passar, se a impressão foi errada ou nao problema é seu! (nao me matem, nao quis ser ofensivo!).

Compliquei? Talvez sim, mas novamente é tudo questão de opinião xD

E o escrever?

Eis que esse ato também é importante, há como você escrever sem pensar no que está digitando, escrevendo com lápis/caneta? Tente, force esse desafio a si mesmo e verá que não é tão facil e quase impossivel! Eu ao menos não consegui.

O ato de escrever é o que nos faz ler e pensar, ou seja, quando escrevemos fazemos os dois primeiros em conjunto! Bacana, não?



Bem, enfim acabei meu pensamento, obrigado pela leitura, e desculpem se o que eu escrevi ficou por extenso demais... Devo ter me empolgado xD
Dusknoir
Dusknoir
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 23/03/2011

Frase pessoal : FOR THE HORDE!


Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Mag em Qui 6 Jun 2013 - 1:17

Dusknoir, você não compreendeu o tópico. Ele é uma dica para sermos bons escritores, portanto, não há necessidade de especificar nada do que você disse.

Eu não me referia ao termo vago "ler". Sabendo que o tópico tem a finalidade de dar uma dica para a formação de bons escritores, parece meio óbvio que me refiro à leituras específicas. Ou também tenho que dizer que não é bula de remédio nem instruções de camisinha? O caso é: você quer ser bom escritor? Então a única dica imprescindível que há é essa: Leia e pense. Dessa forma dá pra compreender melhor de que tipo de leitura eu estou falando, não é? Espero que sim.
Ou até mesmo de leituras classicas, por que não?
Até as leituras clássicas? Mas elas são clássicas exatamente porque tem algo de verdadeiramente consternador pra nos transmitir. Já li Senhor dos Anéis, Harry Potter e afins, e eles te ajudam na construção de cenários, criatividade fantasiosa, etc, mas criação de personagens e enredos verossímeis, o que é de longe o mais complexo, não é algo que se encontra nesses livros; sério.

Eu ia falar mais sobre a diferença entre ler e pensar, já que a sua é bem contraditória, mas no meu post acima já fiz isso e só ia repetir, então eu sugiro que leia lá.

Olha cara, não se preocupe em postar e ser participativo, isso é ótimo na realidade, mas só dá uma boa olhadinha no tópico antes...
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 15/07/2009

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Yukiya em Seg 19 Ago 2013 - 10:24

Eu complementaria esse pensando com 'observe'. Apenas ler não seria o bastante para formularmos um pensando adequado, também é importante observar ao redor, para que possamos encaixar a leitura em nossos conceitos e então formular nossos próprios pensamentos sobre tal assunto, para então escrever com qualidade. Na minha opinião seria um bom pensamento: leia-observe-pense-escreva.
Yukiya
Yukiya
Membro
Membro

Feminino Idade : 27
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 01/08/2013


Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Gus em Qua 21 Ago 2013 - 22:00

@Yukiya escreveu:Eu complementaria esse pensando com 'observe'. Apenas ler não seria o bastante para formularmos um pensando adequado, também é importante observar ao redor, para que possamos encaixar a leitura em nossos conceitos e então formular nossos próprios pensamentos sobre tal assunto, para então escrever com qualidade. Na minha opinião seria um bom pensamento: leia-observe-pense-escreva.
Concordo plenamente.
avatar
Gus
Membro
Membro

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/07/2010


http://about.me/dantasgustavo

Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Mag em Qui 22 Ago 2013 - 0:43

@Gus escreveu:
@Yukiya escreveu:Eu complementaria esse pensando com 'observe'. Apenas ler não seria o bastante para formularmos um pensando adequado, também é importante observar ao redor, para que possamos encaixar a leitura em nossos conceitos e então formular nossos próprios pensamentos sobre tal assunto, para então escrever com qualidade. Na minha opinião seria um bom pensamento: leia-observe-pense-escreva.
Concordo plenamente.
Hum... É um assunto discutível. Eu só me questiono se esse 'observar' não é somente um outro viés do 'pensar', que vulgarmente pode ser conceituado como a relação das suas experiências, da sua visão crítica, com aquilo que é lido. O que acha?
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 15/07/2009

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Yoshihime em Ter 8 Out 2013 - 13:05

no fim de Morangos Mofados há uma carta escrita pelo Caio para seu amigo José Marcio Penido, vou postar um trechinho aqui pra vocês porque sou legal:

"Você quer escrever. Certo, mas você quer escrever? Ou todo mundo te cobra e você acha que tem que escrever? Sei que não é simplório assim, e tem mil coisas outras envolvidas nisso. Mas de repente você pode estar confuso porque fica todo mundo te cobrando, como é que é, e a sua obra? Cadê o romance, quedê a novela, quedê a peça teatral? DANEM-SE, demônios. Zézim, você só tem que escrever se isso vier de dentro pra fora, caso contrário não vai prestar, eu tenho certeza, você poderá enganar a alguns, mas não enganaria a si e, portanto, não preencheria esse oco. Não tem demônio nenhum se interpondo entre você e a máquina. O que tem é uma questão de honestidade básica. Essa perguntinha: você quer mesmo escrever? Isolando as cobranças, você continua querendo? Então vai, remexe fundo, como diz um poeta gaúcho, Gabriel de Britto Velho, "apaga o cigarro no peito / diz pra ti o que não gostas de ouvir / diz tudo". Isso é escrever. Tira sangue com as unhas. E não importa a forma, não importa a "função social", nem nada, não importa que, a princípio, seja apenas uma espécie de auto-exorcismo. Mas tem que sangrar a-bun-dan-te-men-te. Você não está com medo dessa entrega? Porque dói, dói, dói. É de uma solidão assustadora. A única recompensa é aquilo que Laing diz que é a única coisa que pode nos salvar da loucura, do suicídio, da auto-anulação: um sentimento de glória interior. Essa expressão é fundamental na minha vida.

Eu conheci razoavelmente bem Clarice Lispector. Ela era infelicíssima, Zézim. A primeira vez que conversamos eu chorei depois a noite inteira, porque ela inteirinha me doía, porque parecia se doer também, de tanta compreensão sangrada de tudo. Te falo nela porque Clarice, pra mim, é o que mais conheço de GRANDIOSO, literariamente falando. E morreu sozinha, sacaneada, desamada, incompreendida, com fama de "meio doida”. Porque se entregou completamente ao seu trabalho de criar. Mergulhou na sua própria trip e foi inventando caminhos, na maior solidão. Como Joyce. Como Kafka, louco e só lá em Praga. Como Van Gogh. Como Artaud. Ou Rimbaud.

É esse tipo de criador que você quer ser? Então entregue-se e pague o preço do pato. Que, freqüentemente, é muito caro. Ou você quer fazer uma coisa bem-feitinha pra ser lançada com salgadinhos e uísque suspeito numa tarde amena na CultUra, com todo mundo conhecido fazendo a maior festa? Eu acho que não. Eu conheci / conheço muita gente assim. E não dou um tostão por eles todos. A você eu amo. Raramente me engano.

Zézim, remexa na memória, na infância, nos sonhos, nas tesões, nos fracassos, nas mágoas, nos delírios mais alucinados, nas esperanças mais descabidas, na fantasia mais desgalopada, nas vontades mais homicidas, no mais aparentemente inconfessável, nas culpas mais terríveis, nos lirismos mais idiotas, na confusão mais generalizada, no fundo do poço sem fundo do inconsciente: é lá que está o seu texto. Sobretudo, não se angustie procurando-o: ele vem até você, quando você e ele estiverem prontos. Cada um tem seus processos, você precisa entender os seus. De repente, isso que parece ser uma dificuldade enorme pode estar sendo simplesmente o processo de gestação do sub ou do inconsciente.

E ler, ler é alimento de quem escreve. Várias vezes você me disse que não conseguia mais ler. Que não gostava mais de ler. Se não gostar de ler, como vai gostar de escrever? Ou escreva então para destruir o texto, mas alimente-se. Fartamente. Depois vomite. Pra mim, e isso pode ser muito pessoal, escrever é enfiar um dedo na garganta. Depois, claro, você peneira essa gosma, amolda-a, transforma. Pode sair até uma flor. Mas o momento decisivo é o dedo na garganta. E eu acho — e posso estar enganado — que é isso que você não tá conseguindo fazer. Como é que é? Vai ficar com essa náusea seca a vida toda? E não fique esperando que alguém faça isso por você. Ocê sabe, na hora do porre brabo, não há nenhum dedo alheio disposto a entrar na garganta da gente.

Ou então vá fazer análise. Falo sério. Ou natação. Ou dança moderna. Ou macrobiótica radical. Qualquer coisa que te cuide da cabeça ou/ e do corpo e, ao mesmo tempo, te distraia dessa obsessão. Até que ela se resolva, no braço ou por si mesma, não importa. Só não quero te ver assim engasgado, meu amigo querido."

Yoshihime
Yoshihime
Membro
Membro

Feminino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 05/09/2009

Frase pessoal : Oi, sou travesti. Você sabe?


Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Mag em Ter 8 Out 2013 - 14:45

Gui, vou te beijar.


Eu não tenho certeza se foi esse, mas lá no fundo sinto as reminiscências de algo que me diz que já li um texto não muito diferente desse. Tu digitou tudo? lõl Deve ter na net.

Excelente texto do Caio. Aliás, bom até pra que eu mesmo me questione... Mas é um sufoco, um estrangulamento mental, uma asfixia que sinto só de cogitar a possibilidade de que eu não possa escrever. De que isso não é pra mim... é a hora que o trecho a seguir se destaca "A única recompensa é aquilo que Laing diz que é a única coisa que pode nos salvar da loucura, do suicídio, da auto-anulação: um sentimento de glória interior." Acho que se escrever não for pra mim, eu sou um nulo. E não sou? A necessidade de escrever é quase que uma busca de resgatar a mim mesmo, quem sabe... ou não.

Só que esse texto também mexe profundamente numa ferida da sociedade que está suturada com pus e infecção, onde os livros pra agradar a massa são lançados à torto e à direita por descontáveis milhares de pretensos escritores... e pior, são livros que exaltam as noções morais básicas da sociedade. Quem é mesmo que diz que essa arte de reafirmação moral é degradante? Meu professor falou ontem mas eu esqueci. Rousseau?
Mag
Mag
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
A dica indescartável Left_bar_bleue0 / 100 / 10A dica indescartável Right_bar_bleue

Data de inscrição : 15/07/2009

Frase pessoal : Big Mac em Tebas


http://instintodeler.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A dica indescartável Empty Re: A dica indescartável

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum