Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Pikalove


Participe do fórum, é rápido e fácil

Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Pikalove
Pokémon Mythology
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

+14
Edu.PM
poke master heatran
Drew
LucasAngel
Tsuu
Luluss4
Blizzard knight
Riku_Devon
MatheusMTW
Brijudoca
Davi
Nathy$
Bakujirou
Lucario: TheLegend
18 participantes

Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ir para baixo

O que devo fazer agora?

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Barra21060%Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Barra210 60% 
[ 3 ]
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Barra2100%Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Barra210 0% 
[ 0 ]
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Barra21020%Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Barra210 20% 
[ 1 ]
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Barra21020%Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Barra210 20% 
[ 1 ]
 
Total de votos : 5
 

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Riku_Devon Seg 20 Jul 2009 - 16:57

Irmão dumau =X
Bem...perfeito *-*
E,eu até tinha me esquecido da praia e_e
Mais deixa!Arrumei coragem para ler quando minha mãe falou que já que não tava fazendo nada,para arrumar o quarto xP
É grande pakas,mais vale apena delirando4

________________
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Signriku
Riku_Devon
Riku_Devon
Membro
Membro

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Brijudoca Seg 20 Jul 2009 - 17:34

Lucario, a cada capitulo você me impresiona mais.
Que m é o verdadeiro mentor por trás dessa história Tyler ou Sean, ou nenhum dos dois.:
Será apenas o malvado plano traçado por Mattew Weegils!
Viajei agora.
Será que eles vão despertar Heatran?
Pelo Banner que você fez, eles vão mesmo.
Brijudoca
Brijudoca
Moderador
Moderador

Masculino Idade : 25
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue

Frase pessoal : make brazil emo again


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Lucario: TheLegend Seg 20 Jul 2009 - 18:48

Obrigado pelos comentários, são eles que me incentivam a continuar ^^

E é muito bom ter tudo já planejado, eu escrevi esse capítulo super-rápido! Um pouco ontem a noite e o resto hoje a tarde Very Happy Acho que o próximo capítulo vem mais cedo dessa vez \o/

________________
Ice GYM Leader - Pokémon Mythology

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)
https://pokemonmythology.forumeiros.com/fanfics-pokemon-f28/pokemon-the-wrong-path-reloaded-t4189.htm

(NOVO) Capítulo 5 - Ganhar de você e ir a Cherrygrove?
Lucario: TheLegend
Lucario: TheLegend
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Bakujirou Seg 20 Jul 2009 - 22:49

Muito bom este cap. Lucario: TL. Sean e Sam estão à salvo [pelo menos, por enquanto], Drew recuperou o Shynx perdido dele, e Nate está no seu próprio fio emaranhado de rancor que o deixou cego... Duvido muito se o Nate pode chegar a reconhecer a versão que o Sean contou pra Sam, mas...

Lavaridge Town, te espera Nate! [Lucario: TL, vai ter um Typhlosion algum momento na fanfic? =3, Gym de fogo, bem que poderia ter um Typh, pra poder aparecer na fanfic...]

________________


Heir of Life

Confira:
Concurso participem! / Fic / One-Shots / indico uma fic que resgatei / indico Fic de meu amigo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 G0VGwQ3
set by ~elazul

Spoiler:

a target="_blank" href="??"
Um novo challenge breve

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 2F0LZvC
CONFIRA!
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 MXtyRkA
Veja meus outros perfis!
Bakujirou
Bakujirou
Moderador
Moderador

Masculino Idade : 33
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue

Frase pessoal : ~"You are my lucky charm"


http://bit.ly/docrJs

Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Lucario: TheLegend Seg 20 Jul 2009 - 23:06

Só passando aqui pra responder a pergunta do Baku...eu tenho um projeto de tudo o que vai acontecer na fic, e tudo isso vai influenciar as outras temporadas e tal, acho dificil um Typhlosion aparecer agora na primeira temporada (que já tá no fim), mas talvez ele aparece no futuro Very Happy

________________
Ice GYM Leader - Pokémon Mythology

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)
https://pokemonmythology.forumeiros.com/fanfics-pokemon-f28/pokemon-the-wrong-path-reloaded-t4189.htm

(NOVO) Capítulo 5 - Ganhar de você e ir a Cherrygrove?
Lucario: TheLegend
Lucario: TheLegend
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Lucario: TheLegend Qua 22 Jul 2009 - 22:22

Mais rápido do que o normal, como eu tinha falado, e menor que os outros....aqui vai o 13º capítulo, cada vez mais próximo do final da primeira temporada! Very Happy


Capítulo 13 - Isso é só o começo...Senhor do Fogo!


Assim que Nate e Skar desapareceram no horizonte, a porta da mansão se abriu, e uma cabeça se pôs pra fora, mexendo a boca e falando, rapidamente, e jogando uma pequena pokébola na direção do chefe/general do Metalla Team:
- Tyler, aqui tá o Shinx que você pediu.
- Já tava na hora! – disse Tyler, pegando o objeto, impaciente. – Você, sendo um dos idiotas que roubaram isso, tinha que ter mais pressa na hora de devolver!
Ao ouvir isso, o homem, identificado como um dos irmãos Tirenne (eles são gêmeos, não dá pra saber qual era xDD), começou a murmurar certas desculpas impossíveis de serem ouvidas, até o momento em que alguém de dentro da construção o puxou para dentro.
- Idiota... – disse Tyler, para si mesmo, irritado.
- Sem querer ser chato...meu pokémon? – disse Drew, sorrindo e estendendo seus dois pequenos braços na direção de Tyler.
- Pega ele logo. – respondeu ele, jogando a pokébola para o garoto. – Aliás, qual seu nome?
Drew não deu ouvidos a Tyler. O garoto estava extremamente animado, porque havia enfim recuperado seu primeiro pokémon. Com os olhos brilhando, ele jogou a pokébola para o alto, e, no exato momento em que ela tocou o chão, liberando então seu Shinx. O pequeno pokémon, ao rever seu treinador, abriu um largo sorriso, e pulou em seus braços.
- Shinx, que saudade! – gritou Drew, enquanto o abraçava, praticamente chorando.
- Shinx, Shinx! – gritava o pokémon, correspondendo.
Tyler, que assistia a cena com uma imensa vontade de vomitar, puxou Drew pelo braço, e disse:
- Chega disso, coloque seu pokémon de volta na pokébola e vamos, temos que planejar tudo!
- Eu..eu vou com você? Ajudar?
- Claro, você achou que ia ficar parado aqui? Venha, vamos! – insistiu Tyler, puxando-o cada vez mais forte. – E como você se chama?
- Drew, senhor... – respondeu ele, devagar, cedendo.
Tyler arrastou Drew até a porta da mansão, abrindo-a com força, e mostrando para o garoto toda a modernidade que havia lá dentro, totalmente o oposto do que ela parecia por fora: o lugar tinha um cômodo único, totalmente revestido por um belo tipo de metal prateado, com imensas máquinas espalhadas pelo lugar, que era extremamente alto, com alguns pontos aonde haviam plataformas, com pequenos buracos, que por fora pareciam ser mesmo janelas. Inúmeros cientistas e agentes entravam e saíam de todas as salas descontroladamente, todos mostrando respeito ao seu chefe. Tyler puxou um dos cientistas, que estava com o rosto encoberto com um pano branco, da mesma cor que seu jaleco e sua calça, e disse:
- Onde estão Deen e Risser?
- A srta. Deen está esperando o senhor na sala de reuniões, chefe. – disse o homem, exitando um pouco. – Ela está com a srta. Risser, ouvi dizer que acharam ela desmaiada junto com a enfermeira Joy aqui perto...
- Desmaiada?! – gritou Tyler, se irritando. – Venha, Drew, precisamos agir rápido.
Puxando o garoto de novo, sem deixá-lo dizer coisa alguma, Tyler o levou para a porta de uma sala que ficava do outro lado da base. Com um sistema tecnológico muito avançado protegendo o local, o general colocou sua mão direita em um pequeno suporte ao lado da porta toda revestida por um metal muito bonito, e ela instantaneamente se abriu. Drew se surpreendeu com o que viu: a sala era pequena, tanto chão quanto teto estavam pintados de preto, e apenas uma mesa redonda com seis cadeiras e um grande projetor no teto faziam parte da mobília do local. Lá dento, duas mulheres estavam sentadas, esperando, uma, que o garoto rapidamente reconheceu, estava um pouco tonta, com a cabeça no colo da outra, que colocava e tirava um pano quente incessantemente da cabeça da companheira.
- Deen, o que aconteceu com ela? – perguntou Tyler, puxando uma cadeira e sentando, enquanto a porta se fechava, e lançando outra para Drew, que sem dizer uma palavra sequer, se sentou.
- Noscoff e seu Yanmega de novo... – disse ela, franzindo a testa. – Parece que ele estava nos espionando.
- Não acredito... parece que Sean estava um passo a nossa frente...
- O que devemos fazer agora?
- Falei pro Nate que ele seria o líder, apenas pra dar moral pra ele, que tá buscando uma insígnia em Hoenn....
- A última peça que falta?
- Exatamente...será o jeito mais fácil de acabar com eles sem cometer crime algum!
- Sem querer interromper...do que vocês estão falando?
- Quem é ele, Ty?
- O nome dele é Drew, parecia ser uma espécie de amigo do Nate. – disse Tyler, olhando para o garoto. – Ele nos falou a localização da base do Farfalla Team.
- Stark Mountain, certo? Você acha que...
- Com certeza.
- Mas eles vão se arriscar demais!
- E essa será a chave para nossa vitória!
- Sem querer interromper novamente... – disse Drew, lançando um olhar amedrontado para Deen. – Vocês vão me falar ou não?
- Claro, claro, acho que não tem problema, Nate é o único que não pode saber! – disse Tyler. – Deen, você explica?
- Olha, garoto, existem quatro tipos de competição pokémon, certo? E cada uma das medalhas ou insígnias dessas competições é feita de um material diferente, que não pode ser encontrado na natureza, um por continente. Somado à uma medalha de integrante da Elite dos Quatro mundial, que é formada por um integrante mestre em cada uma dessas modalidades, e usando uma combinação de ataques certos, criamos os Orbs, que têm inúmeros usos. Nesse caso, iremos abrir um portal....que você verá mais tarde. Precisamos de uma insígnia de Hoenn agora, para concluirmos o que precisamos.
- Entendo... – disse Drew, completamente assustado. – Vocês são...bons!
- Sim, eu sei. – disse Tyler, jogando seus loiros cabelos para trás.
- Mas....e minha irmã?
- Sua...irmã? – perguntou Deen.
- Eles...capturaram...ela...e fizeram ela acreditar que Sean era bom!
- Não acredito! – disse Tyler, rindo. – Não se preocupe, você nos ajudou, vamos garantir que nada de mal aconteça a ela.
- Espero... – disse Drew, relutante em acreditar.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------


Enquanto isso, na base do Farfalla Team em Sinnoh...




- Quem era? – perguntou Sam, no mesmo momento em que Sean guardava seu celular.
- Um de meus subordinados. – respondeu ele, mostrando preocupação. – Seu irmão está do lado deles!
- Aquele pestinha... – disse ela, balançando a cabeça. – Sempre soube que tinha algo de mal nele!
- Mas o que ele fez agora...ele disse nossa localização! E Nate está do lado deles também...uma guerra vai começar, e estamos na desvantagem!
Nesse exato momento, a porta se abre, e Aaron pula para dentro da sala.
- Pai...mandaram avisar, a Orb está finalmente pronta.
- Que Orb é essa? – perguntou Sam, curiosa.
- A que usaremos para ganhar a guerra. – disse Sean, calmamente. – Nos instalamos aqui, nesse vulcão, para proteger Heatran, o sonho de Petrik. Mas agora...precisaremos dele, e essa Orb o acordará.
- Onde ele está?
- No topo do vulcão. – respondeu Aaron, antes que seu pai pudesse abrir a boca.
- Filho, chame Noscoff e Martinez, precisamos melhorar nossas estratégias de batalha!
- Eu poderei ficar aqui e assistir? – perguntou ele.
- Claro, você será de grande ajuda. – respondeu Sean, sorrindo. – Mas vá rápido, precisamos acabar isso antes que eles se preparem.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------


Última edição por Lucario: TheLegend em Qua 22 Jul 2009 - 22:23, editado 1 vez(es)

________________
Ice GYM Leader - Pokémon Mythology

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)
https://pokemonmythology.forumeiros.com/fanfics-pokemon-f28/pokemon-the-wrong-path-reloaded-t4189.htm

(NOVO) Capítulo 5 - Ganhar de você e ir a Cherrygrove?
Lucario: TheLegend
Lucario: TheLegend
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Lucario: TheLegend Qua 22 Jul 2009 - 22:22

Enquanto isso, nos céus de Hoenn...



Skar voava em uma velocidade incrível, mesmo levando Nate nas costas, atravessando o mar que separava Johto e Hoenn em segundos, e parando subitamente ao avistar um imenso vulcão ao longe.
- O que foi? – perguntou Nate. – Ali é Lavaridge?
- Skar, Skar! – gritou o pokémon, balançando a cabeça positivamente.
- Então parou por quê? Vamos, ande, ande! Ou melhor, voe, voe...
Mesmo tendo se irritado com Nate, Skar obedeceu, e continuou voando, parando apenas quando chegou muito próximo ao vulcão, descendo devagar, parando ao lado de uma grande fonte natural de água quente, aonde inúmeras pessoas se banhavam, e que ficaram muito assustadas ao ver aquele pokémon descendo do céu, com um garoto nas costas.
- Valeu, Skar, pode voltar agora, meu Honckhrow já sabe ir para Cherrygrove.
O pokémon fez sinal de positivo com a cabeça, começou a bater asas, e sumiu no horizonte, acima do vulcão. Nate ignorou os olhares assustados das pessoas a sua volta, e perguntou, como se nada tivesse acontecido:
- Onde fica o ginásio daqui?
Uma velha mulher tomou a frente, como uma espécie de dona do local, e disse, calmamente:
- A líder não está no momento, me desculpe.
- Não importa, preciso apenas da insígnia.
- Já disse que a líder não está, não tem como você conseguir a insígnia!
- Diga-me apenas onde fica o ginásio.
- Tudo bem, mas não vá dizer que eu não avisei... – disse ela, revirando os olhos. – Siga em frente até entrar na cidade, siga pela avenida principal até avistar o parque, atravesse-o, e você chegará ao ginásio.
- Meus pokémons estão fracos...tem como vocês curarem eles nessa água? Lembro de ter lido algo sobre isso...
- Tem, sim, me dê eles aqui. – disse a mulher, estendendo os braços.
Nate puxou de seus bolsos as cinco pokébolas que tinha com ele no momento e os entregou a velha, que as banhou na água por alguns segundos, e em seguida as devolveu para ele.
- Hm, legal, valeu. – disse ele, se virando e indo na direção em que a velha havia lhe apontado anteriormente, após pegar as pokébolas, com ambas as mãos nos bolsos de sua jaqueta preta.
Nate foi caminhando lentamente, pelas calçadas cobertas de fuligem daquela movimentada avenida, muito próxima ao vulcão. Inúmeras fontes de águas termais podiam ser vistas em todo lugar que se olhava, além de muitas pessoas em trajes de banho, devido ao imenso calor que fazia na cidade. Trombando com muitas pessoas, que corriam apressadas carregando ventiladores portáteis e outras bugigangas, o garoto conseguiu chegar ao parque, que se destoava de toda aquela paisagem vulcânica: grandes e belas árvores cobriam todo o seu território, além de muitas flores, muitas mesmo, principalmente rosas. Nate percebeu que tudo aquilo era mantido vivo porque estava dentro de uma estufa, totalmente refrigerada. Ele abriu a porta eletrônica que dava acesso ao local, e percebeu um forte cheiro de queimado, vindo do outro lado do parque, aonde parecia ficar o ginásio. Nate continuou andando, se nem ao menos se importar com o que era aquilo, até avistar muitos garotos, organizados em uma roda, com dois outros no meio, parecendo estar batalhando. E muitas, mas muitas moitas queimadas em volta deles. O garoto se aproximou do grupo, que não notou sua presença: era formado totalmente por garotos que tinham entre 9 e 11 anos, enquanto os dois garotos que batalhavam pareciam ser um pouco mais velhos. O primeiro, que comandava um Ponyta, era ligeiramente alto, e tinha um tipo de cabelo muito estranho, enorme, avermelhado, ao melhor estilo “Black Power”, e parecia estar com uma larga vantagem na frente do outro, que era muito mais baixo, e tinha cabelos azuis muito curtos, e comandava um pequeno Hoppip.
- Ponnie, use o Fire Spin! - gritou o primeiro.
Obedecendo seu treinador, Ponyta criou uma roda de fogo em sua boca, lançando-a contra o pokémon adversário
- Hoppip, desvie e use o Leech Seed! – gritou o segundo.
O golpe lançando por Ponnie facilmente acertou e derrubou o Hoppip do outro garoto, nocaunteando-o.
- Nossa, o Flint é bom mesmo... – disse uma garota ao lado de Nate.
- Também, com uma líder de ginásio como mãe... – disse outra.
- Mas não é à toa que o chamam de Senhor do Fogo... – retrucou a primeira.
- Flint, Flint, Flint! – gritava a multidão de garotinhos, em coro.
Flint apenas sorria, arrogantemente, com ar de superioridade, enquanto o outro garoto ia embora, desolado.
- Alguém mais quer lutar com o papai aqui? – perguntou ele.
- Sua mãe é a líder do ginásio daqui, certo? – perguntou Nate, entrando no meio da roda.
- Sim, legal, né? – disse Flint, novamente com ar de superioridade.
- Flint, Flint, Flint! – continuava gritando a multidão.
- Preciso lutar com ela, agora. – disse Nate, calmamente. – Aonde ele tá?
- Ele viajou... – disse Flint, devagar, colocando os olhos nos garotos que os observavam. – Mas não se preocupe, você pode lutar comigo mesmo!
- Flint, Flint, Flint! – gritavam todos, dessa vez com mais emoção.
- Daí você me dará a insígnia? – perguntou Nate.
- Claro, claro, se você vencer...
- O cara acha que vai vencer o Flint... – disse um garoto na multidão, fazendo todos em volta rirem.
Flint cada vez olhava para Nate com mais ar de superioridade, levado pelo êxtase da multidão.
- Então, quais serão as regras? – perguntou Nate.
- O que estiver melhor pra você! – disse Flint, levando a multidão à loucura novamente.
- Então usaremos três pokémons, podendo trocá-los quando quisermos, quem for o treinador do último pokémon em pé, vence, ok?
- Como você quiser! – disse Flint, sorrindo e olhando para o pessoal a sua volta. – Quem vocês querem que eu mande primeiro?
- Bunny, Bunny, Bunny! – gritava a multidão, em coro.
- Como quiserem! – disse ele, puxando uma pokébola em um dos bolsos da calça e a lançando na grama, logo a frente de Nate. – Vai, Bunny!
No exato momento em que a pokébola tocou o chão, um pequeno pokémon em formato de coelho, todo coberto por tons de marrom, foi liberado, pulando, sorrindo, e dando “tchauzinho” para as pessoas em volta.
- Buneary!? – exclamou Nate, assustado, ao mesmo tempo em que puxava uma pokébola. – Petti, você começa.
Nate lançou sua pokébola à frente do pokémon de Flint, que ao tocar o chão, liberou seu Banette.
- Bunny, use o Jump Kick! – gritou Flint, apontando para Petti.
- Jump Kick? Em um pokémon fantasma? – riu Nate sozinho, enquanto a multidão se silenciava lentamente. – Petti, use o Sucker Punch!
Numa velocidade incrível, já que Sucker Punch sempre acertará o oponente primeiro, caso ele esteja usando um golpe que cause dano, Petti se moveu na direção de Bunny, com as mãos mais negras do que nunca, e a acertou no meio da testa com um poderosíssimo soco, nocauteando-a.
- O-O-O-O que foi isso? – perguntou Flint, gaguejando.
- Isso foi só o começo...Senhor do Fogo! – disse Nate, piscando, enquanto a multidão se calava de vez.

________________
Ice GYM Leader - Pokémon Mythology

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)
https://pokemonmythology.forumeiros.com/fanfics-pokemon-f28/pokemon-the-wrong-path-reloaded-t4189.htm

(NOVO) Capítulo 5 - Ganhar de você e ir a Cherrygrove?
Lucario: TheLegend
Lucario: TheLegend
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Lucario: TheLegend Qui 17 Dez 2009 - 1:53

Foram uns dois meses sem escrever aqui...Só reabri pra fazer uma enquete:

- Devo voltar a escrever essa fic e esquecer a outra?
- Devo continuar apenas com a Pokémon Dreamer?
- Devo juntar as duas?
- Devo escrever essa desde o começo, corrigindo erros, para que os que não a acompanharam desde o começo entendam?

Espero que participem, será muito importante Very Happy

________________
Ice GYM Leader - Pokémon Mythology

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)
https://pokemonmythology.forumeiros.com/fanfics-pokemon-f28/pokemon-the-wrong-path-reloaded-t4189.htm

(NOVO) Capítulo 5 - Ganhar de você e ir a Cherrygrove?
Lucario: TheLegend
Lucario: TheLegend
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Lucario: TheLegend Sex 18 Dez 2009 - 21:06

Como poucos acompanharam minha fic desde o começo, resolvi colocar todos os capítulos de novo, corrigindo e melhorando tudo o que já foi feito. Por enquanto, só o prólogo tá aqui, com poucas mudanças, mas dá pra ter uma ideia do que vem por ai Very Happy

Pokémon: The Wrong Path - O Prólogo

Era uma noite de sábado qualquer na portuária cidade de Slateport, Hoenn. A lua estava cheia, brilhante como nunca, e a ausência de nuvens no céu deixava mais evidente a quantidade de estrelas que havia naquela imensidão escura no céu. Nate estava deitado no gramado de sua imensa casa, lendo livros sobre pokémon, fazendo sua lição de casa, e observando o céu e as estrelas ao lado de seu único pokémon, dado por seus pais: um Shuppet, ou como Nate o chamava, Petti. Nate era um garoto muito inteligente, e vivia lendo e aprendendo sobre pokémon o quanto podia: as prateleiras em seu quarto estavam lotadas de livros, principalmente sobre os pokémon do tipo fantasma e noturno, seus preferidos. Era alto, moreno e tinha olhos muito escuros, o que, quando olhando para sua família, obviamente se percebia que havia herdado de sua mãe. Ele morava com os pais, Ocean, que era muito morena e tinha olhos da mesma cor de seus cabelos, e Matthew Wegils, que era alto e possuía cabelos muito azuis. Ambos faziam parte de uma elite de treinadores de seu continente, a Elite dos 4, junto com mais três treinadores(sendo sua mãe a líder). Devido à posição de seus pais, viviam uma próspera vida, apesar dos inúmero inimigos e desafiantes que batiam a porta de sua casa diariamente, mas que eram facilmente mandando embora devido à força de seus pais.

- Nate, venha jantar! – gritava sua mãe da janela, quando Nate acabava de ler o capítulo 3 da edição 3 do livro 'Lendas de Fantasmas em Sinnoh'.
- Pera ai, mãe! Deixa a gente acabar de ler sobre esses fantasmas em Sinnoh, to me interessando! Sabia que tem um pokémon lá que chama Spiritomb?
- Espera, você falou 'a gente'? Quem tá ai com você?
- O Petti né!? Quem mais?
- Nathaniel Wegils, olha como fala com sua mãe! – gritou seu pai, que estava na porta de casa, esperando seu Noctowl voltar com a mensagem de um de seus amigos. - Imagina se você fala assim com uma Enfermeira Joy por ai quando sair na sua jornada?

Foi quando Petti começou a se agitar.

- Shuppet! Shuppet! – gritava ele, olhando para o céu.
- O que foi Petti? – disse Nate, preocupado.

Foi quando ele percebeu o que causou aquilo em seu pequeno pokémon. Vinda do céu, uma imensa e estranha máquina se aproximava, iluminando todo o imenso gramado da casa em que a família Wegils vivia.

- Filho, rápido, pegue o Petti e se esconda embaixo do sofá. - disse o pai de Nate, ao olhar para o céu. - Querida, eles estão aqui!
- Mas...como? Como eles descobriram aonde nós morávamos? – perguntou minha mãe, com o pânico evidente em seu rosto. - Achei que ficaríamos bem aqui dessa vez...

Ao ouvir a conversa que seus pais estavam tendo, Nate entrou correndo em casa, no mesmo momento em que aquela máquina pousou bem aonde ele estava sentado minutos antes. Parecia um imenso helicóptero, com duas hélices, e metralhadoras preparadas para serem usadas em sua parte lateral: dezenas e dezenas de homens vestidos com capas pretas saíram de lá. Ao verem aquela cena, Matthew e Ocean saíram de casa rapidamente, e uma discussão se armou. Nate estava escondido onde seu pai havia mandado, embaixo do sofá, de onde ouvia barulhos de pokémons saindo de suas pokébolas e de gritos e palavrões incessantes. Resolveu colocar sua cabeça na janela, para ver o que acontecia naquela noite tão maravilhosa que se tornaria a mais obscura de sua vida. A cena que viu realmente o chocou: seus pais lutavam com uns doze homens e mulheres enquanto outros esperavam na máquina, todos usando pokémons totalmente diferentes, mas todos insetos. Seus pais eram treinadores extremamente experientes e poderosos, mas pareciam estar perdendo humilhantemente para aquelas pessoas estranhas.

- Scizor, use o Metal Claw! – disse um dos encapuzados à seu pokémon grande e de uma cor vermelho metálico, que estava em sua frente.

As garras do pokémon ganharam um estranho brilho metálico, ele correu para cima do único pokémon que estava entre os dois, um Walrein, que já estava altamente debilitado, e o acertou com um arranhão poderoso, lançando-o contra a parede da casa, causando um forte estrondo e uma imensa rachadura.

- Nós avisamos para não se meterem com a gente, insolentes! – disse um dos encapuzados cuspindo no chão, tomando a frente e tirando seu capuz. Ele era incrivelmente estranho: cabelos azuis espetados com tons de roxo nas pontas, olhos brancos, muito brancos, o que o fazia parecer estar usando lentes de contato.

Os dois continuaram quietos, sem dizer uma palavra, estáticos.

- Não vão dizer nada, é? Agora vocês terão o que merecem! – disse o homem, puxando um revólver.
- Mamãe, papai, não! – disse Nate, pulando a janela. – Petti, use o Shadow Ball naquele homem!

Petti começou a juntar toda a escuridão que os rodeava e a transformando em uma esfera, que ele rapidamente lançou sobre aquele homem que ameaçava os pais de seu treinador. O golpe o acertou em cheio.

- Ora, ora, ora...o que temos aqui? O insolentezinho da família, é? – disse ele, enquanto estendia a mão para Nate, olhando para ele e seus pais alternadamente, com ar de superioridade. - Você deve ser o Nate, prazer.
- O que você fará, chefe? – perguntou um dos encapuzados, tomando a frente, enquanto Nate ficava cada vez mais assustado.
- Não sei...mas eu posso fazer o que eu quiser, certo? – disse o “chefe”, gargalhando. – Vou acabar com o pequeno primeiro, ele não será problema.

Ao dizer isso, ele levantou seu revólver, apontando-o para a direção aonde Nate estava. O garoto estava paralisado, sem reação, não sabia o que fazer.

- Por favor, faça o que quiser, mas não atire no meu filho! – sua mãe finalmente resolveu falar, chorando muito. - Faremos tudo o que você quiser, mas não faça isso!
- Tudo mesmo? – dizendo isso, ele levantou o revólver, e um enorme estrondo foi ouvido. Ele havia atirado em Ocean.
- Mamãaaae! – gritou Nate, correndo em direção a sua mãe, que estava estática, mas não conseguia ver nenhum sangue, talvez devido à blusa vermelha que ela vestia.
- Seu idiota! Olhe o que você fez! Você vai pagar! – o pai de Nate finalmente resolveu falar também.

Matthew correu em direção ao homem misterioso, com uma expressão de ódio que Nate jamais esquecerá.


- Você está louco, Matt? Mas já que é assim... – ele levantou o revólver novamente, e puxou o gatilho. Matthew também caiu, estático.
- Papai! Papai, acorda! – gritava o garotinho ao lado de seu pai, desesperado, mas ele não se mexia.
- Vamos embora. – disse o homem, friamente.
- Mas e o garoto, chefe Sean? – questionou uma das mulheres encapuzadas.
- Deixe ele, ele sofrerá mais com a vida do que a morte. – respondeu, olhando com nojo para Nate, e subindo em seu helicóptero, aonde todos os outros encapuzados o aguardavam. - Ele viverá sozinho a partir de agora.
- Mamãe...Papai...Vocês vão pagar! Vocês estão ouvindo? Eu e Petti vamos achar vocês, e vocês vão sofrer! – gritava Nate, chorando como nunca, ao lado do corpo de seus pais, enquanto o helicóptero partia, mas o barulho era tanto, que era difícil ouvir o que o garoto gritava. - Vão sofrer como vocês fizeram eu e meus pais sofrerem hoje, escrevam isso!

Ele então se deitou, aconchegando-se entre seus pais, e abraçou Petti. E assim adormeceu, adormeceu como um bebê no gramado florido e cheio de arbustos onde a batalha da vida de seus pais havia acontecido, com uma expressão que misturava tristeza e ódio. Um bebê que agora teria que crescer.


Última edição por Sir Bakujirou S. em Qua 7 Abr 2010 - 10:37, editado 1 vez(es) (Motivo da edição : Editado...)

________________
Ice GYM Leader - Pokémon Mythology

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)
https://pokemonmythology.forumeiros.com/fanfics-pokemon-f28/pokemon-the-wrong-path-reloaded-t4189.htm

(NOVO) Capítulo 5 - Ganhar de você e ir a Cherrygrove?
Lucario: TheLegend
Lucario: TheLegend
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Bakujirou Sab 19 Dez 2009 - 2:45

... Ainda me lembro de quando fiz o meu primeiro comentário desta fic... Não sei porque, mas sempre que acontece a cena dos pais mandando o garoto se esconder, me vêm na cabeça as cenas dos livros de Harry Potter...

Um ótimo prólogo pra uma fic que foi muito bem recebida, continue com o trabalho...

(PS: ainda não saquei a necessidade de abrir um tópico extra... Espero que possa me mandar uma PM, pra que eu possa saber o porquê desta decisão...)

________________


Heir of Life

Confira:
Concurso participem! / Fic / One-Shots / indico uma fic que resgatei / indico Fic de meu amigo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 G0VGwQ3
set by ~elazul

Spoiler:

a target="_blank" href="??"
Um novo challenge breve

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 2F0LZvC
CONFIRA!
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 MXtyRkA
Veja meus outros perfis!
Bakujirou
Bakujirou
Moderador
Moderador

Masculino Idade : 33
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue

Frase pessoal : ~"You are my lucky charm"


http://bit.ly/docrJs

Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Lucario: TheLegend Sab 19 Dez 2009 - 23:50

Aqui vai o capítulo 1, revisado e corrigido Very Happy

Capítulo 1- O frio, calculista, e arrogante Nate.


- E agora vamos à final da TPAS – Taça Pokémon Anual de Slateport! Novamente se enfrentando no ginásio da cidade, com um grande público de 5000 pessoas assistindo a mais essa incrível batalha na maravilhosa Arena de Slateport, na beira da praia! Sem mais delongas, do lado esquerdo...Trooooooy Jonhson!

No exato momento em que a apresentadora disse seu nome, um garoto de estatura normal, cabelos avermelhados e usando roupas sociais, um jeito extremamente estranho para um jovem se vestir, apareceu à sua esquerda, meio tímido, mas levantando os braços em direção à multidão, fazendo todos gritarem.

- E do lado direito, o garoto que duvido que vocês tenham algum dia esquecido...Naaaaaaaaaate Wegils! – gritava uma mulher, baixa, loira, e de cabelos encaracolados com um microfone na mão, no meio do enorme ginásio de batalha, cujo piso de madeira comum tremia com a alegria das pessoas que lá estavam. Porém, ninguém apareceu. Enquanto a maioria estava impaciente, um homem e uma mulher pareciam mais calmos, e conversavam tranquilamente.
- É ele quem tá na final, então? – perguntou uma mulher alta, magra, de cabelos loiros e olhos negros, olhando para o homem ao seu lado.
- Sim...agora veremos o verdadeiro potencial dele. Já vai começar! – respondeu o homem, baixo, relativamente forte, de cabelos negros e olhos azuis.

10 minutos depois, surgiu um garoto irreconhecível, vindo da abertura no lado direito do ginásio: Nate Wegils estava loiro, alto, usando roupas justas, aparentando ser muito musculoso, e com uma expressão arrogante em sua face, com um sorrisinho no canto do rosto, ignorando totalmente o público à sua volta.

- Uhhhhh, sai dai, otário! - gritava a maioria das pessoas, em coro.
- Ambos poderão usar quatro pokémons cada. Quando todos de um mesmo treinador forem derrotados, a luta acaba. Prontos? – disse a mulher novamente, olhando para os treinadores e ignorando o público.
- Claro! - gritou Troy.

Todos olharam para Nate, que murmurou baixinho:

- Sempre.
- Então...comecem! - gritou a apresentadora, saindo para a arquibancada.
- Dessa vez eu vou acabar com você! – gritou Troy. – Vai, Gabite!

Troy lançou sua pokébola ao alto, e quando ela tocou o chão, um pokémon azulado, que misturava dragão com tubarão saiu de lá, com dentes afiadíssimos, tentando colocar medo no treinador adversário.

- Ok, ok, que seja! – disse Nate, com desgosto, sem demonstrar emoção nenhuma. – Petti, como sempre, vai.

Da pokébola que ele lançou à arena saiu um pequeno pokémon negro, com uma espécie de zíper em sua boca: um Banette, que pulava de um lado para o outro e fazia caretas, fazendo o público rir.

- Esse monstrinho ai de novo? - disse Troy, tentando imitar Nate. - Vamos, Gabite, vai ser fácil! Use o Dragon Claw!

As garras de Gabite ganharam um maravilhoso brilho azulado, e o próprio correu em direção ao Banette, ainda parado em frente à Nate.
Quando os dois pokémons estavam prestes a colidir, Nate abriu a boca e sussurrou:


- Petti, pule e use o Sucker Punch.

Banette desapareceu como uma sombra, e fez Gabite acertar o ar. Quando o pokémon dragão percebeu o que havia acontecido, as mãos negras de Petti já haviam lhe acertado um poderoso soco no rosto, fazendo-o cair para trás.

- C-C-Como?? - perguntou o oponente a si mesmo, suando. - Droga...Vamos Gabite, use o Dig!

Gabite, ao ouvir o comando de seu treinador, cavou um buraco, e se enfiou embaixo da terra.

- Petti, apenas escute o chão, e pule quando achar necessário. – ordenou Nate, sussurrando novamente.
- Agora! – gritou Troy para seu pokémon.

Nesse momento, Gabite saiu da terra, exatamente atrás de Banette.

- Use o Dragon Rush!

As mãos e os pés de Gabite ficaram com o mesmo brilho azul de antes, e ele estava prestes a acertar Petti, quando...

-Petti, use o Faint Attack. – ordenou Nate, secamente.

Banette deu apenas um golpe, um pequeno soquinho na barriga de Gabite, mas o suficiente para nocauteá-lo.

- N-N-Não pode ser...
- Mas é. - disse Nate, sorrindo friamente.
- E Nate sai na frente na batalha final! Seu Banette derrotou o Gabite de Troy, mas ainda tem muita luta pela frente! – gritava a apresentadora, aumentando a euforia e tensão da multidão.
- Ainda tenho mais três pokémons! Agora é com você, Jolteon! – gritou Troy, jogando mais uma de suas pokébolas na arena, e liberando um pequeno pokémon em formato de cachorro, e com imensos espinhos espalhados pelo seu corpo amarelado, que lançava pequenas faíscas para todos os lados.
- Um Jolteon? Hmmm...Vai ser interessante. Petti, use o Shadow Ball. – disse Nate, sem demonstrar o mínimo sinal de animação.

Banette começou a juntar toda a energia das sombras que podia encontrar no local, e formar uma pequena esfera, que ele rapidamente lançou na direção de Jolteon.

- Jolteon, desvie, e use o Thunderbolt! – ordenou o adversário de Nate.

Jolteon é um pokémon extremamente rápido, um dos mais velozes do mundo, e ele facilmente desviou do ataque. Mais faíscas começaram a ser formadas em seu corpo, e um poderoso trovão foi lançado em direção à Banette.

- Não há como desviar agora, agüente. – sussurrou Nate à Petti.

Petti continuou parado aonde estava, e recebeu o golpe. Fez uma cara de dor e olhou para seu treinador, e vendo o olhar de desaprovação estampado no rosto de Nate, agüentou, e fingiu que nada sentira.

- Muito bom, amigo. – disse Nate, friamente, como sempre. – Vamos acabar com a animação desse cara?
- Nette, Nette! – grunhiu Petti.
- Petti, use o Giga Impact.
- O quê?? Um Banette usando Giga Impact? Essa eu quero ver! – disse a apresentadora, animando o público, mostrando que até ela mesma havia se assustado com o que havia acabado de ouvir.
- HeHeHe...Sabe quando um Banette vai usar um golpe desses? Nunca! – ria Troy, sozinho.

Petti começou a brilhar: seu corpo todo ganhou um brilho equiparável com o de uma estrela, e ele correu em direção a Jolteon.

- Fique parado, Jol. Ele não fará nada. – disse Troy, ainda rindo para si mesmo.

Foi quando Petti acertou seu Jolteon em cheio, fazendo-o voar contra a parede do ginásio, quebrando-a, e fazendo o pokémon cair do outro lado, em plena avenida.

- Ótimo, Petti, ótimo. – disse Nate, aplaudindo.
- C-C-C-C-C-Como???? – gritava a apresentadora. – Que poder é esse?? Deixou o público todo boquiaberto!
- Não é possível... - sussurrou Troy para si mesmo, enquanto chamava seu Jolteon de volta. Mas tudo bem, não posso desistir, vi que você é mais forte do que todos nós pensávamos.
- Então eu devo ser algum tipo de Arceus agora...
- Mas como efeito do Giga Impact, seu Banette ficará paralisado por um bom tempo, é hora de acabar com isso. Vai, Houndoom! Use o Flamethrower para acabar logo com isso! – disse Troy, lançando sua pokébola ao alto, ignorando Nate como ele fazia.

O cachorro negro com chifres que de lá saiu nem sequer olhou à sua volta, deu um passo para trás, e deu um sopro, lançando fogo contra o paralisado pokémon de Nate, finalmente nocauteando-o.

- Petti...Você foi bom. – disse Nate, com um sorrisinho no canto do rosto. – Mas cansei disso. Doom, é com você!

O garoto jogou sua pokébola ao alto, e dela saiu o mesmo pokémon que Troy estava usando para lutar: um Houndoom.

- Um Houndoom também? Será uma batalha de igual para igual! – disse Troy.
- Isso é o que você pensa. – disse Nate, arrogante como sempre. – Doom, use o Sludge Bomb!

Uma bola gosmenta e roxa, aparentemente de veneno, foi cuspida da boca do Houndoom dele em direção ao pokémon do adversário, acertando-o em cheio, mas não causando muito dano.

- Agüente, Houndoom! - disse Troy, suando cada vez mais. - Agora é sua vez, use você o Sludge Bomb!

A mesma coisa que havia acontecido quando Doom havia usado o mesmo ataque aconteceu com o pokémon de Troy, mas o dano ao pokémon de Nate foi maior, fazendo-o cair.

- Tô muito acostumado a usar o Petti... - dizia Nate para si mesmo, baixo como sempre. - É hora de lutar ao estilo Houndoom. Use o Rock Smash!

As patas do Houndoom de Nate brilharam, e ele correu em direção ao adversário, acertando um poderoso arranhão no meio de seu pescoço, fazendo-o cair para trás.

- Vamos Houndoom, levante-se! – gritava Troy.

Uma tensão caiu sobre o estádio. Houndoom não se levantava, não importava o quanto seu treinador gritava.

- Houdoom está fora de comba... – começava a dizer a apresentadora, quando...

Houndoom, com dificuldades, havia se levantado lentamente, ainda com uma expressão de dor em seu rosto.

- Muito bom, Houndoom! - gritou Troy, recuperando o sorriso em seu rosto, enquanto a multidão gritava seu nome. - Agora, vamos acabar com isso! Use o Return!

Os chifres do pokémon começaram a brilhar, e ele correu em direção à Doom.

- Doom, você também, use o Return. – ordenou Nate, lentamente.

Os chifres de Doom começaram a brilhar também, e os dois pokémon colidiram no meio da arena, causando um barulho extremamente alto. Uma espessa camada de fumaça tomou conta do ginásio lotado. Demorou cerca de 30 segundo para que ela se dissipasse, fazendo o coração de todos no ginásio quase sairpela boca, mas Nate se mostrava tranqüilo como sempre. Quando se pode ver os dois pokémons, eles ainda estavam em pé, extremamente machucados, mas pareciam ainda poder continuar na batalha.

- Muito bom, Houndoom! – disse Troy.

Quando ele ameaçou abrir um sorriso, seu pokémon caiu, nocauteado.

- Um a menos...- disse Nate, arrogantemente.

Quando ele deu aquele seu costumeiro arrogante sorriso de canto da boca, Doom caiu, nocauteado também.

- Mas....Que batalha eletrizante! Os dois pokémons colidiram e foram nocauteados! Agora Nate tem dois pokémons restantes, enquanto Troy tem apenas um! – gritava a apresentadora animada, levando mais emoção ainda ao público, que nitidamente torcia por Troy.
- Troy, Troy, Troy, Troy é o....melhor! - gritava a maioria das pessoas, em perfeito coro.
- Tenho apenas mais um pokémon? Então tá na hora de acabar logo com isso, de uma vez por todas! - disse o treinador ovacionado, se animando cada vez mais com o público. - Vai, Breloom! Use o DynamicPunch no pokémon que ele mandar!

As mãos do esverdeado pokémon com cabeça de cogumelo que havia acabado de sair da pokébola lançada por Troy começaram a ganhar um brilho intenso, apenas aguardando, enquanto todos olhavam para Nate, esperando seu movimento.

- Vai, Thrill. Fique parado, DynamichPunch é um golpe extremamente poderoso, mas difícil de acertar. – disse Nate, calmamente, lançando sua pokébola, e fazendo dela sair um pokémon de cor marrom e uma cabeça redonda com uma folha em seu topo: um Nuzleaf.

E aconteceu como Nate previa. Breloom se aproximou de Nuzleaf, e deu um soco com seus punhos brilhantes no ar, bem próximo da orelha esquerda de Thrill.

- C-C-C-Como você errou, Breloom? - perguntou Troy, enquanto o público ficava cada vez mais quieto, percebendo a superioridade do adversário. - Mas ok, não desista! Afaste-se e use o Sky Uppercut!
- Thrill, fique parado até eu dar o sinal. – disse Nate, olhando para baixo, pensativo.

A mão direita de Breloom começou a brilhar enquanto ele se afastava do Nuzleaf de Nate, e ele começou a correr em sua direção novamente. Quando seu punho se encontrava a exatos trina centímetros de distância do nariz de Thrill, Nate gritou:

- Agora! Use o Swords Dance, e depois que ele te acertar, use o Payback!

Nuzleaf começou a dançar freneticamente, pulando e levantando os braços, e Breloom o acertou. Mas o pokémon de Nate não saiu do lugar, pelo contrário, suas mãos se tornaram negras, e ele acertou um poderosíssimo soco no queixo do pokémon de Troy, nocauteando-o.

- Eu...Eu perdi! – resmungou Troy, se ajoelhando no chão, enquanto chamava seu pokémon de volta.
- Acabou! A luta acabou! Essa batalha levou literalmente a multidão à loucuuuuuuura! E pelo quinto ano seguido, o vencedor é Nathaniel Wegils, daqui de Slateport mesmo! Vamos ouvir o que tem a nos dizer. – gritou a apresentadora entrando na arena e correndo em direção ao vencedor, visivelmente emocionada após uma eletrizante batalha, enquanto levava seu enorme microfone à boca dele.
- Uhhhhhhhhhhhhhhh! - vaiavam exatamente todas as pessoas na platéia.
- Não tenho nada a dizer, ganhei porque meus adversários foram todos muito fracos. – disse, arrogantemente, se dirigindo à saída do ginásio.
- Ei, garoto, pelo menos pegue o troféu! – gritou ela, com um objeto dourado nas mãos.
- Não preciso disso, dê para aquele otário ali, to saindo. – disse ele, apontando para Troy.

Nate saiu do ginásio lotado sob vaias, mas parecia não estar ligando. Com as mãos nos bolsos e um sorrisinho no rosto, ele começou a caminhar de volta para a casa onde vivia sozinho, desde que saiu do orfanato, dois anos atrás. As ruas pareciam estar desertas: todo o bairro devia estar naquele ginásio. Tudo o que ele podia ver eram alguns pequenos Taillows sobrevoando sua cabeça, e pequenos Wurmples caminhando pela grama, ao lado dos inúmeros carros e motos parados ao lado do ginásio. Foi quando foi abordado por duas pessoas na rua, as mesmas que comentavam sobre sua luta no ginásio lotado alguns minutos antes.

- Ei, Nate, espere. – disse a mulher, com sua voz rouca. - Queremos conversar com você.
- O que vocês querem? - disse ele, sem se virar. - Tenho percebido vocês me seguindo faz duas quadras.
- Queremos te fazer uma proposta. Vimos a sua luta, sabemos como você é bom, e sabemos de sua história. Você não quer se vingar de quem matou seus pais? – perguntou o homem, com um sorriso falso no rosto.
- Vocês sabem aonde eles estão? Se não sabem, saiam daqui. – disse Nate, ainda andando, com os olhos fixos no chão.
- Sim, nós sabemos. – respondeu a mulher. – Mas queremos algo em troca.
- Fala onde ele tá primeiro, discutiremos depois.
- Tudo bem, tchau então. - disseram os dois em coro, se virando.
- Ok, ok, falem o que querem. - disse Nate, se virando e parando os dois.
- Queremos que você trabalhe para nós, o Farfalla Team! – disse o homem, calmamente.

________________
Ice GYM Leader - Pokémon Mythology

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)
https://pokemonmythology.forumeiros.com/fanfics-pokemon-f28/pokemon-the-wrong-path-reloaded-t4189.htm

(NOVO) Capítulo 5 - Ganhar de você e ir a Cherrygrove?
Lucario: TheLegend
Lucario: TheLegend
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Lucario: TheLegend Qui 24 Dez 2009 - 0:34

Nossa, ninguém tá lendo a versão Reloaded...mesmo assim, aqui vai :/

Capítulo 2 – Farfalla e Metalla...?

- Ahh, o Farfalla Team! – disse Nate, parecendo animado. – Nunca ouvi falar. O que vocês fazem? Brinquedos?
- Nós somos uma organização não-tão-secreta que trabalha com o roubo e venda de pokémons, além de outros tipos de roubo e qualquer serviço que nos dê o dinheiro necessário para sobrevivermos. – respondeu o homem.
- E vocês acham que eu posso ajudar vocês em...?
- Tudo! Vimos vocês na batalha, você é incrível! Trabalhe pra nós por algum tempo, se acostume, que logo você terá sua vingança. – respondeu a mulher, dessa vez.
- Eu não sou nada incrível. – disse Nate, dando uma pequena pausa. - Os outros é que são fracos demais.
- Ok, ok, que seja! – gritou o homem, impaciente. – Se você quiser aceitar nossa proposta, apareça no centro pokémon da cidade amanhã à tarde, exatamente às duas horas, teremos uma missão-teste para você.
- Como vou acreditar que vocês sabem quem matou meus pais? – perguntou Nate, enquanto voltava a caminhar, fazendo os dois correrem atrás dele.
- Complete sua missão, e você falará com nosso chefe. – disse a mulher, calmamente, parando-o.
- Tudo bem, tudo bem, vou pensar nisso. – disse ele, voltando a andar. – Como eu faço pra falar com vocês de novo?
Nós iremos atrás de você. – respondeu a mulher, tentando parecer melhor do que era. – A propósito, sou a agente 31.
- E eu o 29. – disse o homem, com um olhar de desgosto direcionado à sua parceira.

Nate continuo caminhando, sem olhar para trás, porém, dessa vez, ninguém o parou. Após outros cinco minutos de caminhada, ele se virou: os dois não estavam mais lá. O garoto continuou seu caminho pela orla da praia vazia naquele fim de tarde, buscando chegar em sua casa o mais rápido possível: ele realmente precisava de um banho para relaxar.
Quando estava na quadra de sua casa, Nate avistou um pequeno garotinho, que parecia ter mais ou menos 10 anos, brincando no parque ali perto. O garoto realmente lembrava ele quando era menor. Acompanhado de um pequeno e serelepe Shinx, um pokémon que mais parecia um gatinho azul, o garotinho pulava e brincava no pequenino balanço vermelho que lá havia, jogando o pokémon para o alto enquanto se balançava, extremamente alegre. Aquele balanço era a única coisa que havia lá além de árvores e grama, por isso Nate nunca tinha visto ninguém por esses lados. Ele se lembrou de quando era menor, de quando brincava com Petti, de quando sentava com ele no gramado de sua casa e lia seus livros, corriam um atrás do outro, ou apenas observavam o sol se pôr: tudo essa alegria de criança se esvaiu dele após a morte de seus pais. O sorriso arrogante que sempre se formava no canto de sua boca apareceu de novo, dessa vez de forma alegre, enquanto ele virava o rosto e ia em direção à sua casa.
A casa que Nate havia comprado com o dinheiro que seus pais haviam deixado não era muito grande: havia um pequeno gramado aberto, aonde apenas arbustos e gramas ficavam em frente à construção principal de dois andares, toda pintada das cores branca e preta.

- Ahh, enfim em casa. – disse ele, ao abrir a porta.

O garoto entrou e se encontrou na sala bem arrumada, com uma grande TV de plasma de 42 polegadas pregada na parede e uma pequena poltrona, onde costumava sentar para ver seus programas preferidos. Passou direto pela cozinha que poucas vezes usava, já que costumava usar o Disk-Pizza da Pizzaria do Mime. Mesmo assim, ela estava toda arrumada, limpa e branca, como sempre. Subiu as escadas,e entrou direto no banheiro de seu quarto, que ficava na porta à sua direita, ligando a TV do mesmo, se despindo rapidamente e entrando no chuveiro, onde poderia pensar mais calmamente na proposta que havia recebido, ao mesmo tempo que ouvia as notícias do dia.

“E agora? Tudo o que eu mais quero na vida é achar quem tirou a minha felicidade, não importa os meios que eu tenha de usar. Mas me juntar àquele pessoal? Roubar? Não tenho idéia do que posso fazer agora...” – ele pensava.

- Lembram-se de Nate Wegils? Se não se lembram, não estão no mesmo mundo que eu. Hoje ele ganhou a... – começava a ouvir ele vagamente vindo da televisão, sendo atrapalhado pelo barulho do chuveiro.

Ele começou então a refletir. Olhou para a janela ao seu lado, ainda no chuveiro, e viu uma estranha cena. Aquele pequeno garotinho com um Shinx que ele havia visto mais cedo corria com um louco, passando em frente à sua casa. Ele achou aquilo um tanto cômico e deu uma risadinha, mas simplesmente pegou o xampu ao seu lado e começou a lavar a cabeça. Foi ai que ouviu um barulho, parecido com um mugido, e ao olhar pela janela, percebeu que um Tauros corria na mesma direção na qual o garoto havia acabado de passar. Já era um tanto tarde, e Nate percebeu que algo não estava certo. Desligou o chuveiro rapidamente após enxaguar a cabeça, se vestiu, e saiu correndo de casa, esperando ver para onde os dois haviam ido.

- Doom, saia e me leve até onde eles foram, por favor. – disse, já no gramado de sua casa, jogando uma pokébola que havia acabado de puxar de seu bolso esquerdo ao chão, a única que levava consigo.

Nate subiu nas costas de seu pokémon, e Houndoom correu como nunca, saindo da cidade, e chegando à praia. Lá, um lugar não muito grande, não havia nenhum banhista, então o garoto começou a caminhar, chamando seu pokémon de volta.

- Ei, garoto, você tá aí? – começou a gritar, mas sem resposta.

Ao se aproximar um pouco mais do mar, ele notou o pequeno garotinho caído no chão, com um barco logo a sua frente, onde um estranho homem alto e loiro, usando uma capa prateada colocava seu Tauros de volta em sua pokébola. Com um Shinx em sua outra mão e com o garotinho chorando em sua frente, o homem fez um sinal para o barco andar. Nate ficou paralisado, apenas olhando a cena.

- Quem é você? – perguntou ele, para o homem.

O homem não respondeu. Nate não disse mais nada, e apenas assistiu o homem que o encarava desaparecer no horizonte, conforme o barco andava.

- O que aconteceu com você? – disse ele, se abaixando para falar com o garoto, após perceber que não havia nada que ele pudesse fazer.
- Aquele homem...aquele homem mau... – dizia o garoto, soluçando. – Ele pegou meu Shinx...meu único pokémon...meu único amigo..
- Acho que agora há pouca coisa a se fazer... – disse Nate, calmamente. Você tem alguma idéia de quem era ele?
- Não sei...Mas ele disse alguma coisa sobre Metalla Team..

“Metalla Team? Quem seriam eles?” – pensou Nate.

- Calma aí, seu Shinx vai voltar, acredite nisso.
- Mas eu começo minha jornada amanhã! Eu irei para Johto,começar minha jornada lá amanhã de manhã!
- Não se preocupe. – disse Nate, se levantando devagar. – Eu trarei seu Shinx de volta. Mas já que sua jornada começa amanhã...pega isso.

Nate entregou uma pokébola ao pequeno garotinho, fazendo sinal para mostrar-lhe que um pokémon estava lá, mostrando um lado seu que pouca gente conhecia. Ele se virou, como se nada tivesse feito, colocou as mãos nos bolsos, e saiu caminhando de volta para sua casa, pois tinha certeza de que o dia seria cheio.

- Eu me chamo Drew. – disse o garoto, acenando para Nate, que não se virou.

Drew, com um sorriso no rosto enquanto Nate ia embora, jogou a pokébola ao chão arenoso da praia, e de lá viu uma criatura negra com marcas amarelas no formato de um cachorro, um pokémon cujo nome era Umbreon.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nate demorou cerca de 5 minutos para chegar em casa. Após abrir a porta vagarosamente, subiu as escadas correndo e deitou em sua cama, sem nem trocar de roupa. O dia havia sido mesmo corrido.

“Eu vou lá no centro pokémon amanhã à tarde. Aqueles caras devem saber quem é esse tal de Metalla Team, sabe, a concorrência...e ainda podem me ajudar a me vingar de quem matou meus pais. O que será que me mandarão fazer..? Tanto faz, vai ser mamão com açúcar. Droga, falei de novo...”

O garoto então adormeceu.
Nate acordou bem depois do almoço no dia seguinte, estava até atrasado para seu “encontro” no centro pokémon. Ele se levantou o mais rápido possível, pegou um pedaço de pão francês na cozinha e correu em direção à enorme construção vermelha de três andares que ficava a algumas quadras de sua casa, um dos atuais símbolos de sua cidade. Quando ia entrando no local, sentiu uma mão o puxando para trás. Lá, parados no meio da avenida principal de Slateport, estavam 29 e 31, encapuzados, chamando muita atenção.

- Bem discretos, gostei do estilo. – disse Nate, com seu sorriso arrogante. – Fala ae, o que eu tenho que fazer?
- Calma, calma, calma ae. – disse 29, calmamente, tentando fazer Nate achar que ele era quem estava no comando. – Deixamos 5 pokémons do tipo inseto lá dentro daquele centro pokémon, e queremos que você simplesmente entre lá, e traga-os para nós.
- Invadir um centro pokémon e roubar pokémons? Só isso? – disse Nate, arrogantemente. – Posso ir com um pé só e com as mãos amarradas nas costas pra dar um pouquinho mais de emoção.
- Ah, se o problema é emoção.... – disse 31. – Pode deixar que nós acionaremos o alarme e chamaremos a polícia pra você, tá?

Nate se abalou um pouco.

“Polícia?? Vou me meter com essas coisas agora?” - pensava ele. Mas não podia parar agora, claro que não.

- De boa, eu faço. – disse ele, tentando manter as aparências.
- Coloque esse capuz, para não te identificarem. – disse 29, entregando-lhe um pequeno objeto preto.
- Verdade, é normal ver gente andando de capuz por aí. – disse ele, ironicamente, coisa que seus “novos amigos” não perceberam.
- Pior que é, todos os meus amigos tão usando. – disse o 29. – Se bem que todos eles trabalham comigo...mas deixa pra lá, entra logo.

O garoto pegou o objeto e o colocou sobre sua cabeça, cobrindo completamente sua face. Ele deu alguns passos para a frente, e abriu as portas da construção, que rangeram lentamente: lá dentro estava muito frio, muito mesmo. Nate pensou que o ar condicionado devia estar ligado no máximo. Não havia muita coisa naquela sala para se ver: pisos e paredes pintados do mais claro branco, e apenas três portas espalhadas pela sala, além da inesquecível enfermeira Joy, atrás de seu balcão organizado.

- Joy, onde ficam os pokémons que estão guardados, aqui? – perguntou Nate, como se as roupas que trajavam fosse algo natural.
- Terceiro andar, segunda porta à direita. – disse ela, digitando em seu computador, sem dar a mínima importância ou sequer olhar para quem estava à sua frente.

Foi aí que alarme tocou, e o pequeno alto falante instalado no teto “falou”, desesperadamente:

- Suposto ladrão acaba de entrar no edifício, por favor, mantenham a calma e esperem a polícia chegar.
A enfermeira logo se virou e olhou para Nate, que se encontrava encapuzado. Obviamente ela se assustou e começou a correr em sua direção, com um bastão de baseball em suas mãos.

- Eu vou te pegar, seu ladrãozinho! – gritava ela, freneticamente.
- Petti, use o Hypnosis, e faça-a dormir. – Nate lançou sua pokébola enquanto começava a correr, e de lá seu Banette saiu, lançando ondas sonoras em direção à desesperada enfermeira, que logo caiu em sono profundo. – Bye.

________________
Ice GYM Leader - Pokémon Mythology

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)
https://pokemonmythology.forumeiros.com/fanfics-pokemon-f28/pokemon-the-wrong-path-reloaded-t4189.htm

(NOVO) Capítulo 5 - Ganhar de você e ir a Cherrygrove?
Lucario: TheLegend
Lucario: TheLegend
Membro
Membro

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Edu.PM Qui 24 Dez 2009 - 0:49

Maluco. . .
Coitada da Enfermeira Joy! Tem muitas equipes do mal nesta Fic (Estou impressionado!), e Nate poderia entrar sem usar capuz, mas ele decidiu usar né. Se ele não usase, o alarme não ia estranhar ele.
Edu.PM
Edu.PM
Usuário Banido
Usuário Banido

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


http://reparos.forumeiro.com/forum.htm

Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por *Nina* Sex 25 Dez 2009 - 4:35

Eu to lendo! o/

Gostei muito!
Pobre Nate, deu dó dele no prólogo =/
E agora ele resolveu se meter com essa equipe... vamos ver no que vai dar!
Aguardo o próximo cap!
Espero que vc ainda esteja lendo a minha fic ;D

________________
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 292896a
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Amay3m10
*Nina*
*Nina*
Membro
Membro

Feminino Idade : 29
Alerta Alerta :
Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Convidado Sex 25 Dez 2009 - 13:38

Ninguém está lendo a Wrong Path Reloaded? Aí que você se engana, mano Lucario!
Agora, com a minha volta, não vou deixar de acompanhá-la, então não ouse a desistir u_u
Relaxa, não vou deixar de comentar, tanto que a fanfic tá muito mais interressante do que antes.

Até mais ;B
Anonymous
Convidado
Convidado


Ir para o topo Ir para baixo

Pokémon: The Wrong Path (Reloaded) - Página 5 Empty Re: Pokémon: The Wrong Path (Reloaded)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos