Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Pikalove


Participe do fórum, é rápido e fácil

Pokémon Mythology
Olá, visitante! Vejo que ainda não está conectado ao nosso fórum, faça login.
Espere, você ainda não está cadastrado? D:
Inscreva-se em nosso fórum e venha aproveitar as novidades que estamos preparando pra vocês. Conte uma história, poste uma arte ou um vídeo! Confira os guias de jogos, tire suas dúvidas e compartilhe sua jogatina. Disputa batalhas online com jogadores e participe dos RPGs. Converse sobre qualquer coisa, poste memes, faça novos amigos! Só não deixe de logar ou se inscrever.
Para cadastrar-se clique no botão 'Sign-Up' ou em 'Registrar-se' aqui abaixo. Seja bem vindo!
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Pikalove
Pokémon Mythology
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Pokémon – Project: Retype

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Shiota Sex 29 Maio 2020 - 17:37

Hey Ice o/

Levemente atrasado, mas aqui estou. Eu não lembro exatamente o que já tinha e o que tem de novo, e isso é ótimo pra mim sentir as coisas de novo OIKDSAKODK. 

Eu gostei mais ainda desse Munchlax. Ok que ele comeu todas as reservas do Natt, mas poxa, agora ele até ajudou a conseguir uma Berry pro Mikau. Inclusive, fiquei curioso sobre como você representaria as plantas de Berry, já que nos jogos elas são "descartáveis" e no anime acho que nem apareceram direito, foi interessante vê-las como árvores comum e de médio/grande porte.

E o Mikau, o que dizer do Mikau? Como o Black disse, é um dos Pokémon com mais personalidade por aqui e ele com certeza lembra o Pikachu do Ash no começo do anime. Eu adoro principalmente o fato dele quebrar a expectativa que tanto a gente quanto o Natt tinha de que ele iria dramaticamente voltar correndo para os braços do treinador KKKKKKKKKKKKKKKK. E nessa hora eu fiquei bem feliz de ver o Natt engolindo o próprio orgulho por causa da necessidade dele. Já mostra um certo amadurecimento logo agora, mesmo que tenha sido algo que ele foi forçado a fazer.

O Muddy é o nosso mascote fofo e simpático e provavelmente meu preferido no time do Natt, eu adoro essa personalidade amigável dele e que contrasta bem com a rebeldia do Mikau. Foi super fofo ver ele correndo desesperado de um pedacinho de maconha ambulante, tadinho aopkdiasgkapodkaod. 

E eu to só de olho no Natt que não cumpriu com a palavra dele, disse que ia fazer o Mikau ficar só até conseguir outro Pokémon e que não iria fazer ele voltar pra Pokéball, e agora ta com o Muddy e com o Mikau na Pokéball.

Mas com certeza, minha cena preferida foi a do final do capítulo. Eu lembrava desse trocinho ter Hyper Beam, até porque eu fui o cara chato que disse que MUNCHLAX NÃO TEM HYPERBEAM HURDUR, mas não lembrava dele ter sido TÃO "pokasideia" assim kopafidjkoiajkgpoaksdopakdopk adorei msm. 

E eu acho que já falei disso, mas quero ressaltar que também gosto muito das suas descrições de batalha, são sempre bem fluidas, claras e empolgantes.

É isso -Ice-kun, até o próximo cap o/ espero que não tenha soltado ele enquanto eu digito isso aqui

________________
Pokémon – Project: Retype - Página 2 PJypt9G
Sign by Done

Fics:

AMV:
Shiota
Shiota
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por *Nina* Sab 30 Maio 2020 - 5:13

Hello, Ice! Achou que eu não viria? rsrs quase acertou



Vamos para mais um capítulo, que já começou com menino Natt acordando no meio do mato. Você gosta de fazer ele ser atacado e ficar desmaiado no meio do mato né? kkkkkk
A cena da batalha e da captura foram muito bem descritas. Tympole e Palpitoad não são pokémons muito comuns de se ver por aí, eu mesma nem lembrava deles, então achei legal a aquisição, mas fiquei com pena dele naquela "batalha", que foi mais uma perseguição.

Acho engraçado e diferente isso dele capturar os pokes usando a vara de pesca para jogar a pokébola, em vez de simplesmente jogá-la de uma vez.

Ainda bem que o ginásio estava fechado, senão menino Natt iria perder feio! kkkkkkk

Gostei do Munchlax esfomeado, vamos ver como vc vai trabalhá-lo dessa vez.


Agora, um ponto que gostaria de fazer uma ressalva, foi a mudança brusca do Totodile, pq no cap passado ele estava furioso com o pescador por ter sido largado por tanto tempo na pokébola, porém nesse capítulo eu o achei calmo demais.

Pelo tanto que ele estava revoltado com o Natt no cap anterior, eu imaginava que essa rebeldia fosse durar mais tempo, especialmente pq o Natt não foi muito legal com ele o amarrando e forçando a ir.

Até teve aquele momento em que o Natt o ajudou quando ele estava paralisado, mas acho que poderia ter sido melhor desenvolvido essa parte, com algo que realmente justificasse o Totodile se tornar mais amigável com ele, talvez se o Natt tivesse se arriscado para salvá-lo. Apesar de ser clichê, poderia ser uma boa justificativa para a raiva dele ter passado, pq ficou parecendo que ele simplesmente esqueceu pq estava bravo, tanto que depois da captura ele nem quis ir embora, já que o combinado era ele ajudar até que conseguisse outro pokémon.


É isso, desculpe pelo comentário ruim, o sono está batendo forte aqui, mas queria comentar logo, já demorei muito. kkkkkkkkk
vou tentar antes da próxima vez

Abraços e até a próxima!

________________
Pokémon – Project: Retype - Página 2 292896a
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Amay3m10
*Nina*
*Nina*
Membro
Membro

Feminino Idade : 28
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por -Ice Dom 31 Maio 2020 - 18:54

Bom, chegamos a mais um episódio, dessa vez dois dias atrasados hehe Antes de qualquer coisa, vamos aos

Comentários:
@Food Hey Food!

Primeiramente fico muito feliz que tenha gostado do capítulo, é muito bom saber que estou conseguindo interessar, agradeço também sua opinião sobre o tamanho, pode ter certeza que a levarei em consideração.

Hahahaha um monocolor ia ser interessante, acho que vou roubar sua ideia pra um personagem na fic, se não se importar -qq Também amo de coração o Munchlax, por isso dei um jeito de encaixá-lo na história, e com o passar do tempo vai ser visível a importância do plot no geral.

O Tympole é muito amorzinho e é impossível não fica com pena, espero que tenha gostado dele e que acompanhe sua evolução como pokémon, sobre o Totodile também não tem como não gostar e entendê-lo kkkkkkkkk

Obrigado pelo comentário, Food, espero que continue por aqui e até mais o/

@Brijudoca Eae briju meu parceiro!

Muito feliz por você ter gostado do capítulo e também lisonjeado por você ter elogiado essa minha "habilidade", realmente qualquer batalha minúscula pode se transformar em algo épico se explorarmos direitinho -q

Haushauhsau eu tinha escrito esse episódio antes do nosso devaneio sobre fumar Oddish (tanto que esse pokémon até aparecia nesse ponto na original), mas depois de tudo é difícil levá-lo a sério kkkkkkkkk

É, no final das contas o capítulo acabou sendo a ligação entre as duas cidades, no original esse rolê todo durou uma boa quantidade de capítulos (quatro ou cinco) e eu não sei por que, já que eles poderiam ser unificados em um único capítulo médio, mas obrigado pela sua opinião sobre o tamanho, ainda pensarei no que fazer -qq

Obrigado pelo comentário meu mano, espero que continue acompanhando e gostando.

@roberto145 Roberto, boa noite!

Agradeço pelo toque, tomarei mais cuidado com esse tipo de coisa daqui pra frente, já que nunca tinha parado pra pensar nessa questão. Sobre o erro, na verdade ele apareceu depois da revisão e eu não percebi por bobeira, já que eu tinha escrito "eçe aproveitou a deixa para correr até o local e o pegou", mas apaguei a deixa e acabei não reparando no errinho que isso causou.

Fico muito feliz que tenha gostado e agradeço também pela sua opinião sobre o tamanho, é realmente muito importante, eu tô bem em dúvida entre adiantar as coisas ou deixarem fluirem mais suavemente, mas ainda irei refletir sobre hahaha

Sobre o Totodile, esse detalhe que você e alguns outros comentaram, meio que ainda não acabou e veremos mais treta entre o pokémon e seu treinador, bem como o motivo do comportamento dele, então por mais que pareça um pouco um furo por enquanto, ainda vou voltar nesse ponto.

Em relação ao Oddish, eu deixei aberto com um corte de cena pois enquanto lia a original eu não fiquei satisfeito com o que aconteceu, já que lá Natt arrastava o Oddish desmaiado até o mato para evitar que algum predador aparecesse, mas reescrevendo tudo eu não consigo imaginar o rapaz sendo tão cuidadoso nesse ponto da história, então fica em aberto. Não foi mostrado se ele desmaiou, então ele pode ter talvez fugido de volta ao mato, ou deixado lá mesmo.

Muito obrigado pelo comentário e pelo elogio e críticas Roberto, espero que continue acompanhando e gostando, até mais!

@Black~ kkkkkkkkkk Blackegorp

Pretendo explorar bastante a personalidade do Totodile dessa vez, já que ele ficou apagado em alguns pontos da original, e o Tympole pretendo igualmente explorar sua fraqueza e fofura, já que é um dos pokémon com mais personalidade do Natt e também um dos que ele mais tem carinho, já que foi o primeiro a ser capturado em jornada. Sobre o Munchlax, é até bom que você não lembre, assim as coisas vão se revelando aos poucos -q

Sobre o NPC, digamos que o personagem que aparece no final seja um outro, mas o nosso grande treinador clichê está chegando, então tudo bem kkkkkk

Obrigado pelos elogios e também pela sua opinião sobre o tamanho, vai ajudar, espero que continue acompanhando e até mais!

@Rush Rush!

Esse Palpitoad é muito mito aushaush Lembro do seu comentário na original falando que o sapão pareceu um final boss de um jogo, e tentei reproduzir o original, apenas mudando alguns pontos da batalha para se adequar ao cenário, portanto a impressão de que eu resumi acabou sendo só uma impressão mesmo -qq Mas é que na real, a batalha do Lanturn no original tinha sido bem mais bosta e a do Palpitoad pareceu bem épica, mas no remake o Lanturn também deu trabalho então deve ser daí a sensação.

Ahhhh o Muddy, adoro tanto esse carinha haha. Lembro que até eu não era muito fã do pokémon mas o coloquei na história de última hora e deu no que deu. E o Munchlax também, esse que já estava desde o rascunho original e no final acabou tendo um papel totalmente diferente, muito bom.

No original Knothole não tinha sido inspirada em Fortree mesmo com as casas nas árvores, mas como eu joguei Omega Ruby recentemente, decidi usar a cidade Hoenniana como inspiração pra descrever, acho que acabou dando um ar mais natural, e eu te entendo que ficar dentro de uma árvore deve ser muito maneiro kkkkkkkkk

Não foi a intenção tentar deixar o capítulo corrido, mas ele realmente já tinha a intenção de terminar exatamente no ponto onde terminou, então talvez tenha sido por isso, tomarei mais cuidado futuramente e, sobre o Mikau, ainda teremos mais rebeldia a caminho, é um pouco do que eu expliquei pro Roberto, ainda teremos mais capítulos explorando esse traço dele e algumas coisas vão começando a fazer sentido. Que bom que lembra do Gray, ele tá chegando mesmo, logo iremos vê-lo novamente -q

Obrigado pelo comentário e por tudo Rush, espero que continue acompanhando e gostando, até mais!

@Shiota Slow!

Levemente atrasado como sempre né rapaz ldsdlskdsldksl Fica enrolando até pra postar a própria fic.

Fico feliz que tenha gostado do Munchlax e das berries, realmente esse último não tinha sido explorado tanto na anterior e dessa vez dei uma atenção maior -q

Já sobre o Mikau, até eu lembro do Pikachu do Ash enquanto escrevo, e também adoro que ele tacou o foda-se e ia embora sim se o Natt não tivesse voltado atrás (lembro que tu tinha gostado disso na original também -q). Aaa eu também amo o Muddy e sua personalidade, e dessa vez vou explorar mais o Tympole chorão como na cena dele correndo do Oddish dlakdladkla Sobre o Natt não ter cumprido a palavra, bom, ele realmente não o fez e sabe disso, mas se o Mikau não perceber tudo bem né? -q Veremos mais disso depois

Haushauhsuahsusa realmente o Munchlax é muito mito, eu pra ser sincero nem sabia que ele não aprendia o Hyper Beam e meti lá, mas não consigo ver esse Munchlax em específico não usar esse ataque, como tu disse ele é pokasideia demais pra fazer de outro jeito akslakslaskal

Muito obrigado pelo comentário e pelos elogios meu amigo otaco, espero que apareça novamente!

@*Nina* Hey Nina! Na verdade achei -qq

Uma jornada não está completa sem desmaiar no meio do mato -qq A linha do Tympole realmente é meio esquecida e eu adoro por algum motivo, acho os três pokémon muito legais apesar de serem meio feios. Sobre ele capturar os pokémon com a vara, achei legal você comentar, porque eu li bastante Pokémon Adventures e gostava da maneira que cada treinador capturava seus pokémon de um jeito diferente, como o Gold jogando a pokébola com um taco de sinuca e a Krys chutando as pokébolas, o Natt foi muito baseado nisso.

Realmente, se o ginásio não estivesse fechado o Natt ia perder muito feio, e inclusive outras coisas que só aconteceram só por conta do líder ausente não teriam acontecido, e o pescador desistiria antes da segunda insígnia -q (no futuro explico o porquê). Fico feliz por ter gostado do Munchlax também.

Em relação ao Munchlax, pode ter parecido uma mudança abrupta mas na verdade não houve uma mudança, realmente ele não atacou mais o treinador por conta do acontecimento da berry, mas ele ainda está revoltado e tudo mais, isso ainda será demonstrado em capítulos futuros, pode ficar tranquila -q

Obrigado pelo comentário, fico feliz que esteja gostando e espero que continue acompanhando, até mais!

Pronto. Primeiramente obrigado a todos que comentaram, fico feliz que tenham tirado um tempo de suas vidas para lerem algo que eu escrevi, e ficaria igualmente feliz se continuassem. Eu ainda não decidi sobre o tamanho dos capítulos, e mesmo se tivesse, esse daqui foi escrito antes mesmo de eu postar o primeiro, então sem tanta diferença haha Esse capítulo reune uma boa quantidade de capítulos da original e também alguns personagens queridos pelos leitores antigos, então espero que gostem. A partir de agora vou começar a planejar uma organização melhor para o Main Post e começar a trabalhar no guia da fic, então vamos lá.

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Bag_Old_Rod_VI_Sprite
Capítulo três
Youngster Nico

— Pol! — exclamou Muddy, depois de alguns segundos se passarem com Natt ainda parado na frente do ginásio pokémon. Provavelmente o girino estava tentando consolar seu treinador, que não deu muita atenção.

Natt ficou durante mais algum tempo olhando para a placa na porta, sem saber o que fazer. Talvez esperar o ginásio abrir fosse uma opção. Mas o garoto ainda estava na cidade vizinha de Blue Coast e não sabia quanto tempo demoraria para que as atividades voltassem ao normal, então poderia ser arriscado, então talvez se ele perguntasse para algum morador da cidade o motivo para que não estivesse funcionando... Sua mente ainda processava várias ideias, e por conta disso ele não percebeu o rapaz que se aproximou por trás.

— Ei, saia da porta do ginásio agora!

O pescador virou-se, assustado. A princípio imaginou que seria o líder e que teria uma explicação do motivo do fechamento, mas deparou-se com um adolescente. Era um garoto baixo usando uma camiseta carmim e um boné virado para trás da mesma cor. Também usava uma calça jeans cuja barra estava dobrada até um pouco abaixo do joelho e estava descalço. O garoto olhava com um ar de superioridade para Natt.


Pokémon – Project: Retype - Página 2 QBwuIEL


— Desculpe? — disse o pescador.
— Eu, Nico, o Youngster, serei o primeiro a desafiar o líder de ginásio de Knothole, e, portanto, peço para que saia daí.

Natt arqueou uma das sobrancelhas, olhando para o rapaz.

— Mas o ginásio está fechado.

Nico riu, debochando.

— Por isso mesmo, estúpido. Quando o líder voltar, eu serei o primeiro a enfrentá-lo. — ele apontou para o próprio peito com o polegar.
— Bom, que seja. — disse Natt, saindo da frente do ginásio como o garoto tinha pedido, sem vontade de discutir.
— Ei, espera aí! — exclamou o youngster antes que o pescador pudesse ir embora — Não podemos terminar assim, temos que batalhar.

Natt riu com o nariz e continuou andando, sem dar atenção ao garoto.

— Você não pode ir embora assim depois de um desafio! — exclamou Nico — Quando dois treinadores cruzam seus olhares, eles têm que batalhar!
— Alguém já disse que você é muito clichê?
— Clichê? Eu? Quem está andando por aí com uma roupa padrão de pescador é você.

Sem nada para responder, o pescador apenas olhou ao redor dos dois. Naquele final de tarde as ruas da cidade estavam vazias e um combate contra o youngster seria uma boa maneira treinar para o desafio do ginásio, seria sua primeira batalha de verdade, e seria bom começar com um treinador fraco.






— Então será uma batalha de três contra três e vale tudo, combinado? — disse Nico com o tom de voz aumentado, já que os dois tinham se afastado um do outro para dar espaço para seus pokémon.
— Três contra três? Mas eu só tenho dois pokémon. — disse Natt.
— Tudo bem, noob — respondeu o youngster, rindo — Dois contra dois então.

Natt resmungou, irritado com o deboche.

— Muddy, você começa! — disse, imaginando que não seria bom pra sua imagem lutar com o Totodile desobediente.

O girino, que ainda estava deitado no boné de pescador do garoto, desceu ao seu ombro e pulou no chão, encarando Nico de maneira confiante.

— Não será difícil. — disse o youngster, com o mesmo ar de superioridade de sempre — Rats, eu escolho você!

Ele arremessou a primeira pokébola no chão, de onde saiu um roedor pequeno e roxo, com uma barriga branca e bigodes da mesma cor espetados de cada lado de sua face. O Rattata guinchou, tão confiante quanto seu oponente aquático.

— Eu não acredito nisso... — disse Natt, olhando para o primeiro pokémon do seu oponente.
— O que foi? Rats é o melhor, duvido que haja um pokémon tão legal quanto esse cara em sua equipe.
— Tanto faz. — disse o pescador — Muddy, comece com o Round!
— Não permita, Rats! Quick Attack!

O girino inflou-se, pronto para soltar o ataque supersônico, mas Rattata foi mais rápido e deslizou em direção ao oponente com uma velocidade imensa, deixando um rastro de luz prateado para trás. Com a velocidade do impacto, Rats cabeceou o oponente que foi lançado para trás, perto dos pés de seu treinador.

Muddy olhou para Natt com os olhos cheios de lágrima.

— Não não não, agora não por favor. — cochichou o pescador para seu pokémon — Que tal tentar de novo? Eu sei que você consegue.

Nico olhava para os dois com uma expressão de dúvida.

O Tympole inflou seu pequeno corpo novamente e, antes que o youngster ordenasse um segundo ataque, acertou a onda sonora supersônica em Rattata. Os olhos do pokémon transpareceram a confusão causada pelo golpe.

— Heh. Se engana se acha que isso vai parar meu poderoso pokémon. Rats, continue com o Bite!
Round!

Enquanto o Rattata corria em direção ao seu oponente, seus dentes da frente cresceram e ficaram pontudos, adquirindo uma coloração sombria. Enquanto isso, o Tympole estufava o peito para atacar novamente.

O roedor conseguiu acertar primeiro, abocanhando Muddy com as presas desenvolvidas com o poder noturno e levantando o girino com a boca. O aquático debateu-se e conseguiu atacar com a onda sonora que, devido à proximidade, conseguiu empurrar Rats alguns centímetros, conseguindo fazer com que ele soltasse o pokémon de Natt. Mesmo assim, o Tympole caiu desmaiado no chão.

— Foi o que eu te disse... Rats é diferente dos outros de sua espécie. É como se ele estivesse em um percentual acima dos outros Rattata. — gabou-se Nico.

Natt não deu atenção ao garoto, retornando Muddy à sua pokébola.

— Ainda não acabou. — disse ele, lançando a esfera de Mikau no chão.

Com um raio avermelhado, o pokémon crocodilo se materializou na frente de todos, deitado no chão dormindo. Ao perceber que saiu da pokébola, o aquático sentou-se, irritado.

— Mikau, isso é uma batalha.

O pokémon olhou para seu treinador e em seguida para o pokémon adversário, sem dar muita bola.

— Não tenho tempo para essas baboseiras. Use o Bite de novo! — bradou Nico.

Novamente as presas do pokémon normal aumentaram e adquiriram uma aura sombria, enquanto ele se dirigia ao oponente. Mikau percebeu que estava prestes a ser atacado e então levantou-se, se posicionando contra Rats.

— É isso aí! — disse Natt — Use o Water Gun!

O aquático esperou até que Rats estivesse perto o suficiente para pisar em sua cabeça e usá-la como apoio para pular para cima, interrompendo o ataque de Nico. No ar, Mikau esticou os braços e suas unhas viraram uma única garra prateada em cada uma das mãos, que ele usou para desferir um golpe em forma de X nas costas do pokémon que ainda não tinha se levantado.

Scratch? Não foi o que eu pedi, Mikau.

Rats se levantava, mostrando não ter ficado muito danificado com o golpe.

— Não deixe isso se repetir, use o Quick Attack!
— Mikau, use o seu Bite!

O pokémon de Nico começou, ganhando velocidade com dois pulinhos e um impulso, deixando um rastro prateado para trás e atingindo o Totodile com a cabeça, arremessando-o. O aquático levantou em poucos segundos, irritado com o oponente.

Enquanto Rats ainda se recompunha após o ataque, Mikau correu até ele, usando o mesmo ataque de anteriormente e desferindo dois arranhões diagonais que formaram um X, dessa vez causando um dano maior.

— De novo, Mikau... — lamentou o pescador — Vamos jogar seu jogo então, use o Scratch!

O pokémon olhou com desdém para seu treinador e então correu em direção ao Rattata. Seus dentes cresceram e foram envolvidos por uma aura negra, que causou dano noturno quando ele abocanhou o oponente antes que ele conseguisse desviar, arremessando-o no chão.

— Isso é algum tipo de estratégia? — indagou Nico.
— É sim. — mentiu Natt, nervoso.

O youngster ficou confuso.

— Não se ache o esperto. Rats, Iron Tail!
— Vai, Mikau! — gritou Natt, evitando dar alguma ordem que seu pokémon não fosse cumprir.

Os dois correram em direção um ao outro. Rats esticou sua cauda, que começou a ostentar um brilho prateado e uma aparência metálica. Os braços de Mikau transformaram-se em duas garras, e quando o roedor saltou com a sua cauda metálica em direção ao aquático, o Totodile segurou o oponente, se defendendo com seu próprio ataque.

— Dile! — bradou o pokémon, abocanhando a cauda do pokémon com seu Bite e arremessando-o em direção ao chão.

Rats fez um esforço e conseguiu levantar, ofegante. Olhando para aquela cena, Natt percebeu como seu pokémon era forte e um ótimo batalhador, e que com certeza seria um ótimo exemplo para Muddy seguir. Desde que capturara o girino, o pescador estava com medo de perder seu Totodile, mas o inicial parecia não ligar mais de estar em jornada, apenas não ligava para Natt o suficiente para obedecê-lo. O garoto precisava reverter isso.

— É isso aí, Mikau! — gritou, fazendo um sinal positivo ao aquático, que não ligou.
Quick Attack! — ordenou Nico.

Antes que o Totodile pudesse fazer algo para se defender, Rattata o cabeceou com seu ataque rápido, derrubando-o no chão. O aquático fazia força para se levantar, mas não estava conseguindo.

— Levanta Mikau, rápido!
— Finalize isso, Iron Tail!

O roedor voltou a correr com sua cauda adquirindo uma forma metálica. Ao chegar na frente de Mikau, ele saltou e girou verticalmente, aumentando a força do golpe quando o pokémon acertou. Uma nuvem de poeira se ergueu após o impacto. Os dois treinadores cobriram os olhos com o braço.

— É como eu disse. — gabou-se Nico — Rats está em um per-

Ele parou de falar quando a poeira abaixou, mostrando que Rattata havia errado o ataque graças à confusão e estava desmaiado ao lado de Mikau, que ainda não tinha entendido o que tinha acontecido.

— É. — disse Natt — Mas parece que meu Totodile está em um percentual mais alto que seu Rattata.

Mikau pareceu ter gostado do que ouviu e virou para Nico com os braços cruzados.

— Com a confusão fica fácil. — reclamou Nico, retornando o pokémon desmaiado à sua pokébola — Mas a batalha ainda não acabou! Nocturne, eu escolho você!

Ele jogou a segunda esfera de captura, que ao tocar no chão liberou uma coruja castanha com uma sobrancelha clara que saía do seu rosto e olhos redondos penetrantes. O Noctowl levantou voo enquanto olhava para o crocodilo ciano que estava o encarando do chão.

— Agora vamos batalhar sério! — disse Natt, virando seu boné de pescador para trás.
— Desvira esse boné, que vergonha alheia.
— Desculpa, eu vi isso na TV e achei que ia ser legal.

Mikau bufou com o nariz, olhando de canto para seu treinador.

Water Gun!
Aerial Ace!

O Totodile obviamente não se importou com o comando de seu treinador e saltou em direção ao voador enquanto suas presas adquiriam uma aura negra. Nocturne abriu as asas e mergulhou em direção ao crocodilo. Então, os dois se chocaram.






O Centro pokémon de Knothole seguia o mesmo padrão das demais construções. Construído ao redor do tronco de uma árvore curvada, era do mesmo tamanho de um centro convencional, inclusive simulando o mesmo ambiente interno, apesar das diferenças óbvias por ser uma construção de madeira com teto de folhas e o tronco de uma árvore passando pelo meio do saguão.

De cada lado haviam bancos bege onde os treinadores esperavam enquanto seus pokémon eram recuperados e no meio um balcão onde a enfermeira atendia os treinadores. Nos cantos ficavam as empoeiradas máquinas de transferência de dados e comunicação, que caíram em desuso com a popularização dos celulares.

Dois jovens, um pescador e um youngster, estavam apoiados no balcão de cabeça baixa, enquanto a enfermeira, uma mulher de cabelos castanhos e olhos verdes, gritava com eles.

— Vocês foram muito irresponsáveis! — disse, repreendendo os dois, que continuavam olhando para o chão, cabisbaixos.
— Desculpa. — disseram em uníssono.
— Travar uma batalha assim, no centro da cidade, sem um juiz! Uma batalha de rua! — continuou a mulher, com as duas mãos na cintura. — Podiam ter matado os seus pokémon!
— Desculpa. — repetiram, juntos.

Então ela foi a uma outra sala, onde foi possível ver pela janela um Blissey com quatro pokébolas em uma bandeja em cima de uma máquina, que mostrava uma barra de porcentagem que estava no 74%.

Os dois garotos olharam um para o outro, ambos esperando para ver quem se desculparia primeiro.

— Quem pediu a batalha foi você… — disse Natt — Só comentando.
— É, mas você aceitou. - disse Nico.

A porta do Centro Pokémon se abriu, e entrou um rapaz, apressado. Não parecia ser muito velho, era loiro e tinha olhos azulados, e por algum motivo usava uma calça verde e um blazer da mesma cor por cima de uma camisa branca. Ele se dirigiu até o balcão.


Pokémon – Project: Retype - Página 2 HUi4oRm


— Boa tarde. — disse ele, os dois garotos o cumprimentaram com um aceno de cabeça.

Em seguida, ele também se debruçou no balcão, como se estivesse esperando a enfermeira.

— Ela está curando seus pokémon? — perguntou aos dois.
— Sim, nós acabamos de sair de uma batalha. — disse Nico, orgulhoso.

A porta que levava à enfermaria foi aberta por uma Blissey que empurrava uma maca com quatro pokebolas. Atrás dela vinha a profissional, ainda olhando zangada para os dois garotos.

— Seus pokémon estão cem por cento, se eu souber de mais alguma batalha irresponsável como essa eu serei obrigada a entrar em contato com seus responsáveis!
— Eita... — disse Nico — Tudo bem, a próxima batalha vai ser no ginásio de Knothole!
— Quando ele reabrir. — disse Natt, desanimado.

O rapaz do terno verde riu.

— Enfermeira, vim trazer os documentos que pediu sobre o Day-Care. — disse, pegando uma pasta com alguns papéis e deixando no balcão.
— Obrigado, Grayson! — disse a mulher, devolvendo as pokébolas a Natt e Nico. Os dois garotos saíam do Centro Pokémon e o rapaz os acompanhou com os olhos — Richard não disse o motivo de não ter vindo hoje?
— Aquele velho ranzinza nunca me fala nada sobre essas coisas, mas creio que o motivo esteja no documento. Também ouvi dizer que eles vão devolver algo importante à Ciatteil, vai entender. — Ele olhou para a porta, os dois garotos já tinham saído — De qualquer maneira, tenho que correr. Boa sorte com esse relatório!






— Você é muito burro! — gritou Nico — Por que foi falar pra ela que não tinha juiz?
— Porque não tinha! E ela perguntou. — respondeu o pescador.

Os dois desciam a escada de madeira que levava do Centro Pokémon de volta ao chão, enquanto guardavam suas pokébolas no bolso.

— Ei, vocês dois!

Eles olharam para trás. A porta do Centro Pokémon se abria novamente e o rapaz loiro de terno verde descia com passos rápidos para alcançar os dois garotos. Natt e Nico se entreolharam.

— Sou Grayson. — disse quando alcançou os meninos, estendendo a mão.
— Sou Nico Parker Cross, o youngster — disse, apertando a mão do rapaz — Esse idiota aqui é o Natt.

O pescador não deu atenção ao rival.

— Ouvi que os dois pretendem enfrentar o ginásio de Knothole.
— Se não estivesse fechado eu já estaria com a insígnia a uma hora dessas. — disse Nico.
— Você sabe algo sobre o líder? — perguntou Natt.

Grayson riu.

— Aceitam um tour pela cidade?

Os garotos se entreolharam, desconfiados.






O pôr do sol pintava o céu de laranja enquanto as nuvens na atmosfera faziam uma sombra roxa. Com o dia sendo substituído pela noite, a iluminação noturna da cidade também ficava nas árvores, fios passavam pelos troncos descrevendo círculos e levavam a eletricidade até as lâmpadas que ficavam na ponta dos galhos.

Grayson caminhava pelas ruas de grama, com Natt e Nico logo atrás, acompanhando-o.

— Incrível, não é? — disse. Nenhum dos dois garotos respondeu — Knothole é tão especial porque preserva o estilo de vida dos nativos de Astoria ao mesmo tempo que é uma cidade moderna, não conheço nenhum outro lugar no mundo que faça isso. Eu nasci e cresci aqui, sabe. — ele virou para os dois, sorrindo — Aos onze anos eu saí na minha jornada pelas insígnias, viajei a região toda e voltei, agora estou aqui novamente, onze anos depois de tudo.

Eles passaram em uma rua no qual era possível ver o ginásio de Knothole ao fundo.

— Aquela árvore foi a prefeitura há alguns anos, na época em que ainda existiam oito ginásios na região. Daí houve aquele escândalo de dois mil e quatro, três dos líderes foram afastados, a quantidade caiu para cinco. Foi um caos, a primeira vez desde a história da criação da Liga Pokémon de Astoria em que a mesma não funcionou. Os líderes acharam que iam ser demitidos, que a Liga deixaria de existir na nossa região. Felizmente, no final do mesmo ano, foi aberto o ginásio de Knothole, e toda a Liga foi refeita para se adaptar ao padrão de seis insígnias. Foi daí que surgiu o sistema de classes.

Grayson olhou para trás, os dois treinadores estavam quietos.

— Eu sei, eu falo demais. — disse, rindo — Mas estamos chegando ao lugar que eu queria mostrar para vocês.

E realmente não demorou muito para que chegassem. Poucas ruas depois da última explicação de Grayson, eles chegaram a uma das construções mais diferentes que Natt tinha visto até aquele momento na cidade. Também era inteiramente de madeira e ostentando o marrom e verde característico da cidade, mas tinha sido construído no chão e tinha uma longa passarela de madeira rodeada por um riacho e um pequeno jardim. Várias janelas de vidros mostravam um restaurante cheio por dentro.

— Espera aí, você vai pagar uma janta pra nós? — exclamou Nico, animado. Natt deu uma cotovelada no garoto, calando-o.
— Quem sabe. — disse Grayson, olhando para os dois — Venham, não percam tempo.

Os dois se entreolharam novamente e continuaram a seguir o loiro. Natt viu uma placa anunciando o nome do restaurante: Food’n’Battle. Logo abaixo do nome havia um anúncio colado dizendo algo sobre 25% de desconto, mas não teve tempo de ler porque Nico estava logo atrás dele empurrando-o pela passarela. Grayson abriu a porta dupla e eles puderam ver a dimensão e a beleza do restaurante. Tinha uma aparência bastante rústica, com a mesma paleta de cores predominantemente marrom, com alguns tons de verde e azul espalhados pela parede com vasos de planta dessas cores. Diversos garçons e garçonetes deslizavam para lá e para cá de patins, entregando pratos de aparência deliciosa aos fregueses, todos eles também parecendo muito contentes. Era como se a beleza estivesse na simplicidade.

— Senhor Gustin! — um dos garçons veio deslizando até eles, estava com uma bandeja vazia na mão. Assim como todos os outros, ele usava a característica roupa da profissão, porém usando tons verdes ao invés do preto de sempre, no seu peito uma etiqueta indicava T. Johann — Finalmente chegou, deu tudo certo?
— Travis! Já disse para que me chamasse pelo primeiro nome, e sobre o Day-Care, eles só me pediram para entregar alguns papéis no Centro Pokémon, parece que Richard estava ocupado treinando um estagiário.

O garçom fez uma cara pensativa, colocando a mão sobre o queixo.

— Me diga, — começou Grayson — algum desafiante apareceu?
— Não, senhor, nenhum... — respondeu Travis Johann.

O loiro suspirou, frustrado. Depois de alguns segundos ele levantou a cabeça, sorrindo como se tivesse acabado de ter uma ideia. Natt e Nico se entreolharam, sem saber o que estava acontecendo.

— Já sei! Aumente a oferta! — disse Grayson, estalando os dedos.
— O que? — indagou Travis, assustado — Senhor, já estamos oferecendo uma oferta de vinte e cinco por cento, quanto você espera coloca-
— Cinquenta por cento! — exclamou — Aqueles que derrotarem o dono terão cinquenta por cento de desconto em suas refeições durante todo o mês.
— O mês? — indagou o garçom.
— O mês!

Travis abriu a boca para falar mais alguma coisa, mas Grayson deu um tapinha em suas costas antes que o rapaz pudesse dizer algo.

— Vai lá, muda o cartaz. — em seguida, ele olhou para os dois treinadores, enquanto o garçom saía — Venham, ainda nem mostrei o que tinha para mostrar.

Os dois seguiram Grayson, que andou rapidamente, levando os dois até os fundos. Depois do restaurante, haviam duas portinhas, uma delas levava à cozinha, e na outra apenas estava escrito “G.G.”, eles entraram pela última.

— Grayson Gustin? — indagou Natt, associando a sigla ao nome do rapaz e o sobrenome dito pelo garçom.

O rapaz de terno verde riu com o nariz, como se estivesse confirmando.

A porta “G.G.” levava a um espaço aberto como se fosse um quintal. Em um dos cantos, havia uma pequena escrivaninha com um computador e uma plaquinha com o nome de Grayson, não muito longe dali havia uma máquina para recuperar pokémon e, no centro de tudo, um campo de batalha oval imenso que simulava um bosque, com árvores, riachos e pedras. Nas duas extremidades do campo havia uma plataforma para os dois oponentes.

— Já entendi tudo. — disse Nico, com um ar de superioridade — Você é o líder do ginásio, e está movendo ele para cá.

Tudo de repente fez sentido na cabeça de Natt, ele estava na frente do líder do ginásio de Knothole nesse exato momento.

— Claro que não, eu não sou o líder do ginásio. — disse Grayson, rindo — Sou um amigo próximo dele, e imaginei que vocês gostariam de saber onde ele está, e por que ele saiu.
— Ué... — disse o youngster, olhando para o lugar em que estavam — Então por que trouxe a gente para cá?
— Sabe... — ele se dirigiu até a máquina de recuperar pokémon, abrindo uma gaveta e pegando duas pokébolas de lá — Sinto falta do calor das batalhas, por isso fundei esse restaurante em primeiro lugar, mas imaginei que eu teria mais desafiantes, coisa que não aconteceu mesmo oferecendo desconto aos que me desafiassem.

Ele se dirigiu até Natt e Nico, estendendo os dois braços e mostrando as duas pokébolas que carregava.

— Então, eu os desafio para uma batalha em dupla. Independentemente do resultado, no final eu os contarei onde o líder está, desde que me deem uma batalha de tirar o fôlego.

Os dois treinadores sorriram. Para Natt, era uma boa opção de treinar um pouco mais antes de enfrentar o seu primeiro ginásio.

— Nós aceitamos. — disse o pescador.
— Eu aceito. — disse Nico, ao mesmo tempo que o rival, os dois se encararam.
— Vamos lá. — disse Grayson, sorrindo enquanto caminhava em direção ao seu lado do campo de batalha. Os garotos foram na direção oposta.






Com o sol se pondo e o céu sendo tomado pela escuridão, uma criatura saía finalmente de seu esconderijo dentro de uma árvore morta. Por estar coberto por uma gigante capa marrom que se arrastava pelo chão, não era possível saber se a criatura se tratava de um ser humano muito grande ou um pokémon incomum, mas chegava a quase dois metros de altura e era extremamente largo, como se dois homens muito altos e gordos estivessem compartilhando a mesma capa.

Lentamente, o ser se arrastou em direção a uma árvore de berries, estendendo o braço direito para pegar uma delas. Depois que o indivíduo parou de se alimentar, estendeu o braço para pegar outra berry, mas foi interrompido por um barulho estranho, sendo obrigado a virar para trás subitamente.

Um pequeno pokémon se aproximava, o som de sua barriga roncando ecoava por toda a rota 02.

— Mun? — o pequeno pokémon parou, olhando para o indivíduo alto que estava com uma berry na mão — Lax?

A criatura não disse nada, e Munchlax se aproximou mais, estendendo os dois bracinhos. Antes que o pokémon comilão conseguisse chegar muito perto, o ser sob a capa estendeu o braço esquerdo, de modo que ele saísse um pouco da manga de sua vestimenta castanha, revelando um canhão de metal no lugar da mão.

— Munch! — exclamou o pequeno pokémon, irritado. A criatura continuou apontando o canhão para ele, que abriu a sua boca e soltou um poderoso híper-raio que atirou o espécime misterioso para trás, derrubando uma árvore e fazendo-a pegar fogo com o poder do golpe utilizado — Lax?

A criatura levantou-se, mostrando um rosto azul que assustou Munchlax, que não conhecia aquela espécie até o momento. O ser então puxou a capa novamente, escondendo o rosto mais uma vez e estendendo o seu braço-canhão, expelindo uma grossa torrente de água que arremessou o pequeno pokémon, deitando-o desmaiado no chão. O fogo começou a se espalhar pelas árvores da rota, obrigando a criatura misteriosa a fugir.


Por enquanto é isso, espero que gostem e que comentem o que acharam, acho que a partir de agora vou definir domingo como o dia pra postar os capítulos, se estiver bom. A fic será dividida em temporadas e as temporadas em pequenos arcos, o primeiro arco da primeira temporada acaba no próximo episódio e, como eu disse, durante essa semana vou começar a mexer no guia da fanfic, me desejem boa sorte -q
-Ice
-Ice
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : </∆>


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Black~ Seg 1 Jun 2020 - 15:42

Well, c'mon

Bem, esse capítulo foi bom e bem irônico kkkkk. Eu digo irônico porque sei do teor da fic, então eu rio quamndo vejo um capítulo pequeno com duas batalhas porque sei que isso é o que mais acontece nas fics desse estilo kkkk.

Como eu disse, eu acho muito engraçado em fics de jornada ou treinadores porque tipo, os caras batalham do nada e por qualquer coisa. Esbarrou em alguém "vamos batalhar", encontrou alguém parado "vamos batalhar" kkkkk e achei engraçado os dois personagens se chamando de clichê, porque os dois realmente são muito clichês. Apesar disso, eu gosto muito do Rattata do NPC, justamente por ser OP kkk.

Bem, achei interessante a questão do ginásio que não é bem ginásio no restaurante e mesmo assim ninguém lutando, apesar do desconto. Pelo que aparenta ser o nível do restaurante eu admiro muito ninguém ter lutado, mas agora com os 50% acredito que aumentem os desafios. Ademais, também a ver essa busca deles pelo líder e por qual o motivo o líder não se encontra no ginásio (vamos fingir que eu não sei). E, como disse anteriormente, no final tem que ter uma batalha né kkkkkkkk

Agora que eu vi a cena final do Munchlax eu fui lembrando um pouco do personagem e o que ele fazia na fic. Agora que o *spoiler* apareceu deu pra ter uma noção mais ou menos do gorducho. Além disso, também é bem misterioso esse ser né, a "esperar" por mais explicações dele.

Uma coisa que achei interessante e creio já ter falado no outro comentário é esse design da cidade, todo rústico e com as casas construídas na árvore, bem semelhante a Fortree mesmo, como o Rush disse, com a diferença que o pessoal aí levou bem mais a sério o negócio, construindo um ginásio dentro duma árvore kkkk. Eu achei bem curioso essa iluminação da cidade, passando por dentro das árvores kkk. Gostei de você ter feito todo esse detalhamento, deu pra ter uma boa noção da cidade.

Acho que, apesar do tamanho, o capítulo foi basicamente batalha e eles conhecendo o Greyson, então não tenho muito o que falar. Só falar sobre a personalidade do Mikau, talvez, mas aí é chover no molhado, visto que falo toda hora kkkk.

Então, é só e boa sorte com a fic.

________________
The Adventures of a Gym Leader - Capítulo 48
Dreams come true

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Hcmv7Xt
Bar daora do clã dos Yu-Gi-Oh -q
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Food Seg 1 Jun 2020 - 22:48

E ae Ice! Tranquilo? Vindo dar meu humilde comentário na fanfic.

Vamos lá, eu deveria ter comentado no dia que li o capítulo, vulgo o dia que você lançou, pois já me esqueci de alguns ocorridos para comentar sobre eles haha. Vamos ver... Primeiramente te encorajar a fazer o guia da fic, isso fica muito legal e eu pretendo fazer algum parecido com a minha também, apesar de ser um pouco trabalhoso. Agora comentando sobre a fic mesmo!

Gostei muito da aparência do Nico. Não sei se foi você que fez o sprite, mas suponho que sim. Gostei bastante dele de qualquer forma. Sua personalidade também é bem divertida, e achei genial o Rattata dele ser um Pokémon "decente". Me recordei de um cara aqui do fórum que fez solo-run de Rattata (!) no FireRed. Adorei a forma como ele funcionou como dupla com Natt. Não sei a importância do garoto para a história, mas achei um personagem bem divertido.

Falando em Natt, gostei de ver como escreveu ele aqui novamente. Honestamente, eu achei ele um protagonista bem interessante, e a forma como ele não leva Nico a sério ficou muito divertida de ler. Fiquei feliz de ver que ele é um cara honesto ou talvez até um pouco ingênuo (?) já que como mostrado, ele simplesmente disse que não existia um juiz na batalha só porque foi perguntado para ele.

Legal ver que o Mikau é um Pokémon bem forte e que vai ajudar bastante nessa aventura. Mesmo sendo meio cabeça dura, é como eu digo pro meu irmão (que é bem cabeça dura também); o bom do martelo ter cabeça dura é que ele pode bater bastante e insistir muito até entortar o prego! Sei que não faz muito sentido, mas ele fica nervoso comigo sempre que eu falo isso e me lembrou do Mikau kkkk

Gostei de como você fez a transição da batalha também. Fiquei me perguntando se seria uma batalha muito longa e tal, e sinto que você fez um bom corte nela parando naquele momento.

A ambientação da cidade é bem legal e me pareceu bem gostosa de se morar pela forma como você descreveu. Achei interessante a coisa do restaurante e dos desafios e principalmente da parte do desconto. Não sei exatamente o porque, mas me pareceu bem crível.

Por fim... Bom mistério no fim do capítulo. Munchlax dando o ar da graça e um ser bizarro encapuzado que aparentemente gosta de berries... Não nego que fiquei com pena do Munchlax, e um pouco preocupado também, já que o fogo começou a se espalhar pelas árvores da rota.

Acho que é isso então. Tentei comentar do que eu me lembrava com minhas "notas mentais" e espero não ter deixado nada passar. Como já disse antes, foi uma leitura muito agradável e não encontrei erros, mas novamente, não sou muito de procurar eles!

Obrigado pelo capítulo, boa noite o/
Food
Food
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Na dúvida, deixa pra amanhã...


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Rush Ter 2 Jun 2020 - 17:35

Hey Icessino!

Quando você disse que esse capítulo teria o conteúdo de capítulos da primeira versão, não imaginei que seriam quantos, uns três? Surprised A introdução do NPC e de Grey, além do big boy que solta água no final! (Não direi nada comprometedor, fique tranquilo HAHAHA)

Ah, tinha me esquecido que o Nico foi o cara que me fez repensar sobre a forma que eu olho o Rattata, e então refleti que na sua fic, eu mudei minha forma de ver VÁRIOS Pokémons, começando pela Tympole e o Rattata, além dos que você sabe que ainda estão por vir. Eu gosto muito da forma que você descreve suas batalhas, e meio, esse Quick Attack do Rats foi muito icônico. Adorei como ele pega impulso e simplesmente VROOOOM, desliza no ar deixando um rastro branco. Nem pareceu que só tem 40 de base power. HAHAHAH'

E resgatando meu comentário passado sobre a cidade Knothole, eu adorei a descrição do Pokécenter. Imaginar um PC comum, porém com um tronco em seu centro (Sendo meio que um jardim interno), me pareceu MUITO confortável. Talvez seja sua escrita, mas talvez seja porque eu realmente tenho algo com árvores. Agora quero plantar uma no meio da minha casa.

Eu me senti muito nostalgico com Nico e Nocturne. Rats sim é muito foda, mas essa é uma das únicas, se não a única fic, que vi um Noctowl sendo explorado e levado a sério como um forte oponente. O corujão deu trabalho pro Mikau, que parece ser muito mais forte do que o nível dos Pokémons que Nat irá encontrar agora. Também gostei da confiança dele ainda não ter sido conquistada. Uma coisa que disse na velha fic e agora eu repito, uma vez que ele resgatar a confiança, acabou esse conflito, então explore bem o relacionamento de Natt com seu Diledile. Esses momentos serão emocionantes em futuros flashbackes, quando o bichão for um puta de um Feraligatr que obedece cegamente o pescador.

E Food'n'Battle! Senti falta do Trophius de bronze, mas ah, que ideia maneira. Eu com ctz comeria num restaurante onde batalhas acontecem, mas não ficou muito específico se os consumidores podem presenciar as batalhas ao vivo enquanto comem, ou se é apenas um local fechado que os desafios ocorrem em privado. Eu honestamente, acho que mesmo podendo ser uma bagunça (tipo um cara levar um Onix ou Wailord), seria muito bacana jantar vendo um Totodile e um Primape saindo na porrada.

E yeshhh, aquela dupla que tu respeita, Main Character'n'NPC vs um cara bem mais forte. AUSHAUSHAUS' To muito ansioso para ver o próximo cap para ver o que se desenrolará durante essa luta. E hey, acho que ainda é aquela minha falsa impressão, mas você realmente não está resumindo as coisas? Está tudo parecendo ser tão mais rápido do que eu lembro. (Não que eu ache ruim, mas acho a leitura agradável demais para acabar tão cedo.)

Isso é tudo meu amigo. Com ctz esquecerei de comentar algo, provavelmente sobre como adoro Mikau e o Muddy e em como acho foda todos os Pokémons de Natt terem sua personalidade e espaço, mas qualquer coisa edito no meu próximo comentário!

Obrigado por proporcionar esse capítulo, aguardo o próximo ansiosamente!

Até, um abraço!
Rush
Rush
ABP Mod
ABP Mod

Masculino Idade : 26
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Agora você não tem mais waifu!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Brijudoca Qua 3 Jun 2020 - 18:18

oie meu princeso, cheguei pra lansar o comment brabo

Eu adoro a descrição do Nico, desde o fato de por algum raio de motivo ele andar descalço, até a petulância em ser o NPC mais clichê possível. Nesse capítulo, mais uma vez, você exibiu a incrível habilidade em transformar uma batalha que seria "esquecível" caso estivéssemos jogando algum dos main game (tipo "Ah lá mais um chato me desafiando DO NADA") em algo muito divertido de ler, ao ponto da gente dar importância pro DEUS RATS, o Rattata mais memorável da história.

Como o Rush disse, gostei que você não está resumindo nada na história, tudo parece estar seguindo exatamente como eu me lembrava (e também como eu não me lembrava). Falando em personagens queridos, bom relembrar a primeira aparição do Gray. Confesso que lembro bem pouco dos capítulos iniciais, então estou tendo o prazer de apreciar várias coisas como se fosse a primeira vez.

Sobre a história não tenho muito o que comentar, apesar do capítulo ter sido bem legal, não chegou a ter grandes acontecimentos. Sua narrativa, na minha opinião, está impecável, tudo fluindo muito bem e mesmo com o capítulo sendo razoavelmente grande, nem percebi o tempo passando enquanto lia.

Agora resta-nos acompanhar o aparecimento dos demais personagens queridos e esperar o caldo engrossar. Estou bem ansioso pra esse momento haha

até a próxima amigo o/
Brijudoca
Brijudoca
Moderador
Moderador

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : make brazil emo again


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por *Nina* Sab 6 Jun 2020 - 18:57

Oies, César! Pronto! Consegui chegar antes do capítulo. kkkkk


Foi legal essa interação no começo com os dois personagens. Apesar de serem bem clichês, que você até faz piada com isso, você conseguiu torná-los bem únicos. A batalha também foi legal de se ver, entre o rattata com percentual elevado e o Totodile que faz o que quer. Espero que continue assim por mais tempo, adoro ver o Natt sendo ignorado. kkkkkkkkk Eu acho que ele é muito mau com os pokémons kkkkkkk, os forçando a batalhar desse jeito, fiquei com pena do Muddy. E por falar nele, eu ri tentando imaginar aquela parte em que você fala que ele estufou o peito, pq bem, ele é um Tympole, é literalmente uma cabeça com uma cauda, não tem peito pra estufar. kkkkkkkkkkkkk
Finalmente Gray apareceu. Quando eles foram para o restaurante, já imaginei que teriam batalhas, assim como nos jogos, que aliás acabei de passar por um no Omega Ruby.

Confesso que não me lembro muito dessa parte do começo da outra fic, então não sei dizer se está muito rápido ou lento em relação a outra, também não lembro se você dava esse destaque para as cidades, mas estou curtindo isso.
Enfim, vamos ver como os dois vão se sair nessa batalha em dupla (não lembro como foi na outra, mas acho que não vai dar muito certo). Já tá liberado para postar o próximo e estou aguardando. vamos ver se o comentário sai mais cedo dessa vez

Um abraço!

________________
Pokémon – Project: Retype - Página 2 292896a
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Amay3m10
*Nina*
*Nina*
Membro
Membro

Feminino Idade : 28
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Shiota Dom 7 Jun 2020 - 14:47

Cara, eu to muito atrasado KKKKKKKKKKKK

Hey Ice o/

Finalmente nosso NPC apareceu de verdade. Eu sei que não percebi isso à tempo antes que você mesmo falasse a curiosidade, mas outra coisa que notei, é que o time dele é inteiramente Normal Type. Sei que isso é causado por a maioria dos Pokémon das primeiras rotas serem Normal e ser uma referência aos Youngsters, mas será que ele vai fechar um time monotype? Vamos ver.

Se tem algo que eu adoro em momentos clichê, é quando o personagem ou a narração se acusam de ser clichê, o que eles fizeram várias vezes e foi perfeito pra mim. Eu achei interessante que tipo, eu não costumo prestar tanta atenção nas falas dos npc in game, mas quando tava jogando o Omega Ruby ali esses dias, reparei numa frase que ficou gravada na mente e, por coincidência ou não, você fez o Nico falar algo bem parecido (a parte do "quanto dois treinadores se olham", algo assim). A frase sobre o rattata, bem, essa é clássica ne.

Achei interessante o fato de as batalhas precisarem ter um juiz. Isso quase que impossibilita (em tese) as batalhas de treinador em rotas e praticamente toda a lógica dos jogos originais, a não ser que exista um juiz pique o de Medabots (não sei se já assistiu aodskad) que fica brotando dos mais fucking nadas só de ouvir um "bora no soco otário". Também é interessante a enfermeira ter citado que os Pokémon poderiam ter morrido sem um juiz, o que torna-os aparentemente bem mais frágeis. Contudo não sei se ela estava certa ou se era um grande exagero, pois o Nico parece ligar bastante pros seus Pokémon, mas não teve receio de fazer a tal batalha de rua, dizendo que o Natt deveria ter mentido.

Eu tinha na lembrança que o Grayson era o líder de ginásio, mas depois desse cap eu acho que na verdade ele era o cara da batalha em dupla mesmo... não me lembro bem aopdksaopkdoa enfim, eu acho batalhas em duplas muito legais, então vamos ver como será feita agora.

Por enquanto é isso, espero que não tenha postado enquanto eu digitava e até logo o/

________________
Pokémon – Project: Retype - Página 2 PJypt9G
Sign by Done

Fics:

AMV:
Shiota
Shiota
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por -Ice Dom 7 Jun 2020 - 20:21

Olá amigos, depois de achar que eu não conseguiria escrever a tempo e teria que adiar o capítulo novamente, cá estou eu. Antes de tudo vamos aos

Comentários:
@Black~ eaeeee

Todo capítulo onde o Nico aparece acaba caindo na mesma coisa que é o clichêzão irônico, isso desde a original kkkkkk Ele é simplesmente o melhor personagem pra fazer isso, um youngster que usa os pokémon que têm nas primeiras rotas dos jogos.

Essa do "ginásio" no restaurante tinha na fic anterior, mas eu acho que desenvolvi tão pouco que o povo esqueceu kkkkkkkk e sim, é bem difícil aparecer alguém pra batalhar lá, vamos ver se com o desconto resolve algo -q

Acho o design de Knothole muito legal mesmo, lembra bastante Fortree mas também eu sinto que consegui deixar um pouco mais natural, não sei por que KKKKK Obrigado por ter comentado e gostado, espero que continue acompanhando, até mais.

@Food Ei Food!

O guia ainda vai sair kkkkk acho que depois de um tempo ele vai ser até necessário, já que vai aumentar a quantidade de rivais e vai ter muita gente.

O sprite do Nico não fui eu quem fiz, mas no futuro vai ter uma alteração na aparência dele haha Se tu gostou do Rattata dele até aqui espera pra ver o que ainda vai acontecer, ele e Natt ainda terão mais alguns momentos juntos. Sobre o pescador, eu diria que ele é mais ingênuo do que honesto.

Mikau realmente é o mais forte de Natt no momento, mas tem o problema de não obedecer o treinador, ele é mesmo cabeça dura -q Sobre o ser estranho que aparece, você é um dos poucos que não leu a original então espero que se surpreenda com o que está por vir -q

Obrigado pelo comentário Food, espero que curta o que ainda está a vir, até mais o/

@Rush Rushhhhhhh

Acho que deu uns 3 capítulos da original mesmo kkkkk Introduziu vários personagens bacanas que não vamos falar muito sobre ainda -qq

Sobre esse negócio do Tympole e do Rattata, espero fazer mais disso. Tipo, o competitivo é muito limitante e a gente pode fazer várias coisas se tivermos liberdade o suficiente. Pode parecer meio Ash Ketchum, mas na minha fic vai ter gente usando pokémon que tem desvantagem ao oponente de propósito ou pokés que não evoluem, coisa que no jogo é derrota na certa mas que pode ser bem explorado aqui e espero conseguir fazer isso. Não querendo spoilar nada, mas quem disse que o Rats tem 40 de base atk? hehe

Cara eu adoro demais o Noctowl, acho que é porque eu usei um em DPPt se não me engano e apesar de ele fazer parte da zoeira de "NPC usando pokémon da primeira rota" o Nocturne em si é um pokémon muito forte e que pretendo explorar mais vezes (vide capítulo de hoje /spoiler). Aliás, tem algo muito interessante relacionado à Noctowls no futuro. Sobre Mikau, não sei até onde tu lembra da fic antiga em relação a detalhes, mas a confiança desse bixinho não será fácil de ser conquistada haha

Pra ser honesto, no Food'n'Battle eu imaginei como se as batalhas fossem em um local a parte, mas curti essa ideia de os clientes verem as batalhas, acho que vou introduzir isso nos próximos caps que o restaurante aparecer.

Obrigado pelo comentário Rush, espero que continue lendo e acompanhando, até mais o/

@Brijudoca hey brijuuuu

Hahaha eu adoro demais o Nico, realmente até essas batalhas chatas dos jogos podem ser bastante interessantes e pretendo explorar mais disso se tiver a oportunidade -q Você falou de Gray, mas acho interessante citar que a estreia dele na fic original era um pouco diferente, então a forma como isso aconteceu foi meio que inédito dessa vez haha

Obrigado pelos elogios cara, fico feliz de verdade que tenha gostado e espero que continue lendo, eu agradeço seu comentário, até a próxima!

@*Nina* Oie Thaís! Quase que não chega ein

A fic vai ter mesmo essas brincadeiras com os jogos e isso inclui as trainer classes e lugares famosos como o restaurante com batalha kkkkkk realmente vai levar um tempo pro Totodile começar a pensar em obedecer. Sobre o Muddy estufando o peito, sempre imagino ele inchando um pouco kkkkkkk mas é mais uma maneira de falar que ele estava se achando.

Na original até que tinha um pouquinho de destaque pra história das cidades mas era muito pouco e eu comecei a fazer mais isso pro final, agora vou focar mais em detalhar isso porque acho muito bacana.

Obrigado por me liberar, espero que continue comentando, até depois!

@Shiota Eae Slowzitoooo

Finalmente o NPC, personagem mais querido da fic hahaha Não sei até onde você lembra da fic antiga, mas epois aparecem outros pokes que não são normais, a única referência na equipe dele é que ele pega um pokémon de cada geração em ordem (dá uma olhada na fic antiga pra tu ver) e todos eles são das primeiras rotas dos jogos.

Eu adoro colocar um clichê quebra de expectativa kkkkkkkkk e sobre as falas, o Nico vai estar recheado de referências e vamos ver se vocês pegam todas haha Essa dos dois treinadores se olharem é uma.

As batalhas não necessariamente precisam de um juiz, vou explorar isso melhor no futuro, mas pra treinadores iniciantes é sempre recomendado que tenha um juíz pra evitar que façam merda ou algo assim, depois de um tempo fica claro como isso funciona. Você achava que o Grayson era o líder? Bom, pelo menos você ainda pode se surpreender um pouco -q

Obrigado pelo comentário Slow, espero que você continue aparecendo, até a próxima!

Bom, é isso, o capítulo foi o que mais me deu trabalho por conta da famosa crise de criatividade, por isso receio que não tenha ficado muito bom, além de eu ter tido a impressão de que ficou curto. De qualquer maneira, espero que gostem ou que comentem se não gostarem e que continuem acompanhando!

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Bag_Old_Rod_VI_Sprite
Capítulo quatro
Dose Dupla

Natt estava nervoso, já tinha batalhado contra alguns selvagens na rota 02 e tinha tido uma batalha de rua contra seu rival mais cedo no mesmo dia, mas esse seria seu primeiro combate oficial desde o dia em que saiu de Blue Coast. Bom, na verdade seria o primeiro combate oficial de sua vida.

Ele e Nico estavam em cima de uma plataforma de madeira sustentada por um pedestal, alta o suficiente para que pudessem ver a arena de batalha por cima. Na outra extremidade do campo, Grayson estava em uma estrutura semelhante, porém mais alta, o dono do restaurante exibia um semblante animado, acusando a sua sede por uma batalha.

— Estão prontos? — perguntou o loiro, alto o suficiente para que seus desafiantes conseguissem ouví-lo.
— Você nem imagina. — Nico, confiante, pegou uma de suas pokébolas do bolso e apertou o botão do centro, fazendo com que o pequeno objeto se expandisse, pronto para ser arremessado e liberar o pokémon que estava lá dentro.

Grayson apertou um dos botões que tinha em sua plataforma e diversas lâmpadas se acenderam acima deles, simulando uma iluminação solar, que clareou a copa das árvores e refletiu nos pequenos riachos do campo de batalha.

— Que a batalha comece. — disse o dono do restaurante, atirando duas pokébolas de luxo para cima. As esferas de captura se abriram e, com um raio de energia vermelho, materializaram dois pokémon, depois disso retornaram à mão daquele que as arremessou.

O primeiro deles era um símio de corpo bege e peludo, nariz de porco e olhos raivosos. Primeape bateu os punhos contra o peito, bufando enquanto encarava os dois jovens. O outro era um pokémon de madeira com um nariz pontudo e uma folha no alto da cabeça, o Nuzleaf que cruzou os braços, exalando uma serenidade semelhante à do seu treinador e oposta à fúria de seu parceiro.

— Dê uma lição a eles, meu parceiro! — bradou Nico, arremessando sua pokébola contra o chão. O impacto causado fez com que o objeto liberasse seu Noctowl, que sobrevoou o campo em círculos.

A luz artificial do campo de batalha batia em Natt, projetando a sombra da aba de seu boné em seu rosto, o que talvez estivesse servindo para disfarçar seu nervosismo. O pescador suava frio e seus joelhos tremiam, estar em frente ao líder do restaurante e ter que mostrar sua pouca habilidade lhe causava um nervosismo semelhante ao que ele sentia na escola quando tinha que apresentar um trabalho.

— Vai logo, panaca!

As palavras de Nico fizeram com que Natt voltasse a si como se tivesse recebido um tapa na cara, os outros dois presentes estavam esperando ele para que a batalha pudesse começar.

— Ah sim, sim, claro. — ele revirava os bolsos, procurando a pokébola de seu Totodile. Antes que ele pudesse tocar em qualquer uma das esferas, Muddy saiu de sua própria pokébola com uma luz vermelha e encarou seu treinador, confiante — Você quer batalhar?
— Não, não, não, não e não de novo! — exclamou Nico — Natt, a gente precisa ganhar, seja um pouco mais esperto.

Os olhos do girino encheram-se de lágrimas ao ouvir as palavras do youngster.

— Como ousa? — disse Natt, incrédulo, fazendo carinho em Muddy — Eu escolho você.

Ele sorriu para o girino, que desceu da plataforma e se posicionou no campo de batalha, exalando uma confiança enquanto olhava para seus dois oponentes.

— Eu mato você. — disse Nico, apertando a palma das mãos contra o rosto.
— Cala a boca e vamos lá.
— Prime, use o Karate Chop! Leaf, Razor Leaf, por favor!

Os dois assentiram, preparando-se. Primeape subiu em uma das árvores e foi saltando de galho em galho até chegar perto de Nocturne, então ele saltou para cima, estendendo a mão aberta e, apesar de a coruja tentar esquivar, o símio conseguiu golpear o oponente com a lateral da mão, arremessando-o contra o chão.

Nuzleaf, por sua vez, foi correndo em direção ao seu alvo pelo chão, com os dois braços para trás e inclinando o corpo, balançando a sua cabeça suavemente ao chegar perto o suficiente de Muddy. Com o movimento, a folha no alto de sua cabeça se desprendeu e foi girando em direção ao girino, como um bumerangue.

O Tympole arregalou os olhos e ficou estático ao ver a folha navalha vindo em sua direção, o que deixou Natt preocupado e Nico furioso, mas o pequeno aquático conseguiu reagir a tempo, ele saltou, girando verticalmente para trás de modo que conseguisse rebater o ataque de planta, que foi lançado para cima e depois voltou, como um bumerangue, para a cabeça de Leaf.

— Tym! — o girino gritou para seu treinador, dando um sorriso orgulhoso.
— Nada mal… — disse Grayson, coçando o queixo — Vamos lá Prime, Karate Chop!

O símio ainda estava no alto de uma das árvores e saltou novamente em direção ao Noctowl que ainda estava caído no chão.

— Nocturne, Aerial Ace, mostra para eles do que você é capaz!

O pokémon coruja usou as asas para se ajeitar no chão e, quando viu o oponente vindo em sua direção, levantou voo rápido o suficiente para fazer com que o Primeape se chocasse contra o solo. Em seguida, o pokémon levantou no ar e mergulhou em direção ao lugar onde o símio tinha acabado de cair.

— Use o Round, Muddy!

O Tympole aproveitou a proximidade para saltar em direção ao oponente do tipo planta. Ainda no ar, Muddy estufou o peito e atacou com uma forte onda sonora, que acertou Nuzleaf em cheio, mas não fez muito mais do que empurrar o pokémon alguns centímetros.

Perto dali, Prime se levantava enquanto via Nocturne mergulhando em sua direção. O símio esperou até o último segundo, quando a coruja estava perto o suficiente para que ele conseguisse agarrá-la pela perna e girar no ar, usando o golpe da ave contra ela mesma.

— Não! — exclamou Nico, vendo seu pokémon caído no chão, sem muitas forças para levantar — Vai, Nocturne, você consegue!

O pokémon tentou levantar, mas gemeu de dor e caiu novamente. Ainda não estava desacordado, mas estava muito fraco. Após o ataque, Prime posicionou-se ao lado de Leaf.

Muddy correu em direção ao parceiro, balançando-o enquanto o chamava. Com o apoio do aquático, Nocturne conseguiu levantar, olhando com afeição para o pequeno pokémon.

— Que fofos. — disse Natt, não resistindo ao comentário — Nós deveríamos ser mais assim.

Os dois se encararam por alguns segundos.

— Não… — disseram, ao mesmo tempo

Os dois pokémon do lado dos desafiadores posicionaram-se contra os dois oponentes, prontos para lutar mais.

— Quase não conseguimos acertá-los. — disse Nico.
— Eu acho que tive uma ideia… Muddy, suba nas costas de Nocturne!
— O que? —  perguntou Nico, confuso.
— Ataque eles.

O girino obedeceu e se posicionou nas costas do parceiro, que levantou voo e descreveu círculos no ar, fitando os oponentes. Muddy estava visivelmente com medo da altura em que se encontrava, apesar de tentar não demonstrar.

Razor Leaf — ordenou Grayson.
Aerial Ace!

Quando estava alto o suficiente, Nocturne mergulhou em direção ao oponente com as asas abertas, enquanto Muddy gritava com a adrenalina. Leaf balançou a cabeça e lançou sua folha em direção aos dois pokémon, mas a coruja girou no ar e a planta bumerangue passou reta, porém, enquanto a folha voltava, Nocturne acabou não se dando ao trabalho de desviar, mas foi salvo por Muddy que usou o seu Round para desviar o ataque. O Noctowl continuou seu mergulho em direção ao pokémon de planta, que continuou parado no mesmo lugar, mesmo com a ave chegando cada vez mais perto.

— Aguarde o momento certo. — disse Grayson.
— Ele pretende fazer a mesma coisa que fez com Primeape. — comentou Natt.
— E como faremos para impedí-lo?
— Só observe… eu espero que dê certo.
— Espera?

Conforme Nocturne se aproximava, Nuzleaf se preparava para agarrar a coruja e usar a força de seu golpe contra ela mesma, assim como Primeape fizera.

— Muddy, Supersonic!
— O que!? — exclamou Grayson, se apoiando nas grades da plataforma em que estava para ver a batalha.

Nas costas do parceiro, Muddy estufou o peito e liberou ondas sonoras supersônicas que acertaram Leaf em cheio. O olhar concentrado do pokémon foi substituído por uma expressão vaga e ele não conseguiu se concentrar em desviar quando foi atingido pelo golpe aéreo, desmaiando. Ao chegarem no chão, o girino desceu das costas da ave, cambaleando.

— Não acredito… — disse Grayson, retornando Leaf à sua pokébola de luxo. Ele ficou alguns minutos em silêncio, onde Natt pensou que ele estaria bem puto, mas ele sorriu, olhando para os dois treinadores — Estou surpreso.
— Pois é, isso é para você ter uma noção do poder dos meus pokémon! — disse Nico, Natt olhou para ele com uma expressão de reprovação.

Grayson riu.

— Mas vocês deviam ter começado pelo Primeape.
— O que?

A atenção dos dois treinadores se voltou para o símio lutador, que estava encarando os oponentes enquanto bufava o nariz de porco, batendo contra o peito. Uma veia saltava em sua testa.

— A força de Prime é proporcional à sua raiva, e digamos que vocês o deixaram bem bravo.
— Ferrou! — disse Nico — Nocturne, suba!

O pokémon bateu as asas, levantando voo.

— Prime, Karate Chop!
Double Team!

O lutador dobrou as pernas e saltou contra o oponente voador, utilizando toda a sua força para chegar a uma velocidade absurda. Também subindo no ar, Nocturne se dividiu em dois, diminuindo a chance de Prime acertar o certo em 50%. Por sorte, o lutador atacou com seu movimento caratê o clone do voador, que deu uma volta no ar e se afastou.

Após usar o ataque, Prime começou a cair em direção ao chão.

Supersonic! — ordenou Natt.
— Desvie! — disse Gray.

Antes de chegar ao chão, Prime agarrou o galho de uma árvore e subiu nela, desviando da onda supersônica que o girino aquático tinha usado. Noctowl pousou novamente, ao lado do parceiro, e os dois encararam o Primeape irritado que desceu da árvore com um pulo, aterrissando no chão na frente dos dois oponentes.

— Essa batalha está mais interessante do que eu esperava. — disse Grayson, sorrindo.
— Nocturne não pode tomar mais nenhum dano. — comentou Nico, enquanto olhava para os pokémon se encarando no campo de batalha.
— Vou tentar confundí-lo. — disse Natt.
— Vou usar o Double Team de novo.
— Prime, use Taunt.

O símio fez um sinal de provocação para Nocturne, como se estivesse o chamando para brigar, uma aura negra envolveu o voador, acusando que a partir dali ele só poderia usar movimentos que fizessem algum dano.

— Agora use o Thunder Punch!
— Droga… Nocturne, Confusion!

O lutador bateu seus dois punhos, um contra o outro, fazendo um barulho de estática. Seus braços foram envolvidos por faíscas elétricas e então ele se jogou contra o Noctowl, dobrando o braço pronto para socá-lo. Todavia, antes que o símio conseguisse alcançar a coruja, foi envolvido por uma onda psíquica que o derrubou, fazendo com que o ataque fosse interrompido no meio. Nocturne levantou voo novamente.

Karate Chop! — ordenou Grayson.
Round! — Natt apontou para o oponente quando deu a ordem à Muddy.

O lutador pulou para alcançar Nocturne, porém foi atingido pela onda sonora do girino aquático e foi jogado novamente para o chão.

— Boa, panaca. — Nico sorriu — Nocturne, Aerial Ace, vai!
Supersonic, Muddy!
Karate Chop!

Ainda subindo, Noctowl fez um retorno no ar e mergulhou em direção ao oponente, esticando as asas. O Tympole, que não estava muito longe do lutador, no chão, estufou o peito e atacou com sua onda sonora supersônica, que foi possível ver em forma de círculos indo até o símio.

Primeape novamente abriu a palma da mão pronto para atacar, ele saltou e desviou do ataque do aquático, dando um golpe com a lateral da mão e arremessando o Noctowl ao chão, desmaiando a coruja.

— Não! — exclamou Nico, batendo na grade que impedia ele e Natt de caírem da plataforma — Nocturne, retorne.

Com o mesmo raio vermelho que tinha sido lançado ao campo, o voador foi puxado de volta para a pokébola. No campo de batalha, Primeape encarou Muddy, furioso.

— Prime, Karate Chop!
Round!

O lutador saltou em direção à Muddy, que ficou em pânico e começou a fugir enquanto chorava.

— Ataque ele! A gente tá quase conseguindo! — gritou Natt. Do seu lado, Nico olhava com cara de reprovação.

O aquático continuou fugindo, até que o Primeape começou a chegar mais e mais perto, deixando o girino sem opções, ele virou para o oponente e usou um ataque que ele não tinha demonstrado saber até o momento.

Uma grande bola de lama materializou-se na frente do pequeno pokémon, que usou a sua cauda para atirá-la em Prime. A lama cobriu os olhos do lutador, que acabou golpeando o chão, poucos metros de distância do pequeno Tympole que estava contorcido e tremendo.

Mud Bomb, esperto. Prime, Karate Chop!

O pokémon limpou os olhos e saltou em direção ao girino, pronto para golpeá-lo com a lateral da mão. O aquático não sabia o que fazer e se encolheu no chão, começando a chorar.

— Muddy, desvie!

O pokémon não ouviu, e continuou no mesmo lugar, em pânico. Quando estava perto o suficiente, Prime fez o movimento do ataque, mas não chegou a golpear o girino, parando com a mão alguns centímetros antes.

— Acho que já deu. — disse Grayson.






Enquanto os pokémon que batalharam eram curados, os três rapazes estavam debruçados na sacada do restaurante, observando a cidade enquanto conversavam. Aquela noite estava excepcionalmente bela, talvez por falta de poluição visual, era como se eles estivessem no meio de uma clareira na floresta, tudo era tão natural e nem mesmo as lâmpadas nas árvores conseguiam estragar esse clima, Knothole era belíssima.

— Agora entendo o seu amor por essa cidade. — disse Nico, até mesmo sua personalidade elétrica estava relaxada naquele momento. Grayson assentiu, seus olhos brilhavam enquanto ele olhava para a Lua.

Tinham acabado de comer um cupcake feito de berries e folha de Oddish que Travis tinha trazido há pouco e não conseguiam parar de contemplar a beleza da natureza.

— A batalha foi realmente de tirar o fôlego. — disse Grayson, sorrindo — Tenho estado muito frustrado ultimamente, no começo o Food’n’Battle era algo divertido e que me proporcionava batalhas incríveis, mas acho que com o tempo as pessoas cansaram. Modéstia a parte, não é fácil me vencer.
— Não irei discordar. — disse Natt.
— Vocês estão convidados a voltar sempre que quiserem. — Grayson colocou as mãos nos bolsos e começou a andar pela sacada — Agora, sobre o líder…

Ao ouvir aquilo, Nico e Natt se entreolharam e posicionaram-se de costas à paisagem, observando Grayson.

— Ele é Konshe, um amigo de infância, ele saiu ontem de tarde depois de ver as notícias sobre o roubo no museu de Relical.

Natt esteve em Relical na manhã anterior, participando do torneio de pesca. Tinha sido escoltado pela policial às quatorze e ainda na viatura ouviu ela sendo comunicada sobre o roubo, mas desde então não tinha pensado nisso mais nenhuma vez.

— E ele foi até lá? — indagou Nico, arqueando uma das sobrancelhas.
— Nas últimas semanas, Konshe esteve observando um… uma criatura — ele fez aspas com os dedos ao proferir a última palavra — que ele viu se escondendo entre Knothole e as rotas próximas-
— Se escondendo? — disse Nico, interrompendo Grayson, o cozinheiro assentiu.
— Konshe me disse que é um ser encapuzado, todas as vezes em que ele o viu já estava anoitecendo, e a coisa estava andando sorrateiramente. Ele disse não conseguiu lembrar de nenhum pokémon que pudesse ter aquele tamanho todo.
— Mas espera… então é um pokémon? — Nico voltou a falar.

Grayson deu de ombros.

— Tudo o que sabemos é que é muito grande, e está escondido debaixo de uma capa. Pode ser perigoso, ou pode estar em perigo. Eu particularmente não me preocuparia tanto quanto ele, mas ele como líder sentiu que devia saber o que estava acontecendo.
— E o museu? — indagou Natt, ainda sem ver relação.
— Relical é muito próxima de Knothole, dois dias depois da última aparição do Titã de Água, o museu foi roubado, Konshe relacionou as duas coisas e decidiu que iria até Relical imediatamente — Grayson deu de ombros, como se não entendesse ao certo a decisão do amigo.
— Titã de Água? — Natt e Nico perguntaram ao mesmo tempo.

Grayson ficou um pouco confuso com a pergunta dos dois, e depois soltou uma risada constrangida.

— Sou péssimo em contar histórias, acabei esquecendo que o Konshe deu esse apelido à criatura depois de vê-la atacar usando água, ele disse que o Titã tinha o canhão no lugar de um dos braços… bom, alguma coisa assim. — concluiu, sorrindo.

Os dois garotos não disseram nada, apenas continuaram olhando para o cozinheiro sem entender muito. Depois de alguns segundos onde a possibilidade de uma pegadinha foi descartada, Nico arrumou a postura, pronto para sair.

— Muita informação. — disse, confuso — Mas ele está em Relical, entendi. — ele se virou para Natt — Você vem comigo, panaca?
— O que?
— Como assim o que? Buscar o líder, oras!

Natt olhou para Grayson, para ver a opinião do rapaz. Ele também parecia estar surpreso com a atitude repentina do youngster.

— Nico, já escureceu, e mesmo que você vá até lá, não vai adiantar a volta de Konshe, ele disse que em dois dias estará aqui. Eu ofereço um quarto pra vocês nessa noite e na próxima, assim têm onde ficar até Konshe voltar.
— Eu agradeço a hospitalidade, mas prefiro fazer as coisas por mim mesmo.
— Depois da nossa batalha, eu diria que ainda tem que treinar um pouco pra ter alguma chance de vencer Konshe. — disse Grayson, com um sorriso de canto, Nico parou ao ouvir aquilo. — Vai ser a sua primeira insígnia?

O youngster virou, mostrando uma pulseira azul presa ao seu pulso esquerdo. Nela estava preso uma insígnia, era a imagem de dois relâmpagos sobrepostos, um azul sobre um amarelo, contornados por uma linha branca. O objeto brilhou quando ele levantou o braço para mostrar. Natt ficou surpreso, aquilo significava que o youngster estava na classe D, acima dele.


Pokémon – Project: Retype - Página 2 GOkYrx9


— Sou de Sparklage, um bom treinador começa enfrentando o ginásio de sua própria cidade.

Natt fingiu que não ouviu aquilo.

— Entendo… — disse Grayson — então você sabe que a partir de agora as coisas começam a ficar mais difíceis, né? E você, Natt?
— Eu? — o pescador esperava que ele não fizesse essa pergunta, os dois começaram a olhar para ele — Eu comecei a minha jornada ontem… ainda não tenho nenhuma.
— O que? — Nico começou a rir, provavelmente forçando um pouco — Não acredito que durante esse tempo todo estive tratando um Classe E como um treinador à minha altura.

Grayson olhou para os dois.

— De qualquer maneira, ambos vão precisar de um treinamento para enfrentarem o ginásio, então aceitam minha proposta? — perguntou ele, estendendo as mãos.

Os garotos assentiram.






A noite na rota 02 estava sendo iluminada pelo incessante fogo que se espalhava pelas árvores da rota enquanto os pokémon selvagens que lá habitavam começavam a correr, tentando fugir do inevitável enquanto a área das chamas aumentavam. Uma grande nuvem de fumaça subia graças ao incêndio florestal, dificultando a respiração e a visão dos pobres pokémon que corriam sem rumo, apenas tentando achar um lugar que não estivesse sendo afetado pelo fogo.

Escondida pela cortina de fumaça, uma mulher andava pela vegetação em chamas da rota. Estava vestida como uma oficial de polícia de Astoria, usando uma medalha verde e dourada presa ao peito e uma máscara para proteger sua respiração e olhos. Um passo pesado logo atrás dela revelou um urso muito maior do que a oficial, de pelos castanhos e um detalhe em forma de círculo da cor bege em sua barriga, o Ursaring também usava um aparelho protegendo o fuço e os olhos da fumaça, usava a mesma medalha que a policial e tinha uma cicatriz diagonal vermelha que atravessava o seu rosto.

— Temos que ser rápidos, Kuma. — disse a mulher. O aparelho que usava no rosto fazia com que a sua voz saísse abafada e até mesmo um pouco robótica.
— Ring!

Melanie Wolf trabalhava no departamento policial de Knothole e, como era de se esperar, não tinha muito o que fazer por lá, tinha decidido pegar o turno da noite dessa vez pra ter a manhã livre e curtir um pouco, já que achou que poderia dormir em trabalho, mas estava errada. Os habitantes de Knothole foram os primeiros a ver a grande cortina de fumaça que subiu com o incêndio florestal, e todos sabiam que não iria demorar muito até que o fogo alcançasse a cidade. Melanie e o Ursaring que trabalhava com a polícia da cidade saíram no meio da noite, ao serem notificados sobre a queimada.

— Kuma, use o Sweet Scent!

O pokémon se posicionou na frente da policial e rugiu, liberando das glândulas de seu corpo uma fumaceira cor-de-rosa com um odor doce que se espalhou por toda a floresta, envolvendo os selvagens desesperados. Até certo ponto, o Sweet Scent conseguiria controlar as vontades e atitudes de certos pokémon, desde que esses não lutassem contra isso. No momento, todos os selvagens daquela rota estavam demasiadamente fora de si, apenas tentando escapar das chamas, então não foi difícil conseguir conduzí-los para fora da área vermelha.

— Agora Rain Dance!

Com um bramido, o pokémon cravou suas unhas da frente no solo, tomando a forma de um quadrúpede. Nuvens densas começaram a se formar logo acima da floresta, se espalhando por toda a área coberta pelo fogo selvagem e, com um trovão, a água começou a despencar.

Aos poucos, o fogo foi sendo extinto pela água, deixando apenas árvores carbonizadas no lugar do incêndio, o odor da floresta foi voltando ao normal e os pokémon retornaram a si, o desespero foi substituído por alívio e todos puderam voltar aos seus esconderijos. A iluminação provida pelo fogo naquela noite virou uma escuridão, que era clareada apenas por flashes que apareciam pouco antes de barulhos estrondosos de trovões que a nuvem de chuva artificial emitia.

Mais tarde, naquela noite, mais policiais chegaram, ajudando a transportar todos os selvagens desmaiados ou machucados ao centro pokémon de Knothole o mais rápido possível. No meio desses, um desacordado Munchlax.







“Na tarde de ontem, dia vinte e três de setembro, o museu de Relical foi furtado. Por ser aniversário da cidade, o mesmo não estava aberto e a atenção de todos estava voltada ao torneio anual de pesca, deixando tudo mais fácil para o meliante, que aparentemente levou apenas um item. Alguns dizem que fogo foi utilizado para destruir uma das paredes e entrar, mas a polícia não está deixando que ninguém chegue perto o suficiente. Aqui é a sua repórter  Ângela Dutch, e você está assistindo ao Relical News.”

— Esse mundo tá é perdido. — dizia uma idosa.

A Pastelaria da Joana era um lugar clássico em Relical. Joana, a mulher que tinha acabado de reclamar da situação atual do mundo apenas para puxar assunto com sua cliente, tinha ocupado o lugar de seu pai no estabelecimento, que tinha sido fundado “quando tudo aqui era só estrada de terra” segundo o velho. Anos depois, a cidade cresceu e a pastelaria agora ficava no centro da cidade, definindo-a no mapa como um dos lugares mais visitados e conhecidos pelos cidadãos. Apesar do dinheiro que tinha vindo com toda essa popularidade, Joana decidira manter a aparência antiquada de barzinho do interior – como ela mesmo dizia –, o que tinha tornado a fama do lugar ainda mais popular, principalmente entre os adolescentes que queriam visitar um ambiente vintage.

Naquela tarde de terça-feira, a pastelaria não estava muito movimentada, tendo apenas uma garota e seu pokémon, que foi a quem Joana dirigiu seu comentário. A idosa limpava o balcão com um pano enquanto a garota, uma loira de blusa branca, estava debruçada no mesmo comendo um salgado e seu pokémon, um pequeno Whismur, estava sentado também neste balcão tomando um suco de fruta por um canudo.



Pokémon – Project: Retype - Página 2 WTeHjaH



— Pois é. — disse a menina, após terminar de mastigar.
— Gostou, querida? — Joana, ainda limpando o balcão, sorriu simpaticamente para a garota, que assentiu — Sempre quando voltar para Relical pode passar aqui, Emma, adorei a sua companhia.

A garota sorriu para a idosa.

— E vê se para de ser tímida! — a velha completou.

Antes que Emma conseguisse responder, sentiu seu celular vibrando no bolso.

— Só um momento. — disse ela, se levantando rapidamente e batendo a palma da mão nas coxas para tirar os farelos de salgado que tinham caído em sua calça legging. Ela correu ao lado de fora e atendeu ao celular — Oi?
— Emma, minha filha, como está o passeio?
— Oi, vô, está indo tudo bem, consegui estudar bastante na biblioteca da cidade.
— Fico feliz, filha, e o museu? Conseguiu visitar antes do roubo?
— Não consegui, vô, como ontem foi feriado aqui, não abriu e eu não tive a chance, agora está interditado.
— É por isso que liguei pra você.

Emma ficou em silêncio por alguns segundos, apesar de seu avô não conseguir ver, ela revirou os olhos para ele.

— Me chamaram para ir ao museu hoje a noite, eles vão discutir sobre o roubo e decidir algumas coisas e eu-
— Não me diga que-
— -quero que você vá por mim.

A garota respirou fundo.

— Não tem ninguém pra ir por você?
— Emma, você já está em Relical.

Dentro da pastelaria, Joana acariciava o Whismur e lhe dava mais um copo de suco por conta da casa quando Emma entrou novamente.

— Teddy, temos mais uma coisa pra fazer antes de sairmos da cidade.

O Whismur olhou para ela, seus lábios estavam manchados de suco roxo, Emma sorriu para ele.

-Ice
-Ice
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : </∆>


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Brijudoca Seg 8 Jun 2020 - 14:43

oie irmãozinho, vamos de comentário logo

Permita-me começar mais uma vez elogiando a sua incrível habilidade em descrever batalhas. Eu consegui visualizar perfeitamente a batalha na minha mente e deu até pra sentir a emoção do Natt em seu primeiro combate oficial. Muito boa a formação dele com o Nico, pra duas pessoas que nunca batalharam juntos e nem sequer gostam um do outro, até que deram um trabalhinho pro Gray no fim das contas.

Agora resta aos garotos treinarem para enfrentar Konshe. Sinto que a partir de agora as coisas vão começar a se diferenciar um pouco mais da fic original, mas acho que os garotos não vão ficar esperando a boa vontade do líder de voltar para batalhar (sempre acho engraçado os líderes que tacam o fodase e abandonam o ginásio por tempo indeterminado kkkk)

Muito boa a forma como a policial usou o Sweet Scent do Ursaring para salvar os pokémon do incêndio na floresta. Não seria o primeiro bicho que eu imaginaria para auxiliar num incêndio, mas aparentemente deu bom né? Pray for our precious Munchlax.

E por fim a introdução da Emma. Essa eu tive que ir atrás na original pq sabia que tava diferente mas queria ter certeza kkk Claro que esse trecho não nos diz muito, mas estou ansioso pra me apegar a personagem novamente. Afinal de contas, com ela e Konshe indo investigar o roubo no museu, imagino que logo teremos fortes emoções e mal posso esperar para acompanhar os próximos capítulos.

É isso meu amigo, fico no aguardo do próximo capítulo o/
Brijudoca
Brijudoca
Moderador
Moderador

Masculino Idade : 24
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : make brazil emo again


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Black~ Seg 8 Jun 2020 - 18:40

Boa tarde, senhor Ice, venho por meio dessa, expelir a minha opinião sobre o excerto ao qual escrevestes.

Bem, eu tava relendo hoje a fic original, e essa batalha ocorreu lá pelo capítulo 7 e 8, se não estou enganado, então deu pra ver que você suprimiu bastante mesmo os capítulos, e também mostra como os capítulos antigos eram curtinhos, visto que você junta dois ou três e fica num tamanho aceitável kkkk, mas não é uma crítica.

Mas falando do capítulo em sim, eu gostei dele, foi bem movimentado, com a batalha, principalmente, mas também com toda a revelação do Grayson, o incêndio na floresta e a aparição da Emma. Enfim. Teve de tudo que o povo gosta.

Confesso que a batalha foi muito boa, foi bem descrita e apesar de ser trabalhoso descrever uma batalha com quatro caboclos ao mesmo tempo, você conseguiu ser competente nesse ponto. A única coisa que acho engraçado é que tipo, o cara era um treinador zica do baile, que não perdia de ninguém e tinha um time até razoável, mas tomou uma canseira danada de um Noctowl e um Tympole bebê kkkkk, por isso eu acho incrível fanfics, pois nos jogos, o cara teria dado dois hits e acabava a batalha kkkk. E justamente o pokémon que tinha vantagem (noctowl) caiu primeiro kkkk, enfim.

Assim como o Briju, achei muito legal a utilização do Ursaring para conter um incêndio, ainda mais um Ursaring com Rain Dance(???) kkkk, também foi interessante o fato de ele usar o Sweet Scent para poder tentar controlar os pokémon. Na verdade pra mim esse golpe sempre foi o contrário, deixando os pokémon agitado. Mas pelo que entendi ele usou para os pokémon apenas seguirem o cheiro.

Bem, um pouco do mistério da fic foi revelado. Tipo o Titã de Água e o roubo do museu, que são duas coisas que norteiam a fic kkkk. E finalmente nossa amiga Emma apareceu e gostei de ter sido levemente diferente a apresentação.

Acho legal como adolescentes de história amam se meter em enrascadas (afinal, é isso que as move kkkk), mas o Greyson explica "o museu foi roubado pelo Titã de Água", aí os dois "fodase vamo atrás do bichão" kkkkk. Enfim, também espero ver mais do filho de cinza na fic e na jornada do nosso querido N.N.

Também imagino que o decorrer da fic será um pouquinho diferente agora, visto que você deve ter pensado outras alternativas à história e também pequenas ideias que surgiram durante esse tempo. Ansioso para ver como vai decorrer. E, como os capítulos estão condensados, creio que agora a batalha de ginásio será mais rápido também.

Enfim, é só e boa sorte com a fic.

________________
The Adventures of a Gym Leader - Capítulo 48
Dreams come true

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Hcmv7Xt
Bar daora do clã dos Yu-Gi-Oh -q
Black~
Black~
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 22
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : The winter has come


http://pokemonblackrpgforum.forumeiros.com./

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Food Qua 10 Jun 2020 - 23:22

Olá Ice, camarada! Vim dar meu humilde comentário (não consegui ser mais rápido que o Briju e o Black desta vez kkk) mas estamos aí!

Capítulo bem legal, cara. Eu não sou bom com elogios, mas posso dizer que quando acabou a cena do Munchlax que costumava ser a "finalizadora" do capítulo e vi que tinha mais um pouco, fiquei bem contente kkkkk

Batalha de quatro sujeitos é um negócio complicadinho. Eu estou pensando em como vou fazer isso na minha fanfic, então ler a sua é ótimo para ter ideias e tudo mais. Como sempre, aprendendo com os coleguinhas, haha! Gostei que o Tympole foi utilizado no lugar de Mikau. Não sei se com o Totodile meio desobediente o resultado teria sido melhor ou pior, mas gostei de ver que o Natt simpatiza com seu pequeno Muddy também!

Muddy foi, novamente, muito engraçadinho, e eu gostei da cena em que o Natt sugere que eles deveriam ser amigos assim como seus Pokémon... Falando nisso, gostei muito da luta, acho que não falei no parágrafo acima. O dinamismo foi bem legal e gostei de ver o Noctowl trabalhando em conjunto com o Tympole! Senti uma tensãozinha bem gostosa lendo, porque não sabia quem iria vencer. Me parecia possível que a dupla conseguisse, mesmo que... Talvez fosse um pouco "manjado", mas perder foi bem interessante também, pois mostra que eles ainda tem um caminho pela frente, mesmo que tenham dado certo trabalho pro (pausa pra ir até o texto checar o nome) Grayson.

Estou adorando o mistério sobre o tal "Titã de Água". Espero que ele seja tão maneiro quanto o nome, haha. Tenho alguns chutes e palpites sobre o que pode ser, mas vou guardar e apenas esperar a história revelar, creio que vai ser mais legal!

Gostei de ver o Nico novamente, e como te disse no zapzap, gostei mais dele do que do Natt Kkkkk. Mas não digo isso como se não tivesse gostado do Natt, ok? Foi mais pq achei o Nico bem engraçado e carismático com o jeito meio... Sei lá, petulante (?) dele! Ver que ele já tinha uma insígnia me deixou feliz pelo garoto também, porque me passou na cabeça que ele se orgulhava bastante de seu feito, mesmo que sem demonstrar tanto isso.

Erros, não encontrei nenhum, mas, como sempre digo, não sou de procurar eles. Não sei se isso soa como um elogio, mas eu gosto de pensar que se não teve nenhum erro perceptível é porque a leitura estava bem legal e fluída, de forma que mesmo que exista um erro, ele não foi protagonista do texto!

Vou estar esperando ansiosamente pelo resto, meu amigo. Estou me divertindo bastante e tenho meu hype para a primeira batalha por insígnia do Natt!

Food
Food
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 21
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue

Frase pessoal : Na dúvida, deixa pra amanhã...


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por *Nina* Dom 14 Jun 2020 - 17:33

Oies, Ice, tudo certo?


Primeiramente, me surpreendi com a batalha, achei que eles iriam perder feio, pois são iniciantes, mas foram bem até demais rsrs, conseguindo derrotar um dos pokémons. Estava imaginando que os dois iriam sair no tapa no meio da batalha, mas não rolou. (que pena) kkkkkkkkk
Não lembrava que o Gray tinha um Primeape, imaginei que ele só teria pokémons de planta. Tbm tinha me esquecido que ele não é o líder do ginásio. kkkkkkk Não sei pq eu achava que era ele.

E é claro, toda fic de jornada sempre tem que ter um museu sendo roubado para os protagonistas irem bancar os heróis! kkkkkkkkkk Já é praticamente uma regra.
Achei muita folga o avô da Emma mandar ela ir no museu no lugar dele, se não me engano ele é o professor da região, então deveria ir pessoalmente, não faz mais do que a obrigação. Sobre ela, não vou conseguir ler cenas com ela sem ficar lembrando toda hora do spoiler. kkkkkkkkkk Fazer o que.

Nossa, esqueci completamente de falar do Titã de Água no capítulo passado, mas o acho um personagem muito interessante e que rende um bom mistério, vamos ver como vc vai trabalhar ele dessa vez.
Assim como os outros, tbm me surpreendi vendo um Ursaring sendo o responsável em apagar o fogo, nunca imaginaria. E coitado do Munchlax, só aparece nas horas mais inoportunas. kkkkkkkkk Espero que ele fique bem! E tbm espero que nessa fic vc dê mais importância para a existência dele, pq na outra fic nem lembro que fim levou. kkkkkkkkk


Então é isso, consegui comentar antes de vc postar, estou muito orgulhosa desse feito! kkkkkkk

Até o próximo e um abraço!

________________
Pokémon – Project: Retype - Página 2 292896a
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Amay3m10
*Nina*
*Nina*
Membro
Membro

Feminino Idade : 28
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Shiota Dom 14 Jun 2020 - 19:38

Cara eu vo chora

Hey Ice o/

Bem, primeiro sobre a batalha, devo dizer que ela pareceu muito melhor do que eu lembrava dessa vez. Como eu já disse provavelmente em todos os comentários, minha memória horrível não deixa eu ter muita certeza das coisas, mas ela me pareceu bem mais dinâmica agora. Ao contrário da Nina, um Primeape lutando numa pseudofloresta dentro de um restaurante localizado numa cidade dentro de uma floresta de verdade e sendo comandado por um carinha loiro era uma das poucas coisas que eu lembrava da fic, tanto que nem lembrava do Nuzleaf, apesar de lembrar que tinha uma dupla iogpjagoiaksdopakd.

Eu gosto da forma como você "flexibiliza" o uso dos golpes, tipo os Pokémon do Grayson desviando o Aerial Ace e tal, deixa a batalha muito mais complexa e interessante do que simplesmente ver quem dá o tapa mais forte um no outro. Porém eu achei meio cômico como o Primeape tava putasso e no final ele conteve o golpe contra o Muddy, deve ter reconhecido que ele é o melhor personagem da fic até agora -q. Falando nisso, eu gostei especialmente do desempenho do Muddy, que aliás, não sei como mas você conseguiu me fazer imaginar um fucking girino que eu nunca dei a mínima de forma extremamente fofa. Ele animando o Noctowl aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa enfim vamo prosseguir logo.

Achei legal a forma como a policial conteve o incêndio, botou tudo em ordem com o Ursaring, eu achei que o incêndio ia dar merda e chegar até à cidade, mas felizmente foi controlado. Sobre a Emma...................... também achei legal a forma que ela foi introduzida agora, apesar de não lembrar como foi da outra vez, acho que foi durante uma invasão de Pokémon na cidade. Sinto obrigação de ressaltar (até pq eu cobrei isso antes mwahahaha) o quanto esses detalhes da história da Pastelaria e da cidade onde ela se encontra enriquecem a fic, é muito legal de ver.

Bom, por ora é isso, aguardando o próximo cap pra comentar em cima da hora de novo o/

________________
Pokémon – Project: Retype - Página 2 PJypt9G
Sign by Done

Fics:

AMV:
Shiota
Shiota
Fanfic Mod
Fanfic Mod

Masculino Idade : 20
Alerta Alerta :
Pokémon – Project: Retype - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Pokémon – Project: Retype - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pokémon – Project: Retype - Página 2 Empty Re: Pokémon – Project: Retype

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum