Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Pikalove


Participe do fórum, é rápido e fácil

Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Pikalove
Pokémon Mythology
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Faculdade Writer Revolution

+26
knew
Cap'n Cook'
Pokémon-fics
Colt
Jp.
Jlvl
Bittö
Happy
Dusknoir
Kyun
Asami
Solo Typlo
~Tiger
Lord Monokuma
cfox
Food
~LL
Eros
Nothermoraes
Dark_Azelf
Mich
Leo
GodFire
done
Kurosaki Lucas
Kurosaki Mud
30 participantes

Página 15 de 15 Anterior  1 ... 9 ... 13, 14, 15

Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Bittö Sab 28 Jul 2012 - 13:53

Capítulo 01

Joy havia acabado de acordar de um dos sonhos mais incríveis de sua vida. Sempre com uma visão pessimista, costumava ter pesadelos de como seria desgraçada uma jornada de uma cadeirante, porém, dessa vez identificava-se com a garotinha de seu sonho e, o brilho dos olhos da mesma, haviam dado uma nova visão para a deficiente.

Já era tarde da noite e a garota estava exausta, por isso, mesmo que tentasse continuar acordada pensando em seu sonho, não demorou muito para que a jovem Samanta rapidamente voltasse a dormir.


~X~

O brilho da lua foi superado por uma estrela maior: o Sol. Tamanha luz era capaz de acordar os mais preguiçosos seres, inclusive Samanta. Pela primeira vez em anos, a jovem havia acordado com um belo sorriso branco estampado em sua face e isso era a prova de que algo estava diferente em seu coração. Após cumprir todas as tarefas necessárias para sair de seu quarto, a jovem saiu, cumprimentando todos os hóspedes do Centro, como nunca havia feito antes. Chegou à seus pais e os mesmos surpreenderam-se com as atitudes da cadeirante.

— Filha, você está bem? — Perguntou o pai, preocupado.

— Sim — Afirmou — E por que não estaria?

O homem não tinha resposta para aquilo, apenas temia que aquilo fosse uma das armações da filha, porém, mudou de assunto, chamando-a para juntar-se a todos, no café da manhã. Samanta aceitou. Na refeição, riu de piadas e até arriscou a contar uma, embora não tivesse a menor graça, todos riram. Num determinado momento, a jovem manifestou-se:

— Atenção todos! — Gritou, batendo uma colher contra uma xícara, de modo que chamasse a atenção — Eu gostaria de anunciar que vou iniciar uma jornada pokémon.

Naquele momento, todos ali presentes ficaram espantados e a mãe da deficiente fitou-a com um olhar reprovador. Samanta não importou-se com a opinião de sua mãe, estava determinada a fazer isso. Quando a refeição terminou, todos direcionaram-se para seus respectivos afazeres, até que no local, ficassem apenas a família Crowse Joy. A filha esperava uma manifestação de seus pais, que mantinham-se quietos, apenas esperando alguma explicação referente ao repentino desejo da pequena. Vendo que teria que explicar-se, Joy alertou-os sobre o sonho que havia tido.

— Mas e o que isso tem a ver, Samy? — Questionou a mãe, confusa.

— Esquece, vocês nunca iriam entender mesmo! — Gritou a jovem, que agora irritada retirava-se do local.

Enquanto a cadeirante afastava-se, seus pais continuaram discutindo sobre a inesperada decisão da mesma.

— Mas Pitter, ela ainda é muito dependente, como poderá andar por ai?

— Querida, ela ainda é jovem, não pode ficar presa nesse centro para sempre.

— Ela ainda não tem nenhum pokémon e o laboratório do Professor fica muito longe daqui.

— Quanto a isso, eu posso resolver.

— Esqueça, você não vai dar nenhum dos seus pokémons para ela, eu tive algumas ideias aqui — Encerrou a mulher, deixando seu marido confuso - Mande alguém chamá-la, por favor.

Com o fim da conversa, o homem saiu do local e fez questão de ir pessoalmente chamar sua filha, afinal, seria impossível saber sua reação ao escutar que sua mãe, pela primeira vez, estava disposta a fazer algo para deixá-la viajar pelo mundo pokémon.

Chegando no local, Pitter não surpreendeu-se ao ver que sua filha havia fugido de novo. Sempre que contrariada, Samanta costumava fugir e realizar seus desejos, porém, nunca ia muito longe, já que a vegetação das redondezas, impedia a locomoção de sua cadeira de roda. Acostumado com a situação, o homem liberou um deu seus pokémons para iniciar a busca por sua filha. A criatura tinha uma coloração alaranjada com detalhes em preto, sua juba e cauda eram em um tom caramelo, seus membros pareciam fortes e ágeis. Certamente tratava-se de um Arcanine.

Pitter não hesitou, montou em sua fera e iniciou a busca por sua filha. Ele tentava ser o mais discreto possível, pois se por um acaso sua esposa acabasse descobrindo, ela poderia mudar suas opiniões sobre a filha.


~X~

A busca do homem certamente não foi longa, afinal, sua filha sempre direcionava-se para a região sul, rumo a cidade de Veridian que era o caminho para Pallet, onde localizava-se o Laboratório do Professor Oak.

— Samanta, volte até aqui, eu tenho algumas noticias que podem lhe agradar — Alertou o homem.

— Eu não quero saber de nada, vou iniciar minha jornada e ninguém vai me impedir!

— Mas você sabe que o caminho para Pallet é muito longo e perigoso sem um pokémon — Disse o homem. As palavras fizeram a cadeirante parar seu percurso e ficar pensativa — Me parece que sua mãe teve algum tipo de ideia para deixar-lhe viajar.

— Ah, claro, ela certamente vai me prender naquele Centro novamente.

— Confie em mim, minha filha, caso seja apenas uma emboscada, eu mesmo te levarei ao laboratório.

A jovem concordou com a oferta de seu pai. Ela sabia que ele era um homem de palavra e jamais mentiria para sua própria filha, mesmo que fosse para seu próprio bem.


~X~

Ambos partiram de volta para o Centro Pokémon da família. Carregar uma cadeira de rodas em cima de um Arcanine foi o maior desafio do dia, porém o pokémon já parecia acostumado com os ocorridos e acabava "tirando de letra". A velocidade da criatura era realmente incrível, apenas em poucos minutos a dupla de pai e filha já estavam em sua casa.

Daphyne, a mãe de Samanta continuava sentada à mesa, esperando seu retorno. Embora soubesse o que estava ocorrendo, preferiu fingir desconhecer o ocorrido. Quando sua filha chegou acompanhada de seu marido, a mãe manteve-se quieta, apenas esperando uma reação, novamente. Certamente, ela não gostava de ser a primeira a manifestar-se.

— Queria falar comigo, mãe?

— Sim, eu tenho uma proposta para você — Respondeu - Bem, na verdade é mais um desafio, mas não vem bem ao caso.

— E o que seria?

— Você terá que encontrar um parceiro de jornada aqui na cidade!

— Só isso? — Questionou

— Não. Caso encontre, eu irei te dizer o resto de desafio.

Agora estava decidido, Samanta teria que convencer aqueles que sempre acaram-a incapacitada de fazer qualquer coisa, a acompanha-la em uma jornada pelo perigoso mundo pokémon.
Bittö
Bittö
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Kyun Sab 28 Jul 2012 - 15:18

01 - Um novo mundo. Um novo destino.


Ao passar pela porta da frente de sua casa, um pequenino gato Persa pulou nos braços de Leonard. Seus dourados pelos brilhavam à
luz do sol.

— Então quer ir comigo, não é Ches? - Perguntou o jovem sorrindo, tendo como resposta, o ronronar do felino. - Vamos então. Quero ir logo para voltar cedo.

Os dois então começaram a caminhar pelo pequeno vilarejo. Por ali, apenas algumas casas eram vistas, além de árvores e o chão coberto de terra. Após um curto período de tempo, chegaram à margem de um rio, no qual havia uma pequena ponte de madeira e ao lado, um barco estava parado, preso por uma corda.
Leonard se aproximou e jogou a mochila e a vara de pesca sobre o barco. Ches deu um salto e deitou-se em um dos bancos que havia no singelo transporte de madeira. O jovem desamarrou o nó da corda que prendia o barco e entrou no mesmo, usando um remo para começar a movê-lo.
Enquanto navegava, uma ótima brisa passava por eles. Ches dormia tranquilamente, com os pêlos balançando conforme o ritmo suave do vento.
Pouco tempo se passou e já estavam longe da ponte, e foi aí que Leonard parou de remar. Quando o barco parou, o jovem pegou as iscas em sua mochila, prendeu uma no anzol da vara e o lançou à água num rápido movimento. Ficou sentado ali, na calmaria do rio, no silêncio do local. Sem saber que isso duraria pouco.



\\~X~//


Enquanto isso, nas sombras do Castelo misterioso, os homens continuavam a conversa.

— Então mestre... O que faremos? - Perguntou um dos generais.
— Standaryn, você será o primeiro general a qual o filho de Leon deve enfrentar, e será o primeiro a tentar matá-lo. Vá ao seu Castelo, use seus poderes para invocar uma criatura bem forte, para que o garoto não tenha chances. - Ordenou o Líder.
— Como o senhor quiser. - O homem, conhecido como Standaryn, então se pôs de pé, e por um breve momento, asas brotaram de suas costas. Assim, começou a voar pelo salão e saiu por uma das janelas que abriu espontaneamente. - Agora a brincadeira começará... Veremos até onde este mero mortal irá...



\\~X~//


No pequeno barco de madeira, Leonard descansava, sentado no banco e num pedaço do rio onde uma grande árvore fazia sombra.
O tempo estava ótimo, um sol forte no céu, poucas nuvens, o rio estava calmo, tudo para ser um dia perfeito, que começaria a mudar de uma hora para outra.
Repentinamente, Ches levantou-se num pulo, assustado. Com as orelhas levantadas, estava em posição de alerta. Com o susto,
Leonard levantou meio atrapalhado e quase derrubou a vara no rio.

— O que foi Ches? - O jovem olhou para os lados e não viu nada de suspeito, porém, o felino continuava agindo estranho, como se algo estivesse escondido por ali.

Então, no meio de todo o silêncio, algo puxou o anzol com tamanha força que quase puxou Leonard à água. Ele segurou firme, mas a vara partiu-se ao meio. A água do rio começou a ficar agitada e o barco a balançar.

— O que está acontecendo?

No céu, o tempo se fechava, nuvens negras se formavam e o sol se escondia. Um vento forte começou a soprar no local, piorando ainda mais o balaço do pequeno barco de madeira.
Ches olhava fixamente para o céu, sua cauda se mexia freneticamente e parecia pronto para atacar.
Foi então que aconteceu.
Um raio desceu dos céus e acertou em cheio o barco onde Leonard e o gato se encontravam, partindo-o e fazendo com que o garoto e o felino caíssem no rio.
Tentando segurar-se em algo e procurando Ches, Leonard entrou em desespero. O que teria acontecido? Com a luz forte, mal teve tempo de ver o que os atingiu. Conseguiu segurar um pedaço do barco, mas a água agitada o empurrou para o fundo novamente, e sem forças, desmaiou.



\\~X~//


No céu, flutuando invisível, havia um homem, de boa aparência, com aparentemente trinta anos, cabelos loiros, tom de pele claro, trajava uma camisa de mangas compridas amarela, calças pretas e estava descalço.
Sorria sarcasticamente, seus olhos azuis pareciam possuir faíscas.

— Parece que consegui... - Disse com um uma aparente felicidade maliciosa no rosto.

Assim, suas asas douradas tornaram-se visíveis e ele voou mais alto até desaparecer.



\\~X~//



Por um instante, Leonard estava num enorme salão, redondo e escuro, iluminado por velas e com uma decoração de castelos medievais. Ele estava em pé, com uma leve armadura prateada e uma Katana em mãos. Do outro lado da sala, a silhueta de um gigante monstro saía da escuridão, mas antes que pudesse ser visto, a cena desapareceu.

Abriu os olhos e uma luz fraca iluminava o local. Tentou se levantar mais se sentia fraco, sua cabeça doía e seus membros estavam cansados.

— Acalme-se, você ainda não está totalmente recuperado. - Disse uma voz feminina suave.

Olhou para o lado da cama onde estava e viu uma bela jovem sentada em uma cadeira, com itens medicinais em mãos. Possuía cabelos loiros e seus olhos verdes brilhavam com a luz do sol.

— Err... Onde eu estou? - O garoto ainda estava meio atordoado.
— Na Ilha Tenji. - Respondeu a jovem, calmamente.
— Ilha Tenji...? Nunca ouvi falar... Espere... Cadê o Ches? - Leonard lembrou de seu gato e não o viu pelo quarto.
— Ele está bem, conseguiu nos chamar a tempo.
— Chamar... Vocês? Não entendi. - O jovem parecia confuso, porém a garota ao seu lado falava com muita tranquilidade. - E além disso, quem é você?
— Me chamo Camille. Filha do Rei da ilha. Você está no Castelo Tenji e estou cuidando de você. Você se feriu um pouco no acidente de barco.
— Não lembro direito o que ocorreu. - Disse passando a mão na cabeça que doía um pouco ainda.
— Melhor descansar um pouco. Vou ver como está seu gato e o trarei. - Camille sorriu e saiu pela porta.

O quarto onde Leonard estava era grande, porém vazio. Apenas um armário, uma cama, e um criado-mudo preenchiam o salão. Havia também uma janela em uma das extremidades do quarto. O garoto então, com forças, levantou e foi até ela.
A vista do lado de fora era bonita, ele via quase toda a Ilha e o mar.

— Ilha Tenji... - Murmurou para si mesmo.

Muitas perguntas passavam em sua mente, mas logo seriam respondidas.

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 R5b6Oxy
Kyun
Kyun
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : I feel the salty waves come in (8)


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por GodFire Sab 28 Jul 2012 - 20:38

Aqui está a tarefa e a fruta o chocolate. Resolvi dar chocolate, já deve ter enjoado de frutas, apesar de serem mais nutritivas. -s

Faculdade Writer Revolution - Página 15 File_280

Capítulo 01


Rodrigo olhava entediado para os vários filmes que estavam passando no projetor, havia conseguido pouco resultado com o trabalho e seu gato Mimo dormia roncando sonoramente em cima da mesa ao seu lado. O garoto acorda-se de seu estado de transe quando ouve o barulho do alçapão se abrindo.

~X~

— Hoje foi um dia tão cansativo! — Disse uma linda garota de cabelos azuis para si mesma. — Não via a hora de vir para a biblioteca. Tem tanta coisa para arrumar… mas vou ver a sala de projeção primeiro, faz tempo que não organizo as coisas lá.

A garota abriu o alçapão e desceu a escada devagarinho, ficou surpresa porque já encontrou alguém lá.

— Olá. — Disse ela. — Quem é você?

— Meu nome é Rodrigo. — Respondeu o garoto. — E o seu?

— Mariana, mas todo mundo me chama de Marimoon.

— Marimoon? Há, há! É um nome engraçado.

— Sim, é mesmo. Acho que ganhei esse apelido por estar sempre com a cabeça na lua. — Marimoon fica pensativa por um momento, como se estivesse avaliando se seu apelido foi realmente por causa disso, e então voltou a falar: — Bem, de qualquer jeito, o que você está fazendo aqui Rodrigo?

— Estou vendo uns filmes e anotando algumas coisas para um trabalho.

— Eu sou ajudante da bibliotecária, e então venho arrumar os livros e fazer uma limpeza na sala de vez em quando. Fiquei surpresa quando entrei, quase ninguém vem aqui, nem mesmo eu.

Rodrigo assentiu com a cabeça, não sabia o que dizer para a garota, então se virou para frente e continuou a ver o filme. Ele percebeu que Mimo não estava mais em cima da mesa. Foi então que ele notou que o gato estava mexendo com a tela de projeção.

— Mimo, sai já daí! — Disse Rodrigo. — Você não pode mexer na tela!

O garoto correu até a frente da sala e pegou seu gato bagunceiro no colo. Mas a tela de projeção já estava balançando tanto que caiu, fazendo um enorme barulho. Rodrigo olhou rápido para Marimoon.

— O que houve? — perguntou ela.

— O Mimo, meu gato, derrubou a tela de projeção, mas eu já vou ajeitar! — Disse Rodrigo aflito.

— Já existia este buraco na parede antes? — Perguntou Marimoon.

Rodrigo ficou sem entender por uns instantes, mas então olhou para a parede, e onde ficava o projetor havia um enorme buraco na parede.

— Eu não sei, é a primeira vez que entro aqui. — Respondeu Rodrigo. — Mas esse buraco na parede não fui eu que fiz!

— É óbvio que você não fez. Parece inclusive que esse buraco é proposital, há um túnel depois dele.

— Uma pessoa consegue passar tranquilamente por esse túnel. — Falou Rodrigo. — Ei! Vamos entrar e ver até onde leva?

— Eu não! — Disse Marimoon, parecendo incrédula com a pergunta. — Pode ser perigoso…

— É verdade, eu não havia pensado nisso… — Disse o garoto por fim. — Ei, cadê o Mimo?

— Ah, não! Ele entrou no buraco! — disse Marimoon.

— Mimo, venha aqui! — Exclamou Rodrigo, estendendo o braço para tentar agarrar o gato, que infelizmente já estava bem distante dentro do túnel.

O gato deu um miado parecendo debochar dos esforços do seu dono.

— Eu vou entrar pegar o Mimo e já volto! — Disse Rodrigo enraivecido entrando pelo buraco.

— Espera, não vá! — Pediu Marimoon, mas de nada adiantou, o garoto já estava bem longe no túnel. Preocupada de estar ali sozinha, sem titubear ela entrou no buraco também.

~X~

Rodrigo percebeu que o caminho do túnel era bem grande, escuro e as paredes feitas de pedra. Encontrou o Mimo parado lambendo a patinha. O garoto agarrou o gato quando ele menos esperava.

— Te peguei! — Disse ele. — Ooopa!

Rodrigo notou que depois de onde o gato estava, havia uma enorme ladeira no caminho do túnel.

— Quase que eu caio.

— Rodrigo, cadê você?

Era a voz da Marimoon, ela vinha logo atrás do garoto, e sem perceber acaba esbarrando nele na escuridão. Os dois se desequilibram e caem na ladeira. Depois de uma enorme descida, eles chegam ao final do túnel.

Marimoon e Rodrigo caem desmantelados no chão.

— O-onde estamos? — Pergunta Rodrigo sem entender.

Vendo que não obteve respostas, ele procura por Marimoon ao seu redor, mas só encontra uma garota pequena, que devia ter uns 9 ou 10 anos.

— Marimoon, é você?

A garota olhou para ele e também ficou surpresa.

— Rodrigo?

Os dois jovens notaram que ambos tinham voltado a ficar com 10 anos de idade.

CONTINUA...
GodFire
GodFire
Membro
Membro

Masculino Idade : 27
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Nada melhor pra fazer do que não fazer nada


http://www.lastfm.com.br/user/FireKilljoy

Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Pokémon-fics Sab 28 Jul 2012 - 22:09

Desculpe a demora, mas aqui está! Só pra avisar, eu refiz o capitulo 1 e dei mais detalhes.

CAPITULO 1: JORNADA?

Na região Feryes, na cidade Hetaly. Há uma casa onde tem um garoto que acaba de completar 10 anos, chamado Jin Avalon.

Ele estava trancado em seu quarto com as cortinas fechadas, desde o dia da morte de sua irmã, ele nunca mais tinha frequentado a escola e passava a maior parte do tempo, trancado em seu quarto escuro, ele não falava mais com ninguém alem de sua mãe, nem mesmo a sua amiga, Julie.

O seu pai morreu de ataque cardíaco e o trabalho de sua mãe duplicou para que possa cuidar de seu filho não só fisicamente, mas também psicológico, pois ele se recusa a ir a um psicólogo, mas ainda tenta contratar um.em segredo.

Jin não conseguia tirar aquele dia da cabeça, ele sempre sonhava com o dia em que ele e sua irmã vão a exposição e aquele homem acaba matando sua irmã quando saem. Esse sonho sempre se repetia, fazendo-o com que evite dormir, ou pelo menos tenta, mas sempre acaba dormindo, mas esse dia era onde sua vida mudaria novamente.

- Jin, hoje é o dia em que você completa 10 anos, você não pretende partir em uma jornada? – Pergunta a sua mãe entrando no quarto.

- Não... – Diz ele com sua voz meio roca, a voz dele engrossou mais do que deveria nesses últimos dois anos, parecia a de um rapaz com cerca de 20 anos.

- Filho, pelos menos tome um ar fresco! – Pede ela gentilmente.

De inicio ele não aceitava, mas depois de tanto pedir, o jovem aceita. É claro que ele não gostava da ideia, mas era o único jeito de cala-la, no lado de fora estava nada mais que algumas pessoas andando como de costume, crianças brincando, adultos discutindo... Era uma simples atmosfera do cotidiano, mas Jin se sentia um pouco assustado, pois fazia tempo em que ele tinha saído de casa, o que desenvolveu agorafobia.

......

Julie estava fazendo o seu ultimo passeio depois dela ter falado com sua prima, pois já tinha pego um Pokémon e a pokédex e já tava de saída, mas queria ver a sua cidade pela ultima vez já que não a verá por um bom tempo, mas no caminho, ela encontra um amigo que não o via faz tempo, era difícil de acreditar nos seus olhos, mas com muita alegria ela caminha em direção ao próprio e este notou a presença dela.

- Ah quanto tempo Jin! – Cumprimenta ela com alegria.

- Digo o mesmo... – Disse o jovem sem palavras, era possível notar o nervosismo.

- Estou feliz em saber que você está bem! –

O garoto esteve meio nervoso, pois não via a sua amiga faz tempo, principalmente quando se tem uma queda por ela escondido.

Julie, fala animadamente sobre ter conseguido o seu primeiro Pokémon, era uma espécie de peixe lama, um Pokémon azulado com bochechas laranja com uma pequena ponta em cada uma, era possível ver o rapo azul mais claro que a pele. O nome era Mudkip do tipo água.

- E qual eram as outras duas opções? – Pergunta Jin com curiosidade.

- Eram o Treecko e o Torchic, mas fui a primeira a chegar no laboratório e consegui pegar o Mudkip! – Responde Julie ainda animada.

Ela notava que seu amigo não chegou a sorrir em nenhum momento, então achou que seria melhor não perguntar sobre a família, pois soube da morte de sua irmã e de seu pai que morreu de ataque cardíaco dois dias depois.
Mas ela quis mostrar um lugar especial que descobrira á dois anos, foi quando ela decidiu puxar ele pela mão, fazendo-o corar, o lugar ficava atrás de um beco.

A visão era muito bela, lá tinha uma enorme fonte, pareciam ser feitas de cristal, as águas estavam impecáveis, pois eram tão limpas que dava para ver o fundo tão claramente quanto dava para ver o reflexo.

Jin estava muito impressionado, ele não disse uma palavra sequer, mas sua amiga torna-se a falar.

- Linda, não é? Eu quero que mantenha em segredo! –

O jovem esteve tão confuso que decide perguntar o porque e logo vem a resposta.

- É que não tem muitas águas limpas nesta cidade então gostaria que ninguém mais soubesse, você é o único que estou confiando o seu segredo! –

Julie é uma garota ecológica que ama a natureza e o meio ambiente limpo, por isso, ela quer manter a fonte em segredo, pois se isso vier átona, as pessoas irão usar essa fonte para beneficio próprio e acabariam estragando-a e isso era a ultima coisa que queria acontecer.

Mas algum tempo passaram-se, e os dois estavam conversando, Julie sugeriu que mostrasse o seu Oddsh, e foi o que ele fez e ela também mostra o seu Mudkip, os dois se deram bem e passaram o dia conversando sobre os seus Pokémon e sobre a paisagem até chegar a hora de despedida que foi as 18:00.

......

Uma garotinha de 6 anos estava com sua mãe no distrito de compras, já era 18:05 no relógio. As duas estavam lá por causa de uma Liquidação na loja de roupas que estava prestes a abrir.

- Filha, já se despediu de seus primos hoje cedo? – Pergunta a mãe.

A filha só afirmou embora não quisesse sair da cidade, mas como não queria enfurecê-la, ela aceitou a ideia, o nome da garota é Sara Botom e nunca conheceu o seu pai, pois eles se divorciaram quando ela ainda era uma recém nascida a este mundo, mas o motivo da mudança foi por causa do trabalho de sua mãe, pois é muito ocupada e quase não fica em casa.

A garota simplesmente puxa pelo couro da blusa pedindo para ir ao banheiro.

- Tudo bem, pode ir, desde que não se demore e tome cuidado para não se perder! –

E com essa palavra, ela deixa o lugar e vai ao banheiro que fica a meia hora, pois o bairro é grande. Depois de ir ao banheiro, ela sai e acaba se esbarrando em alguém por acidente.

-Tudo bem pequenina? – Pergunta uma bela jovem de vestido rosa com enfeites pretos cheio de babados, parecia uma concorrente de um concurso, mas a diferença é que não estava no campeonato e essa cidade não ah nenhum.

- Minha mãe me diz para não falar com estranhos. – Responde Sara.

- Entendo então tudo bem, cuide-se! – Diz ela com um sorriso de um anjo, mas logo torna-se a falar. – Você pode ver a sua vida correr dentro de você? Então um dia ela sumirá e você não á verá mais! – Ela finaliza com um belo sorriso e sai sem que a Sara consiga vê-la indo.

Antes que ela notasse, já era 19:00 no relógio, passou mais tempo do que esperava e j´´a era hora da Liquidação, mas foi quando percebeu que estava perdida.

......

Jin esteve com humor melhorado, embora ainda não conseguisse sorrir, mas conseguia andar sem ter tanto medo, mas enquanto pensava ele vê que já passou muito tempo e que não deveria chegar tarde em casa, mas enquanto ele andava se depara com um semáforo quebrado e vários carros se batendo, com isso ele não teve escolha a não ser pegar o caminho mais longo.

Enquanto andava já era 20:03, mas lá ele encontra uma pequena garota que parecia estar perdida, o lugar era perto de onde testemunhou a morte de sua irmãzinha, com medo de que algo parecido acontece-se, foi direto a garota e perguntou-lhe.

- Está perdida? –

- Minha mãe me disse para não falar com estranhos! – Disse ela.

- Desculpa, meu nome é Jin Avalon. – Apresenta-se achando que assim podia ganhar a confiança mesmo que não por completo.

- Sou Sara Botom. – Responde a garota.

Ela falou o que houve e então, o jovem decide ajuda-la com um leve sorriso, levaram um tempo, era possível ver as luzes do distrito de compras se desligando e algumas lojas estavam fechando como sinal de já estar ficando tarde, mas a liquidação ainda estava aberta facilitando a chegada do local.

Lá Sara aponta para uma mulher que parecia estar preocupada.

- Elá é a sua filha? – Pergunta Jin se aproximando da moça.

- Sim! Obrigado! –

Após essa afirmação, Sara decide dar o numero do telefone do Pokégear para o jovem, pois já tinha ganhado a confiança dela.

Depois do ato de nobreza, o jovem volta a seu caminho para casa e quando ver a hora, já era 22:00, vendo que o tempo foi longo, decide voltar pra casa enquanto pensava na possibilidade de voltar a curtir a vida e conseguir socializar-se novamente.

Mas seus pensamentos foram interrompidos pela visão terrível. Ele viu o homem do Rhydon de dois anos atrás sair de sua casa.

- Parece que ela não sabia de nada, afinal. – Murmura ele sem notar o garoto na esquina.

Após o homem sumir de sua visão, ele corre para dentro de casa e quando entra...

Não podia acreditar nos seus olhos, a sua mãe estava deitada no chão da entrada sem vida! Completamente morta, deixando-o escapar um grito de horror.

As lagrimas caiam de seus olhos e a fúria aumentava, mas foi ali que ele decidiu não ficar mais parado e decide partir em sua jornada em busca de vingança.

CONTINUA...



Última edição por Pokémon-fics em Sab 28 Jul 2012 - 23:51, editado 1 vez(es)
Pokémon-fics
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Nothermoraes Sab 28 Jul 2012 - 22:39

1 - O início da Jornada



Bem, eu nunca soube quem são meus verdadeiros pais. Meus pais sempre me falaram que me adotaram, e isto não me deixa bravo nunca. Só me deixava curioso eles nunca falarem quem são meus verdadeiros pais. Mas mesmo assim, eu sabia onde eu fui adotado: Orfanato Central de Olivine, ou O.C.O.

Bem, eram 12h30min quando aconteceu... Eu fui jantar e não conseguia parar de pensar nesta tremenda dúvida. Então quando terminei subi no meu quarto e liguei meu computador. Fiquei com aquela tentação toda de entrar no MSN e falar com a galera, mas tinha um objetivo. Entrei então na internet, Google Chrome para ser mais exato. Eu entrei então no site do O.C.O e procurei meu nome de nascença: Jimmy Clotrem. Pesquisei ao máximo para encontrar, e achei. Peguei um Doritos e vi todos os meus dados de lá, e descobri que era loiro na época em lista. Mas, quando vi a parte de quem me deixou lá, quase tive um ataque do coração. Estava escrito que quem me deixou foi... Jasmine Clotrem.

- O que? – Gritei, impressionado – Como aquela doida desmiolada fez isso?

Fiquei tão nervoso que derrubei meu Doritos. Estava tão perfeito que me arrependi eternamente daquilo.

Após isso, decidi que o melhor a fazer era deitar e dormir, esperar o dia passar e no outro resolver o problema de frente.

[...]

Ao acordar, eu fui direto ao Café de Olivine, e quando entrei, Rinn – A recepcionista – tentou falar comigo.

- Que cara é essa Kate? O que houve? – Perguntou Rinn
- Calada, Rinnessota! – Gritei, irritado – Não é da sua conta! A propósito, cadê a Jasmine?
- Está na sala dela.
- Ótimo, valeu! – Gritei, agradecendo

Fui na sala dela. Bati na porta e ela abriu-a. Eu entrei como se nada tivesse acontecido. Ela então me deixou entrar. Ao entrar, fiquei irritadíssimo e gritei com ela.

- Quando ia me contar que era minha mãe?! – Perguntei gritando
- Então descobriu... – Falou Jasmine, preocupada
- Sim, e daí? – Gritei, chutando uma cadeira

Nesse momento, ela me olhou, como se eu fosse um monstro. Ao me acalmar, ela continuou a falar. Ela parecia menos assustada com meu estado também.

- Bem... eu ia contar hoje mesmo. Eu fui chamada para a Elite dos 4 de Johto. – Falou Jasmine sorrindo – Teria que falar o porque de eu querer que você me substituísse no gym.
- Então quer que eu substitua-a no gym? – Falei, impressionado – Mas nem um Pokémon eu tenho!
- E o que estamos esperando? – Falou Jasmine, sorrindo bastante – Siga-me!

Segui ela e ela foi parar dentro do gym. Entrei também e vi que o teto estava aberto. Era a abertura que ela usava quando estava batalhando com o Rusty, para ele caber. Ela lançou um Skarmory e subiu em cima. Subi também e ele decolou em grande velocidade, já que suas asas metálicas cortavam o vento.

- Onde quer ir? – Perguntou Jasmine, botando a língua pra fora
- Bem... Acho que no Mt.Silver... – Falei pensando em Sneasel e Larvitar

[...]

Chegamos no Mt.Silver, que estava cheio de Pokémon’s felizes, se divertindo pra valer. Eles estavam sorridentes, se atacando de brincadeira.

- Qual vai querer? – Perguntou Jasmine
- Larvitar!

Então, Jasmine lança seu Steelix. Rusty parecia saldável e forte, mais do que nunca. Rusty solta um grande grito, intimidando o pequeno Larvitar.

- Rusty, use o Screech seguido de Iron Tail! – Gritou Jasmine, sorrindo

O pequeno Larvitar pula para tentar usar Bite, mas Steelix solta outro grito, fazendo Larvitar voar longe e ficar com a defesa reduzida. Logo depois, Rusty começa a girar e sua calda brilha, acertando Larvitar.

- Agora, vai Pokéball! – Gritou Jasmine, empolgada

Larvitar entra dentro da Pokéball. A esfera vermelha balança três vezes e fica escura, soltando estrelas. Minha mãe tinha capturado um Larvitar para mim!

Jasmine me dá a Pokéball de meu Pokémon, fazendo um grande sorriso.

[...]

Já em Olivine, eu fui falar com minha mãe e meu irmão sobre isso. Meu pai estava trabalhando, e não pode ouvir. Ao sair, Jasmine me chama.

- Para provar sua competência, irá batalhar comigo! – Disse Jasmine sorrindo
- Ok!

A batalha então iria começar. Caminhamos até dentro do gym e lançamos os Pokémon.

- Vá Magnemite! – Gritou Jasmine
- Larvitar, mostre seu melhor! – Gritei, confiate – Dig!

Larvitar cavou e pulou, acertando um golpe quatro vezes super efetivo, fazendo Magnemite desmaiar.

- Isso prova que será meu sucessor. – Falou Jasmine sorrindo – Pode ir!
- Valeu, tchau! – Falei

Ao andar, meu irmão aparece na porta.

- Queria seguir jornada com você, Kate. – Falou Dai – Posso?
- Pode, claro! Afinal, você é meu irmão.

Então fomos seguindo para o Porto de Olivine, pegar um barco para Cianwood.

[Continua...]

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 K2Tfe

Faculdade Writer Revolution - Página 15 IMKmB

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Reborn2o
- Comprei um mascote, ganhei um mascote que tem um mascote: Not Jr. e seu fiel amigo Kecly :p -
Nothermoraes
Nothermoraes
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : I like Froakie!


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Kurosaki Mud Dom 29 Jul 2012 - 11:06

Muito bem alunos :3
Bem, três não entregaram, mas dois eu não vejo um bom tempo no fórum e o outro, bem, o Fox, deve ter tido algum problema.
Até domingo que vem eles estarão corrigidos com meu método colorido -q. Preciso de tempo por serem cinco capítulos galerin. De qualquer forma, boa sorte o/

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Sign1_zps433ac70b
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 27
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : O..o


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Kurosaki Mud Dom 5 Ago 2012 - 21:20

Bitto:

1 ponto por corresponder ao cronograma – 1, está igual, a decisão de enfrentar e convencer os pais, ok.

2 pontos pelo separador e pelo título – 2

5 pontos pela Gramática, mais crase – 4,2. Bem, teve um erro de crase, um de palavra e um de colocação pronominal em um parágrafo todo. Vou mostrar:

Agora estava decidido, Samanta teria que convencer aqueles que sempre acaram-a incapacitada

Chegou à seus pais – Sem o crase

Samanta não importou-se com a opinião de sua mãe, estava determinada a fazer isso. Quando a refeição terminou, todos direcionaram-se para seus respectivos afazeres, até que no local, ficassem apenas a família Crowse Joy. A filha esperava uma manifestação de seus pais, que mantinham-se quietos

Nesse caso, o “se” se refere sempre ao sujeito, é próclise, você aprenderá no ensino médio, mas fica a dica. Samanta não se importou, todos se direcionaram e pais se mantinham quietos.

E por fim 2 pontos por vírgula e nexo na história – 2.

Nota final – 9,2, parabéns ^^



Kyun:

Você foi bem, não vi erros de gramática e tudo correspondeu ao esperado, os marcadores e título da mesma cor, o cronograma, tudo mais.

Porém, duas coisas me chamaram atenção para você ficar com o capítulo perfeito.

Primeiro, o espaçamento. Ele ter atrapalhou um pouco, pois o primeiro parágrafo por exemplo, ficou separado e alguns tinham duplo espaçamento enquanto outros não tinham espaço.

E essa frase: camisa de mangas compridas amarela. Ela eu achei que podia ter ficado na ordem direta, opte por colocar camisa amarela de mangas compridas, facilita a leitura. Apenas isso, por conta dessas duas coisinhas, você ficará com:

Nota final -9,6. Parabéns também. ^^



Fire:

Hersheys *_* Ganhou-me com essa :3

Não vi erros, nem nada fora de lugar. O que podia melhorar é diminuir o número de espaços e colocar mais descrição, senti que você podia ter colocado mais história. E você deu uma trocada na história comparada ao cronograma, mas ficou legal de qualquer forma, volta ao tempo é sempre bom. e.e

Nota final – 9,5.

Poké-fics:

Bem Poké, você não foi tão bem. Algumas palavras que insisti para que não colocassem sem acento você colocou, errou um pouco de tudo na crase e a história fluiu muito rápida, eu às vezes me perdia. Olha como ficou estranho:

Mud foi a feira, comprou batata, não, comprou banana, aí conheceu uma garota, era linda, nome: Jéssica, ela comprou maçã, depois foram pra casa, aí ele dormiu, etc...

Use pontos finais e menos repetições, isso te atrapalhou muito. Aqui o cap no modo arco-íris:

CAPITULO 1: JORNADA?

Na região Feryes, na cidade Hetal
y.
Há uma casa onde tem um garoto que acaba de completar 10 anos, chamado Jin Avalon.

Ele estava trancado em seu quarto com as cortinas fechadas, desde o dia da morte de sua irmã, ele nunca mais tinha frequentado a escola e passava a maior parte do tempo, trancado em seu quarto escuro, ele não falava mais com ninguém alem
de sua mãe, nem mesmo a sua amiga, Julie.

O seu pai morreu de ataque cardíaco e o trabalho de sua mãe duplicou para que possa cuidar de seu filho não só fisicamente, mas também
psicológico, pois ele se recusa a ir a um psicólogo, mas ainda tenta contratar um.em
segredo.

Jin não conseguia tirar aquele
dia da cabeça, ele sempre sonhava com o dia em que ele e sua irmã vão a exposição e aquele homem acaba matando sua irmã quando saem. Esse sonho sempre se repetia, fazendo-o com que evite dormir, ou pelo menos tenta, mas sempre acaba dormindo, mas
esse dia era onde sua vida mudaria novamente.

- Jin, hoje é o dia em que você completa 10 anos, você não pretende partir em uma jornada? – Pergunta a sua mãe entrando no quarto.

- Não... – Diz ele com sua
voz meio roca, a voz
dele engrossou mais do que deveria nesses últimos dois anos, parecia a de um rapaz com cerca de 20 anos.

- Filho, pelos menos tome um ar fresco! – Pede ela gentilmente.

De
inicio ele não aceitava, mas depois de tanto pedir, o jovem aceita. É claro que ele não gostava da ideia, mas era o único jeito de cala
-la, no lado de fora estava nada mais que algumas pessoas andando como de costume, crianças brincando, adultos discutindo... Era uma simples atmosfera do cotidiano, mas Jin se sentia um pouco assustado, pois fazia tempo em que ele tinha saído de casa, o que desenvolveu agorafobia.

......

Julie estava fazendo o seu
ultimo passeio depois dela ter falado com sua prima, pois tinha pego um Pokémon e a pokédex e tava de saída, mas queria ver a sua cidade pela [/b]ultima vez já que não a verá por um bom tempo, mas no caminho, ela encontra um amigo que não o via faz tempo, era difícil de acreditar nos seus olhos, mas com muita alegria ela caminha em direção ao próprio e este notou a presença dela.

- Ah quanto tempo Jin! – Cumprimenta ela com alegria.

- Digo o mesmo... – Disse o jovem sem palavras, era possível notar o nervosismo.

- Estou feliz em saber que você está bem!


O garoto esteve meio nervoso, pois não via a sua amiga faz tempo, principalmente quando se tem uma queda por ela escondido.

Julie, fala animadamente sobre ter conseguido o seu primeiro Pokémon, era uma espécie de peixe lama, um Pokémon azulado com bochechas laranja com uma pequena ponta em cada uma, era possível ver o
rapo
azul mais claro que a pele. O nome era Mudkip do tipo água.

- E qual eram as outras duas opções? – Pergunta Jin com curiosidade.

- Eram o Treecko e o Torchic, mas fui a primeira a chegar
no
laboratório e consegui pegar o Mudkip! – Responde Julie ainda animada.

Ela notava que seu amigo não chegou a sorrir em nenhum momento, então achou que seria melhor não perguntar sobre a família, pois soube da morte de sua irmã e de seu pai que morreu de ataque cardíaco dois dias depois.
Mas ela quis mostrar um lugar especial que descobrira
á
dois anos, foi quando ela decidiu puxar ele pela mão, fazendo-o corar, o lugar ficava atrás de um beco.

A visão era muito bela, lá tinha uma enorme fonte, pareciam ser feitas de cristal, as águas estavam impecáveis, pois eram tão limpas que dava para ver o fundo tão claramente quanto dava para ver o reflexo.

Jin estava muito impressionado, ele não disse uma palavra sequer, mas sua amiga torna-se a falar.

- Linda, não é? Eu quero que mantenha em segredo! –

O jovem esteve tão confuso que decide perguntar o porque e logo vem a resposta.

- É que não tem muitas águas limpas nesta cidade então gostaria que ninguém mais soubesse, você é o único que estou confiando o seu segredo! –

Julie é uma garota ecológica que ama a natureza e o meio ambiente limpo, por isso, ela quer manter a fonte em segredo, pois se
isso vier átona, as pessoas irão usar essa fonte para beneficio próprio e acabariam estragando-a e isso era a
[/b]ultima coisa que queria acontecer.

Mas algum tempo passaram-se, e os dois estavam conversando, Julie sugeriu que mostrasse o seu Oddsh, e foi o que ele fez e ela também mostra o seu Mudkip, os dois se deram bem e passaram o dia conversando sobre os seus Pokémon e sobre a paisagem até chegar a hora de despedida que foi as
18:00.

......

Uma garotinha de 6 anos estava com sua mãe no distrito de compras, já era 18:05 no relógio. As duas estavam lá por causa de uma Liquidação na loja de roupas que estava prestes a abrir.

- Filha, já se despediu de seus primos hoje cedo? – Pergunta a mãe.

A filha só afirmou embora não quisesse sair da cidade, mas como não queria enfurecê-la, ela aceitou a ideia, o nome da garota é Sara Botom e nunca conheceu o seu pai, pois eles se divorciaram quando ela ainda era uma recém nascida a este mundo, mas o motivo da mudança foi por causa do trabalho de sua mãe, pois é muito ocupada e quase não fica em casa.

A garota simplesmente puxa pelo couro da blusa pedindo para ir ao banheiro.

- Tudo bem, pode ir, desde que não se demore e tome cuidado para não se perder! –

E com essa palavra, ela deixa o lugar e vai ao banheiro que fica a meia hora, pois o bairro é grande. Depois de ir ao banheiro, ela sai e acaba se esbarrando em alguém por acidente.

-Tudo bem pequenina? – Pergunta uma bela jovem de vestido rosa com enfeites pretos cheio de babados, parecia uma concorrente de um concurso, mas a diferença é que não estava no campeonato e essa cidade não ah nenhum.

- Minha mãe me diz para não falar com estranhos. – Responde Sara.

- Entendo então tudo bem, cuide-se! – Diz ela com um sorriso de um anjo, mas logo torna-se a falar. – Você pode ver a sua vida correr dentro de você? Então um dia ela sumirá e você não á verá mais! – Ela finaliza com um belo sorriso e sai sem que a Sara consiga vê-la indo.

Antes que ela notasse, já era 19:00 no relógio, passou mais tempo do que esperava e
j´´a
era hora da Liquidação, mas foi quando percebeu que estava perdida.

......

Jin esteve com humor melhorado, embora ainda não conseguisse sorrir, mas conseguia andar sem ter tanto medo, mas enquanto pensava ele vê que já passou muito tempo e que não deveria chegar tarde em casa, mas enquanto ele andava se depara com um semáforo quebrado e vários carros se batendo, com isso ele não teve escolha a não ser pegar o caminho mais longo.

Enquanto andava já era 20:03, mas lá ele encontra uma pequena garota que parecia estar perdida, o lugar era perto de onde testemunhou a morte de sua irmãzinha, com medo de que algo parecido acontece-se, foi direto a garota e perguntou-lhe.

- Está perdida? –

- Minha mãe me disse para não falar com estranhos! – Disse ela.

- Desculpa, meu nome é Jin Avalon. – Apresenta-se achando que assim podia ganhar a confiança mesmo que não por completo.

- Sou Sara Botom. – Responde a garota.

Ela falou o que houve e então, o jovem decide
ajuda
-la com um leve sorriso, levaram um tempo, era possível ver as luzes do distrito de compras se desligando e algumas lojas estavam fechando como sinal de já estar ficando tarde, mas a liquidação ainda estava aberta facilitando a chegada do local.

Lá Sara aponta para uma mulher que parecia estar preocupada.

-
Elá
é a sua filha? – Pergunta Jin se aproximando da moça.

- Sim! Obrigado! –

Após essa afirmação, Sara decide dar o
[/b]numero do telefone do Pokégear para o jovem, pois já tinha ganhado a confiança dela.

Depois do ato de nobreza, o jovem volta a seu caminho para casa e quando ver a hora, já era 22:00, vendo que o tempo foi longo, decide voltar pra casa enquanto pensava na possibilidade de voltar a curtir a vida e conseguir socializar-se novamente.

Mas seus pensamentos foram interrompidos pela visão terrível. Ele viu o homem do Rhydon de dois anos atrás sair de sua casa.

- Parece que ela não sabia de nada, afinal. – Murmura ele sem notar o garoto na esquina.

Após o homem sumir de sua visão, ele corre para dentro de casa e quando entra...

Não podia acreditar nos seus olhos, a sua mãe estava deitada no chão da entrada sem vida! Completamente morta, deixando-o escapar um grito de horror.

As
[/b]lagrimas caiam de seus olhos e a fúria aumentava, mas foi ali que ele decidiu não ficar mais parado e decide partir em sua jornada em busca de vingança.




CONTINUA...

Legenda:

Rosa: Erro de crase

Vinho: Colocação Pronominal

Azul: Acentos.

Azul garrafal: Palavras que não deveriam ser escritas de forma errada, já que já aprendemos o certo delas.

Verde: Repetições.

Roxo: Palavras escritas erradamente ou colocadas de forma confusa.

Vermelho: Pontuação

Bom, o que senti foi que você não revisou e não usou um word/google chrome para te ajudar. Eu terei de ser justo Poké, sua nota final será 5. Fui ainda bonzinho por não levar em conta os aspectos originais, senão seria menor. Sugiro que releia as aulas e use os conselhos de pedir para alguém bom em português te ajudar e usar um navegador com correção, além, é claro, de revisar o quanto for preciso.

Not

Bem Not, quando você entrou na faculdade, vi que você não tinha a noção básica de escrever fics. Mas parece que lendo as aulas, você progrediu, melhorou e muito, meus parabéns. Mas ainda há pontos que precisam ser corrigidos.

O capítulo e a legenda a seguir com explicações. Algumas partes eu cortei por que não têm erros:

Bem, eu nunca soube quem são meus verdadeiros pais. Meus pais sempre me falaram que me adotaram, e isto não me deixa bravo nunca. Só me deixava curioso eles nunca falarem quem são meus verdadeiros pais. Mas mesmo assim, eu sabia onde eu fui adotado: Orfanato Central de Olivine, ou O.C.O.

Bem, eram 12h30min quando aconteceu... Eu fui jantar e não conseguia parar de pensar nesta tremenda dúvida. Então quando terminei subi no meu quarto e liguei meu computador. Fiquei com aquela tentação toda de entrar no MSN e falar com a galera, mas tinha um objetivo.
Entrei então na internet, Google Chrome para ser mais exato. Eu entrei então no site do O.C.O e procurei meu nome de nascença: Jimmy Clotrem. Pesquisei ao máximo para encontrar, e achei. Peguei um Doritos e vi todos os meus dados de lá, e descobri que era loiro na época em lista. Mas, quando vi a parte de quem me deixou lá, quase tive um ataque do coração. Estava escrito que quem me deixou
foi... Jasmine Clotrem.

- O que? – Gritei, impressionado – Como aquela doida desmiolada fez isso?

Fiquei tão nervoso que derrubei meu Doritos. Estava tão perfeito que me arrependi eternamente daquilo.

Após isso, decidi que o melhor a fazer era deitar e dormir, esperar o dia passar e no outro resolver o problema de frente.



[...]



Ao acordar, eu fui direto ao Café de Olivine, e quando entrei, Rinn – A recepcionista – tentou falar comigo.

- Que cara é essa Kate? O que houve? – Perguntou Rinn
- Calada, Rinnessota! – Gritei, irritado – Não é da sua conta! A propósito, cadê a Jasmine?
- Está na sala dela.
- Ótimo, valeu! – Gritei, agradecend
o

Fui na sala dela. Bati na porta e ela abriu-a. Eu entrei como se nada tivesse acontecido. Ela então me deixou entrar. Ao entrar, fiquei irritadíssimo e gritei com ela
.

- Quando ia me contar que era minha mãe?! – Perguntei gritan
do
- Então descobriu... – Falou Jasmine, preocupada
- Sim, e daí? – Gritei, chutando uma cadeira

Segui ela e ela
foi parar dentro do gym. Entrei também e vi que o teto estava aberto. Era a abertura que ela usava quando estava batalhando com o Rusty, para ele caber. Ela lançou um Skarmory e subiu em cima. Subi também e ele decolou em grande velocidade, já que suas asas metálicas cortavam o vento.

- Onde quer ir? – Perguntou Jasmine, botando a língua pra fora
- Bem... Acho que no Mt.Silver... – Falei pensando em Sneasel e Larvit
ar



[...]



Chegamos no Mt.Silver, que estava cheio de Pokémon’s felizes, se divertindo pra valer. Eles estavam sorridentes, se atacando de brincadeira.

- Qual vai querer? – Perguntou Jasmin
e
- Larvitar!

Então, Jasmine lança seu Steelix.
Rusty parecia saldável e forte, mais do que nunca. Rusty solta um grande grito, intimidando o pequeno Larvitar
.

-
Rusty, use o Screech seguido de Iron Tail! – Gritou Jasmine, sorrindo

O pequeno Larvitar pula para tentar usar Bite, mas Steelix solta outro grito, fazendo Larvitar voar longe e ficar com a defesa reduzida. Logo depois, Rusty começa a girar e sua calda brilha, acertando Larvitar
.

- Agora, vai
Pokéball! – Gritou Jasmine, empolgada

Larvitar entra dentro da Pokéball. A esfera vermelha balança três vezes e fica escura, soltando estrelas. Minha mãe tinha capturado um Larvitar
para mim!

Jasmine me dá a
Pokéball
de meu Pokémon, fazendo um grande sorriso.



[...]



Já em Olivine, eu fui falar com minha mãe e meu irmão sobre isso. Meu pai estava trabalhando, e não pode ouvir. Ao sair, Jasmine me chama.

- Para provar sua competência, irá batalhar comigo! – Disse
Jasmine sorrindo
- Ok!

A batalha então iria começar. Caminhamos até dentro do gym e lançamos os Pokémon.

- Vá Magnemite! – Gritou Jasmine
-
Larvitar, mostre seu melhor! – Gritei, confiate
– Dig!

Larvitar
cavou e pulou, acertando um golpe quatro vezes super efetivo, fazendo Magnemite desmaiar.

- Isso prova que será meu sucessor. – Falou Jasmine sorrindo – Pode ir!
- Valeu, tchau! – Falei

Ao andar, meu irmão aparece na porta.

- Queria seguir jornada com você, Kate. – Falou Dai – Posso?
- Pode, claro! Afinal, você é meu irmão.

Então fomos seguindo para o Porto de Olivine, pegar um barco para Cianwood.

[Continua...]




Verde – Repetições – Nossa próxima aula, o que você mais erra e deixa a fic confusa, irei até usar seu capítulo para demonstrar na aula.

Vermelho – Ponto final homem! Coloque ponto final no final de todas as frases, nunca se esqueça.

Azul- Palavras escritas de forma errada. – Bem foram duas. Saudável é com u e não com l, pelamordedeus, toma cuidado com isso. E confiável faltou a letra a, errinho bobo, só avisei por avisar.

Roxo – Colocação pronominal, só teve um erro, mas apontei.

Ouro – Plural errado – Pokémon você coloca sem o apóstrofo ou sem o s. Ou Pokémon, ou Pokémons, nada de Pokémon’s

Nota final – 7,6.

No geral, estão de parabéns! Os três que não entregaram, por favor, façam essa senão estão fora. (Fox, que já conversei, Happy, que é preguiçoso que eu sei e Food que tá sem net).

A próxima aula é sobre repetições, psotarei ela em breve, por favor não me matem, meu tempo está escasso, ainda mais amanhã voltam minhas aulas na facul e ficarei sem segundas-feiras com vocês, creio eu que até domingo que vem eu poste, não me matem, peço novamente, até o fim do ano acabamos e vocês poderão abrir suas fics e farão sucesso :3.

Dúvidas, críticas,etc, pode ser no tópico ou por MP. o/

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Sign1_zps433ac70b
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 27
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : O..o


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Kurosaki Mud Qua 8 Ago 2012 - 23:18

Aula de hoje – Repetecos, ops.



Pois bem, a lição de hoje vai facilitar a vida de todos vocês. Por isso que insisto para usarem o word, por que essa lição é fundamental.

Repetições é algo que atrapalha e muito qualquer um. Ainda repetir o nome do personagem, eu considero normal, até mesmo livros fazem isso. Mas palavras, não, por favor galera.

Vou dar um exemplo do texto do Not:

Então, Jasmine lança seu Steelix. Rusty parecia saldável e forte, mais do que nunca. Rusty solta um grande grito, intimidando o pequeno Larvitar.

-
Rusty, use o Screech seguido de Iron Tail! – Gritou Jasmine
, sorrindo

O pequeno
Larvitar pula para tentar usar Bite, mas Steelix solta outro grito, fazendo Larvitar voar longe e ficar com a defesa reduzida. Logo depois, Rusty começa a girar e sua calda brilha, acertando Larvitar
.

- Agora, vai
Pokéball! – Gritou Jasmine
, empolgada

Larvitar entra dentro da Pokéball. A esfera vermelha balança três vezes e fica escura, soltando estrelas. Minha mãe tinha capturado um Larvitar
para mim!

Jasmine me dá a Pokéball de meu Pokémon, fazendo um grande sorriso.


Viram só pessoal? Ficou confuso né? E se eu fizesse o seguinte, substituir as palavras por sinônimos. Vejam como fica:

Então, Jasmine lança seu Steelix. Rusty parecia saldável e forte, mais do que nunca. O garoto solta um grande grito, intimidando o pequeno Larvitar.

-
Agora, use o Screech seguido de Iron Tail! – Gritou a líder
, sorrindo

O pequeno
monstrinho de pedra pula para tentar usar Bite, mas a serpente de ferro solta outro grito, fazendo o pequenino voar longe e ficar com a defesa reduzida. Logo depois, Rusty começa a girar e sua cauda brilha, acertando Larvitar
.

- Agora, vai
Pokéball! – Gritou Jasmine
, empolgada

O dinossaurinho entra dentro da esfera vermelha que balança três vezes e fica escura, soltando estrelas. Minha mãe tinha capturado um Larvitar
para mim!

Ela me dá a Pokébola e eu sorri levemente no mesmo instante.


Bem, usei sinônimos. Sempre tenham em mente o seguinte.

Quando for Pokémon: Usem o corpo dele, o que ele é de verdade. Mudkip é um anfíbio, Ferroseed é um óvni, etc...

OU

Usem a característica dele: O azulzinho, o baixinho, o pequenino, o gigante, o gorducho.

OU

O que ele representa no geral: O bicho, o Pokémon, o nome dele.



Se for homem/mulher: O nome ou um sinônimo – Garoto, menino, guri, rapaz, jovem, amigo, (sobrenome dele), nome dele, etc...

Se for um objeto – Usem a opção Dicionário de Sinônimos no botão direito do word, ou procurem no google mesmo.

Lembrem-se, sempre dá pra perceber a repetição, por isso, cuidado.



Lição – Prazo até dia 25, sábado.

Tragam sinônimos para os seguintes Pokémons/objetos:



Árvore

Fogo

Ataque

Charmander

Pupitar

Scolipede



Eu quero por MP e cinco sinônimos para cada um. Pode ser o nome, a espécie, etc..., menos o nome que coloquei aí.

Boa sorte o/
PS: Até mesmo para não saturar vocês, eu adiantei algumas aulas, já que passei o essencial para vocês nas outras aulas. Portanto, temos essa, depois Batalha que eu preciso explicar e segundo cap. Aí, vocês ganharão o diploma e abrirão a fic por conta própria :3

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Sign1_zps433ac70b
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 27
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : O..o


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Kurosaki Mud Dom 19 Ago 2012 - 12:35

4 me entregaram. O resultado pretendo que saia amanhã. Pois bem, os que ainda não entregaram, caso queiram, tem até amanhã, às 12 horas se ainda quiserem tentar.

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Sign1_zps433ac70b
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 27
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : O..o


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Kurosaki Mud Seg 20 Ago 2012 - 12:54

Bem, eu fico feliz de dizer que esta é nossa última aula :3 Deu certo galera, vocês foram comigo até o fim, mas pelo nível da maioria, deu para perceber que vocês entenderam o espírito da coisa. Portanto, não precisam criar um segundo capítulo, por mim, criem suas fics e sejam felizes, vivendo no universo dos escritores. A última aula aqui terá a correção da atividade dos sinônimos e a opcional, que seria como funciona uma batalha narrada.
No mais, agredeço aos alunos que me aguentaram até o final. Todos esses merecem o diploma. Eu não fiz a contagem de quem teve maiores notas, mas caso o aluno somar e quiser me manar MP dizendo que foi o maior para fazer a fic collab, eu aceitarei.
Portanto, após postar a aula, eu vou deixar aberto por uma semana para ouvir as considerações finais de vocês e queria saber de cada um no que a escola ajudou e se vai levar o aprendizado para as suas próprias fics.
A aula:
- Correção -
Fox
Árvore - Planta, vegetal
Fogo - Gás, incêndio, combustão
Ataque - Golpe, avanço, investida
Charmander - Lagarto, salamandra
Pupitar - Casulo
Scolipede - Centopeia

Os sinônimos estão certos, mas podia ter feito os cinco né u.u Nota - 7,5

Not: Árvore: Cedo; folhagem; acaju-catinga; cedro-rosa; cedro-branco

Fogo: Chama; vibração; ardor; veemência; brio

Ataque: Golpe; Movimento;

Charmander: Dragãozinho; flamejante; nanico; laranjinha; inicial de fogo(nesse é tipo: "Então o inicial de fogo lançou uma rajada de fogo ardente")

Pupitar: Durão; cinzento; pesadão; cascudo; lentinho

Scolipede: Serpente; inseto; chifrudo(não soa bem); roxão; grandão(sem criatividade
Bem, usou o dicionário, mas era permitido. E seria Cedro, não Cedo. Nota - 8.

Poké-fics
Vegetal de tronco

Chamas

Ferimento

Lagarto de fogo

Casulo prateado

Centopeia venenosa
Ele entendeu errado, mas como explicou ia refazer. Não me mandou a outra, a nota está indefinida no momento por conta disso.

Kyun
Árvore - Tronco, madeira, pau, mastro, eixo.

Fogo - Chama, labareda, flama, brasa, onda de calor.

Ataque - Investida, ofensiva, assalto, golpe, agressão.

Charmander - Dragão, lagarto, pequenino, Pokémon vermelho, monstrinho de fogo.

Pupitar - Escudo de pedra, casca resistente, monstrinho azulado, casulo de rocha, pupa flutuante.

Scolipede - Grande centopeia, monstro venenoso, bicho roxo, enorme lacraia, Pokémon tóxico.

-x-
Ficou excelente. Nota - 10.

Pelos meus cálculos, ou o Bitto ou o Kyun somou mais pontos. Mas no momento, não posso afirmar nada.

Aula opcional - Bem, batalhas são fáceis de serem narradas. O diferencial é narrar o golpe e os movimentos, não apenas focar no poké-treinador.
Eu começaria da seguinte forma. Descreva o campo e os treinadores/pokémons.
Um exemplo:
Jimmy estava cansado. O calor daquele campinho arenoso era escaldante. Poeira e areia se misturavam, fazendo-o semicerrar o olhar. Do outro lado, Peter esfregava o suor na testa, embaixo da franja cor de castanha. Os dois colocaram as mãos em suas respectivas Pokébolas, como num filme de faroeste em que vilão e mocinho pegam suas armas em perfeita sincronia.
E eles as lançam. Uma tartaruga enorme surge da primeira, com casco marrom reluzente e canhões adjacentes nos ombros. Sua cor azulada quebrava o amarelado monótono do deserto. Um Blastoise.
O segundo era um enorme dragão de fogo, com asas equivalente a um planador, de um laranja igual ao refletido pelo Sol escaldante. Seus dentes pra fora demonstravam ser uma criatura feroz e sem medo de matar ou morrer. Um Charizard.
E a luta começo sem mais nem menos...

Bem,a té aí eu descrevi apenas. O mesmo você faz com cada golpe. Se for um Water Pulse, por exemplo, diga que a tartaruga colossal rugiu e se preparou para algo grande. Pequenas esferas dobravam de tamanho a cada segundo dentro de seus canhões. No fina, elas se juntaram e formaram um córrego aquático que arrastaria o fogo de um canavial.
E sempre lembre das evasivas e técnicas para criação de uma armadilha ou estratégia dos Pokémons. É fácil e você aprende brincando.
Bem, último post aqui. Sem lição, é claro. Até mais galera o/l

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Sign1_zps433ac70b
Kurosaki Mud
Kurosaki Mud
Membro
Membro

Masculino Idade : 27
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : O..o


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Kyun Qua 22 Ago 2012 - 17:27

Que bom que a escola foi até o final. =DD

Mud, suas aulas ajudaram MUITO, sério mesmo, tinha algumas coisas que eu ainda tinha certa dificuldade, mas agora acho que melhorei. e_e

Foi bom ter participado =] E assim que estiver com mais tempo, verei se faço minha Fic. =D

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 R5b6Oxy
Kyun
Kyun
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : I feel the salty waves come in (8)


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Nothermoraes Sex 24 Ago 2012 - 13:49

Mas não ia ter umas outras aulas? Enfim, foi bom, cheguei até o fim XD vou ver se consigo deixar de lado meu noobismo. Vou fazer uma fic. Ainda não tenho o assunto e não conheço tantos sinônimos para botar o tanto que falo de cada pessoa/ objeto/ Pokémon. Ainda vou buscar a criatividade. Tchau Prof. XD

________________
Faculdade Writer Revolution - Página 15 K2Tfe

Faculdade Writer Revolution - Página 15 IMKmB

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Reborn2o
- Comprei um mascote, ganhei um mascote que tem um mascote: Not Jr. e seu fiel amigo Kecly :p -
Nothermoraes
Nothermoraes
Membro
Membro

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : I like Froakie!


Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Pokémon-fics Sex 24 Ago 2012 - 20:29

Olá, gostaria de agradecer ao professor Mud pelas aulas! Aprendi o quão preciso tem que ser uma descrissão e quão lento a historia deve fluir! E aprendi um pouco mais sobre o português! Vejo que você foi um bom professor! E agradeço muito por essa escola! Estarei refazendo a minha fic toda!

Enfim, muito obrigado Mud! Very Happy Very Happy
Pokémon-fics
Pokémon-fics
Membro
Membro

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
Faculdade Writer Revolution - Página 15 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Faculdade Writer Revolution - Página 15 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Eu procuro obedecer regras o maximo possivel


http://pokemonfics.spaceblog.com.br/

Ir para o topo Ir para baixo

Faculdade Writer Revolution - Página 15 Empty Re: Faculdade Writer Revolution

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 15 de 15 Anterior  1 ... 9 ... 13, 14, 15

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos