Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Pikalove
Pokémon Mythology
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

[FIC/GC]Distortion of the Worlds

Ir em baixo

[FIC/GC]Distortion of the Worlds Empty [FIC/GC]Distortion of the Worlds

Mensagem por Riku_Devon em Sex 25 Set 2009 - 23:32

Bem...fugindo do assunto original do jogo,fiz uma fic de GC '-'/
Nota: Nem tenho o primeiro cap pronto,ele estará pronto daki a pouco.
Deixo vocês com a ficha da fic.
Título: Grand Chase Distortion of The Worlds
Autor: Riku_Devon/Victor
Censura: 12.
Gênero: Ação/Comédia/Aventura/Romance/meioecchidigamosassimqq.
Contém: Violencia medieval,"poderes",palavras fortes(Como Merda \O/) eecchiuée3e'
Terminada: Escrevendo.
Capítulos: Indeterminado.
Sinopse: Bem,olá,sou Kouta Erudon,tenho 15 anos,sou apenas mais um idiota medíocre de um bairro classe média do japão.Ah...você veio aqui saber da minha vida,certo?Ela é horrivel.Sou o cara mais zoado da sala,sendo chamado de "Memoria 0" pois eu não tenho lembranças de meus primeiros 8 anos de vida.Amnésia repentina ou algo assim.Além de eu ser pessimo em esportes(Menos Basquete e Futebol) e quase toda vez,espancado na rua ou na escola( ;-; ).Eu tenho poucos amigos(3 G_G) e quase nenhum interesse em comum.
Yamamoto,ele é o meu melhor amigo,classe média como eu,pratica Kung Fu e Ninjutsu,ele é meu melhor amigo desde que me mudei para essa budega de capital.Como não sou popular e social como ele,é ele que me apresenta ao povo.Aya,minha melhor amiga e namorada do Yamamoto.Ele que me apresentou a ela,na 5ª serie.E Hibaki,outro amigo meu,o mais popular daquela droga de escola!Enquanto esse povo aí,Hibaki e Yamamoto,jogam sinuca,em clubes,Aya os assiste ou vai pra piscina,eu fico na minha,no Nootebook jogando ou lendo mangá.Na minha vida,meus pais são ausentes
,E quando eles estam aqui,em casa,ou tão trabalhando no computador ou no escritorio,fazendo 30.000 ligações ¬¬'.Eu simplesmente não queria ser eu,ou viver essa vida medíocre.Queria me aventurar como nos mangás!Enfrentar monstros e demonios,usando uma espada ou algo assim...Mais nem tudo é possivel né?
Só pra você vê como era a minha vida,minha amarga e horrivel vida.
Disclaimer: Certos pontos da história e personagens pertencem a mim.O Titulo GrandChase não pertence a mim,nem certos lugares e criaturas.

Certo,por enquanto é só,quando tiver 2 comentarios,eu posto '-'/


Última edição por Riku_Devon em Sab 26 Set 2009 - 20:55, editado 1 vez(es)
Riku_Devon
Riku_Devon
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Left_bar_bleue0 / 100 / 10[FIC/GC]Distortion of the Worlds Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC/GC]Distortion of the Worlds Empty Re: [FIC/GC]Distortion of the Worlds

Mensagem por Rentoraa-chan em Sex 25 Set 2009 - 23:46

Ne, gostei do estilo da narração e, o prologo está bom.
Essa amnesia é parecida com a minha o0o Não lembro de nada da minha vida dos periodos de seis a sete anos/entretantorecordodeidadesuqeninguémdevialembrar...
Nunca me interessei em assistir Grand Chase, fato u0u, mas, se sua fic será baseada nela e tem esse estilo, acho que seria uma boa assistir o0o
Estarei acompanhando Riku, gostei bastante XD

________________
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Roxassign




[FIC/GC]Distortion of the Worlds Valentinec
Rentoraa-chan
Rentoraa-chan
Membro
Membro

Feminino Idade : 25
Alerta Alerta :
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Left_bar_bleue0 / 100 / 10[FIC/GC]Distortion of the Worlds Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC/GC]Distortion of the Worlds Empty Re: [FIC/GC]Distortion of the Worlds

Mensagem por GP em Sab 26 Set 2009 - 0:08

Estou ansioso com o capítulo, gostei do prólogo. Só senti falta do espaço em alguns lugares, como depois do ponto final, ou da vírgula.
GP
GP
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Left_bar_bleue0 / 100 / 10[FIC/GC]Distortion of the Worlds Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC/GC]Distortion of the Worlds Empty Re: [FIC/GC]Distortion of the Worlds

Mensagem por Riku_Devon em Sab 26 Set 2009 - 0:55

Capitulo 01: Adeus,minha amarga e horrivel vida. Olá,novo mundo...







Me lembro de tudo
daquela época, quando minha vida mudou drasticamente, de um Mané ignorado pelo
mundo a um rei de um reino paralelo. Como será que isso aconteceu? Bem, irei
contar tudo, esperem. . .



7
horas e 20 minutos, 22 de Setembro de 2008. Japão, Tokyo.




Eu estava na
escola, sentado, ali quase dormindo. Sentado na minha cadeira, que ficava ao
canto inferior esquerdo, na janela. Usava o uniforme branco da escola e a calça
verde, como de costume. Eu tinha cabelos grandes e indico, era alto e olhos
castanhos. Pele mais escura que o normal, eu podia ser chamado de bronzeado
até, né? Eu era o ultimo da ultima fileira dupla, Yamamoto sentava do meu lado,
na minha frente, localizava-se Aya. Ela usava seu uniforme de ginástica, já que
a próxima aula das garotas, ia ser E. F. Os garotos não irão ter, porcausa do
ultimo “Acidente” que ouve na aula. Se você chutou que era Handebol, acertou,
se você chutou que eu era goleiro, acertou mais uma vez e se você chutou que o
resultado final foi de 21x0 pro time adversário, parabéns, tu é vidente. Depois
daquela aula, eu fui convertido em saco de pancadas, mais não adianta chorar
pelo leite derramado, né? Agora, irei me concentrar na história. . .



- Ain. . . por
que temos que saber a história do Japão? Tudo o que prescisamos saber é que
esse país não presta, como todos os outros, que Deus existe e que Político é
tudo corrupto, não? – falava eu, com um tom de cansaço. – E aliás, já que não
vamos ter E. F. , qual será a próxima aula, Yama?



- Bem. . .
Acho que vamos todos ficar na sala de “espera” ou iremos ter o intervalo
prolongado denovo. – Falava Yamamoto, com um tom de despreocupado, e tentando
me animar, ao ver que eu tava depressivo e quase dormindo na maldita aula de
história




– Calma, a
culpa não é tua não! É dos que bateram!



- Você foi um
dos que bateram. – falava eu, com uma cara de entediado e logo depois fazendo a
cara de “¬¬'” - AAAAAAA! EU NÃO AGUENTO MAIS!



Naquela hora,
eu soltei um berro, que não era para eu ter soltado. Eu queria falar que não
agüentava mais viver assim, mais eu acho que o povo, principalmente a múmia da
professora, entenderam que eu não agüentava mais a aula.



- EU TAMBÉM
NÃO AGUENTO MAIS! – dizia Yamamoto, ou melhor, berrava, para me dar suporte.
Sabe qual foi o resultado disso? Detenção ¬¬'



12
horas e 30 minutos, 22 de setembro de 2008. Japão, Tokyo.




- Yamayama,
por que você deu cobertura pro Kou-kun? – dizia Aya, enquanto caminhávamos pela
calçada, já que a casa de cada um era caminho da dos outros.



- Aya, eu
devia essa pro Kouta, né? – dizia ele me dando uma cotovelada no braço e rindo.




- Eu podia ter
encarado a detenção sozinho, Yama-kun. – dizia eu, desinteressado.



- Mais você
não encarou, e aliás, acho que pra você, detenção por surtos no meio da aula não
é novidade – dizia Aya, soltando uma pequena risada, que ao ver Yamamoto rindo
também, ficou corada.



- Ta ta, omae*
¬¬' – dizia eu, ainda desinteressado – Ah, e como vai o relacionamento de
vocês, já se beijaram ou ainda ficam brincando de namoradinhos do pré?
Ahushuashuas – ali, eu comecei a rir, quando avancei a frente dos dois.



- Ah, seu
merd* >_> - dizia Yamamoto, avançando em mim com um soco forte no braço –
EU JÁ DISSE QUE AINDA NÃO TO PRONTO >_>



- Ne-nem eu
x-x’ – dizia Aya, mais vermelha que um tomate.



Estávamos
passando por varias casas, ali naquele momento, as ruas estavam “desertas”
digamos assim. Mesmo que eu fale que minha vida é horrível, até que as vezes da
pra tirar um proveito da situação. Um exemplo é o Sasuke de naruto, ele é um
emo da vida e tudo quanto é menina baba por ele, será que se eu ficar assim,
acontece isso comigo também? Tá, voltando ao assunto. . . Logo chegamos em uma
casa pequena, 2 andares com um pequeno quintal. Na caixa de correio, estava
escrito “Erudon”, em outras palavras, essa casa era a minha. Me despedi de Aya
e Yamamoto e entrei em casa.
Era pequena por dentro, que nem por fora. Logo na entrada, me
deparava com a sala. Bem, entrei correndo, tranquei a porta e fui pro quarto.
Eu pouco me lichava em cuidar da casa, não tenho culpa se a diarista vem só
sábado. Deitei na cama, abri a mochila e peguei meu Notebook. Liguei e já fui
pro MSN, vi que Hibaki tava online, e logo o chamei pra conversar, perguntando
sobre o intervalo. Que depois da aula tava tendo mó entriga lá. . .



K outa diz: Yo, Hibiki-kun!



Hibi-Sama
diz: Yo, Looser.
8D



K outa diz: Esse apelido. . . vai tomar banho
>_>’

* Bem, mais indo direto ao assunto, oq ouve lá no intervalo?



Hibi-Sama
diz: Nada não. Tirando o fato de geral ta te zuando do “EU NÃO AGUENTO MAIS”,
mais já que eu te conheço, Memória 0-kun, eu sei porque o surto ‘-‘/




K outa diz: Ah ta ‘-‘/

_____________
Passou
uns 5 minutos, ali no silencio, quando recebo um e-mail. Eu, interessado, fui
logo ver o E-mail, era de um tal de Lothos. O endereço de e-mail dele era :
lothos06@grand. com.
Eu fiquei mais curioso ainda, e fui ler. Nele dizia:



- Olá, jovem Erudon. Ultimamente, soube o que você tem
passado. E vi no seu “perfil” que você sonha em viver uma grande aventura,
certo? Algo a ver com magia e monstros. Eu posso realizar seu sonho, assim que
ler essas palavras, fale Tlön, Uqbar, Orbis Tertius e feche os olhos. Isso não
é uma pegadinha, só faça.
Grato ao ler.




Eu assim que
li, fiquei na duvida, achei aquilo idiota e assustador ao mesmo tempo. Mais eu
vi, aquele “isso não é uma pegadinha”, para mim, tinha desmascarado esse tal
Lothos. Eu ri um pouco e só de brincadeira, fiz o comando. . .



-Tlön, Uqbar,
Orbis Tertius! – fechei os olhos e ri, mais assim que eu abri os olhos,
visualizei algo fascinante, fiquei com medo, quando fui ver, ’aquilo’ era a
Terra. Quando me toquei, eu tava viajando, com um grande raio de luz azul, pelo
universo. Em alta velocidade, me espantei com aquilo, estava simplesmente
chocado, me desesperei e gritei:
- MINHA VIDA! MINHA AMARGA E HORRIVEL VIDA! – passou uns segundos e me toquei,
”realizar meu sonho” – ADEUS! MINHA AMARGA E ANTIGA VIDA!
Logo dei um impulso, fazendo aquele raio em que eu ia, avançasse, estava muito
rápido, muito mesmo, até que eu me deparei com um buraco negro, eu tentei
parar, mais não deu. Passei pelo buraco negro e parecia que eu tava em outra
dimensão. Vi então que eu tava chegando perto de um planeta, avancei.



- Olá, minha
nova vida. . . – dizia eu, encarando o planeta com um sorriso no rosto.
BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM!



Assim que eu
cheguei no planeta, me espatifei contra o chão, fazendo uma grande cratera.



- Mais que
merd* - dizia eu, com cara de “ >_>’ ” – Começar assim já? – me levantei,
subi pela cratera, vi que tinham pequenas criaturas ao meu redor, eram
criaturas rochas com um tipo de roupa vermelha. Eles seguravam uma pá, eu logo
ri.



- Então são
esses montros que eu vou enfrentar? BELEZA! – eu, logo avancei em um e dei um
soco na cabeça do infeliz, com a mão esquerda, logo eu ouvi um estralo e senti
uma grande dor. Tinha quebrado os dedos. – AHHH! MALDITO SEJA MEU EGO
>_>’

Aquelas criaturas avançaram em mim, eu comecei a correr, quando avistei um
castelo, vi que já tinha uns 5 atrás de mim. Entrei desesperadamente no
castelo, por um buraco que estava do lado, eu nem ligando para os destroços da
parede, entrei correndo sendo seguido pelas 5 criaturas. Quando me toquei, ali
estavam, guerreiros com espadas lutando contra essas criaturas. Ali se
duvidasse, tinha cerca de 20 monstros, contando com os que eu trouxe. Observei
bem o lugar, enquanto procurava algum lugar ali, para eu discretamente me
esconder. Mais ouvi um grito feminino, olhei em direção do grito, vi que tinha
uma garota de vestido longo e com cabelos vermelhos, pele branca e olhos
verdes, cabelo solto e com uma coroa pequena em cima de sua cabeça. Suas partes
bem definidas eram, aparentava ter a mesma idade que eu, ela tentava proteger
uma senhora, com cabelos vermelhos e uma roupa imperial. Usando uma grande
coroa, logo percebi, aquelas eram Rainha e Princesa. Elas estavam sendo
atacadas, a princesa, usava uma espada de madeira para se proteger e proteger a
mãe. Eu ao ver a cena, fiquei com raiva e vergonha ao mesmo tempo. Como podia,
uma princesa, mimada no castelo poder fazer alguma coisa e eu não? Logo peguei
ali mesmo, do meu lado, uma pá que foi derrubada de um desses goblins, logo eu
avancei e. . .

- Toma essa, desgraçado! – dei um salto, e meti a pá na cabeça daquela
criatura, ela desmaiou – Rápido, não temos muito tempo! – encarava eu as duas
mulheres da realeza, que olhavam torto para mim.

- Ele tem razão mãe, temos que nos refugiar! – a garota, de cabelos vermelhos
concordava comigo.

- Certo! Iremos então com esse jovem cavaleiro! – logo ela e a garota, ficaram
atrás de mim, eu logo coloquei a pá, como uma espada na calça(Coisa que foi
muito desagradável, ferro gelado G_G) segurei na mão das duas e corri
aleatoriamente pelo castelo, desviando de todas as criaturas que eu achava.

- Que criaturas são essas? – perguntei.

- Você não sabe? São goblins! Eles vieram aqui pegar a Jóia da Rainha, por
comando do Lorde Oak! – falava a garota.

- Que está sobre o comando do Gorgos Vermelho! – completava a Rainha.

- Ah ta. – disse eu, fingindo entender. – Mais porque querem essa jóia?

- Ninguém sabe – dizia a garota – Só se sabe que eles querem a jóia.

- . . . – a Rainha estava meio pensativa, logo disse – Você não é daqui, certo?
Você não parece um jovem guerreiro pra tua aparência de idade!

- Eu. . . eu vim do mundo dos humanos. . . – dizia eu, meio chateado.

- Lothos. . . aquele comandante louco, trazer um pobre humano aqui? – a garota
de cabelos vermelhos expressava raiva, no momento.

- A PORTA DO JARDIM! ESTAMOS SALVAS! – dizia a rainha, animada, ao ver a porta.


Logo eu abri aquela porta, e entrei no jardim correndo com elas. Mais assim que
eu entrei no jardim, me veio uma grande dor de cabeça, não sei porque, então me
lembrei de uma cena. . . De eu com uma aparencia de pequeno, um cogumelo com
tamanho de um bebê e uma pequena garota com cabelos vermelhos brincando.
Enquanto alguns adultos conversavam, sentados na mesa de Mamoré que tinha ali.
Eu deitei no chão e segurei a minha cabeça, aquela dor era incrivelmente forte,
eu pensava que ia explodir ali mesmo. Logo a garota segurou minha mão com
força, e sorriu. Ao ver aquele sorriso, gelei e corei. Logo ela olho para mim
com uma cara de despreocupada.

- Por que está corado? Você é tão bonitinho ^^’ – dizia ela – O que ouve?

- N-nada. . . – respondi.

Logo ouvirá uma voz fina que parecia ser de uma criança de 5 anos, de traz da
moita, apareceu aquele cogumelo da minha visão. Eu espantado com tudo aquilo
quase tive um infarto ali mesmo, mais pensei “ Era isso que eu queria, então
isso é o que vou ter”

- Akane-sama! – dizia o Cogumelo andando torto.

- Pepe! – a garota logo pegará aquele cogumelo e abraçou, eu então deduzi que
aquele cogumelo era como se fosse o “Mascote” dela. – Ainda bem que você
conseguiu escapar dos Goblins, não é?

- Eu queria falar justamente disso – Pepe fez cara de “>_>” e então eu
espantado continuei:
- Você não quer dizer que troux. . . – antes que eu terminasse a frase,
apareceu 10 goblins e um outro bicho, verde musculoso e maior que os outros,
usava uma clave, tinha cabelos laranjas espetados para cima e tinha cara de mau.
– COGUMELO
MALDITO >_>’

- Passem a Jóia da Rainha que deixaremos vocês terem uma morte digna. – dizia
aquele
bicho verde.

- NUNCA ENTREGAREI A JOIA A UM OAK SUJO COMO VOCÊ! – A rainha gritou com raiva
para a criatura verde.

- Então. . . esse é um criado do Lorde Oak? Bem, amigo do lorde Oak é meu
inimigo – eu logo peguei a pá – SOU KOUTA ERUDON! E IREI PROTEGER A REALEZA E
SUA JOIA COM A MINHA VIDA! – logo a pá ficou coberta por uma íris indica, da
mesma cor do meu cabelo, e virou algo parecido com uma espada, era uma Gládio.
Um tipo de espada usada em Esgrima Oriental. Eu fiquei fascinado com aquilo
no hora, mais depois eu pensei “Vamos lá” e avancei contra os monstros.

– TOMA ESSA– eu passava limpando o caminho, batendo nos goblins que tentavam me
impedir de chegar no Oak, eu fazendo todos desmaiarem, cheguei ao confronto
final. Eu o encarei e ele me encarou. . .
- Você é corajoso, garoto. Mais não é pariu para mim! – O Oak Avançou com a
clave, eu logo peguei a Gládio e defendi. E comecei a atacar o Oak, ficava
assim Clave VS Gládio.

Ficou Um bom tempo na troca de golpes, até que comecei a levar a melhor. Eu
atacava em “X” e consegui empurrar o Oak.

- Ora seu! – ele veio com tudo, e bateu com a Clave na minha cabeça, eu fui
voando com a testa sangrando e bati contra a parede do castelo.

- KOUTA! – Akane gritava, desesperada.

- “Erudon. . . então esse é. . . ” – A rainha pensava destraída.

- “ Um. . . esse tem o respeito da Akane-Sama, será que ela. . . ” – Pepe
também parecia pensativo.

- HAHAHAHAHAH! FRACO! Eu pensava que Arcanos eram fortes, mais você é só mais
um Perdedor! – O Oak Comemorava.

- Kouta. . . – Akane parecia triste, logo com uma expressão de raiva no rosto,
sacou a espada de madeira. . . mais antes que pudesse fazer algo, eu falei com
dificuldade:




- Akane. . .
deixa comigo. . . – Me levantei, estava sangrando, os meus dedos que antes
estavam quebrado, pareciam novos em folha, uma íris começou a me rodear, mais
aquela era azul, eu sentia o poder em mim, como se eu fosse uma nova pessoa.



- Mais Kouta!
– ela me retrucava.



- Sem mais! Eu
prometi que ia proteger vocês, e eu vou! – a íris parecia mais forte ainda,
minha camisa acabou se convertendo a pó no processo, e se concentrando numa
grande energia circular, o Oak, com raiva avançou com tudo para me matar, antes
que ele chegasse, a aquela energia se concentrou na Gládio, e eu senti o que
era para fazer naquela hora, sim, com a minha outra mão, de alguma maneira a íris
a rodeava também, logo eu ergo a minha mão e faço um circulo no ar, ali tinha
letras estranhas, mais não me importei, logo empunhalei a Gládio e a meti no
circulo feito com a minha outra mão, o Oak já estava bem perto de mim, logo eu
gritei:



- ESPIRAL! – A
Glágio tinha ficado com a energia espiral da ponta ao cabo, logo acertei o Oak,
que segundos depois, estava ali caído, morto. Então eu me toquei, e pensei
“Pêra, esse não sou eu, sou? o. O” – O-o que eu fiz?



- Nos salvou,
Kouta-kun ^^ - Akane olhava para mim com um sorriso doce na cara, eu logo
corei, A Rainha fez uma referencia e logo um Guarda apareceu:



- Senhora, os
goblins recuaram!



- Ótimo,
voltaremos agora então. – A Rainha voltava para dentro do castelo, e assim que
destes as costas para mim, Akane e Pepe, falou – Kouta, espero que fique para o
jantar e durma aqui, já que não tem lugar para ficar.



Mais ninguém
tinha percebido que eu estava em estado de choque, ali estava eu, com a Gládio
manchada e logo pensei: “O que eu fiz. . . ”



- Kouta-kun? –
Akane olhava para mim com um sorriso lindo que acabou com o meu modo
“pensativo”. Então Corei – Por que estás corado? Eu já disse que você é
bonitinho? ^^



- J-já – eu
estava mais corado ainda, mais logo me recompus e vi que a rainha ainda estava
a espera da minha resposta. – Sim, irei ficar! Se não for um incômodo para a
Vossa Majestade, é claro. – dizia eu, com um olhar despreocupado, eu estava
calmo.




Nunca tinha me
sentido assim, para alguém que tem uma vida insana e chata como a minha, eu
nunca ia ter motivos para ficar calmo, tirando as horas que leio ou jogo, é
claro.



- Weeeeee, Kou-kun
vai ficaaaar! – Akane pulou em cima de mim, e eu e ela caímos no chão, quando
percebi, estava no chão tocando em seus peitos.



-
De-de-desculp. . . – eu estava muito corado, Akane parecia não se importar, ao
contrario de Pepe que chegou como um míssil na minha cabeça.



- COMO OUSA
TOCAR NOS PEITOS DE AKANE-SAMA? NÃO PENSE QUE SÓ PORQUE NOS SALVOU TEM ESSE
DIREITO ò-ó – Pepe estava morrendo de raiva.



- “ É, parece
que não mudou quase nada de uma vida para outra, se o povo da minha outra vida
saber que eu apanhei de um Cogumelo, eu to ferrado! Ah, deixa, é um novo mundo,
então irei aproveitar o Maximo! ! ! ! ! ! ! ! ! ” – pensei com um sorriso na
cara, me levantei e fui junto com Akane e Pepe para dentro do castelo. Akane
estava animada e Pepe morrendo de raiva, e eu pouco me importando, só um pouco
impressionado pelo o que passei. Bem, agora o jeito é ver no que vai dar, que
venha o jantar!


Fim do capitulo.

* Nota: Omae é a expressão usada para expressar tanto faz.


Última edição por Riku_Devon em Ter 29 Set 2009 - 14:33, editado 1 vez(es)

________________
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Signriku
Riku_Devon
Riku_Devon
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Left_bar_bleue0 / 100 / 10[FIC/GC]Distortion of the Worlds Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC/GC]Distortion of the Worlds Empty Re: [FIC/GC]Distortion of the Worlds

Mensagem por Riku_Devon em Dom 27 Set 2009 - 22:19

Capitulo 2: Novo Mundo,nova vida.Parte 2





- Weeeeee, Kou-kun
vai ficaaaar! – Akane pulou em cima de mim, e eu e ela caímos no chão, quando percebi, estava no chão tocando em seus peitos.


- De-de-desculp. . . – eu estava muito corado, Akane parecia não se importar, ao contrario de Pepe que chegou como um míssil
na minha cabeça.


- COMO OUSA TOCAR NOS PEITOS DE AKANE-SAMA? NÃO PENSE QUE SÓ PORQUE NOS SALVOU TEM ESSE DIREITO ò-ó – Pepe estava morrendo de raiva.


- “ É, parece
que não mudou quase nada de uma vida para outra, se o povo da minha outra vida saber que eu
apanhei de um Cogumelo, eu to ferrado!
Ah, deixa, é um novo mundo, então irei aproveitar o Maximo! ! ! ! ! ! ! ! ” – pensei com um sorriso na cara, me
levantei e fui junto com Akane e Pepe para dentro do castelo. Akane estava animada e Pepe morrendo de raiva,e eu pouco me importando, só um pouco impressionado pelo o que passei. Bem, agora o jeito é ver no que vai dar, que venha o jantar!


18 horas e 42 minutos. 22 de setembro de 2008. Vermécia, Katodearu(Capital
de Serdin).

Eu caminhava, pelos grandes corredores do castelo, numa parte que não estava destroçada, é claro. Acho que as áreas afetadas foram ao saguão e a parede do jardim. Ah, que se importa, não é meu mesmo!Bem,continuando, eu passava por ali, procurando o tal banheiro, para eu tomar banho. Andava por ali
com uma toalha vermelha estendida no meu ombro esquerdo e na minha mão direita,
eu levava uma sacola, com roupas que uns guardas me deram. Sabe-se lá o que
eles fizeram com essas roupas antes de me dar, um deles, quando me entregou, olhou
para mim com uma cara de malicioso, por isso estou com tanto medo de vestir uma
dessas (G_G). Eu vestia só a calça verde do colégio, já que a camisa se reduziu
a pó por causa do “Espiral”. Certo, vamos no concentrar na história agora. . .

- Cadê esse banheiro?A Akane disse que era a ultima porta
do corredor do segundo andar, mais será que isso tem ultima porta? – dizia eu, enquanto
andava e encarava aquele corredor que parecia ser sem fim. *Gota* - Bem. . . O jantar vai ser as 19 horas
e 15 minutos, ainda tenho tempo, eu acho.

A cada passo que eu dava, o corredor parecia ser maior, depois de uns 5 minutos,
eu pude perceber uns passos, olhei para traz e não vi nada. Achei isso estranho,
mais continuei, até achar a ultima porta. Na minha mente, eu ouvia a musiquinha
“Aleluia, aleluia” (@_@). Cheguei na ultima porta, a encarei com um olhar torto,
ela era vermelha e continha um desenho na parte superior. um desenho dourado. A
porta, tinha bordas também, douradas como ouro. Eu logo pensei “Deve ser coisa
de rico” e abri a porta.

- Finalmente, o banheiro. – dizia eu, aliviado.
Mais logo observei, era uma pequena sala com mais 4 portas, fiquei ali
pensativo. – Deve ser 4 em 1 (@_@)

Fiquei ali observando, por uns 5 minutos, logo me toquei que não era hora para
isso, já estava ficando tarde, logo fui na primeira porta da esquerda, abri e
vi que parecia ser um banheiro normal. Logo vi que a banheira chega tava pronta,
ali, estava muito quente. Fui ver a banheira, logo me deparo com um liquido
vermelho e borbulhante. Logo reconheci aquilo, e com uma cara de medo gritei:

- POR QUE MOTIVO ALGUÉM TOMARIA BANHO EM LAVA? - sai do banheiro pegando minhas
coisas e fechando a porta. Logo me direcionei a outra porta, abri e vi que
tinha uma piscina com água amarela e mal cheirosa, logo percebi também o que
era, eu sem mencionar nada, fechei a porta com uma cara de espanto e encarei a
porta - Afinal, onde eu estou?Na mansão do doido?(¬¬')

Eu, quase desistindo, olhei ali o relógio. Achei incrivel mesmo estando em
outra dimensão, ele funcionava. Monstrava 18 horas e 57 minutos. Então, ao
ver, eu corri para a 3ª porta, e vi que era um banheiro terrestre normal, soltei
um "urfa, bem aliviado. Mais depois fui dar uma de Detetive pelo banheiro,
olhando tudo. Era normal. Sorri e tirei a roupa, estendi a toalha ali na pia e
fui tomar banho.

19 horas e 5 minutos. 22 de setembro
de 2008. Vermécia, Katodearu(Capital de Serdin).



O relogio começou a aptar, eu logo desliguei o choveiro, me levantei e abri a
cortina. Corei ao ver Akane ali, sentada no vaso, com a tampa fechada, me
observando. E ela ainda teva a cara de pau de chegar e falar. . .

- Oi - Akane sorria enquanto me encarava com seus belos olhos - Vamos, o jantar
ta quase pronto. . . - ela parou e me
viu ali, congelado. - Então é assim o dos homens, que bonitinho ^-^

- AHHHHHHHHHHHHHH!SAI DAQUI! - eu gritava desesperado, logo peguei a
toalha e me cobri, e fui empurrando ela para fora do banheiro.

- Mau humorado! - dizia ela com um pequeno tom de "raiva"

- Isso não aconteceu, isso não aconteceu, isso não aconteceu, isso
definitivamente, NÃO ACONTECEU! - tentava eu esquecer do que avia acabado de
ocorrer. Depois disso, como conseguiria encarar a mãe dela?Akane apesar de ter
a mesma idade que eu, é muito boba e inocente. Meninas dessa idade, geralmente
ligam pras outras coisas. Aé, eu esqueci, aqui, é um mundo paralelo. - Ah. . . bem, isso não aconteceu.

Peguei a sacola de roupase peguei a mais casual possivel. Era uma calça Azul
Indigo, um par de sapatos, uma camisa roxa, uma cota azul com detalhes de
dragões chineses dourados. E ainda tive coragem de pegar uma tesoura, parece
que um dos guardas me sacaneou porcausa do cabelo grande >_>'

19 horas e 13 minutos. 22 de setembro de 2008. Vermécia, Katodearu(Capital
de Serdin).

Eu avia acabado de chegar na sala de Jantar, estava acompanhado de Pepe, é
claro. Ele tinha me dito que tinha uma maneira mais facil de chegar ao banheiro,
era pegar o corredor principal e virar na primeira esquerda. Pepe parecia estar
de bom humor, aquele Cogumelo Desgraçado(>_>). A sala de jantar era
enorme, continha uma mesa gigantesca além de um grande forro vermelho em cima
dela. Ali em cima, continha já vários pratos, normais. Ali continha Karaage, Tempura,
Yakitori, Fugu entre outras coisas. Continha suco de Laranja e de Abacaxi. Acho
que a unica coisa estranha ali, era a Sopa de Cogumelo, coisa que me deu ideias
do que fazer com o Pepe( 8D).


-Certo. . . cogumelo, onde eu sento? – perguntei.

- Primeiro, MEU NOME É PEPE!SEU BASTARDO INULTIO! – dizia ele com a cara
vermelha de raiva, que logo se acalmou e soltou um sorriso – Você senta na
cadeira ao lado de Akane-sama, ali, na terceira cadeira à esquerda.

- “Legal, vou sentar com a pessoa que sinto mais raiva nesse momento” – pensei.
– Ok. . . – fui sentar no lugar designado a mim, sem reclamar.


Olhei no meu relógio, era exatamente 19 horas e 15 minutos. Então logo entrou a Rainha, que vestia um longo vestido com tecido prateado, uma jóia pendurada em seu Pescoço, seus óculos e claro, sua coroa. Atrás dela, vinha Akane, que de primeira vista não reconheci pelo fato de estar usando um lindo vestido rosa, com brilhos, ela consigo trazia uma atmofera pura, eu fiquei de bom humor ao ver aquilo. Ela usava sandálias vermelhas de superstições japonesas. Usava ambém duas longas luvas brancas de tecido fino e uma coroa. Ela sorriu ao entrar e me ver, parecia nem aí com o que tinha acontecido a alguns minutos atrás. Veio e sentou no seu lugar, ao meu lado.

19 horas e 21 minutos. 22 de setembro de 2008. Vermécia, Katodearu(Capital
de Serdin).

Já tinha se
passado 6 minutos, e ninguém tinha
tocado na comida. A atmosfera tava tensa, ninguém fala nada. Eu, doido para
pegar o Karaage e nada, putz. . . Bem, o jeito foi eu me atrever a perguntar:

- Sem querer ser rude nem nada, mais quando poderemos comer? – perguntei eu, num
tom baixo.

- Oh, é que temos outra visita! – disse a rainha. Que depois observou a Janela
e viu um vulto – Que, pelo jeito, acabará de chegar!

- An? – eu e Akane falamos em Unisono, quando aquele vulto se aproximou da
janela e saiu quebrando tudo. Usava uma armadura vermelha, tinha olhos
vermelhos e cabelo loiro, rabo de cavalo, que saia pelo Elmo, na parte superior.


- Olá, vossa majestade, e olá, Jovem Erudon. . . – dizia a mulher, curvando-se. – Jovem Erudon, eu sou a Comandante Lothos, prazer.


- Comandante. . . Lothos? – disse eu, receoso – Então você que me mandou o
e-mail que me trouxe pra cá?

- Sim, jovem Erudon. – ela respondeu.

- E-mail? – disse Akane – Lothos, NÃO SE DEV APROVEITAR DE UMA CATASTROFE COMO
ESSA! – Primeira vez que vi Akane tão enfezado nessas horas.

- Catástrofe? – perguntei.

- Estávamos prescisando de um acompanhante para a princesa disposto a ajudar. E
Kouta estava disponível, já que estava disposto a enfrentar monstros. – disse ela. Que depois de dar um gole no suco,
continuou – E essa “catástrofe” é a distorção dos universos, que A rainha das
Trevas, Cazeaje, está fazendo. Ela de algum jeito, uniu 6 das 12 orbes sagradas,
que contém os seres lendários que mantinham o equilíbrio de ambos universos. As
outras foram mandadas para lugares aleatórios de Vermécia e da Terra de Prata. E
a Princesa Akane está querendo ajudar com a busca dos Orbs e a derrota de
Cazeaje. Mais como ela é “a princesa”, temos
que ter alguém, não muito formal para fazer seu par na aventura. E você foi
escolhido.

- Ah. . . – respondi, mesmo sendo um
choque, não quis ser informal, alias não era hora para isso. – Mais, como?Como eu iria ajudar?

- Eu ouvi boatos que você acabou com os Goblins e com o Oak Chefe, sem nenhum
treinamento. – ela respondeu.

- Eu. . . fiz isso? – logo me lembro da cena – Eu fiz isso!

- Graças a sua íris, porque no mundo humano, você seria morto. – falou Lothos.

Eu fiz uma cara de espantado naquele momento, me senti excluído e insultado. Então
significa que eu sou muito fraco, não?E quando eu parecia estar num estado de
depressão, Akane colocou sua mão sobre a minha.

- Calma, não estamos no mundo humano agora, quais seriam a chance de você
morrer em outro mundo?^-^ - ela dizia, calma e sorrindo.

- É. . . quais seriam as chances de eu morrer aqui? – dizia eu calmo, e sem
mais raiva de Akane.

- Tem 25% de chances de você morrer aqui. – dizia Lothos, fazendo eu e Akane ficarmos
com cara de “O_O” – Porisso mesmo, eu trouxe um dos nossos mascotes mais
treinados para cuidar de vocês.

- Seria Cérbero? – Perguntou a Rainha.

- Sim.

- Então, está disposto a viver riscos e ajudar esse mundo, paralelo ao seu? –
Lothos perguntou, e todos ali, empregados, Rainha e até o Pepe ficaram me
encarando.

- Err. . . Eu posso pensar mais sobre esse assunto? – disse eu, com um tom de
desanimo.

- Claro, você tem até amanhã às 14 horas para decidir. – Respondeu Lothos.

- Ok. . . – eu me levantei, fiz uma
pequena referencia e fui para fora, com meu Gládio, logo ali mesmo, dentre as arvores
que cercavam o castelo, deitei. Olhando para as estrelas. . . – O que irei fazer?

22 horas e 31 minutos. 22 de setembro de 2008. Vermécia, Katodearu(Capital de Serdin).

Ali estava eu, dormindo, e sentia a sensação de que estava sendo observado,
e estava certo, Akane, de sua janela do quarto, me observava sorrindo.

- “Kouta, espero que decida o melhor para você” – pensou ela.

Fim do capitulo.

_________
Foi mal gente,a formatação do capitulo saiu uma droga,quando eu postar o 3° cap,eu vou me certificar q não aconteça mais isso.ok?

________________
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Signriku
Riku_Devon
Riku_Devon
Membro
Membro

Masculino Idade : 23
Alerta Alerta :
[FIC/GC]Distortion of the Worlds Left_bar_bleue0 / 100 / 10[FIC/GC]Distortion of the Worlds Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

[FIC/GC]Distortion of the Worlds Empty Re: [FIC/GC]Distortion of the Worlds

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum